Página 9 de 38« Primeira...7891011...2030...Última »

Pijama de Getúlio Vargas volta a ser exposto no Museu da República

Pijama do Presidente Getúlio Vargas

Pijama do Presidente Getúlio Vargas

Na próxima segunda-feira, dia 24, faz 61 anos que Getúlio Vargas “saiu da vida para entrar na História”.  O Museu da República, no Rio de Janeiro, vai abrir excepcionalmente as suas portas neste dia, para receber todos aqueles que queiram homenagear esse ilustre e debatido personagem da História do nosso País.

O terceiro andar continua fechado ao público, mas o pijama de Getúlio Vargas vai para a exposição Saio da vida para entrar na memória, localizada na Sala de Exposições de Curta Duração do Museu (1º andar) que se encerra em 30 de agosto (domingo).

A mostra retrata o período final do segundo governo Vargas, apresentando personagens e fatos marcantes que antecederam o suicídio, como reportagens de jornais da época, documentos como a Carta-Testamento do ex-presidente, além de muitos de seus objetos pessoais, dentre eles o pijama que usava quando morreu.

MHN recebe mostra Hiperfoto-Rio, de Jean François Rauzier

04.08_mhnO Museu Histórico Nacional/Ibram, no Rio de Janeiro (RJ),  inaugura no dia 17 de agosto, segunda-feira, a exposição Hiperfoto-Rio, do fotógrafo francês Jean François Rauzier, no contexto das celebrações dos 450 anos da cidade do Rio de Janeiro, que vai até 20 de setembro.

A mostra apresenta 31 imagens de paisagens, da arquitetura e ambientes do Rio de Janeiro elaboradas através de uma técnica autoral jamais antes vista.  Para serem produzidas as hyperfotografias de Rauzier passam por um processo longo e complexo.  Manipuladas em computador, algumas delas, inclusive, alcançam um volume que pode sugerir uma escultura bidimensional.

A exposição oferece ao espectador conhecer imagens cujas intensidades ultrapassam ao normal.  Numa única obra o público pode ver tudo e, ao mesmo tempo, somente o que ele quiser.  Com seus olhos ele pode passear na imagem, ver de perto um detalhe, mover-se para trás para vê-la em sua totalidade, construindo assim a sua própria história da obra.

A obra de Jean François Rauzier dialoga com o cubismo, o mosaico, o surrealismo, o barroco e a escultura bidimensional.  Para esta exposição, o fotógrafo capturou mais de oito mil imagens em outubro 2014 na cidade do Rio de Janeiro.  O artista pesquisa a técnica da hiperfoto desde 2002.

MinC promove mais de 40 atividades na Maratona Cultural Cidade Olímpica

Contornos, do Coletivo Pi.

Contornos, do Coletivo Pi.

Falta um ano para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos que serão realizados na cidade do Rio de Janeiro (RJ) e para comemorar essa contagem regressiva, o Ministério da Cultura (MinC) participa da Maratona Cultural Cidade Olímpica, no Rio de Janeiro.

A Maratona que será realizada nos dias 8 e 9 de agosto, no Rio de Janeiro, contará com mais de 40 atividades, promovidas pelo MinC e entidades vinculadas, que incluem debates, palestras, exposições, shows, atividades físicas e espetáculos teatrais, circenses e de dança, que compõem o CircuitoMinC.

A maior parte das atrações ocorrerá na região central da cidade, em especial na Praça da Cinelândia. As ações são promovidas pelo MinC, por meio da Secretaria da Cidadania e da Diversidade Cultural (SCDC), e das entidades vinculadas: Fundação Nacional de Artes (Funarte), Fundação Biblioteca Nacional (FBN), Fundação Casa de Rui Barbosa (FCRB), Ibram (Instituto Brasileiro de Museus) e Instituto Patrimônio Histórico Artístico Nacional (Iphan).

Todos os museus vinculados ao Ibram no Rio de Janeiro e também todos os que aderiram à campanha Passaporte dos Museus Cariocas estarão com as portas abertas com exposições no fim de semana com entrada franca. O Museu Nacional de Belas Artes recebe no sábado, às 15h, a performance Contornos, do Coletivo Pi. Serão quatro mulheres utilizando seus corpos para deixar suas marcas em uma tela, montada no Pátio do MNBA. O Jardim Histórico do Museu da República estará com a mostra Rio – 450 anos de contemplação e cidadania ao longo de toda a semana. Produzida pelos artesãos do Projeto Rio Ecosol, a exposição conta com 10 puffs retratando ícones e símbolos do Rio de Janeiro, como o estádio do Maracanã, Pão de Açúcar, Cristo Redentor, o bondinho de Santa Teresa, entre outros. Os trabalhos destes artesãos, coordenados pelo artista plástico Cocco Barçante, são peças feitas de material reciclado e enfeitados com crochê, patchwork, flores criadas a partir de pet e retalhos diversos.

Pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), as atividades estão centradas no Paço Imperial no sábado e no domingo. Além das três exposições gratuitas, abertas das 12 às 18h, haverá um pocket show. As exposições são Uma Pausa em Pleno Voo, do artista plástico Efrain Almeida, que traz esculturas e instalações de pássaros; Atlas, de Ricardo Ventura, com obras tridimensionais, tendo a arquitetura como referência; e Maria de Todos Nós, em comemoração aos 50 anos de carreira da cantora Maria Bethânia com fotografias, ideias, obras de arte, objetos e textos dela. O pocket show será com o guitarrista Pedro Sá e o cantor Moreno Veloso, às 16h.

A Fundação Casa de Rui Barbosa realiza no sábado, (8/8), a Olimpíada Informal (OI) – uma parceria com a Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro para estimular a prática esportiva, entendida como elemento cultural. Todas as atividades são gratuitas. Elas começam às 10h, com “Panos pra manga”: exercícios de psicomotricidade para crianças de seis meses a três anos de idade; às 11h, o professor José Eduardo Prates organiza o Aulão de Alongamento Para a Terceira Idade; às 14h15 haverá sessão de visita mediada ao museu;  às 15h terá apresentação de Muay Thai com suas diversas modalidades; às 16h, o mestre Ferradura dará aula de capoeira para crianças e adultos, seguida de roda. Ao longo do dia, de hora em hora, serão oferecidas visitas mediadas ao museu.  Trata-se do primeiro museu-casa do Brasil, inaugurado em 1930 na casa onde havia vivido o escritor e líder político Rui Barbosa e sua família. A biblioteca, o arquivo e o mobiliário compõem seu acervo.

A Fundação Biblioteca Nacional abrirá suas portas no sábado, das 10h30 às 17h, com duas exposições: “Rio 450 anos: uma história do futuro”, no Espaço Cultural Eliseu Visconti e “Cartografia Histórica do Brasil na Biblioteca Nacional”, no 3° andar da sede da Biblioteca.

Além disso, em uma parceria com a Funarte, haverá encenação do espetáculo “Não me toque, estou cheia de lágrimas – Sensações”, de Clarice Lispector, no foyer e escadarias da Biblioteca Nacional.

Haverá ainda a campanha “Um livro por uma ideia” – atividade de distribuição de cerca de 400 livros em troca de texto, frase ou desenho em painel que será instalado na entrada da Biblioteca Nacional.

A Secretaria da Cidadania e da Diversidade Cultural monta, na Praça da Cinelândia, o Território Cultura Viva com tenda para a realização de debates sobre cultura e cidade, apresentações artísticas de coletivos culturais e Pontos de Cultura, oficina e plantão para tirar dúvidas sobre editais Pontos de Mídia Livre, Pontos de Cultura Indígena e Cultura de Redes. A programação se realiza no sábado, das 9h às 20h.

Também na Praça da Cinelândia a Funarte organizou seis atividades: às 10h, haverá Carrossel Breique com Opavirá; às 10h30, apresentação de Jongo da Serrinha; às 12h30 tem campeonato de queimada entre drag queens (gaymada), com o Coletivo Toda Deseo (MG); às 14h30 se apresenta o Circo de Uma Nota Sol com o grupo Off-Sina (RJ) e às 17h30, show com a cantora pernambucana Karina Buhr.

Texto: Ascom Minc (com adaptações Ascom Ibram)
Foto: Divulgação Coletivo Pi

 

Exposição no Museu da República integra Maratona Cultural Cidade Olímpica

O Jardim Histórico do Museu da República/Ibram, no Rio de Janeiro, recebe a partir desta sexta-feira (7), a exposição Rio – 450 anos de contemplação e cidadania. A mostra, em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico Solidário da Prefeitura do RJ e com a ONG CIEDS (Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável), faz parte da programação da Maratona Cultural Cidade Olímpica e vai até 18 de agosto.

Produzida pelos artesãos do Projeto Rio Ecosol, a exposição conta com 10 puffs retratando ícones e símbolos do Rio de Janeiro, como o estádio do Maracanã, Pão de Açúcar, Cristo Redentor, o bondinho de Santa Teresa, entre outros. Os trabalhos destes artesãos, coordenados pelo artista plástico Cocco Barçante, são peças feitas de material reciclado e enfeitados com crochê, patchwork, flores criadas a partir de pet e retalhos diversos.

O projeto Rio Ecosol tem o objetivo de fomentar e promover o desenvolvimento da economia solidária, apoiando o empreendedor a superar a linha da pobreza com cursos de formação, oficinas e seminários que incentivem a geração de alternativas de trabalho e renda.

Museus Ibram são atração do Projeto Carioquinha, em agosto

Pátio dos Canhões, MHN

Pátio dos Canhões, MHN

O Museu Histórico Nacional (MHN/Ibram) e o Museu da República/Ibram participam do Projeto Carioquinha, que acontecerá durante todo o mês de agosto. Todos que comprovarem morar no município do Rio de Janeiro ou em cidades da Grande Rio pagarão meia entrada para vistar as instituições!

A ideia do Carioquinha, que está em sua 15ª edição, é democratizar o acesso da população às suas potencialidades turísticas e um estímulo para que cariocas da gema e do coração desvendem novas possibilidades de entretenimento em todo o estado.

Para fazer jus aos descontos e benefícios basta que o usuário comprove por meio de documento oficial com foto (identidade) que nasceu no Rio de Janeiro ou nos municípios do Grande Rio. No caso de moradores, também é necessário apresentar além do documento de identificação, uma conta de luz, água, telefone ou gás.

A programação completa estará disponível no primeiro minuto do dia primeiro de agosto, no site  www.carioquinha.com.br. O Carioquinha conta com o patrocínio da Riotur e realização da regional Rio de Janeiro da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH/RJ).

Passaporte dos Museus Cariocas: distribuição recomeça amanhã (10)

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) e a Prefeitura do Rio, por meio do Comitê Rio450, imprimiram uma nova remessa do Passaporte dos Museus Cariocas, iniciativa em comemoração aos 450 anos da Cidade, que começam a ser distribuídos amanhã (10).

Sala Inglesa da Fundação Eva Klabin no Rio

Fundação Eva Klabin agora integra a ação Passaporte dos Museus Cariocas

Com o passaporte, os interessados podem visitar gratuitamente 46 importantes museus e centro culturais cariocas e de cidades próximas à capital.

No formato de caderno de bolso, os passaportes agora estarão disponíveis em sete pontos: Museu Nacional de Belas Artes (MNBA), Museu da República, Museu de Arte do Rio (MAR), Museu Aeroespacial, Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), Sítio Roberto Burle Marx, em Barra de Guaratiba, e Museu Imperial, em Petrópolis.

Além de integrar as instituições envolvidas, o Passaporte dos Museus Cariocas cria uma dinâmica lúdica e atraente para estimular a visitação.

A exemplo do documento de identificação internacional, o passaporte será carimbado a cada museu ou centro cultural visitado, no espaço reservado à instituição. Três instituições foram incluídas na nova tiragem: Arquivo Nacional, Caixa Cultural e Fundação Eva Klabin – todas na cidade do Rio.

Na página informativa sobre o Passaporte dos Museus Cariocas, o público encontra a lista completa das instituições participantes e os dias da semana em que cada uma poderá ser visitada gratuitamente. Os horários de funcionamento devem ser verificados diretamente com as instituições.

Válido ao longo do ano do jubileu de 450 anos, o passaporte “expira” no último dia de 2015. Saiba mais sobre as comemorações dos 450 anos do Rio.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Fundação Eva Klabin/divulgação

MART de Cabo Frio exibe filme sobre o artista Carlos Mendonça

Carlos Mendonça em frente ao antigo Convento

Carlos Mendonça em frente ao antigo Convento

O filme Carlos Mendonça – O Pintor de Cabo Frio terá exibição pública gratuita na sexta-feira (10), no Museu de Arte Religiosa e Tradicional (MART/Ibram), localizado no antigo Convento N. S. dos Anjos, na cidade fluminense.

O filme retrata a vida do artista plástico, falecido em 2012 aos 84 anos, e sua relação com a cidade de Cabo Frio. A projeção acontecerá na ala frontal do monumento que sedia o museu e será acompanhada de uma programação variada, com início às 17h30.

Carlos Mendonça morou no antigo Convento, na década de 1950, tendo o museu servido de locação para as filmagens, o que torna a exibição “mais especial”, segundo Liana Turrini, produtora do documentário.

Para a diretora da instituição, Maria Fernanda Pinheiro, “as paredes brancas, recentemente recuperadas pelas obras de requalificação do local, são ideais como cenário para esse tipo de atividade”, explica.

O evento terá a participação do maestro Ângelo Budega, autor da trilha sonora do filme. Na ocasião o MART apresentará a tela Auto-retrato- obra premiada de Carlos Mendonça pertencente ao acervo do museu e recentemente restaurada – na sala correspondente à antiga igreja conventual.

Texto e foto: Divulgação MART

MHN e MNBA integram Circuito Cultural Rio Ônibus no domingo (12)

rio_museu_historico_nacionalA_16

Museu Histórico Nacional

Passar um domingo aproveitando as atrações culturais mais concorridas da cidade com entradas e transporte gratuitos. Essa é a iniciativa do Rio Ônibus através do Programa Circulando Cultura.

O Circuito Cultural Rio Ônibus – Rio 450, em comemoração aos 450 anos do Rio de Janeiro,  levará cariocas e turistas aos principais museus do centro da cidade, entre os quais o Museu Histórico Nacional,  o Museu  Nacional de Belas Artes, o Porto e o Theatro Municipal.

No domingo, dia 12 de julho, das 10h às 17h, o projeto vai levar os interessados em ônibus com ar condicionado para as seguintes instituições: MAR (Museu de Arte do Rio), CCBB (Centro Cultural Banco do Brasil), Museu Nacional de Belas Artes, MHN (Museu Histórico Nacional), Espaço Meu Porto Maravilha, IPN (Instituto Pretos Novos), Casa França Brasil, Palácio Tiradentes, Museu Naval, Antigo Palácio da Justiça e ao Theatro Municipal.

Os visitantes poderão embarcar e desembarcar em qualquer ponto do roteiro, permanecendo por quanto tempo desejarem em cada atração, que neste dia terão entradas gratuitas para suas principais exposições. Não é preciso inscrição prévia: o evento é aberto a todos.

Para guiar o circuito, estudantes do curso de Turismo da Faetec estarão presentes nos ônibus e nas instituições. Os estudantes vão orientar os visitantes durante o passeio, com a distribuição de folhetos com o histórico e curiosidades de cada instituição, além das atrações específicas do evento.

Museu Nacional de Belas Artes integra a rede Ibram no Rio

Museu Nacional de Belas Artes

Os ônibus, com ar-condicionado e piso baixo, facilitando o acesso farão o circuito, parando em pontos que estarão sinalizados com placas com a identidade visual do evento, no período entre 10h e 17h. O projeto orienta que os passageiros levem filtro solar, chapéu e água e faça sua programação organizando o seu tempo no circuito.

Texto: Divulgação Museu Histórico Nacional
Fotos: Banco de imagens Ibram

Jornada Republicana de junho discute Museu e Memória LGBT

A XXIV Jornada Republicana, do Museu da República/Ibram, no Rio de Janeiro (RJ), em sua edição de junho, irá abordar o tema Museu e Memória LGBT. O evento acontece no dia 30 de junho, às 18h, no Espaço Multimídia do Museu da República.

Esta edição pretende ampliar e compartilhar as experiências museológicas e a atuação dos profissionais do setor para tornar os museus espaços de afirmação e protagonismo LGBT. Participam do debate, Inês Gouveia, Jean Baptista, Jorge Luís Pinto Rodrigues (Caê) e Tony Boita.

A Jornada Republicana é um projeto mensal realizado pela equipe técnica do museu. Ela tem como objetivo discutir temas no âmbito da museologia e a contextualização com abordagens de interesse de toda a sociedade.

Mais informações pelo telefone (21) 2127.0341 ou na página do Museu da República.

Texto: Ascom/Ibram

Museus e seus públicos é tema de seminário nesta sexta (26) no Rio

Museus e seus públicos é tema de seminário que será realizado nessa sexta-feira (26), pelo British Council, no Museu de Arte do Rio (MAR). A iniciativa reunirá profissionais britânicos e brasileiros para discutir as melhores práticas, tendências e estudos de caso que possam inspirar novos modelos, ações e oportunidades para museus.

Museus e público: seminário é parceria do British Council com o MAR

Museus e públicos: seminário é parceria do British Council com o MAR

Para Lucimara Letelier, Diretora Adjunta de Artes do British Council, “o tema de atração e diversificação de públicos é um dos mais importantes para os museus brasileiros neste momento em que eles passam por um processo de revitalização, requalificação e abertura de novos espaços. É preciso abrir o debate sobre iniciativas que funcionam, práticas que colaboram para atrair e fidelizar públicos diversos”.

O seminário será dividido em dois painéis. O primeiro terá a participação do britânico Iain Watson, diretor do Tyne & Wear Archives & Museums (TWAM); Carlos Gradim, Diretor-presidente do Museu de Arte do Rio e Tatiana Levy, Gerente Executiva e Socioeducativa do Museu Internacional de Arte Naif.  O debate terá moderação de Luis Marcelo Mendes, Consultor da Fundação Roberto Marinho.

A segunda conversa será pautada pela experiência dos museus de ciência e será conduzida por Lucimara Letelier, com participação de Jean Franczyk, Diretora Adjunta do Science Museum de Londres. Compartilhando a experiência brasileira, participam do painel Diego Vaz, Chefe do Museu da Vida; e Luiz Alberto Oliveira, Curador do Museu do Amanhã, que está previsto para ser inaugurado em setembro.

O evento é gratuito e conta com tradução simultânea. As vagas são limitadas e sujeitas a lotação. Mais informações e inscrições na página do Programa Transform.

Texto: Divulgação British Council
Foto: Divulgação/Marcel Blanco (MAR)

Página 9 de 38« Primeira...7891011...2030...Última »