Museu Lasar Segall participa da 15ª SP-Arte

Durante a 15ª SP-Arte, museu lança a primeira gravura realizada no Ateliê Residência:

Durante a 15ª SP-Arte, Museu Lasar Segall lança a primeira gravura realizada em seu mais novo programa, o Ateliê Residência: “A vida dos navios”, do artista paulista Alex Cerveny.

O Museu Lasar Segall, integrante da rede Ibram em São Paulo (SP), participa até o próximo domingo (7) da 15ª edição da SP-Arte – Festival Internacional de Arte de São Paulo, que acontece no Pavilhão da Bienal (Parque do Ibirapuera).

Criado em 2005, o evento é um dos mais importantes do mercado global de artes e conta com a participação de consagradas galerias internacionais, museus e instituições culturais, proporcionando encontro criativo anual entre colecionadores, profissionais e amantes da arte e do design, além de fomento à economia criativa brasileira.

O Museu Lasar Segall lança na 15ª SP-Arte a primeira gravura realizada no Ateliê Residência, mais novo programa da instituição. A residência tem como objetivo incentivar o desenvolvimento e produção da gravura no Brasil, além de aprofundar o conhecimento sobre o museu – situado na antiga residência e ateliê do pioneiro da arte moderna brasileira nascido na Lituânia (1889-1957).

A cada ano, dois artistas serão convidados a produzir uma litografia, xilogravura ou gravura em metal no ateliê da Vila Mariana onde Lasar Segall trabalhou em suas últimas três décadas de vida, espaço paradigmático do modernismo brasileiro. A casa onde Lasar Segall viveu e seu ateliê, que hoje abriga cursos práticos e teóricos oferecidos pelo Museu Lasar Segall, foram projetados em 1932 pelo arquiteto Gregori Warchavchik, concunhado do artista e precursor da arquitetura moderna no Brasil.

O primeiro artista convidado pelo programa é Alex Cerveny, nascido em São Paulo em 1963. Na 15ª SP-Arte, o Museu Lasar Segall apresenta ao público sua obra A vida dos navios (20 x 24,5 cm), água-forte de 2018 produzida em edição de 30 exemplares. A obra faz referência às muitas viagens que Lasar Segall, emigrado para o Brasil devido à perseguição aos judeus na Europa, empreendeu durante sua vida.

Além do lançamento, o museu participa da edição 2019 da SP-arte com publicações e reimpressões de gravuras de Lasar Segall. Saiba mais sobre a SP-Arte e visite o Museu Lasar Segall.

Nota sobre cobrança de taxa a obras de arte nos aeroportos brasileiros

Desde que tomou conhecimento, através da direção da SP – Arte, sobre alteração da sistemática, por parte das concessionárias dos aeroportos brasileiros, de cobrança de taxa de armazenagem de carga de bens admitidos em Regime de Admissão Temporária, o Instituto Brasileiro de Museus – Ibram tem solicitado atenção da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) à questão.

No dia 23 de março, encaminhou ofício registrando que:

A SP – Arte, assim como outras Feiras de Arte que ocorrem no país, têm desempenhado nos últimos anos relevante papel no cenário cultural, contribuindo não só para a dinamização do circuito das artes visuais, mas igualmente para a consolidação dos acervos dos museus brasileiros por meio de programas de doação de obras.

Acrescente-se ainda a significativa contribuição desses eventos para a ampliação do turismo cultural no Brasil, e teremos assim visão da extrema relevância dessas iniciativas no campo da economia da cultura.

Nesse sentido, solicita que elas continuem a receber o reconhecimento de eventos cívico-culturais – a que merecidamente fazem jus pelas razões acima expostas – de maneira a garantir a continuidade de suas atividades, em prol da cultura brasileira.