Unesco: Programa Memória do Mundo reconhece mais oito acervos brasileiros

O acervo do pesquisador e etnógrafo brasileiro Arthur Ramos (1903-1949) recebeu ontem (6), o reconhecimento do Programa Memória do Mundo da Unesco por meio da Fundação Biblioteca Nacional (FBN) – ligada ao Ministério da Cultura (MinC).

Coordenado pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), em parceria com MinC, o programa premiou ainda mais sete coleções documentais de diversas áreas culturais durante evento promovido em Brasília (DF).

Representante da FBN recebe reconhecimento da Unesco. Ao fundo, Marcelo Araujo, presidente do Ibram

A representante da FBN recebe reconhecimento da Unesco. Ao fundo, Marcelo Araujo, presidente do Ibram

Representante do MinC na cerimônia, o presidente do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), Marcelo Araújo, afirmou que a premiação é um dos mais significativos reconhecimentos para os acervos documentais e bibliográficos da memória brasileira.

“O registro dá luz à relevância desses acervos no âmbito da cultura nacional, permitindo que haja uma maior dinamização dessas coleções nas suas múltiplas vertentes institucionais, sejam eles sediados em museus, em arquivos ou em bibliotecas”, destacou.

Diversidade e vitalidade cultural
Na avaliação de Araújo, a premiação deste ano trouxe algumas surpresas, como o arquivo do Circo Garcia do Centro de Memória do Circo. “É a primeira vez que um acervo circense recebe uma homenagem como esta”, aponta. “Esse fato isolado já é, a meu ver, uma evidência da abrangência adequada do aspecto cultural que esses arquivos revelam em termos da diversidade e da vitalidade da cultura brasileira”, disse.

Os outros sete acervos premiados foram o de Jean-Pierre Chabloz, referente à Batalha da Borracha (Museu de Arte da Universidade Federal do Ceará); o arquivo da Comissão Teotônio Vilela de Direitos Humanos: 1983-2016 (Arquivo Público do Estado de São Paulo); a coleção de Obras Raras da Biblioteca Mineiriana do Instituto Cultural Amilcar Martins (Instituto Almicar Martins); o Conjunto Documental Companhia Empório Industrial do Norte: 1891-1973, do Arquivo Público do Estado da Bahia (Fundação Pedro Calmon); os Dissídios Trabalhistas do Conselho Nacional do Trabalho: um retrato da sociedade brasileira da Era Vargas (Tribunal Superior do Trabalho); e o Pensar o Brasil: a Revista do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro: 1839-2011 (Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro).

Anualmente, o Comitê do Programa lança um edital para candidaturas de acervos a serem reconhecidos como patrimônio para a memória brasileira por meio de sua inscrição no Registro Nacional do Brasil do Programa Memória do Mundo. Até o momento, foram registradas 91 coleções documentais no Brasil. Leia a matéria completa.

Texto: Ascom/MinC
Edição: Ascom/Ibram
Foto: Janine Moraes/MinC

Fomento aos Museus: Ibram lança edição 2012 do Prêmio Pontos de Memória

Publicado hoje (19), no Diário Oficial da União, edital nº 9, do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC), que trata da seleção pública Prêmio Pontos de Memória 2012, que integra o Programa de Fomento aos Museus Ibram.

O objeto do edital é premiar 60 iniciativas de memória e museologia social, visando reconhecer, incentivar e fomentar a continuidade e sustentabilidade na perspectiva do Programa Pontos de Memória.

Serão reconhecidas 50 iniciativas desenvolvidas por grupos, povos e comunidades em âmbito nacional, com R$ 30 mil cada, e outros 10 iniciativas de brasileiros no exterior, que se caracterizem por ações de registro e representação da sua memória, com R$ 50 mil cada.

Em qualquer uma das categorias, o valor correspondente ao prêmio deverá ser utilizado para despesas ligadas ao aprimoramento da iniciativa de memória social ou processo museal, no prazo de sete meses após o recebimento do prêmio, conforme Plano de Trabalho apresentado.

O prazo para as inscrições será do dia 22 de novembro de 2012 às 23h30 do dia 14 de fevereiro de 2013, e podem ser realizadas, gratuitamente, por meio do sistema SalicWeb.

Poderão participar da seleção pública pessoa jurídica de direito privado sem fins lucrativos, que desenvolva atividades referentes ao objeto do Edital há pelo menos três anos. O edital está disponível para baixar.

Texto: Ascom/Ibram

Pontos de Memória: iniciativa na Bélgica recebe premiação

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC) premia no dia 13 de janeiro, em Bruxelas (Bélgica), uma das três iniciativas de memória social voltadas para comunidades de brasileiros que residem no exterior. Elas foram selecionadas pelo edital Prêmio Pontos de Memória, parte do Programa de Fomento aos Museus Ibram 2011.

A premiação será concedida ao projeto MEBRASIL, proposto por Regina da Silva Barbosa, e acontece durante o encerramento do festival Europalia. Os outros dois projetos escolhidos vêm da Espanha (Memória Oral da Imigração Brasileira na Espanha, proposto por Elisa Tavares Duarte) e Uruguai (Batuque, proposto por Luciano da Luz Moucks).

As propostas selecionadas se caracterizam pelo envolvimento e participação de comunidades de brasileiros que vivem no exterior em ações de registro e representação de sua memória. Cada uma delas receberá um prêmio de R$ 50 mil.

Acompanhamento
No dia 4 de janeiro, foi realizada em Brasília reunião entre diretores do Ibram/MinC e o representante da Divisão das Comunidades Brasileiras no Exterior do Ministério das Relações Exteriores, Amintas Silva.

O encontro teve como foco a parceria entre Ibram e Itamaraty para o acompanhamento dos Pontos de Memória no exterior e demais iniciativas voltadas para a promoção da cultura e do direito à memória entre as comunidades de brasileiros que vivem fora do país.

Ficou acertada a elaboração de termo de cooperação entre os dois órgãos para consolidar a parceria e formalizar futuras atividades em conjunto, que incluiriam a troca de informações sobre a realidade das comunidades citadas e a difusão de ações do Ibram no exterior.

Texto: Ascom/Ibram