MNBA recebe trezena de São Sebastião pela primeira vez

18.01 sao sebastiaoO Museu Nacional de Belas Artes/Ibram, no Rio de Janeiro, recebe pela primeira vez, a Trezena de São Sebastião, hoje (18) às 17h30.

O evento contará com a presença do arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani Tempesta, que abençoará a exposição San Sebastiano:  um tributo da Itália para o Rio de Janeiro.

A trezena de 2016 traz como tema “São Sebastião, anunciador da misericórdia de Deus”. Neste período de treze dias, a imagem missionária do padroeiro da arquidiocese e da Cidade Maravilhosa percorre todo o Rio com momentos de fé, devoção e unidade, que marcam os corações dos fiéis.

San Sebastiano:  um tributo da Itália para o Rio de Janeiro

A mostra, com obras de Giovanni Francesco Barbieri (1591-1666) – “San Sebastiano curato da Irene” – e Guido Reni (1575-1642) – “San Sebastiano” – veio para o Rio de Janeiro em novembro do ano passado como homenagem aos 450 anos da cidade do Rio de Janeiro e às celebrações do Ano da Itália na América Latina.

A exposição, financiada pela Enel Green Power, é resultado de parceria entre o Museu Nacional de Belas Artes, a Embaixada da Itália e o Instituto Italiano de Cultura no Brasil, com o apoio da Enel Brasil.

Exposição ‘San Sebastiano’ homenageia o Rio de Janeiro, no MNBA

San Sebastiano_de Guido Reni_Musei Capitolini

San Sebastiano, tela de Guido Reni, acervo do Musei Capitolini.

Nesta sexta-feira (27), o Museu Nacional de Belas Artes (MNBA/Ibram) abre para o público a exposição San Sebastiano: uma homenagem da Itália ao Rio de Janeiro, prosseguindo com as comemorações pelos 450 anos do município.

A mostra é composta por duas telas que retratam o padroeiro da cidade – o santo cristão (256 d.C. – 286 d.C) morto durante a perseguição promovida pelo imperador romano Diocleciano. A pintura San Sebastiano, de Guido Reni, integra a coleção do Musei Capitolini e San Sebastiano curato da Irene, tela de Guercino, pertence à Pinacoteca Nazionale di Bolonha.

Reni pintou uma representação do momento do martírio das flechas enfrentadas por um corajoso São Sebastião, enquanto que Guercino se concentra na piedade de Santa Irene e acompanhantes amparando quem sofre.

San Sebastiano curato da Irene, tela de Guercino, acervo da Pinacoteca Nazionale di Bolonha

San Sebastiano curato da Irene, tela de Guercino, acervo da Pinacoteca Nazionale di Bolonha

Sobre os autores das obras

Guido Reni (1575-1642), nascido na Bolonha, perseguiu uma perfeição pictórica, tendo conquistado grande prestigio como pintor, produzindo obras para os reis de Espanha e para a rainha da Inglaterra, entre outros.

Giovanni Francesco Barbieri, conhecido como Guercino (1591-1666), teve origem humilde, mas era dotado de grande talento artístico e habilidade narrativa e colocou-se a serviço de famílias poderosas como Médici, Gonzaga e Mantua. Em seguida trabalhou para o Papa Gregório XIV, tendo produzido obras para então Catedral de São Pedro, hoje Musei Capitolini. De qualidade incomparável, o trabalho de Guercino alcançou projeção e reconhecimento.

 

SERVIÇO

Exposição: San Sebastiano: uma homenagem da Itália ao Rio de Janeiro
Período:  27 de novembro de 2015 até 13 de março de 2016.
Visitação:  De terça a sexta-feira, de 10h às 18h; sábado, domingo e feriado de 12h às 17h.
Ingresso:  R$ 8,00 inteira, R$ 4,00 meia e ingresso família (para até 4 membros de uma mesma família) a R$ 8,00. 
Grátis aos domingos.

Museu Nacional de Belas Artes: Avenida Rio Branco, 199 Cinelândia
Tel: (21) 3299-0600
www.mnba.gov.br ou  www.facebook.com/MNBARio

Texto: Assessoria de Comunicação do Museu Nacional de Belas Artes
Edição: Assessoria de Comunicação do Instituto Brasileiro de Museus