Exposição indígena Ymaguaré no Forte Defensor Perpétuo (RJ)

O 14º Ymaguaré – Mitos e Lendas Indígenas, evento que reúne a etnia Guarani e outros povos da Mata Atlântica, aconteceu de 9 a 11 de dezembro no Forte Defensor Perpétuo/Ibram, em Paraty (RJ). Uma exposição com alguns dos melhores trabalhos dos artesãoes dessas comunidades fica em exibição no Salão da Tropa do Museu Forte Defensor Perpétuo até 17 de fevereiro.

O encontro foi marcado pelo lançamento do documentário Tupã Rembiapó, registro dos costumes da aldeia de Paraty-Mirim, realizado pela Associação Nhandeva, pela apresentação do coral de Paraty-Mirim e Araponga, além de oficinas de cestaria, dança e arco-e-flecha, e concursos de esculturas, cestaria indígena e tradicional.

O concurso de cestaria tradicional (Viejo Award), que teve o apoio do Poeh Center do Pueblo de Pojouaque (Novo México, EUA), premiou os artesãos Ronaldo Rodrigues, de Paraty-Mirim, e Marciana Oliveira, da aldeia de Araponga, na categoria de Cestaria Indígena, e Isaque Oliveira e Sebastião da Silva, no concurso de Esculturas de Madeira.

O Ymaguaré integra o calendário cultural de Paraty desde 2003. Em 2004, foi considerado um dos dez melhores projetos culturais do Estado de Rio de Janeiro no concurso Cultura Nota 10, promovido pela Secretaria de Cultura do Estado do Rio em parceria com a Unesco.

O 14º Ymaguaré é realizado pela Associação Artística Cultural Nhandeva, este ano em parceria com o Museu Forte Defensor Perpétuo/Ibram. O evento conta com apoio da Secretaria de Cultura do Estado do Rio de Janeiro, da Prefeitura Municipal de Paraty, do Museu do Índio/Funai e do Iphan/MinC.

Texto e fotos: Divulgação Forte Defensor Perpétuo

Museu Forte Defensor Perpétuo celebra cultura indígena de Paraty (RJ)

No dia 9 de dezembro, o Museu Forte do Defensor Perpétuo/Ibram abre suas portas para celebrar mitos e lendas das culturas indígenas da região de Paraty (RJ).

A 14ª edição do Ymaguaré será aberta às 17h com a exposição e o filme Tupã Rembiapó, além da apresentação do coral Paraty Mirim. A exposição pode ser visitada até 17 de fevereiro de 2012.

No dia 10 estão previstas oficinas de cestaria, que também acontece no dia 11, dança e arco-e-flecha. Às 17h começam os concursos de cestaria indígena e esculturas guarany. Acontece também a apresentação do coral da Aldeia Araponga. Todas as atividades são gratuitas. Veja a programação completa.

Reunião anual que ocorre desde 1997, sempre no mês de outubro, a ideia do Ymaguaré surgiu de um grupo de artistas que frequentavam as três comunidades indígenas da região de Paraty (Araponga, Bracuí e Paraty Mirim) e decidiram juntar forças para mostrar o trabalho das aldeias.

Texto e foto: Divulgação MFDP/Ibram