“Museum Week” celebra cultura e museus na internet

logo-Museum-Week-2015-klDurante a próxima semana (23 a 29 de março), museus e instituições culturais de todo o mundo serão protagonistas de mais uma edição da “Museum Week”.

Promovida por gestores comunitários de museus e instituições culturais francesas em colaboração com o Twitter, a ação pretende utilizar a internet para celebrar os museus e agregar-lhes um público mais amplo, de forma divertida e participativa.

O desafio é estimular o público a postar e a compartilhar, durante uma semana, suas impressões sobre os museus, aproveitando para disseminar informações curiosas, de bastidores, e que são pouco conhecidas do público. Durante a semana, os museus participantes devem tuitar sobre temas pré-definidos para cada dia com #MuseumWeek, que será usada mundialmente.

Para participar, basta fazer a inscrição gratuita e online de sua instituição. Saiba mais.

Mês do Museólogo nas Redes Sociais: conheça os ganhadores

Por conta das celebrações em torno do Dia do Museólogo, cuja data nacional é 18 de dezembro, o Ibram/MinC lançou no final de 2011 uma ação voltada a divulgar as publicações do instituto nas redes sociais.

Para participar, bastava seguir o perfil do Ibram no microblogue Twitter , na página de relacionamento no Facebook ou no canal de vídeo no Youtube e compartilhar um conteúdo relacionado à profissão de museólogo, aos museus da rede Ibram/MinC ou museus brasileiros de forma geral.

A intenção foi ampliar o conhecimento do público sobre a presença do instituto nas redes sociais digitais, assim como dar visibilidade para publicações como livros, revistas e guias, realizadas pelo Ibram – disponíveis para baixar gratuitamente .

Segue a lista dos ganhadores. Não houve premiação para participações no canal Youtube. Após contato com os selecionados, as publicações serão enviadas via Correios, de acordo com o regulamento. Outras informações pelo endereço eletrônico ascom@museus.gov.br.

Ganhadores Twitter Publicações
Guia Mutz Museus em Números
Museu das Minas e do Metal Segurança em Museus
Fernanda Porto Revistas Museália
Rhayza Morganna Revistas Musas

 

Ganhadores Facebook Publicações
Marta Amato Museus em Números
Eibby Rosillo Guia dos Museus Brasileiros
Carolina Biberg Política Nacional de Museus

Instituto Brasileiro de Museus amplia comunicação via redes sociais

O Instituto Brasileiro de Museus  inicia este mês sua presença nas redes sociais digitais por meio de três canais: Twitter, Facebook e Youtube.

Além de focar na aproximação com o público em geral, a proposta de utilização das redes sociais pelo Ibram/MinC pretende reforçar a comunicação com os museus brasileiros, divulgando a ampla programação de atividades desenvolvidas. De acordo com o Cadastro Nacional de Museus, o número de unidades museais no Brasil ultrapassa três mil.

Mais visibilidade às políticas públicas para o setor de museus e àquelas desenvolvidas no âmbito do Ministério da Cultura (MinC), além de instituições parceiras no Mercosul e Ibero-América, como o Programa Ibermuseus, também estão em pauta.

O uso das redes sociais também deve ampliar o canal de comunicação Fale com o Ibram,  atendendo assim um maior número de usuários.

Os perfis
A presença no Twitter (@museusbr), rede caracterizada pela atualização rápida, posts curtos e respostas instantâneas, surge com o intuito de divulgar os conteúdos relacionados aos museus brasileiros de forma ampla, às ações do Ibram/MinC, assim como divulgar as atividades da rede de 30 museus federais coordenada pela instituição.

A proposta da página no Facebook (MuseusBR) é criar uma maior sinergia entre públicos e instituições museais, promovendo movimentação em torno de eventos, editais e outras ações de política pública do Ibram/MinC.

Rede de relacionamento e troca de conteúdos, considerada a mais popular no planeta, o Facebook tem atualmente mais de 30 milhões de perfis no Brasil e agrega pessoas, instituições e empresas em torno do compartilhamento de informações.

Já o canal no Youtube (TVmuseus) tem o intuito de agregar conteúdos audiovisuais sobre museus na popular plataforma de compartilhamento de vídeos, além de disponibilizar material produzido pela rede de museus federais e pelo Ibram/MinC – como o programa Pontos de Memória e os programas Conhecendo Museus.