Página 1 de 212

Casa dos Ottoni recebe exposição itinerante Minas em Postais

DSC04840O Museu Regional Casa dos Ottoni (Ibram/MinC), no Serro (MG), recebe a partir desta quinta-feira (7), a exposição Minas em Postais. A mostra é uma parceria da Associação das Cidades Históricas de Minas Gerais com a Prefeitura de Serro-MG e fica em cartaz no museu até 21 de setembro.

Gratuita e livre para todos os públicos, a exposição apresenta diversos postais das Cidades Históricas de Minas com imagens de bens culturais de natureza material e imaterial, compostos por artes, edificações, paisagens, conjuntos históricos, sítios arqueológicos, saberes, ofícios e modos de fazer, celebrações, lugares e formas de expressão.

O objetivo da mostra, que é itinerante, é fazer com que o público compreenda, valorize e reconheça os bens culturais mineiros como parte integrante de seu patrimônio cultural.

Casa dos Ottoni comemora número de visitantes no primeiro semestre

Na cidade do Serro (227 km de Belo Horizonte, Minas Gerais), o Museu Regional Casa dos Ottoni/Ibram comemora os números de visitação alcançados durante o primeiro semestre deste ano.

Museu Casa dos Ottoni (MG)

Museu Regional Casa dos Ottoni na cidade de Serro (MG)

“Os resultados foram excelentes e tivemos o 2º melhor primeiro semestre dos últimos anos, ficando atrás apenas do ano de 2013”, explica o diretor do museu Carlos Xavier.

Maio foi o mês em que o museu recebeu o maior número de visitantes. Quintas, sextas e sábados foram os dias mais procurados para visitas. 90% do público é de Minas Gerais – sendo que 61% do próprio Serro. Ou seja, o museu, além de sua característica regional, mostra-se também um espaço de integração com a comunidade local.

E os visitantes estrangeiros também têm aparecido: no primeiro semestre de 2017, 80% deles foram alemães – seguidos de longe por italianos, gregos e norte-americanos.

Mapeamento

O museu finalizou o mapeamento topográfico dos objetos existentes no seu acervo: isto é, todos os objetos tiveram sua localização específica determinada. A ação é considerada essencial tanto para a segurança quanto para o controle do acervo. “Com isso foi possível a elaboração de catálogo ilustrado de todo o acervo museológico”, explica a museóloga Rosalina Assis.

O Museu Regional Casa dos Ottoni ocupa uma construção do século XVIII. Sua origem histórica está ligada aos Ottoni, descendentes de um ramo da família do bandeirante paulista Fernão Dias Paes Leme. Criado em 1949, o museu abriga acervo formado, principalmente, por imagens de arte católica e por objetos que fazem parte da história da família Ottoni e da cidade.

O museu está localizado na Praça Cristiano Ottoni, 72, e funciona de terça a sábado, das 10h às 18h; e domingos e feriados, das 8h às 12h. Outras informações pelo endereço eletrônico mrco@museus.gov.br ou pelo telefone (38) 3541-1440.

Texto e foto: Ascom/Ibram

Religiosidade, fé e arte são exploradas em mostra na Casa dos Ottoni

Cartaz Claudio JPEG“Faces da Paixão” é a nova exposição temporária do Museu Regional Casa dos Ottoni (Ibram/MinC), no Serro (MG). A mostra busca explorar a religiosidade, a fé e a arte que são latentes nas ruas, ladeiras e casarios das cidades históricas de Minas. A exposição será aberta no dia 16 de março e fica em cartaz até 4 de abril.

A exposição é composta por imagens de autoria de Cláudio Luciano Ferreira confeccionadas com materiais diversos, tais como isopor, biscuit, tecido, madeira e latas de alumínio. O artista é autodidata e possui particular interesse pela arte sacra e pelo Barroco Mineiro, o que confere às suas criações a característica expressão repleta de dor e sofrimento, dentre outros aspectos estilístos. Profundo conhecedor do acervo de arte sacra de Serro e de sua cultura religiosa, Cláudio procura, através de sua arte, pretender passar às pessoas a fé e o magnetismo de apreciar o belo. Além dessas peças, serão expostos alguns crucifixos pertencentes ao acervo do Museu Regional Casa dos Ottoni e obras da Paróquia de Nossa Senhora da Conceição.

O Museu Regional Casa dos Ottoni funciona de terça a sábado de 10h às 18h e aos domingos e feriados, de 9h às 12h. O Museu fica Praça Cristiano Ottoni nº 72, no Serro.

Casa dos Ottoni comemora aniversário do Serro com mostra de artista local

Cartaz2O Museu Regional Casa dos Ottoni/Ibram comemora o aniversário de 314 anos do Serro com a mostra Serro de Minas Gerais. A exposição será aberta na próxima quinta-feira, 28 de janeiro e segue até 28 de fevereiro.

Telas em nanquim e aquarela compõem a mostra do artista plástico Rafael Múcio. Nesta exposição o artista homenageia a cidade do Serro e também os distritos, com pinturas dos principais trechos da estrada real e paisagens que são símbolos de Minas Gerais e patrimônio mundial.

O Museu

O Museu Regional Casa dos Ottoni ocupa uma construção do século XVIII, na cidade do Serro. Sua origem histórica está ligada aos Ottoni, descendentes de um ramo da família do bandeirante paulista Fernão Dias Paes Leme. Criado em 1949, o museu abriga acervo formado, principalmente, por imagens de arte católica (como as imagens de roca que saíam na Procissão de Cinzas e as que pertenceram à demolida igreja de Nossa Senhora da Purificação.

Museu Regional Casa dos Ottoni recebe obra em homenagem a Mestre Valentim

garca_ottoniO Museu Regional Casa dos Ottoni (Ibram/MinC), no Serro (MG) recebe réplica de obra em homenagem a Mestre Valentim. A cerimônia de recebimento abre a programação da 13ª Semana de Museus do Museu e acontecerá nos jardins da Casa dos Ottoni, no dia 16 de maio de 2015 às 10h.

Doada ao MRCO pela Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração e pela Associação dos Amigos do Serro, a obra remete ao par de esculturas de autoria do Mestre Valentin, intituladas “Garças de Mestre Valentim”, ou “Aves Pernaltas” (ou saracuras, ou íbis, ou marrecas) cujos originais localizavam-se na “Fonte dos Amores”, no Passeio Público do Rio de Janeiro. Em 1905, foram transferidas para o Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Em 1997, essa instituição criou o Memorial Mestre Valentim, que inclui outras esculturas de sua autoria, para dar maior proteção e condições de conservação ao conjunto escultórico de Mestre Valentim.

Valentim da Fonseca e Silva nasceu na cidade do Serro em 1745. O artista aprendeu o ofício de toreuta (escultor, entalhador de pedra, metal ou madeira) em Portugal, para onde foi levado por seu pai em 1748. De volta ao Brasil, em 1770, instalou-se no Rio de Janeiro, então capital do Vice-Reino do Brasil. Foi nessa cidade que desenvolveu sua produção artística, de caráter escultórico, arquitetônico e urbanístico. Dentre seus trabalhos, destacam-se obras civis – como o projeto e a execução do Passeio Público do Rio de Janeiro e de vários chafarizes – e religiosas, tais como trabalhos de talhas e imaginária em igrejas cariocas.

Texto: Ascom Ibram

Faces do Serro: Casa dos Otttoni abre exposição na quinta (29)

Na quinta (29), o Museu Regional Casa dos Ottoni (MRCO/Ibram), localizado na cidade de Serro (MG), abre, às 19h, a exposição Faces do Serro.

Museu Casa dos Ottoni (MG)

Nova exposição abre no MRCO no dia 29 de janeiro

Nessa noite, acontece bate papo sobre as oficinas realizadas entre o fotógrafo Lorí Figueiró e participantes fotografados para a exposição. A seguir, serão apresentados dois vídeos making of, relatando as oficinas.

Logo depois está programada a apresentação de quatro grupos folclóricos de Serro: Marujos, Caboclos, Catopês e Caixa de Assovios. As atividades acontecem no jardim do museu e será encerrada com um coquetel às 20h30.

Após a abertura, os visitantes poderão conhecer o resultado das oficinas com 25 imagens, que ficam em cartaz até 1º de março.

O Museu Regional Casa dos Ottoni localiza-se na Praça Cristiano Ottoni, 72 – Praia. E funciona de terça a sábado, das 10h às 18h; e domingos e feriados, das 8h às 12h. Outras informações pelo telefone (38) 3541.1440.

Texto: Divulgação MRCO
Foto: Banco de Imagens Ibram

Museu Regional Casa dos Ottoni fecha para obras a partir do dia 12

O Museu Regional Casa dos Ottoni (MRCO/Ibram), localizado na cidade de Serro (MG), fecha parcialmente a partir do dia 12 de março para execução de serviços para recuperação da cobertura do edifício. A obra está inserida no projeto de revitalização dos museus Ibram, iniciado no final de 2013.

Museu Casa dos Ottoni (MG)

O museu mineiro ficará parcialmente  fechado para obras de revitalização

Em reunião realizada entre a diretoria do museu, arquitetas do Ibram e o engenheiro representante da empresa licitada para a execução dos serviços, foi definido que para garantir a segurança de funcionários, visitantes, acervos e equipamentos, o segundo pavimento do museu e o jardim serão fechados no período de execuções das obras ou até quando não oferecerem riscos.

Os serviços administrativos internos não serão interrompidos. A previsão para conclusão das obras é de quatro meses.

O MRCO ocupa uma construção do século XVIII, na cidade do Serro. Sua origem está ligada aos Ottoni, descendentes de um ramo da família do bandeirante paulista Fernão Dias Paes Leme. Criado em 1949, o museu abriga acervo formado, principalmente, por imagens de arte católica.

Semana de Museus 2014
Durante a temporada nacional de eventos, entre os dias 12 e 18 de maio, o MRCO desenvolverá atividades fora do espaço do museu, aos moldes de outros museus Ibram que, também em obras de modernização, têm realizado ações com entidades culturais parceiras.

No dia 15 de maio, na Praça João Pinheiro, no Serro, acontece show musical, das 20h às 21h30. No dia 16 será aberta a exposição itinerante Além dos muros, no Centro Cultural do Distrito de Milho Verde, e acontece ainda uma oficina em torno da exposição, voltada para crianças, das 14h às 17h, e apresentação musical no Largo da Igrejinha do distrito, das 18h às 19h30.

Encerrando as atividades durante a 12ª Semana de Museus, no dia 17 de maio é a vez da Associação do Distrito São Gonçalo do Rio das Pedras receber a exposição itinerante, a oficina para crianças e show, das 18h às 19h30, no Largo do Comércio do distrito.

Para outras informações, o Museu Regional Casa dos Ottoni pode ser contatado pelo telefone (38) 3541.1440 ou pelo endereço eletrônico mrco@museus.gov.br.

Texto: Divulgação MRCO
Edição e foto: Ascom/Ibram

Pesquisa: Museu Casa dos Ottoni tem aumento no número de visitantes

Museu Casa dos Ottoni (MG)

Museu Casa dos Ottoni: aumento da visitação durante eventos nacionais

O público visitante do Museu Casa dos Ottoni/Ibram, situado na cidade do Serro (MG), teve um crescimento de 30% nos últimos três anos. O resultado vem de pesquisa realizada pela equipe do museu a partir de dados de visitação do triênio 2011-2012-2013.

De acordo com os dados, o público total do museu em 2011 foi de 2.562 visitantes; em 2012, o número aumentou para 3.297 e em 2013 chegou a 4.585 visitantes.

O levantamento mostra que houve picos de visitação, em todos os anos pesquisados, durante as temporadas em que acontecem a Semana de Museus (maio) e a Primavera dos Museus (setembro), mas também um crescimento sustentado distribuído ao longo dos outros meses.

A pesquisa também revela que houve uma boa visitação de turistas estrangeiros no período, sendo a maioria deles da França (26%), Estados Unidos (23%), Alemanha (15%) e Espanha (10%).

Quanto à escolaridade, a grande maioria dos visitantes do museu possui apenas Ensino Fundamental (44%), proporção seguida pelo Ensino Médio (24%), Ensino Superior (24%) e Infantil (8%). Saiba mais sobre o museu.

Texto e foto: Ascom/Ibram

Presidente do Ibram participa de cerimônia pelos 300 anos de Serro (MG)

Museu Regional Casa dos Ottoni

Museu Regional Casa dos Ottoni

As cidades de Serro e Caeté, em Minas Gerais (MG), completam amanhã (29), 300 anos de criação. Importantes centros irradiadores da cultura e história mineiras, os municípios contam com dois emblemáticos museus da rede Ibram: o Museu Regional Casa dos Ottoni, no Serro, e o Museu Regional de Caeté.

Cidadão honorário de Serro, o presidente do Ibram, Angelo Oswaldo, participa neste dia 29 do encerramento das celebrações pelo 300 anos de Vila do Príncipe – fundada em 1714 em homenagem ao futuro rei D. José I, filho de D. João V.

Às 9h, acontece a entrega da comenda 300 anos de Vila do Príncipe pelo atual prefeito da cidade a 18 ex-prefeitos, e às 10h, no adro da Igreja do Carmo, será feita a abertura da urna com a memória da campanha de mobilização pela preservação do patrimônio de Serro. Angelo Oswaldo fará o discurso final como orador da cerimônia.

Museu Regional de Caeté (MG)

Museu Regional de Caeté

História
Serro foi a primeira cidade inscrita pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan/MinC) na lista do patrimônio histórico brasileiro, em 1938.

Um de seus principais atrativos, o Museu Casa dos Ottoni foi criado em 1949 e ocupa uma construção do século XVIII. Seu acervo é formado principalmente por imagens de arte católica, e o museu começa a ser restaurado e revitalizado dentro do PAC das Cidades Históricas. Saiba mais.

Criada na mesma data como “Vila do Ouro”, a cidade de Caeté, que reúne igrejas barrocas com peças atribuídas a Antonio Francisco Lisboa, o Aleijadinho (1738–1814), também já está em festa pelos seus 300 anos. A cidade é a sede do Museu Regional de Caeté, instalado em uma casa construída em fins do século XVIII.

O museu guarda um acervo composto por mobiliário e objetos de época, além de peças de arte popular e de arte sacra de cunho popular. Também atua na preservação da riqueza cultural, dos saberes e fazeres do povo de Caeté e seus distritos, promovendo cursos e oficinas sobre técnicas artesanais tradicionais na região.

Texto: Ascom/Ibram
Fotos: Divulgação Ibram

Página 1 de 212