Página 2 de 212

Museu Regional de São João del-Rei (MG) finaliza restauro de fachada

O Museu Regional de São João del-Rei/Ibram, localizado na histórica cidade mineira,  finalizou com recursos do governo federal, neste mês de outubro, as obras de restauração da fachada e readequação dos espaços internos.

As obras iniciadas em 25 de abril  foram executadas, principalmente, em função do aumento no quadro de funcionários e da conservação do prédio. Ampliaram-se as salas de administração, de vigilância, serviços e foi feita também a recuperaçõ dos estuques decorativos e as cores da pintura original da fachada.

 Fonte: Divulgação Museu Regional de São João del-Rei

Prédio do Museu S.João del-Rei será revitalizado

O prédio do Museu Regional de São João del-Rei/Ibram – símbolo da arquitetura colonial mineira – passará por restauração na fachada e readequação interna. O casarão de três pavimentos, construído em 1859 nos moldes da tradição colonial para abrigar a família e os negócios do Comendador João Mourão, foi tombado em 1946 pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Licitada em dezembro de 2010, a obra começou em 25 de abril e a conclusão está prevista para o final deste ano.

Segundo o diretor do Museu Regional, João Luiz Domingues Barbosa, a restauração da fachada do prédio será importante para a sua conservação. A obra está revisando a alvenaria e esquadrias de portas e janelas, recuperando estuques decorativos na fachada e, mantendo as características e cores originais. A alvenaria estrutural é mista de barro batido, adobe e pedra e, o beiral das janelas em estuque – um composto de cal, areia fina, pó de mármore e gesso – está sendo reconstruído.

Além da restauração, o prédio também passa por uma readequação dos espaços internos, em função do aumento no quadro de funcionários, após a criação do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) em 2009.

Desde a sua abertura, em 1963, o Museu Regional de São João del-Rei/Ibram é conhecido pelo acervo  que retrata o cotidiano e o comportamento dos mineiros nos séculos XVIII e XIX.

Prêmio Reina Sofía de Conservação e Restauração do Patrimônio Cultural

Estão abertas as inscrições para nova convocatória do Prêmio Internacional Reina Sofía de Conservação e Restauração do Patrimônio Cultural.
Promovido desde 2001 pelo Ministério de Assuntos Exteriores e da Cooperação da Espanha, por meio da Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (Aecid), o prêmio reconhece uma obra, iniciativa o trajetória profissional que se destaque pela qualidade ou por seu impacto benéfico no desenvolvimento da região em que tenha sido realizada. A premiação será distribuída em duas categorias: Patrimônio Material e Patrimônio Imaterial. Cada categoria recebe prêmio no valor de 30 mil euros.

Podem candidatar-se pessoas físicas ou jurídicas dos países da comunidade ibero-americana, com exceção da Espanha, Portugal e Andorra. Para consultar os requisitos e obter os documentos de inscrição, acesse as bases da convocatória. Mais informações estão disponíveis no site da Aecid

Museu Imperial reinaugura pórtico de pedra do palácio

No dia 16 de março, quarta-feira, a cidade de Petrópolis (RJ) comemora 168 anos e o Museu Imperial, 68 anos. Para celebrar a data, o museu terá visitação gratuita não só para moradores da cidade, mas também para todos os visitantes.
O duplo aniversário também foi a data escolhida pelo museu para reabrir oficialmente o pórtico de pedra da fachada do palácio, que desde novembro de 2010 vinha passando por processo de restauração. A cerimônia de reinauguração começa às 15h, com presença do presidente do Ibram, José do Nascimento Júnior, representando a ministra da Cultura, Ana de Hollanda.

O restauro reparou danos na estrutura do pórtico, que apresentava manchas escuras, vegetação, fendas e modificação da textura, além de deformação volumétrica do material, descolamento de pintura e outros problemas. Também foram restaurados os cachepots (vasos) de mármore, as rampas de acesso e a balaustrada.

O processo teve como premissa interferir o mínimo possível na estrutura e usar materiais não agressivos. As próteses inseridas, por exemplo, foram feitas com o material original, o granito, sempre com pigmentação o mais próximo possível da existente. Ao final do restauro, foi aplicado um protetivo, substância que preserva a pedra contra intempéries. O pórtico dá acesso à entrada principal do museu e é elemento importante da arquitetura do palácio.
Guia – No dia 16, o público receberá ainda outro presente: será lançado o Guia de Visitação do Museu Imperial, que passará a ser distribuído diariamente a todos os visitantes de forma gratuita. Patrocinada pela família imperial brasileira, a publicação descreve todos os ambientes do palácio e seus anexos, além de destacar as principais peças do acervo. O guia relata também algumas curiosidades, como hábitos da família imperial e seu cotidiano em Petrópolis, e apresenta um histórico do museu e os setores técnicos da instituição.

Exposição revela participação da comunidade no Museu de Itaipu

O Museu de Arqueologia de Itaipu – MAI, vinculado ao Instituto Brasileiro de Museus – IBRAM, após a conclusão das obras de restauração e modernização do prédio histórico onde está instalado, vai oferecer ao público uma nova exposição de longa duração: “Percursos do Tempo – Revelando Itaipu”, a ser inaugurada no dia 27 de janeiro de 2010, às 19h. As questões centrais da mostra referem-se à ocupação humana em Itaipu e às suas manifestações culturais como a pesca, os sítios arqueológicos o antigo Recolhimento de Santa Teresa e a criação do MAI, todas elas em harmonia com os ecossistemas locais.

Percursos do Tempo – Revelando Itaipu pretende evidenciar a relação intrínseca de participação da comunidade pesqueira local e de pesquisadores na idealização de um museu que vem se erguendo e se configurando integralmente em meio às ruínas do Recolhimento de Santa Teresa, aos sítios arqueológicos Duna Grande, Duna Pequena e Sambaqui de Camboinhas, em um ambiente circunscrito por mar, laguna, montanha e floresta.

Foto: Ricardo Bhering

Visitação:
Terça a sexta, das 10h às 17h.
Sábados, domingos e feriados, das 13h às 17h.
Visitas orientadas: segunda a sexta, das 9h às 17h.

Ingresso: R$ 2,00 (meia entrada para estudantes)

Mais Informações:
Museu de Arqueologia de Itaipu – Setor Educativo
Praça de Itaipu, s/n – Itaipu – Niterói-RJ
Telefones: (21) 3701.2994 / 3701.2966

Página 2 de 212