Entrega do Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade celebra 80 anos do Iphan

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) comemora seus 80 anos com uma série de eventos, que acontecem de 24 a 27 de outubro no Rio de Janeiro. O destaque da programação é a cerimônia de entrega do Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade, a mais importante premiação do país voltada para ações de valorização, promoção e preservação do Patrimônio Cultural Brasileiro.

Em sua 30ª edição, o Prêmio contemplou oito projetos dos estados do Amapá, Ceará, Minas Gerais, Pernambuco, Rio Grande do Sul e São Paulo. Durante a cerimônia, que acontece no dia 24 de outubro, às 19h, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, o Iphan também vai homenagear parceiros, entre instituições e personalidades, que se destacaram nos últimos 80 anos na gestão do Patrimônio Cultural, com a Medalha Mário de Andrade, instituída para celebrar os 80 anos do Instituto.

Serão homenageados, entre outros, o presidente do Ibram, Marcelo Araújo, enquanto membro do Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural, o Museu Histórico Nacional e o Museu Nacional de Belas Artes.

E nos dias 26 e 27 de outubro, no auditório do Museu do Amanhã, ainda em comemoração ao aniversário, o Iphan promove o Seminário Internacional O Futuro do Patrimônio, cujo objetivo é refletir sobre a evolução da política de preservação e a gestão do Patrimônio Cultural. O evento vai reunir especialistas de todo o mundo para trocar experiências e debater um modelo sustentável para a gestão patrimonial. Saiba mais sobre a programação aqui.

Inscrições para Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade vão até 15 de maio

Foi prorrogado o prazo para inscrições para a 28ª edição do Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade, concurso de caráter nacional promovido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em reconhecimento a ações de preservação do patrimônio cultural brasileiro, que este ano terá como tema “Rio 450 anos – Patrimônio Mundial Paisagem Cultural Urbana”. Os interessados ganharam mais 15 dias e, assim, têm até 15 de maio para enviar trabalhos.

Ao todo, serão selecionadas oito iniciativas representativas, divididas em duas grandes categorias. A primeira delas premiará ações de excelência em técnicas de preservação e salvaguarda do Patrimônio Cultural. O objetivo é valorizar e promover iniciativas de excelência em preservação e salvaguarda, envolvendo identificação, reconhecimento e salvaguarda; pesquisas; projetos, obras e medidas de conservação e restauro.

Já a segunda categoria reconhecerá iniciativas de excelência em promoção e gestão compartilhada do Patrimônio Cultural. A ideia é valorizar e promover iniciativas referenciais que demonstrem o compromisso e a responsabilidade compartilhada para com a preservação do patrimônio cultural brasileiro, envolvendo todos os campos da preservação e oriundas do setor público, do setor privado e das comunidades.

Serão escolhidas as ações que se destaquem pela originalidade, vulto ou caráter exemplar. O edital divulgado no Diário Oficial da União tem premiação no valor de R$ 30 mil como estímulo e forma de reconhecimento aos projetos selecionados. Confira o edital.

Outras informações podem ser obtidas pelo e-mail premio.prmfa@iphan.gov.br ou pelos telefones (61) 2024 5462 e 2024 5465.

Personalidades e projetos são agraciados com prêmios do MinC

Esta semana foi marcada por duas cerimônias de entrega de prêmios para projetos de valorização do patrimônio cultural e personalidades de destaque da cultura brasileira.

O Palácio do Planalto abriu as portas na quarta-feira (5), Dia Nacional da Cultura, para uma mais uma vez homenagear brasileiros e estrangeiros por suas contribuições à cultura nacional.

Em sessão solene, a presidenta Dilma Rousseff e a ministra da Cultura, Marta Suplicy, entregaram a Ordem do Mérito Cultural (OMC) a quatro instituições e a 26 personalidades, nas classes Grã-Cruz, Comendador e Cavaleiro. Esta foi a 20ª edição do prêmio, que neste ano teve como homenageadas especiais a arquiteta Lina Bo Bardi e a artista plástica Djanira da Motta e Silva. Ambas completariam um século de vida em 2014.

Entrega da OMC 2014 contou com a presença da presidente da República

Entrega da OMC 2014 contou com a presença da presidente da República

Para a presidenta Dilma Rousseff, a Ordem do Mérito Cultural permite valorizar e reconhecer a diversidade cultural existente no Brasil. “Os homenageados expressam essa diversidade que muito nos orgulha, esta mistura de sotaques, de propostas, de saberes e de manifestações culturais que compõem o mosaico que somos”, afirmou.

Desde sua criação, em 1991, a Ordem do Mérito Cultural já foi entregue, sempre no Dia Nacional da Cultura, a mais de 500 personalidades nacionais e estrangeiras e a 60 instituições. Conheça os ganhadores da OMC 2014 na página do Ministério da Cultura.

Iphan
Já na terça-feira (4), o Clube do Choro, em Brasília, foi palco da entrega do Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade, promovido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) – autarquia federal vinculada ao MinC.

Durante a cerimônia, os representantes dos seis projetos vencedores receberam uma placa comemorativa, simbolizando o reconhecimento pelos trabalhos de preservação, valorização e salvaguarda do Patrimônio Cultural Brasileiro, e o valor de R$ 25 mil.

A ministra da Cultura, Marta Suplicy, participou da cerimônia, destacando que a preservação de nossa cultura é crucial para o Brasil. É um desafio muito grande, que deve ser enfrentado com muito empenho e criatividade. A cultura está ligada a nossa identidade como pais”.

A presidenta do Iphan, Jurema Machado, explicou que além de reconhecer iniciativas que são valiosas em todo o país, o prêmio faz uma coletânea do pensamento e da produção sobre o patrimônio. “São projetos que resultam de uma crença na humanidade verdadeiramente inacreditável aos dias de hoje”, destaca.

Conheça os projetos selecionados, oriundos dos estados do Ceará, Goiás, Minas Gerais, Pará, Paraíba e Rio de Janeiro.

Textos: Divulgação MinC e Iphan
Edição: Ascom/Ibram
Foto: Janine Moraes/MinC

Patrimônio cultural: Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade recebe inscrições

Um dos mais importantes prêmios brasileiros voltados para a área do Patrimônio Cultural traz novidades em 2013. A 26ª edição do Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade, realizada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan/MinC), agora conta com oito categorias, ampliando a identificação e a participação da sociedade civil, de órgãos governamentais e de profissionais que desenvolvem ações e projetos de valorização, divulgação e preservação do patrimônio cultural.

O edital foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) do dia 24 de abril. Acesse a portaria. As inscrições dever ser feitas até 15 de junho, exclusivamente via postal, enviando o material para as Superintendências do Iphan. Os endereços estão listados no edital, como também estão disponíveis na página web do órgão.

Mário de Andrade é homenageado na edição 2013

As superintendências promoverão a pré-seleção das ações correspondentes aos seus estados, ou ao Distrito Federal, e as ações selecionadas nestas etapas estaduais serão encaminhadas para a Comissão Nacional de Avaliação, que posteriormente anunciará os nomes dos vencedores nacionais.

Os candidatos poderão esclarecer dúvidas e obter mais informações sobre o 26º Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade junto ao Departamento de Articulação e Fomento (DAF/Iphan) pelos telefones (61) 2024-5462/5463, fax (61) 2024-5499 e também pelo e-mail premio.prmfa@iphan.gov.br.

O edital e seus anexos estão disponíveis para baixar.

Homenagens
Este ano, a premiação celebra os 120 anos de nascimento do modernista Mário de Andrade que, em 1936, a pedido do então ministro da Educação do Brasil, Gustavo Capanema, elaborou o anteprojeto de lei que resultou na organização jurídica da proteção do patrimônio cultural brasileiro e na criação do atual Iphan.

O Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade é uma homenagem ao primeiro presidente do Iphan e foi criado em 1987 em reconhecimento a ações de proteção, preservação e divulgação do patrimônio cultural brasileiro.

Texto e imagem: Divulgação Iphan
Edição: Ascom/Ibram