Ibram abre seleção pública para novo diretor do Museu Histórico Nacional

publicado: 19/11/2019 10h11,
última modificação: 04/12/2019 10h14

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) lançou edital de chamamento público para preenchimento do cargo de diretor do Museu Histórico Nacional (MHN), que integra a rede de museus federais do Ibram no Rio de Janeiro (RJ).

Para participar do processo seletivo é preciso ter nacionalidade brasileira, formação acadêmica em nível superior, experiência comprovada em gestão, conhecimento das políticas públicas do setor museológico e da área de atuação do museu, entre outros aspectos.

A seleção está dividida em três etapas: análise da documentação para homologação da inscrição, de caráter eliminatório; análise de currículo e plano de trabalho, de caráter classificatório, e entrevista oral, também de caráter classificatório.

A comissão de seleção será formada por no mínimo três profissionais, entre servidores públicos e especialistas, e as entrevistas ocorrerão na cidade do Rio de Janeiro.

As inscrições estão abertas até o dia 16 de janeiro de 2020. Confira a íntegra do edital e seus anexos na página do Ibram: http://www.museus.gov.br/acessoainformacao/o-ibram/trabalhe-conosco/publicos/.

Fundado em 1922, durante as comemorações do centenário da Independência do Brasil, o MHN é um dos importantes museus de história do país, responsável pela preservação de mais de 300 mil itens museológicos, arquivísticos e bibliográficos.

Desde 2015, Paulo Knauss, doutor em História e professor da Universidade Federal Fluminense (UFF), é o diretor do MHN.

Texto: Ascom MHN
Foto: José Caldas