Página 3 de 3123

Lei Rouanet: projetos da área de museus poderão captar mais de R$13 milhões

A 197ª reunião da Comissão Nacional de Incentivo à Cultura (CNIC) aconteceu em Brasília (DF), nos dias 17 e 18 de abril, e analisou 527 projetos culturais. Na ocasião, foi autorizada a captação de mais de R$ 13 milhões em recursos com apoio na Lei Rouanet (nº 8313/91), para três projetos da área de museus.

 Os projetos aprovados foram: Plano Anual Museu Pelé (SP), que prevê a montagem, administração e manutenção de seis exposições sobre o acervo do Pelé e espaço interativo, na cidade de Santos; Musealização do Bonfim: o cemitério como lugar na cidade dos vivos (MG), que visa o conhecimento e reflexão sobre a história e memória da arte tumular localizada no Cemitério do Bonfim, em Belo Horizonte; e Memorial Randon (RS) que pretende viabilizar, em Caxias do Sul, a construção do Memorial Randon, como espaço cultural a ser usufruído pela sociedade em geral.

Durante a 197ª CNIC também foram empossados os novos integrantes da Comissão na área de Patrimônio Cultural, em função do desligamento dos antigos comissários. Todas as informações sobre a reunião, entre elas os projetos analisados, valores e pareceres técnicos, estão disponíveis no portal do Ministério da Cultura.

Texto: Ascom/Ibram

Cultura tem recursos ampliados em mais de R$ 270 mi para 2012

O Ministério da Cultura (MinC) informou que terá este ano mais recursos do que em 2011. Segundo o ministro interino da Cultura, Vítor Ortiz, a expectativa é de um total de pouco mais de R$ 2 bilhões. No ano passado, a pasta obteve R$ 1,7 bilhão executado (utilizado). Para ele, o salto orçamentário foi gerado pelo fato de 99% do programado para 2011 terem sido utilizados.

“É, sem dúvida alguma, um dos melhores resultados do governo [no que diz respeito à execução orçamentária]. Também representa um medidor de eficiência de gestão, o que nos capacita a receber cerca de R$ 270 milhões a mais neste ano”, disse Ortiz.

O total bruto de R$ 2,3 bilhões previstos para 2012, segundo o ministro, não inclui os recursos da Lei Rouanet (de incentivo à cultura) – que permite que pessoas físicas ou jurídicas apliquem parte do Imposto de Renda em ações culturais.

A aplicação do orçamento do Ministério da Cultura para 2012 já está definida, com uma série de prioridades. Pelo menos 400 praças de esporte e cultura serão construídas em todo o País, a leitura ganhará incentivos com programas específicos e serão ampliados os investimentos em artes visuais, dança, teatro, música, além de melhorias na infraestrutura das casas de espetáculos. Continue lendo.

Fonte: Portal Brasil

Paraíba implantará centro cultural em homenagem à Sivuca

O subsecretário de Cultura da Paraíba, José David Campos Fernandes, esteve em Brasília na manhã desta quinta-feira, 21 de janeiro, para buscar junto ao Ministério da Cultura, recursos para implantação de um memorial em homenagem ao músico brasileiro, Sivuca. Ele apresentou o projeto inicial do espaço, e também pleiteou recursos para o desenvolvimento de diversas ações destinadas ao setor cultural do estado.

A proposta, orçada em R$ 6,5 milhões, ainda necessita de ajustes, como uma área para a reserva técnica do acervo e atividades ligadas à educação. “É importante, numa proposta de museu, que um projeto educativo esteja atrelado, pois, normalmente, quem leva a população mais carente a visitar um espaço como esse, são os filhos que estiveram lá com sua escola”, afirma Eneida Rocha, do Departamento de Difusão, Fomento e Economia dos Museus do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC).

Segundo José David, o memorial prevê, além do acervo físico, um conteúdo em meio digital, composto por músicas de Sivuca, dentre outras atrações interativas. Parte das memórias do artista estão guardadas com sua esposa, Glória Gadelha, que apoia a iniciativa. A forma de financiamento para a implantação do Memorial Sivuca será discutida pelo MinC após a indicação, por parte da Subsecretaria de Cultura da Paraíba, do local destinado à iniciativa.

Sivuca

Nascido na cidade de Itabaiana, na Paraíba, Severino de Oliveira – Sivuca – era conhecido nacional e internacionalmente como instrumentista, maestro, orquestrador, cantor, arranjador, compositor e produtor musical. Foi responsável por mostrar a elegância da sanfona nordestina ao cenário mundial da música.

Suas composições e trabalhos incluem, dentre outros ritmos, choros, frevos, forrós, baião, música clássica, blues, jazz, entre muitos outros. Contribuiu significativamente para o enriquecimento da música brasileira, ao revelar a universalidade da música nordestina e a nordestinidade da música universal. Sivuca morreu em 2006, deixando seu legado para a população de todo o país.

Página 3 de 3123