Obras e projetos arquitetônicos focaram requalificação dos museus da rede Ibram

O restauro e requalificação de museus vinculados à rede Ibram teve ampla agenda em 2017, com obras já finalizadas, em andamento ou com projetos elaborados e execução prevista para o ano que vem.

Museu Casa Benjamin Constant está em obras

Museu Casa de Benjamin Constant está em obras no Rio

O Museu Casa de Benjamin Constant, no Rio de Janeiro, e o Museu Regional de Caeté, em Minas Gerais, deram início a processos de restauração integral.  Entre as obras de grande porte, também pode ser citado o restauro e ampliação do Museu Victor Meirelles, em Florianópolis (SC).

No Rio, outros museus que passaram por obras foram o Museu Nacional de Belas Artes (MNBA), que recebeu impermeabilização em sua cobertura e torre de arrefecimento, e o Museu da República, que teve varanda recuperada, restauração de claraboia e elevador finalizada, assim como reforma de banheiros.

O Palácio Rio Negro, em Petrópolis (RJ), passou por escoramento emergencial de sua varanda e o Museu Imperial, na mesma cidade, passou por obras emergenciais no telhado de sua biblioteca.

Projetos desenvolvidos
Foram ainda desenvolvidos projetos para a realização de novas intervenções físicas nos museus citados e também no Museu do Açude, Museu Villa-Lobos, Museu Histórico Nacional, Museu Arqueológico de Itaipu, Museu de Arte Religiosa e Tradicional, Museu Casa da Hera, Museu de Arte Sacra de Paraty, Museu Lasar Segall, Museu Casa da Princesa, Museu de Arte Sacra da Boa Morte, Museu do Diamante, Museu do Ouro, Museu Regional de São João del-Rei, Museu Casa dos Ottoni, Museu da Abolição e Museu Casa Histórica de Alcântara.

Além das obras em execução e com projetos em andamento, o Ibram deu início em 2017 à elaboração de um instrumento de apoio à gestão que tem como objetivo adequar as intervenções em seus edifícios, estabelecendo rotinas de verificação que indicarão a necessidade de reparos, manutenção e intervenções, evitando a necessidade de investimentos em obras de maior porte.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: MCBC/Divulgação

CNIC de março autoriza captação de R$ 5,4 milhões para projetos de museus

A 255ª Reunião da Comissão Nacional de Incentivo à Cultura (CNIC), que teve lugar em Brasília (DF) entre os dias 6 e 9 de março, autorizou que cinco projetos da área de museus possam captar, via Lei Rouanet, o valor de R$ 5.438.363,46.

CNIC_logoO Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) e outras autarquias do Ministério da Cultura (MinC) aprovaram cinco dos seis projetos apresentados nesta terceira edição da CNIC em 2017.

Dentre os projetos está a manutenção e preservação do acervo da cantora mineira Clara Nunes (1942-1983), localizado na cidade de Caetanópolis (MG).

Além de dois projetos para livros de museus, um projeto para exposições e cursos no Museu de Arte Moderna Aluísio Magalhães, em Recife (PE), também foi aprovado. Pesquise na página dos sistema Salic Net todos os projetos aprovados na reunião.

A CNIC analisa projetos culturais candidatos a captar recursos por meio de incentivo fiscal, inclusive sob seus aspectos orçamentários. Sendo um colegiado de assessoramento, a comissão é formada por representantes dos setores artísticos, culturais e empresariais, em paridade da sociedade civil e do poder público. Saiba mais sobre a CNIC e o incentivo fiscal a projetos culturais.

Texto: Ascom/Ibram
Última atualização: 13.3.2017

CNIC de novembro autoriza captação de mais de R$ 144 milhões para museus

A 250ª reunião da Comissão Nacional de Incentivo à Cultura (CNIC) aprovou, entre os dias 8 e 10 de novembro, que museus e instituições de memória possam captar R$ 144.924.943,18  via Lei Rouanet – mecanismo federal de incentivo fiscal à cultura.

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), e outras vinculadas do Ministério da Cultura (MinC), analisaram 27 projetos nesta edição da CNIC, sendo que 25 deles foram aprovados para captar recursos.

CNIC_logoOs planos anuais de atividades 2017 de diversas instituições foram o grande destaque desta edição, a penúltima do ano, mas dentre os projetos há também exposições em várias museus brasileiros.

Automóveis e Brecheret
Masp no CCBB será uma exposição itinerante, que percorrerá cidades no Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Distrito Federal, reunindo múltiplas representações da figura humana na arte – de diferentes períodos, territórios e escolas.

Já a exposição Sobre Rodas, no museu Rodas do Tempo (GO), terá como tema a história do design visual dos automóveis, a história do automobilismo no Brasil e o sentido simbólico que os carros carregam na sociedade contemporânea.

O artista Victor Brecheret (1894-1955) será alvo de uma grande retrospectiva em 2017: o projeto Brecheret – Esculturas e Desenhos – 1919/1955 apresentará 149 obras do artista ítalo-brasileiro nas cidades de Curitiba (PR) e Belo Horizonte (MG).

Também foram contemplados projetos que envolvem apresentações musicais, produção de publicações e mesmo um circuito noturno de visitas a museus.  Saiba mais sobre a CNIC de novembro e conheça todos os projetos aprovados.

A próxima reunião da CNIC será realizada de 6 a 8 de dezembro, em Brasília. A Comissão Nacional de Incentivo à Cultura (CNIC) é um colegiado de assessoramento formado por representantes dos setores artísticos, culturais e empresariais, em paridade da sociedade civil e do poder público. Os membros da sociedade civil são oriundos das cinco regiões brasileiras.

Texto: Ascom/Ibram

CNIC aprova mais de R$ 11 milhões para a área de museus no mês de maio

A 232ª Reunião da Comissão Nacional de Incentivo à Cultura (CNIC), que teve lugar em Criciúma (SC) entre os dias 12 e 14 de maio, aprovou o montante de R$ 11.797.284,38 para 13 projetos na área de museus no Brasil.

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) analisou e encaminhou seis projetos para a reunião, dentre eles proposta de aquisição da obra No Vento e Na Terra (1991), para o acervo da Fundação Iberê Camargo (RS), e o projeto A escola vai ao museu, que se propõe a realizar apresentações “museológicas-musicais” no Navio Museu Franco de Godoy, em Mogi Guaçu (SP).

Dentre outros projetos que foram analisados pelo Ibram, com pedido de reintegração de valor, estão a criação do Parque Tecnológico da nova sede do Museu da Imagem e do Som (MIS) do Rio de Janeiro (RJ), e o levantamento, preservação, digitalização e disponibilização do acervo do Arquivo Histórico Municipal de Salvador (BA).

Já dentre os projetos analisados por outras vinculadas do Ministério da Cultura (MinC) destacam-se as exposições de gravuras do paisagista Roberto Burle Marx, de obras do Museu de Imagens do Inconsciente e de acervos de museus italianos relacionadas a São Francisco de Assis.

Composto por representantes da classe artística, empresarial, sociedade civil e do governo, a CNIC tem a função, entre outras, de analisar e oferecer pareceres para subsidiar decisões relativas à aprovação dos projetos culturais que se candidatam à captação de recursos de renúncia fiscal por meio da Lei Rouanet. Saiba mais sobre a CNIC no portal do MinC.

Texto: Geyzon Dantas (Ascom/Ibram)

Programa Nacional de Educação Museal cria banco de projetos em educação

Como um dos desdobramentos das discussões do Programa Nacional de Educação Museal (PNEM), o Ibram decidiu criar um banco público de iniciativas exitosas em educação museal.

O objetivo é disponibilizar projetos educativos desenvolvidos na área de museus, visando a troca de experiências, de ideias e propostas que possam contribuir para o fortalecimento de ações educativas nos museus brasileiros e processos museais, como os Pontos de Memória.

A ficha para cadastro de ações educativas está disponível no blogue do PNEM. Os autores são responsáveis pelas informações enviadas e a autoria será resguardada no momento da publicação dos projetos no blogue. O email para contato é o pnem@museus.gov.br.

Texto: Divulgação PNEM

Reunião da CNIC em junho aprova R$ 15,3 milhões para projetos em museus

A Comissão Nacional de Incentivo à Cultura (CNIC) aprovou em sua 210ª reunião, que aconteceu em Brasília (DF), nos dias 4 e 5 de junho, cerca de R$ 15,3 milhões para projetos na área de museus.

No total, foram aprovados 18 projetos. Sete deles foram analisados pelo Ibram, que obteve a aprovação de mais de R$ 8,1 milhões. Os demais foram analisados por outras autarquias vinculadas ao Ministério da Cultura (MinC).

Os projetos incluem a criação e reforma de museus, realização de exposições e edição de publicações, entre outros. Eles agora poderão captar os recursos aprovados via Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet).

A lista completa dos projetos aprovados ainda será divulgada no site do MinC.

Texto: Ascom/Ibram

Ministério da Cultura lança hoje (6) nova versão da ferramenta Salic web

A partir de hoje (6), os produtores terão uma ferramenta mais moderna para inserir, acompanhar e prestar contas dos seus projetos culturais. A nova versão do Sistema de Apoio às Leis de Incentivo à Cultura (Salic) trará inúmeras facilidades e benefícios aos seus usuários, já que todas as fases de tramitação, desde a admissibilidade até a prestação de contas, passam a ser automatizadas.

As principais mudanças são de âmbito tecnológico, conferindo maior dinamicidade ao processo e garantindo menor tempo de resposta à ação do usuário. Todas as comprovações financeiras e físicas, solicitações de readequação, fiscalização e acompanhamento do projeto passam a se dar de forma eletrônica.

O novo sistema também trará melhor navegabilidade. As novas funcionalidades de gerenciamento fazem com que o antigo espaço do proponente se transforme em um escritório virtual. Essa medida permitirá ao proponente fazer a gestão do projeto via sistema, dispensando controle paralelo e, em muitos casos, a contratação de consultoria para a execução do projeto.

Execução em tempo real
Ao MinC, permitirá acompanhar a execução em tempo real, com intervenção imediata, caso apareça alguma inconsistência, reduzindo com isso seu tempo de resposta.

“São inúmeras melhorias que diminuirão o tempo de análise, simplificarão os fluxos de trabalho, reduzirão a quantidade de papel emitido e tornarão o processo mais seguro”, disse o secretário de Fomento e Incentivo à Cultura (Sefic), Henilton Menezes.

A nova versão do Salic foi uma iniciativa do MinC através da parceria entre a Sefic com a Subsecretaria de Planejamento, Orçamento e Administração. Continue lendo no Portal do MinC.

Fonte: Ascom/MinC

CNIC em abril aprova 25 projetos da área museal para captação de recursos

Entre os dias 9 e 11 de abril, a 208ª Reunião da Comissão Nacional de Incentivo à Cultura (CNIC), que teve lugar em Brasília (DF), aprovou nove projetos para a área museal, analisados pelo Ibram, assim como 16 outros projetos analisados pelas demais instituições vinculadas do Ministério da Cultura (MinC).

No total, a área teve autorização para captar mais de R$ 23.640 milhões por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Rouanet). Dentre os projetos analisados pelo Ibram encontram-se planos anuais de manutenção para museus, inventários e digitalização de acervos – como no Museu do Estado de Pernambuco – assim como projetos de ampliação e criação de museu.

Já entre os projetos analisados por outras vinculadas destacam-se eventos como mostras, exposições e festivais, assim como a restauração de bens materiais. Os mais de 700 pareceres emitidos durante a 208ª Reunião da CNIC estão disponíveis para acesso, assim como o relatório final da reunião de abril.

Sobre a comissão
A CNIC é um órgão colegiado que tem, entre outras, função de subsidiar as decisões do MinC na aprovação dos projetos culturais submetidos para captação via renúncia fiscal da Lei Rouanet.

A comissão é composta por representantes de artistas, empresários, sociedade civil e do Estado. Ao todo, são 21 integrantes: sete titulares e 14 suplentes das áreas de Audiovisual, Humanidades, Artes Cênicas, Artes Visuais, Empresariado Nacional, Música e Patrimônio.

A próxima reunião acontece entre os dias 7 e 9 de maio, em Bento Gonçalves (RS), dando sequência ao formato itinerante da CNIC, onde as reuniões ordinárias ocorrem alternadamente em Brasília e em um estado de cada região brasileira. Saiba mais.

Texto: Ascom/Ibram
Última atualização: 18.4.2013

Fomento: CNIC autoriza oito projetos da área museal a captar recursos

A reunião de fevereiro da Comissão Nacional de Incentivo à Cultura (195ª CNIC) aconteceu, entre os dias 8 e 10, em Brasília (DF). Foram 1071 projetos colocados em pauta. A comissão avalia os pareceres de projetos culturais que pleiteiam a autorização para captação de recursos com apoio na Lei Rouanet (nº 8313/91).

Na reunião, foram aprovados oito projetos relacionados à área museal, totalizando R$ 17.577.595,43 em recursos. Os projetos aprovados são: Construção do anexo ao Museu da Energia de São Paulo – Implantação do Núcleo de Documentação e Pesquisa; Programa de Aquisição de Obras do MAC USP; Casa da Memória de Araras (SP); Museu Municipal de Arte – Sala de Exposição (PR); Feras em Aulas (PE); Espaço Cultural Marechal Rondon (RJ); Museu Inimá de Paula – Arte e Educação em 2012 (MG), e Museu da Imagem e do Som (RJ).

Todos os projetos analisados e os valores estão disponíveis no sítio web do Ministério da Cultura. A próxima reunião da CNIC acontece entre os dias 13 e 15 de março em Florianópolis (SC), dando continuidade às reuniões itinerantes que começaram em 2011. Confira aqui o calendário de reuniões em 2012.

 Texto: Ascom/Ibram

Copa 2014: aberta chamada pública para projetos de promoção do Brasil

Está aberta até o dia 31 de outubro, chamada pública para a inscrição de projetos que poderão integrar a Programação Oficial do Governo Federal para a Promoção do Brasil pela realização da Copa do Mundo FIFA 2014.

A execução dos projetos está prevista para 2012, 2013 e o primeiro semestre de 2014. O processo seletivo servirá para identificar e definir os projetos que poderão obter apoio financeiro de órgãos ou entidades da administração pública federal direta e indireta ou a chancela institucional do Governo Federal.

As inscrições são gratuitas e o envio de projetos deve seguir os parâmetros de um documento que exige, entre outros requisitos, descrição de objetivos, definição de público-alvo, estimativa de público, cronograma de execução físico-financeiro e estratégia de ação.

O Plano de Promoção do Brasil aborda a promoção do país de uma forma ampla. As ações de publicidade, de relações públicas, de promoção de imagem e relacionamento com a imprensa são apontadas como indispensáveis ferramentas para garantir o sucesso do evento, especialmente para o fomento comercial, turístico e sócio-cultural. Continue lendo.

Fonte: Portal da Copa