Página 2 de 3123

Museu da Maré recebe título de Destino Turístico Prioritário do Rio

Neste sábado (20), o presidente do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC), Angelo Oswaldo, e o Secretário de Estado de Turismo do Rio de Janeiro (Setur-RJ), Cláudio Magnavita, estarão no Museu da Maré, na Zona Norte da capital fluminense, para participar da entrega do título de Destino Turístico Prioritário aos representantes do museu comunitário.

“Esse reconhecimento pelo Conselho Estadual de Turismo, como destino prioritário do Estado do Rio de Janeiro, valoriza a importância do equipamento e promove sua inserção no setor no turismo”, aposta Claúdio Magnavita. “O museu da Maré é um equipamento importante para a percepção mundial da vida e do aspecto cotidiano da comunidade”, acredita

Título de destino turístico para o Museu da Maré (RJ)

Para o presidente do Ibram, o museu “sintetiza muito bem aquilo que entendemos por museologia social, por ser um museu concebido com inteira participação dos moradores das comunidades, que cuidaram para que todas as narrativas ali apresentadas fossem muito bem alinhavadas”, explica.

Programação
A partir do meio-dia será servida uma feijoada no Museu da Maré para os representantes do trade turístico nacional – como a Agência Brasileira de Agências de Viagem (Abav), Associação Brasileira da Indústria e de Hotéis (ABIH), Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo (Abrajet), além de agentes e operadoras locais. Na ocasião será apresentado o folder turístico desenvolvido para o museu.

Na programação consta ainda o lançamento da publicação do Ibram Museus e Turismo – estratégias de cooperação, que se debruça nas relações entre museus e turismo, com o objetivo de orientar os setores para o gerenciamento dos espaços museológicos com foco na recepção do turista, além do estabelecimento de estratégias conjuntas de promoção dos museus e do turismo cultural.

Integrando umas das últimas atividades do ano do projeto Música no Museu, um concerto da Orquestra de Cellos das Comunidades Pacificadas, às 14h, acontece nas dependências do Museu da Maré.

Permanência
O encontro deste sábado, resultado da inclusão do museu do Complexo da Maré como destino turístico fluminense, marca ainda a resolução temporária de impasse relacionado ao pedido de desapropriação dos galpões ocupados pela instituição, cuja data final seria 9 de dezembro.

Com a intervenção da Setur, os proprietários aceitaram o pedido de prorrogação do prazo, até 10 de março de 2015, dando assim tempo hábil para que sejam estudadas medidas jurídicas para a manutenção do museu onde se encontra.

Considerado referência internacional para a museologia social, por lidar com o registro, preservação e divulgação da história das comunidades da Maré, o museu mantém uma exposição permanente, além de desenvolver atividades lúdico-educativas, oficinas e outras ações em torno da memória social.

O Museu da Maré fica na Rua Guilherme Maxwell, nº 26, próximo à Avenida Brasil, e funciona de terça a sábado, das 9h às 18h, por meio de agendamento. Saiba mais.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Museu da Maré/divulgação
Última atualização: 22.12.2014

Publicações do Museu Histórico Nacional recebem avaliação máxima da Capes

O Museu Histórico Nacional (MHN/Ibram), no Rio de Janeiro (RJ), teve duas de suas publicações classificadas com nota máxima em recente relatório divulgado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), agência vinculada ao Ministério da Educação (MEC) – responsável pela avaliação de programas de pós-graduação no Brasil.

MHN_anais

Capes avaliou com nota máxima anais de seminário MHN realizado em 2011

Em seu último relatório trienal, que apresenta o resultado do processo de avaliação ocorrido nos anos de 2010, 2011 e 2012, a Capes concedeu nota “L-4” (76 a 100 pontos) aos anais dos Seminários Internacionais Museus e Comunicação – Exposições como objeto de estudo, realizado em outubro de 2009, e Coleções e Colecionadores: a polissemia das práticas, realizado em outubro de 2011.

Editados pelo MHN, os livros, dessa forma, obtiveram a nota máxima da Capes para a área de Ciências Sociais Aplicadas. A Classificação de Livros integra a avaliação da produção científica docente e discente dos programas de pós-graduação.

De acordo com a coordenação, são classificadas no chamado “Estrato L4”, obras consideradas “diferenciadas quanto à inovação temática, metodológica e com impacto na área e nos campos específicos de conhecimento aos quais está relacionada”, entre outros critérios. Saiba mais sobre o MHN.

Texto e foto: Ascom/Ibram

Ibram lança publicação sobre diálogo entre Museus e Turismo

A publicação está disponível aos interessados em formato PDF

A publicação está disponível em formato PDF

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC) disponibiliza em formato digital a publicação Museus e Turismo – estratégias de cooperação, elaborada com vistas à interação das duas temáticas e as oportunidades de entrelaçamento dos setores para uma atuação cooperada dos diferentes agentes que os compõem.

A publicação marca o diálogo entre as áreas e demonstra o esforço do Ibram em preparar os museus para a recepção de visitantes em geral, bem como de fluxo turístico decorrente dos megaeventos esportivos programados para o país, como a Copa do Mundo FIFA 2014 e Olimpíadas 2016.

O esforço de aproximação entre as áreas de museus e o turismo implica em promover um diálogo para reconhecimento das suas diferenças e semelhanças, construção de entendimentos possíveis, percepção de oportunidades de ações conjuntas e desenvolvimento de práticas cooperativas. Acesse a publicação.

Texto: Ascom/Ibram

Museu de Arqueologia de Itaipu lança Caderno SocioAmbiental

O Museu de Arqueologia de Itaipu (MAI/Ibram), em Niterói (RJ), lança, nesta segunda-feira (23), em comemoração à 7ª Primavera dos Museus, o livro Representações do Feminino: olhares revisitados e contemporâneos. A publicação inaugura a série de publicações anuais do MAI intitulada Caderno SocioAmbiental.

O periódico tem como objetivo de abordar temas concernentes ao universo de reflexão e de ação da proposta museológica da instituição. O primeiro número faz referência ao tema da 5ª Primavera dos Museus Mulheres, Museus e Memórias. Naquele ano, o MAI realizou as mesas redondas Religiosidade e Representações do Feminino em Perspectiva Histórica e Entre História, Antropologia e Filosofia: Estudos de Gênero no Brasil.

Cada mesa, com sua especificidade, deu contribuições, seja para a desconstrução de um olhar estável sobre o momento histórico que permeava a vida da mulher na América portuguesa, em particular a vida em clausura, seja ainda para uma visada sobre a mulher e a construção de sua inserção multifacetada na esfera social no contexto contemporâneo. O resultado deste trabalho é a publicação, disponível aqui.

 

Ibermuseus lança publicação em memória da Mesa Redonda de Santiago

Amanhã (18), é celebrado o Dia Internacional de Museus, que neste ano tem como tema Museus (memória + criatividade = mudança social).

O Programa Ibermuseus , em comemoração à data, lançou, nesta sexta-feira (17), uma  publicação online em memória da Mesa Redonda de Santiago do Chile de 1972, que tratou sobre o papel dos museus no desenvolvimento da sociedade. Com esta publicação, o Ibermuseus quer promover os princípios de renovação da museologia que o encontro inspirou.

O volume duplo reúne os textos originais em formato facsímile da Mesa Redonda e o número da Museum da Unesco, que em 1973 centralizou-se na histórica reunião. Neles, textos de especialistas atuais acompanham as palavras de Hugues de Varine, museólogo francês que participou da Mesa Redonda como presidente do Conselho Internacional de Museus (Icom). O arquivo está disponível para leitura e download no sítio do Ibermuseus.

O 5º Fórum Nacional de Museus (2012) também teve como tema os 40 anos da Mesa Redonda de Santiago. Saiba mais.

Texto: Divulgação Ibermuseus

Livro Acessibilidade a Museus tem lançamento no Museu Histórico Nacional

No dia 24 de abril (quarta-feira), às 16h, no auditório do Museu Histórico Nacional (MHN/Ibram), no Rio de Janeiro (RJ), será lançado o livro Acessibilidade a Museus, com a presença das autoras Regina Cohen, Cristiane Duarte e Alice Brasileiro.

O livro, uma publicação do Ibram/MinC, é o segundo volume da Coleção Cadernos Museológicos. O novo volume procura orientar os profissionais dos museus brasileiros sobre a necessidade de adaptação dos espaços para torná-los acessíveis às pessoas com deficiência.

As autoras são arquitetas e professoras pesquisadoras do Núcleo de Pesquisa, Ensino e Projeto Sobre Acessibilidade e Desenho Universal – Núcleo Pró-Acesso da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

A tiragem da obra será de 3,5 mil exemplares que serão distribuídos para os museus do país. No lançamento, as autoras farão uma breve exposição sobre o contéudo livro e distribuirão 100 unidades autografadas.

A primeira publicação da Coleção Cadernos Museológicos, lançada em agosto de 2012, foi sobre segurança em museus e está disponível para baixar. O novo volume deverá estar  disponível online no final do mês de maio.

O lançamento é aberto ao público. O MHN/Ibram localiza-se à Praça Marechal Âncora S/N – Centro.  Saiba mais sobre o museu.

Texto: Ascom/Ibram

Chamada Pública de Artigos e Ensaios para a Revista Musas

A Musas, Revista Brasileira de Museus e Museologia, abre chamada pública para publicação de textos nas seções de Artigos e para a seção Muselânea. O material deverá ser enviado  para o e-mail : editorialmusas@museus.gov.br até o dia 04/02/2013. No e-mail, no campo Assunto, o autor deverá escrever Artigo se o seu texto for para a seção Artigos e Muselânea se o texto for para a seção Muselânea.

Os textos enviados para a seção Artigos e para a seção Muselânea serão encaminhados, sem a identificação dos respectivos autores, para avaliação de pareceristas cujas identidades também serão mantidas em sigilo. Os autores serão comunicados qualquer que seja a decisão sobre o trabalho enviado. Caso o trabalho seja aceito, os autores receberão dois exemplares do número que acolher sua colaboração.

A Revista Musas é um periódico publicado pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), autarquia vinculada ao Ministério da Cultura (MinC). Com um caráter interdisciplinar, ela reúne reflexões sobre museus e Museologia, experiências museais e o cenário cultural com a divulgação de textos, de pesquisas e de ações no campo museológico.

Veja todas as informações para participar aqui

5º Prêmio Mario Pedrosa: inscrições abertas a partir de 14/9

Estão abertas a partir desta sexta-feira (14) as inscrições para interessados em concorrer à quinta edição do Prêmio Mario Pedrosa – Museus, Memória e Mídia. O concurso, que integra o Programa de Fomento aos Museus Ibram 2012, vai selecionar e premiar trabalhos jornalísticos publicados no Brasil em torno do tema Museus.

Podem ser inscritos conteúdos publicados entre 11 de outubro de 2011 e 10 de setembro de 2012, nos diversos veículos de mídia brasileiros – como jornais, periódicos, revistas, internet, rádio e televisão. Serão selecionados até quatro trabalhos, que receberão prêmios de entre R$ 10 mil e R$ 5 mil cada. Confira o edital.

O prazo para a realização das inscrições nesta edição do prêmio prossegue até o dia 31 de outubro de 2012, às 23h30 (horário de Brasília). As inscrições devem ser realizadas através do Sistema SalicWeb – disponível na página do Ministério da Cultura e do Instituto Brasileiro de Museus.

Os veículos de comunicação que publicaram os trabalhos jornalísticos vencedores receberão, por parte do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC), certificado de menção honrosa pela contribuição à memória nacional.

Ibram publica acordos de Cooperação Técnica feitos durante Conexões

O Instituto Brasileiro de Museus publicou, no dia 8 de agosto, no Diário Oficial da União (nº 153, Seção 3, páginas 17 e 18), oito extratos de acordos de Cooperação Técnica assinados com os estados visitados pelo Ibram no primeiro semestre de 2012 durante eventos do projeto Conexões. Dentre os estados parceiros estão: Bahia, Rio Grande do Norte, Ceará, Espírito Santo, Piauí, Alagoas, Pernambuco e Goiás.

O Acordo de Cooperação tem como objetivo a integração de competências e de recursos institucionais para o desenvolvimento de ações conjuntas que contribuam para o reconhecimento, o fortalecimento, a difusão, o fomento e o incentivo do setor museal de cada estado. A ênfase da cooperação está no fortalecimento do Sistema Brasileiro de Museus e do Sistema Estadual de Museus e sua articulação e também na implantação, monitoramento e avaliação do Plano Nacional Setorial de Museus e dos Planos Estaduais e Municipais de Museus, entre outros.

Com vigência de 60 meses a partir da de sua assinatura, os acordos poderão ser prorrogados por um período de 12 meses, mediante a celebração de Termo Aditivo, contanto que haja devida justificativa e não se altere do objeto do documento.

Desde março de 2012, o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC) percorre os estados do país conectando os museus brasileiros às novas políticas e instrumentos de gestão museais. Oito estados participaram no primeiro semestre de 2012 e, nos próximos meses, a programação segue para mais dez estados. A cidade de Belém (PA) recebeu esta semana, nos dias 7 e 8, a primeira parada do projeto Conexões Ibram no segundo semestre. Do norte, o projeto Conexões Ibram prossegue para Santa Catarina, nos dias 14 e 15. Saiba mais.

Publicação sobre museus e exposições marcam semana na Câmara federal

Lançada no dia 3 de julho, em Brasília, a publicação Legislação sobre Museus é um dos primeiros frutos do acordo de cooperação técnica firmado entre a Câmara dos Deputados e o Instituto Brasileiro de Museus, no final do ano passado.

O livro foi entregue ao presidente do Ibram, José do Nascimento Jr., durante evento de inauguração das duas primeiras exposições da série Retratos da Brasilidade, na Câmara federal, que começa com a exibição inédita em Brasília do quadro Primeira Missa no Brasil, de Victor Meirelles, e da série Cenas Brasileiras, de Cândido Portinari.

Legislação sobre Museus, que já está disponível online, reúne leis, normas, acordos e diretrizes relativas aos museus e à profissão de museólogo. Entre eles estão o Estatuto de Museus, a lei de criação do Ibram, e a que regulamenta a profissão de museólogo, e a Declaração de Santiago - que completa 40 anos em 2012 e foi escolhida como tema do 5º Fórum Nacional de Museus.

Durante a solenidade, o presidente do Ibram lembrou que o Estatuto de Museus, que está em fase final de regulamentação, “é uma grande conquista e também resultado do trabalho dos parlamentares”.

Meirelles e Portinari
Pintado por Victor Meirelles entre 1858 e 1860, Primeira Missa no Brasil faz parte do acervo permanente do Museu Nacional de Belas Artes (Ibram/MinC), no Rio de Janeiro. Além do quadro, a exposição em Brasília traz outros trabalhos do autor e uma imagem rara do artista. Saiba mais.

Também compondo a série Retratos da Brasilidade estão obras de Cândido Portinari que pertencem ao acervo do Banco Central. Os quadros, pintados entre 1954 e 1956, relacionam-se com a história do país.

A visitação às duas exposições é diária, das 9h às 17h, e poderá ser feita até 16 de setembro, no Salão Nobre e Salão Negro da Câmara dos Deputados. Outras informações:  (61) 3216.1768/1772.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Divulgação

Página 2 de 3123