Sistemas

Sistema Brasileiro de Museus – SBM, criado pelo decreto n° 5.264, de 5 de novembro de 2004, e revogado pelo decreto nº 8.124, de 17 de outubro de 2013, o SBM é um marco na atuação das políticas públicas voltadas para o setor museológico, onde cumpre uma das premissas na Política Nacional de Museus. Sua finalidade é facilitar o diálogo entre museus e instituições afins, objetivando a gestão integrada e o desenvolvimento dos museus, acervos e processos museológicos brasileiros. Além disso, propicia o fortalecimento e a criação dos sistemas regionais de museus, a institucionalização de novos sistemas estaduais e municipais de museus e a articulação de redes temáticas de museus.

O Cadastro Nacional de Museus – CNM tem por objetivo conhecer e integrar o campo museal brasileiro por meio da coleta, registro e disseminação de informações sobre museus. Atualmente o Cadastro adota a plataforma dos Mapas Culturais e disponibiliza suas informações através da plataforma Museusbr. Para conhecer o Mapa dos Museus visite www.museus.cultura.gov.br

Formulário de Visitação Anual – FVA foi lançado em fevereiro de 2015 pelo Ibram para que os museus brasileiros possam enviar suas informações sobre o quantitativo anual de visitação de maneira padronizada e organizada, conforme determinado na Lei nº 11.904/2009 e no Decreto nº 8.124/2013. O período de preenchimento acontece anualmente de fevereiro a abril. O formulário é bastante simples e pode ser preenchido em menos de 5 minutos. Para obter outras informações, acesse a página do projeto Museus & Público. Lá você terá acesso aos fôlderes explicativos e ao vídeo sobre o tema. Em caso de dúvidas, estamos à disposição através do email cpai@museus.gov.br, ou pelos telefones (61) 3521‐4410 e (61) 3521‐ 4311.

O Cadastro de Bens Musealizados Desaparecidos – CBMD reúne informações sobre itens desaparecidos de acervos pertencentes aos museus. O cadastro tem como objetivo possibilitar o rastreamento, a localização e a recuperação desses bens. A criação de uma base de dados nacional relativa aos bens de museus é um passo importante no combate aos roubos de bens culturais. O objetivo é coibir o comércio ilegal de arte brasileira.

O Sistema de Gerenciamento de Informações – SGI é um sistema que proporciona ao Ibram transparência, agilidade e controle de suas ações administrativas por meio da consulta e do acompanhamento de documentos produzidos e/ou recebidos pela instituição. A pesquisa pode ser realizada pelo número de protocolo do documento e/ou processo pelo interessado ou pelo campo livre.