Página 1 de 212

Museu das Missões apresenta o espetáculo ‘Som e Luz em Corpos’

SOM E LUZ EM CORPOSNos dias 17, 18 e 19 de maio, o Museu das Missões/Ibram oferece ao público o espetáculo Som e Luz em Corpos. O espetáculo consiste na apresentação de coreografia para o texto e a música do tradicional espetáculo Som e Luz, com bailarinos intervindo no cenário natural do sítio histórico (IPHAN) onde situa-se o Museu das Missões.

Segundo o diretor da obra, Prof. Dr. Odailso Berté, os movimentos das imagens missioneiras em madeira policromada sob a guarda do museu serviram de material de estudo e pesquisa durante o processo criativo da coreografia.

O projeto é coordenado pela Prefeitura de São Miguel das Missões. O museu participa do projeto através do texto sobre a história da unidade e seu acervo de esculturas, que deverá ser publicado em cartilha educativa sobre o espetáculo pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

Sobre o Projeto

Criado em 2005 pelo professor do Curso de Dança da UFSM, Odailso Berté, junto à extinta Cia Sarx de Teatro-dança, de Santo Ângelo, permaneceu em cartaz, no Sítio Arqueológico de São Miguel, até o ano de 2009.

Recentemente, através do Projeto de Extensão “De Terra Seus Corpos”, coordenado pela professora Mônica Corrêa de Borba Barboza, e de um convênio entre o Curso de Dança-Licenciatura da UFSM e a Prefeitura Municipal de São Miguel das Missões, o projeto do Som e Luz em Corpos foi retomado.

Odailso Berté é o diretor geral dessa nova montagem. Os professores Mônica Borba e Crystian Castro, docentes dos Cursos de Dança da UFSM, são os diretores artísticos e criadores da nova coreografia. Estudantes dos cursos de Dança da UFSM farão parte do corpo de baile do espetáculo, além de participarem dos processos criativos e pedagógicos que conectam dança, educação e história.

Museu das Missões recebe estudantes da rede pública municipal nesta quarta-feira

IMG_20180425_105523123_HDRO Museu das Missões/Ibram realizou nesta quarta-feira (25) uma ação educativa com cerca de 50 estudantes da Escola Municipal Eduardo Damião, da rede pública municipal de São Miguel das Missões (RS), englobando os 7º, 8º e 9º Anos do Ensino Fundamental.

Os estudantes e professores assistiram à exibição do vídeo documentário “João Hugo Machado – O zelador da história” que trata da história de vida do primeiro zelador do Museu, o qual foi um dos principais responsáveis pela formação do acervo museológico da unidade, através da coleta de peças que realizou nos anos 1940 e 1950 em diversos locais da região missioneira, como capelas comunitárias e residências de particulares. O museu detém a maior coleção pública de imagens missioneiras em madeira policromada dos séculos XVII e XVIII de todo o Mercosul.

IMG-20180425-WA0028Além da exibição do vídeo e debate sobre a trajetória do zelador e do museu, também foi realizada uma visita mediada à Casa do Zelador e ao atelier de Restauro do Museu das Missões, localizado no Pavilhão Lucio Costa. Lá os estudantes conversaram com o restaurador do museu e sua assistente sobre o tratamento das imagens missioneiras em madeira policromada dos séculos XVII e XVIII, e conheceram detalhes das etapas e processos que envolvem os serviços de Conservação e Restauro do acervo museológico institucional.

As atividades foram realizadas em parceria com a Secretaria Municipal de Educação e Secretaria Municipal de Turismo e Cultura, no âmbito das comemorações aos 30 anos de emancipação do município de São Miguel das Missões e dos 40 anos do Espetáculo Som e Luz.

Texto e fotos: Equipe do Museu das Missões.
Edição: Ascom Ibram

História oral resgata memória institucional do Museu das Missões

Museu das Missões/Ibram integra complexo do Sítio Arqueológico de São Miguel das MIssões (RS)

Museu das Missões/Ibram integra Sítio Arqueológico de São Miguel Arcanjo (RS)

Instituição com papel fundamental na preservação da memória de um importante capítulo da história do Brasil, o Museu das Missões/Ibram também tem trabalhado em prol de sua memória institucional – que se conecta ao tema Museus e suas memórias abordado pela 11ª Primavera dos Museus.

Localizado na antiga região dos Sete Povos das Missões, o museu, criado em 1940, integra o Sítio Arqueológico de São Miguel Arcanjo, reconhecido como Patrimônio Mundial pela Unesco, em São Miguel das Missões (RS).

Responsável pela preservação de acervo relacionado às reduções missionais, um dos objetivos do setor de Pesquisa Histórica e Arquivo do museu tem sido também investigar, documentar, preservar e divulgar a trajetória da unidade museológica Ibram.

“Reconhecemos a sua historicidade e buscamos transformar a própria memória institucional em objeto de conhecimento crítico”, explica Diego Luiz Vivian, diretor do Museu das Missões.

Vozes da memória
Entre os anos de 2010 e 2013, por exemplo, desenvolveu-se o Projeto de História Oral do museu. A partir de orientações técnicas e procedimentos metodológicos do campo da história, o objetivo foi tornar acessível as entrevistas realizadas.

A formação e o gerenciamento do acervo museológico foram temas abordados. “A aquisição de acervo ocorreu, especialmente, através da coleta de peças realizada pelo primeiro zelador do museu”, conta Vivian.

Colocação das telhas no Museu das Missões (1939-40)/Arquivo Iphan

Colocação das telhas no Museu das Missões (1939-40)/Arquivo Iphan RJ

A construção de um “repertório biográfico” sobre o museu, entre os anos de 1937 e 1987, revelou informações sobre ‘personagens’ que fizeram parte da sua história: da família do primeiro e inesquecível zelador, que viveu em anexo ao museu por cerca de 60 anos, a técnicos, arquitetos e engenheiros envolvidos nas obras de construção – cujo projeto foi do arquiteto Lucio Costa (1902-1998).

“O museu possui uma trajetória de quase oito décadas na preservação do legado missioneiro”, aponta o diretor, acrescentando que a realização do trabalho de pesquisa também atende demandas de documentação do próprio museu.

Diego Vivian, que é historiador de formação, publicou em 2015 o artigo Estudo sobre a trajetória do Museu das Missões Ibram/MinC, em publicação do Observatório Missioneiro de Atividades Criativas e Culturais.

No mesmo ano, o museu foi tema de um dos volumes da Coleção Museus Ibram, que busca levar ao público o trabalho desenvolvido pelos museus federais que compõem a sua rede. A publicação está disponível para download gratuito.

Assista também episódio da série Conhecendo Museus sobre o Museu das Missões.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Museu das Missões/Divulgação

Matérias relacionadas
Livros e filmes abordam a memória institucional dos Museus Castro Maya
Conheça o projeto de memória institucional do Museu da República no RJ

Nomeado o novo diretor do Museu das Missões no RS

Nesta terça-feira (31), foi publicada no Diário Oficial da União a portaria de nomeação do novo diretor do Museu das Missões, unidade do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), em São Miguel das Missões (RS). Diego Luiz Vivian foi selecionado entre os candidatos inscritos na Chamada Pública nº 8, de 30 de setembro de 2015.

Diego Luiz Vivian

O historiador Diego Luiz Vivian é o novo diretor do Museu das Missões/Ibram no RS

Historiador com mestrado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Diego ingressou no Ibram após sua aprovação em concurso, realizado em 2010, e atua no Museu das Missões desde outubro daquele ano.

Lá, ele já foi responsável pelo Setor de Pesquisa Histórica e Arquivo do Museu das Missões, fazendo atendimentos especializados a pesquisadores e realizando pesquisas em arquivos e entrevistas de História Oral sobre a trajetória do museu e a formação do acervo museológico institucional.

Atuou ainda como Coordenador do Grupo de Trabalho (GT) Museus e Comunidades no âmbito do Programa de Educação Museal (PNEM).

Nova gestão
Entre os desafios que ele enfrentará em sua gestão, estão a recuperação das edificações e do acervo museológico, danificados após um tornado atingir o museu em abril de 2016; revisar o Plano Museológico da unidade e consolidar a aproximação do museu com a comunidade de São Miguel das Missões.

“Trata-se do primeiro museu criado pelo Iphan, cujo projeto arquitetônico é de autoria do eminente arquiteto Lucio Costa”, conta Diego. “O Museu guarda a maior coleção pública de imagens missioneiras em madeira policromada dos séculos XVII e XVIII de todo o Mercosul e possui 75 anos de trabalho permanente com o patrimônio cultural. Espero estar à altura dos desafios dessa importante instituição museológica e contribuir para que o museu continue prestando relevantes serviços à sociedade”, afirma.

Atualmente o museu está em obras de recuperação das estrutura danificada pelo tornado. Apesar do sinistro, foi montada uma exposição temporária com doze imagens missioneiras em madeira policromada dos séculos XVII e XVIII, para visitação dos milhares de turistas e excursionistas que vão anualmente o museu que recebeu, em 2016, um público de 27. 425 pessoas.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Acervo pessoal

Matérias relacionadas
Museus da rede Ibram em três estados iniciam obras de requalificação
Nota pública sobre danos ao Museu das Missões provocados por temporal

Museu das Missões integra publicação sobre instituições missioneiras

Publicacao_Missoes

Versão eBook da publicação está disponível para download gratuito

O Museu das Missões (Ibram/MinC), localizado em São Miguel das Missões (RS), é retratado em publicação do Observatório Missioneiro de Atividades Criativas e Culturais (OMiCult).

A publicação Instituições Culturais: a região das Missões, lançada este mês, tem como objetivo difundir a história e o contexto social de criação ou estabelecimento das principais instituições culturais na histórica região das Missões.

Por meio de textos escritos por pesquisadores convidados, são relatados a história de constituição e formação das instituições missioneiras. O texto sobre o museu foi escrito pelo servidor da instituição Diego Luiz Vivian.

Neste primeiro volume, estão contidas, além do Museu das Missões, outras três instituições culturais: Centro de Cultura Missioneira – CCM URI Santo Ângelo, com texto de Nadir Lurdes Damiani e Débora Doraiba Menezes; Centro de Criatividade Sãoluizense, apresentado por Sonia Bressan Vieira; Núcleo de Arqueologia do Museu Municipal Dr. José Olavo Machado em Santo Ângelo, com texto de Raquel Machado Rech.

A versão digital (eBook) gratuita está disponível para download. O livro é uma parceria do OMiCult com a Editora Conceito de Porto Alegre.

O Observatório é um coletivo de professores e alunos da Universidade Federal do Pampa (Unipampa), Campus São Borja, dos cursos de Relações Públicas – ênfase em Produção Cultural e de Publicidade e Propaganda.

Texto e imagem: Divulgação Museu das Missões

Complexo cultural: Museu das Missões será restaurado e ganhará anexo

fotos Anti-Projeto PAC 073

Maquete do Complexo Cultural de São Miguel Arcanjo

A cidade de São Miguel das Missões (RS) receberá dois projetos que pretendem fomentar a vida cultural e social de moradores e visitantes.

O maior deles é o Complexo Cultural de São Miguel Arcanjo, que, entre outras ações, prevê a construção de um anexo ao Museu das Missões e a restauração do atual conjunto edificado do museu, composto pelo Pavilhão Lucio Costa e pela Casa do Zelador. Com isso, a instituição museológica ganha novo escritório, auditório multiuso, reserva técnica, biblioteca, espaço expositivo e área para ações educativas.

Para o diretor do Museu das Missões, Ariston Correia, esse projeto será um grande avanço. “Já se falava há muito tempo nisso. Hoje as salas do museu não têm tamanho adequado para as exposições e, principalmente, para abrigar nosso acervo. Com o projeto de ampliação, os visitantes poderão ter uma visão melhor de cada peça,” explica Correia.

Aprovação local
O projeto do Complexo Cultural está sendo elaborado pela empresa Brasil Arquitetura e terá fiscalização do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) – cujo escritório técnico na região também será instalado -, que colabora com o andamento do projeto em conjunto com o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) e a Prefeitura de São Miguel das Missões.

No dia 4 de setembro houve uma audiência pública para apresentação do projeto aos miguelinos. “Na audiência, os moradores da cidade ficaram encantados, pois sabem da necessidade de termos um espaço melhor para o museu. E, com os projetos, haverá também novos espaços na cidade,” afirma Ariston Correia.

Museu das Missões (RS)

Complexo Cultural: Museu das Missões será ampliado com novo projeto

O projeto executivo tem previsão de ficar pronto em janeiro de 2015, quando ocorrerá, então, a apresentação e a contratação de projetos da parte hidráulica, elétrica, urbanística e, na sequência, o início das obras.

Parque Histórico Nacional das Missões
O outro projeto que terá impacto na mesma cidade é o de cooperação técnica internacional chamado Valorização da Paisagem Cultural e do Parque Histórico Nacional das Missões Jesuíticas dos Guarani, organizado por Iphan, Organização das Nações Unidas para a educação, a ciência e a cultura (Unesco) e Instituto Andaluz de Patrimônio Histórico (Espanha).

O Ibram faz parte da Comissão Executiva deste projeto, junto com Iphan, governo do Estado do RS, prefeituras da região missioneira, Associação dos Municípios das Missões, entre outros.

Ao longo de três anos, o projeto de Valorização da Paisagem Cultural destinará insumos a novas pesquisas, estudos, análises e desenvolvimento de instrumentos que visam ressaltar a paisagem missioneira, bem como a instalação efetiva do Parque, promovendo a diversidade sociocultural e ambiental.

Texto: Ascom /Ibram
Foto: Maquete: Prefeitura de São Miguel das Missões (RS)/Museu das Missões: Banco de imagens Ibram

Angelo Oswaldo participa de reunião e visita Museu das Missões no RS

O presidente do Ibram, Angelo Oswaldo, participou ontem (9), de reunião da organização das Cidades Patrimônio Mundial da Unesco, em São Miguel das Missões (RS), que integra ampla programação que comemora os 30 anos do reconhecimento das Ruínas das Missões como Patrimônio Cultural da Humanidade.

Oswaldo (esq.) acompanhado do coordenado do Ponto de Memória Missioneira, Valter Braga

Oswaldo (dir.) acompanhado do coordenado do Ponto de Memória Missioneira,Valter Braga

No domingo (8), Oswaldo visitou o Museu das Missões/Ibram, que reúne a maior coleção pública de imagens sacras e fragmentos missioneiros do Mercosul, o projeto Fonte Missioneira e a exposição A trajetória da arqueologia no Rio Grande do Sul, organizada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan/MinC).

Aproveitou ainda a viagem até São Miguel para realizar visita técnica ao Ponto de Memória Missioneira, localizado no bairro Alegria, e que integra a rede do Programa Pontos de Memória/Ibram. Hoje (10), o presidente do Ibram está em Porto Alegre onde realiza visita técnica à Fundação Iberê Camargo.

Desde o dia 29 de novembro, a histórica cidade gaúcha celebra o título internacional da Unesco, único no estado, com discussões sobre pesquisa arqueológica, exposição fotográfica,  encontro de benzedeiros, rezadeiros e mateiros; shows regionais, sessão de cinema nas ruínas e outras atividades. Confira a programação que segue até sexta (13).

Nos dias 12 e 13 também acontece na cidade o Seminário Internacional Missões: patrimônio da humanidade, que propõe um diálogo entre turismo, patrimônio e preservação. Conheça os principais atrativos do sítio arqueológico de São Miguel Arcanjo e um pouco do trabalho do Museu das Missões.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Divulgação Museu das Missões

Ponto de Memória organiza quarta edição do Gaitaço Missioneiro no RS

Gaitaço Missioneiro está em sua quarta edição

No dia 18 de novembro (domingo), acontece o 4º Gaitaço Missioneiro, evento organizado pelo Ponto de Memória Missioneira (RS), com apoio do Museu das Missões/Ibram e da Secretaria do Turismo de São Miguel das Missões.

O 4º Gaitaço Missioneiro compõe o calendário oficial de eventos do município de São Miguel das Missões e reúne artistas locais e da região missioneira do Rio Grande do Sul, com destaque para músicos, gaiteiros (acordeonistas), trovadores, pajadores e poetas. O tema das trovas será escolhido por enquete popular, coordenada pela Rádio Piratini FM, que também cobrirá o evento direto do local.

O encontro é dedicado ao Dia da Música e à Santa Cecília, considerada padroeira dos músicos pela tradição. Durante todo do dia, haverá mateada e apresentações musicais e culturais. Confira a programação completa do evento.

Texto e foto: Divulgação Museu das Missões

 

Pontos de Memória e iniciativas de museologia social reúnem-se no RS

Começou hoje e vai até o domingo (26), em São Miguel das Missões (RS), o II Encontro da Rede de Pontos de Memória e Iniciativas de Memória e Museologia Social do Rio Grande do Sul (REPIMRS). O encontro acontece no Auditório da Escola Estadual Padre Antônio Sepp (Av. Antunes Ribas, 2021).  

Além de promover o conhecimento sobre a REPIMRS e sua proposta entre as comunidades da região missioneira gaúcha, o evento se propõe ainda a analisar e discutir a Carta da Rede de Pontos de Memória e Iniciativas Comunitárias em Memória e Museologia Social – elaborada em junho deste ano, durante encontro de articulação organizado pelo Ibram/MinC em Brasíla. Leia mais.

Na programação acontece ainda o Encontro da Rede de Educadores em Museus do RS (REMRS) e visitas técnicas ao Ponto de Memória Missioneira e comunidade Mybiá Guarani na Aldeia Indígena Tekoa Koeiju. Mais informações aqui.

Pontos de Memória e iniciativas de museologia social reúnem-se no RS

Em São Miguel das Missões (RS) acontece, entre 24 e 26 de agosto, o II Encontro da Rede de Pontos de Memória e Iniciativas de Memória e Museologia Social do Rio Grande do Sul (REPIMRS). O encontro começa às 9h no Auditório da Escola Estadual Padre Antônio Sepp (Av. Antunes Ribas, 2021).

Além de promover o conhecimento sobre a REPIMRS e sua proposta entre as comunidades da região missioneira gaúcha, o evento se propõe ainda a analisar e discutir a Carta da Rede de Pontos de Memória e Iniciativas Comunitárias em Memória e Museologia Social -  elaborada em junho deste ano, durante encontro de articulação organizado pelo Ibram/MinC em Brasíla. Leia mais.

Na programação acontece ainda o Encontro da Rede de Educadores em Museus do RS (REMRS) e visitas técnicas ao Ponto de Memória Missioneira e comunidade Mybiá Guarani na Aldeia Indígena Tekoa Koeiju. Mais informações aqui.

Conexões Ibram
Antecedendo o encontro na região das Missões, a cidade de Porto Alegre sedia, entre os dias 21 e 23 de agosto, o projeto Conexões Ibram RS. O evento acontece na Casa de Cultura Mário Quintana (Rua dos Andradas, 736 – Centro) e apresenta as políticas públicas para museus desenvolvidas atualmente pelo Ibram/MinC, assim como as ações estaduais para o fortalecimento do setor. Saiba mais no blogue Conexões Ibram.

Texto: Ascom/Ibram

 

Página 1 de 212