Página 1 de 212

Museu da República e Colégio Pedro II assinam termo de cooperação

Interior do Museu da República no Rio

Interior do Museu da República/Ibram no Rio

O Museu da República (Ibram/MinC) e o Colégio Pedro II, ambos no Rio de Janeiro (RJ), formalizaram os termos da parceria de estímulo à iniciação científica existente há dois anos entre as instituições.

A assinatura do acordo foi feita pela diretora do Museu da República, Magaly Cabral, pelo reitor Oscar Halac, e pelo diretor de Pesquisa do Colégio Pedro II, Jorge Fernando de Araujo, na última semana. O extrato do termo foi publicado do Diário Oficial na segunda-feira (2).

Com a formalização do acordo, o Colégio Pedro II passará a oferecer bolsas de iniciação científica para os estudantes envolvidos, e também para o Museu da República. Magaly Cabral, que foi estudante do Pedro II, explicou como funciona o projeto. “Incialmente os alunos percorrem os bastidores do museu e se informam sobre as diversas atividades que o museu desenvolve na suas diversas áreas. Depois de conhecerem os bastidores, eles escolhem em que área querem se especializar”.

Atualmente, 12 estudantes do Colégio Pedro II participam do projeto. O diretor Jorge Fernando destacou os benefícios da iniciação científica para os estudantes. “Eles precisam ser ‘despertados’, ter sua vocação estimulada. Quem sabe não estimulamos futuros historiadores, museólogos ou arquivologistas?”, comentou.

Texto: Ascom Colégio Pedro II
Edição: Ascom/Ibram
Foto: Museu da República/Divulgação

Acervos Digitais: resultado da parceria entre Ibram e Google no 7º FNM

Uma foto  da família imperial na varanda da casa da princesa Isabel, em Petrópolis (RJ), feita por Otto Hess. O processo de criação da obra Navio  de Emigrantes (foto) do pintor Lasar Segall. Os estudos para figurino da pesquisadora Sofia Jobim . A partir de hoje (30), coleções de cinco museus da rede do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) estão disponíveis ao público no Google Arts & Culture.

NavioEmigrantes_Segall-300x248

O resultado da pareceria Google-Ibram será apresentado durante o 7º Fórum Nacional de Museus (FNM) – cuja abertura acontece nesta terça-feira (30), a partir das 19h, no Centro de Eventos da PUC-RS em Porto Alegre.

Ao todo, são mais de 1,3 mil obras e 18 exposições virtuais entre o acervo digitalizado do Museu Lasar Segall (SP), Museu Histórico NacionalMuseus Castro MayaMuseu Nacional de Belas Artes e Museu Imperial (RJ).

Ampliação do acesso
A digitalização tem como objetivo promover os museus brasileiros e seus acervos, democratizando o acesso ao vasto patrimônio que as instituições preservam.

Responsável por uma rede de 30 museus federais, esta é a primeira vez que objetos e coleções de seus museus estão reunidos em uma mesma plataforma digital de grande alcance, já que o Google Arts & Culture reúne hoje acervos de mais de mil museus e instituições de arte e cultura de todo o mundo.

Nesta primeira fase, mais de 450 obras dos museus Ibram foram capturadas com a Art Camera - câmera que digitaliza em alta resolução (gigapixels) e revela detalhes de obras e objetos que passariam despercebidos a olho a nu. Também é possível passear pelos museus do Ibram graças à tecnologia Google Street View.

Durante o 7º FNM, os participantes poderão interagir com os acervos e narrativas preparadas para esta fase do projeto por meio de telas touch screen. Apenas no dia 31 (quarta), a ArtCamera também poderá ser vista de perto pelos participantes.  Mais informações sobre o projeto estarão disponíveis em material impresso distribuídos pelo Google no Brasil.

Texto: Google Brasil
Edição: Ascom/Ibram
Imagem: Museu Lasar Segall/Ibram

Ibram lança chamada para parcerias com foco em aplicativos para eventos

Ibram_logo_baixaEntre os dias de 27 de março e 7 de abril, o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) recebe propostas para parcerias, sem repasse de recursos financeiros, com serviços e produtos de empresas privadas atuantes na área de aplicativos (apps) para dispositivos móveis (celulares e tabletes).

O intuito é auxiliar na promoção e divulgação dos eventos coordenados pelo Ibram – como Fórum Nacional de Museus, Semana de Museus e Primavera dos Museus.

A utilização dos apps reforçará a interação entre a organização e os públicos-alvo dos eventos, melhorando a experiência dos usuários com os conteúdos e reduzindo ainda gastos com materiais impressos.

Uma ou mais empresas poderão ser parcerias, atendendo igualmente o escopo das ações de promoção dos eventos e ações do Ibram.

Cada empresa deverá desenvolver aplicativo a partir de conteúdo especialmente elaborado para a ação ou evento. Além de fornecer o aplicativo, com suporte técnico no período de realização do evento, deverá ainda prover orientações de uso ao público.

Como contrapartida será feita a inclusão das logomarcas das empresas parceiras como Apoio no material de divulgação e promoção de cada ação ou evento. Acesse a chamada e confira os requisitos mínimos para os aplicativos.

As empresas interessadas deverão entrar em contato como o Ibram pelo telefone (61) 3521.4142 ou pelo e-mail cpgii@museus.gov.br.

Texto: Ascom/Ibram

Museu Nacional de Belas Artes recebe vice-ministro da Cultura da China

O vice-ministro da Cultura da China, Yang Zhijin, esteve no Museu Nacional de Belas Artes/Ibram, no Rio de Janeiro, na última semana, para tratar de parcerias culturais.

A diretora do museu recebe a comitiva chinesa no MNBA

A diretora do museu recebe a comitiva chinesa no MNBA

A autoridade chinesa foi recebida pela diretora do museu, Monica Xexéo, e coordenadores das áreas de conservação, comunicação museológica, comunicação social e técnica.

Acompanhado da sua comitiva, o vice-ministro chinês conheceu a Galeria de Arte Brasileira do Século XIX e a Galeria de Arte Brasileira Moderna e Contemporânea.

Também visitou algumas das exposições temporárias em cartaz, como Alegoria às Artes – Leon Palliére, Escola de Belas Artes: 1816-2016 e Joaquim Lebreton e a Missão Francesa.

Na reunião com a direção do MNBA, Yang Zhijin, entre outros assuntos tratados, reforçou o desejo da China de incentivar o intercâmbio entre artistas e entre museus.

A visita ao MNBA foi uma das atividades oficiais do vice-ministro, que esteve com o ministro da Cultura Roberto Freire em Brasília. Saiba mais sobre a visita.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: MNBA/Divulgação

Ibram e Google disponibilizarão online acervos de cinco museus

Imagens em alta definição de bens culturais pertencentes aos acervos de cinco museus da rede do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) estarão disponíveis online nos próximos meses.

Museu Lasar Segall em SP é uma das instituições integradas ao projeto Ibram-Google

Museu Lasar Segall em SP é uma das instituições participantes da parceria entre Ibram e Google

Resultado de parceria entre o Ibram e a Google Inc, por meio do Projeto Google Art, a digitalização tem como objetivo promover os museus brasileiros e seus acervos, democratizando o acesso ao vasto patrimônio que essas instituições preservam.

Nesta primeira fase do projeto participam o Museu Imperial, em Petrópolis (RJ); o Museu Nacional de Belas Artes (MNBA), os Museus Castro Maya e o Museu Histórico Nacional (MHN), localizados no Rio; além do Museu Lasar Segall, em São Paulo (SP).

Inicialmente, estarão disponíveis online imagens do interior e edificação dos museus, por meio da tecnologia Street View, imagens de peças emblemáticas dos acervos de cada instituição, capturadas em alta definição (ArtCamera), além de conteúdos relacionados – como plantas baixas e dados de identificação (metadados) das obras.

Trabalho em processo
Com as imagens das galerias e edificações dos museus já capturadas, está em andamento a fotografia das obras: cerca de 100 imagens devem ser feitas em cada instituição. Com a inclusão dos metadados, a última fase será a construção das exposições virtuais que alinham as obras em torno de narrativas.

GoogleArt_Print

Projeto Google Art já possui cerca de 45 mil obras disponíveis online

O lançamento dos conteúdos digitais dos museus Ibram na plataforma Google deve acontecer durante o 7º Fórum Nacional de Museus, na cidade de Porto Alegre (RS), no mês de junho.

O Google Art é um projeto sem fins lucrativos desenvolvido pelo Instituto Cultural da Google. Com instituições parceiras em mais de 60 países, e cerca de 45 mil obras online, 26 instituições brasileiras já se encontram no projeto – como Pinacoteca de São Paulo, Museu do Amanhã (RJ), Fundação Athos Bulcão (DF) e Inhotim (MG).

A proposta é divulgar os acervos culturais, obras de arte e documentos históricos que estão fisicamente em museus e instituições de todo o mundo por meio da rede mundial de computadores, ampliando sua acessibilidade para pessoas no mundo inteiro. Saiba mais.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Ibram/Divulgação

Ibram e México firmam parceria para mostra inédita no Brasil

IMG_6396O Ibram e o Instituto Nacional de Antropologia e História (INAH) do México firmaram, nesta sexta-feira (8), acordo para trazer uma exposição inédita para o país. A mostra, Magia do Sorriso no Golfo do México será sediada no Museu Histórico Nacional, no Rio de Janeiro, e faz parte da programação do Museu para as Olimpíadas.

A mostra é composta por um acervo de 114 itens, sendo 4 deles esculturas duplas, totalizando 118 objetos. Os objetos são esculturas de cerâmica encontradas em sítios arqueológicos na região de Remojadas, atual estado de Veracruz, no México. As figuras mais conhecidas de Remojadas são denominadas “sorridentes” (caritas sonrientes), por se tratarem de figuras com sorrisos abertos em rostos delineados. Em geral são estátuas de homens ou mulheres de rostos sorridentes, muitas vezes segurando instrumentos musicais como flautas, apitos e ocarinas. De algumas, restam apenas as cabeças sorridentes.

A Embaixada do México no Brasil foi responsável por organizar a exposição e atuou sempre na interlocução entre IBRAM e INAH. Para a Embaixadora do México no Brasil, Beatriz Paredes, a parceria é importantíssima. “Este acervo sairá do México para uma exposição no exterior pela primeira vez, o que sinaliza o potencial de estabelecimento de grandes parcerias no setor cultural entre Brasil e México, e reafirma a importância dada por ambos países ao sucesso desta exposição”, afirmou durante a reunião.

Durante os Jogos Olímpicos, o MHN sediará a Casa México, um parceria com a Embaixada do México no Brasil, o Consulado do México no Rio de Janeiro e o Comitê Olímpico Mexicano.

A exposição Magia do Sorriso no Golfo do México constituirá uma das principais atividades realizadas pelo Museu Histórico Nacional para o período dos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro, e será seguida por um calendário de palestras e atividades adicionais que está sendo organizado pelo museu.

Também estão programadas as mostras México 68-Rio 2016, que abordará o ambiente gráfico que constitui a marca das duas Olimpíadas e Frida e Eu, que se dirige ao público infantil de 5 a 10 anos para promover a compreensão da linguagem da arte moderna por meio da vida e obra da artista mexicana Frida Kahlo.

Para o diretor do MHN, Paulo Knauss, a relação entre Brasil e México e a cultura dos dois países vai estar muito bem representada no Museu, que também receberá mostras bem brasileiras. “O MHN vai receber também a exposição Guerra do Contestado, arte e história por Hassis que trata a história de um dos conflitos sociais mais violentos da história do Brasil que se desenvolveu entre 1912 e 1916 e Brasil na arte popular – 40 anos do Museu Casa do Pontal.”

 

 

Museus brasileiros recebem mais de 2200 obras doadas pelo Itaú Cultural

O Instituto Brasileiro de Museus, em mais uma parceria com o Itaú Cultural, intermediou a doação de obras de arte às secretarias de cultura e sistemas de museus dos estados para distribuição a museus e demais acervos públicos do país. A iniciativa objetiva, dentre outras coisas, a formação e ampliação de acervos públicos brasileiros.

Uma primeira ação neste sentido aconteceu em 2013, com a doação de 500 obras pelo Itaú Cultural a cinco estados brasileiros: São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Pernambuco. Agora, em 2015, o Ibram articulou e acertou a destinação de cerca de 2200 obras a 11 estados brasileiros: Bahia, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Pernambuco, São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, assim definidos especialmente em função da existência de sistemas de museus estruturados e do montante de museus no estado. São, quase na sua totalidade, gravuras, nas mais variadas técnicas: lito, xilo, serigrafia e metal, de artistas brasileiros e estrangeiros.

Carlos Roberto Brandão, presidente do Ibram, vê a parceria como importante para a ampliação do acesso a bens culturais pela população brasileira. “Esta ação presenteia a população que terá acesso a obras de diversos artistas e fortalece os museus à medida que ampliam o seu acervo”.

Para o Itaú Cultural, a ação colabora para a democratização do acesso a cultura e em ampliar a missão do instituto, de gerar experiências transformadoras no mundo da arte e da cultura brasileiras.

A doação será feita para os estados, que serão responsáveis por encaminhar as obras para os museus selecionados.

Ibram busca parcerias para a divulgação da Semana Nacional de Museus

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC) busca celebrar parcerias com serviços e produtos de empresas públicas e privadas para auxiliar na promoção e divulgação da 14ª Semana Nacional de Museus (SNM). Como contrapartida, será feita a inclusão da logomarca das empresas parceiras no material de divulgação produzido para a promoção e divulgação da 14ª SMN. As empresas interessadas deverão entrar em contato pelo telefone (61) 3521-4112 ou pelo e-mail semana@museus.gov.br, no período de 23 de novembro de 2015 a 15 de fevereiro de 2016.

A exemplo de ações realizadas em edições anteriores, o Ibram pretende firmar parcerias com empresas de aviação civil, de telefonia móvel, de fabricação de artigos do vestuário, de redes sociais, e de outros ramos, que possam por meio de suas próprias ações de comunicação, alcançar um número maior de público, potencializando, assim, a divulgação da Semana de Museus.

Anualmente, a Semana Nacional de Museus acontece em comemoração do Dia Internacional de Museus (18 de maio) quando instituições de todo o país promovem atividades em torno de um mesmo tema, e tem como objetivos valorizar os museus brasileiros e intensificar a relação dos museus com a sociedade. Em 2016, a Semana acontecerá de 16 e 22 de maio, com o tema Museus e paisagens culturais.

O evento é responsável por um aumento significativo na visitação das instituições culturais participantes no período. Além de incentivar a dinamização da economia local, a temporada cultural também promove a geração de mídia espontânea, por meio da publicação de matérias sobre a Semana de Museus, em veículos de comunicação por todo o país.

Saiba mais sobre a Semana Nacional de Museus

Parcerias: Ibram dará apoio técnico para projetos de museus goianos

Por ocasião da entrega da reforma do Museu das Bandeiras, em Goiás (GO), no último domingo (2), o presidente do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), Angelo Oswaldo, também visitou os municípios goianos de Pirenópolis e Corumbá de Goiás, onde foram pactuadas parcerias para apoio técnico do órgão aos museus locais.

Em Corumbá de Goiás, Oswaldo participou de encontro com o prefeito da cidade, Célio Fleury, e os secretários municipais de Cultura e Educação.

Durante a reunião, que contou ainda com a presença da historiadora Maria do Carmo Gouveia de Moraes, foi discutido o projeto de criação, na cidade, do Museu de Arte Sacra de Nossa Senhora da Penha de França – para o qual o Ibram assegurou o fornecimento de apoio técnico.

Representantes do Ibram e da prefeitura de Corumbá em visita à igreja reformada

Representantes do Ibram e da prefeitura de Corumbá visitaram igreja recém-restaurada

O novo museu será sediado na Igreja Matriz de Nossa Senhora da Penha de França, recém restaurada com o apoio do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

A igreja, cuja construção foi iniciada em 1750, é considerada um exemplar da arquitetura colonial dos primeiros anos de ocupação do centro-oeste brasileiro.

Patrimônio local
Em Pirenópolis, o encontro do presidente do Ibram foi com o prefeito local, Nivaldo Melo, e os secretários de Cultura, Educação e Turismo, além do colecionador Augusto César Bittencourt, criador do Museu Rodas do Tempo, que está situado na cidade e expõe acervo de bicicletas, scooters e motocicletas.

Com os encontros, o Ibram dá início à cooperação entre o órgão e os municípios de Goiás (antes Cidade de Goiás), Corumbá e Pirenópolis para apoio técnico no desenvolvimento de museus locais.

“Temos valorizado o patrimônio histórico goiano, que está na órbita de três grandes cidades – Brasília, Anápolis e Goiânia – e por isso pode incrementar a visitação aos museus da região, gerando recursos para as cidades históricas”, ressaltou Angelo Oswaldo.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Maria do Carmo Gouveia/divulgação

Matéria relacionada
Ibram recebe Museu das Bandeiras após reforma do Iphan

Parceria: Museu do Louvre quer realizar exposições no Brasil

A relação entre França e Brasil deve ser ampliada no campo das artes após a visita ao país, na última semana, de uma delegação do Museu do Louvre com o propósito de estabelecer parcerias e detectar espaços capazes de receber exposições. O Louvre foi o museu de arte mais frequentado do mundo em 2013, com mais de 9,3 milhões de visitantes, segundo a publicação The Art Newspaper.

Delegação Louvre

Delegação do Louvre esteve no Brasil na última semana e reuniu-se com o presidente do Ibram (ao fundo)

Formada por Alberto Vial, Conselheiro Diplomático, o curador Pascal Torres, Sophie Kammerer, Chefe de Serviço de Consultoria, e a diretora de Programação Cultural,  Aline François, a equipe fez visitas técnicas a todas as unidades do Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), localizadas em Belo Horizonte, Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo.

Na sexta (10), o presidente do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), Angelo Oswaldo, recebeu a delegação em Brasília. “Vamos organizar em 2015 um seminário para discutir temas importantes da museologia contemporânea, como gestão de riscos, arquitetura e museografia, por exemplo”, citou Oswaldo.

“O museu tem uma expertise reconhecida em todo o mundo e, certamente, este conhecimento será importante para os museus brasileiros”. Além disso, Angelo Oswaldo destaca ainda essa aproximação com o Brasil como uma ponte do museu francês com o espaço ibero-americano por meio do Programa Ibermuseus – cuja presidência é do Brasil até 2015.

Escola do Louvre
Em 2012, o Ibram estabeleceu com a Escola do Louvre um convênio voltado ao aperfeiçoamento de profissionais por meio de intercâmbio. Ano passado, as três primeiras brasileiras selecionadas em chamada pública participaram do Seminário Internacional de Verão de Museologia da Escola do Louvre (Siem) e fizeram ainda estágio em museus franceses.

Museu Nacional de Belas Artes integra a rede Ibram no Rio

O Museu Nacional de Belas Artes integra a rede Ibram no Rio

Agora chegou a vez das francesas no Brasil. Nos últimos três meses, Caroline Giecold, Maxime Porto e Sophie Hermann acompanharam, respectivamente, o dia a dia nos Museu Histórico Nacional (MHN), Museu de Arte do Rio (MAR) e Museu Nacional de Belas Artes (MNBA), todos no Rio.

As duas primeiras já retornaram à França e Sophie Hermann permanece até domingo (19). Segundo ela, a experiência brasileira foi muito interessante em vários aspectos.

“Na Europa, é tudo linear [no campo das artes]; aqui, há núcleos de pensamento, pontos de vista. O que mais me chamou a atenção foi a grande diversidade na maneira de pensar a história da arte,” conta a estudante que, com esta experiência, conclui o seu curso na Escola do Louvre.

Para a coordenadora-técnica do Ibram no MNBA, Daniela Matera, a estudante se empenhou em entender a arte brasileira contemporânea, “que chama bastante atenção lá fora”, e se encantou com a história da arte brasileira. “Eu daria nota 10 para a sua atuação e acredito ainda que conseguimos contribuir para a formação dela”, finaliza Matera.

Texto e fotos: Ascom/Ibram

Página 1 de 212