MHN recebe evento internacional sobre Patrimônio Arquitetônico Brasil-Portugal

O 5° Fipa – Fórum Internacional do Patrimônio Arquitetônico Brasil – Portugal começa nesta quarta-feira (23), no Rio de Janeiro (RJ).

Até o dia 25 de maio acontecem conferências, mesas redondas, sessões temáticas, exibição de filme e visitas mediadas no Museu Histórico Nacional (MHN/Ibram) e Paço Imperial/Iphan.

Filme de Sinai Sganzerla será exibido no MHN na quinta (24)

Filme de Sinai Sganzerla será exibido no MHN na quinta (24)

Após a sessão solene de abertura no dia 23, o diretor do MHN e historiador Paulo Knauss realiza, às 9h30, a conferência “A refuncionalização dos lugares históricos – o caso do Museu Histórico Nacional”.

Entre os destaques da programação no MHN estão, além de mesas e sessões temáticas, a exibição, no dia 24, às 18h, do documentário em longa-metragem “O desmonte do Monte”, de Sinai Sganzerla, às 18h, no auditório do museu.

O filme aborda a história do Morro do Castelo, escolhido pelos colonizadores portugueses para ser o local das primeiras moradias e fundação da cidade do Rio.

Apesar de sua importância histórica e arquitetônica, o morro foi destruído por sucessivas reformas urbanísticas. A diretora estará presente para conversar com o público após a sessão.

No dia 25, o MHN também será ponto de encontro para as visitas guiadas preparadas pelo evento para os participantes. Entre 9h e 12h, acontecem simultaneamente três roteiros no centro histórico do Rio. Confira a programação completa.

Resultado de um convênio entre instituições brasileiras e portuguesas, o Fipa acontece um ano no Brasil e outro em Portugal, agregando profissionais  nos campos científicos, técnicos e de gestão do patrimônio.

O 5º Fipa contribuirá ainda com a preparação do 27º Congresso Mundial de Arquitetos UIA-2020, o mais importante evento de arquitetura mundial, que está programado para acontecer no Rio de Janeiro. Saiba como participar do 5º Fipa.

Texto: Ascom/MHN
Imagem: Divulgação

Encontro Ibero-Americano de Museus 2014 começa em Lisboa no dia 13

Representantes de 20 dos 22 países que integram o Programa Ibermuseus estarão reunidos em Lisboa (Portugal), entre os dias 13 e 15 deste mês, durante a oitava edição do Encontro Ibero-Americano de Museus. A atividade reúne especialistas da área da museologia e responsáveis nacionais pelas políticas públicas da cultura para dialogar sobre o estado do setor.

Com o tema Caminhos de futuro para os museus: tendências e desafios na diversidade, os profissionais buscam, dentre outros aspectos, aprofundar o conhecimento das realidades museológicas dos países ibero-americanos, funcionando ainda como plataforma de conexão entre Ibero-América, Europa e o espaço da CPLP (Comunidade de Países de Língua Portuguesa), aproveitando que Portugal é o país anfitrião.

Encontro acontece no Museu Nacional de Etnologia em Lisboa

Encontro acontece no Museu Nacional de Etnologia em Lisboa

O Brasil, que está na presidência do Programa Ibermuseus até 2015, será representado por Angelo Osvaldo, presidente do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) e Eneida Braga, diretora de Fomento, Financiamento e Economia de Museus do Ibram.

Após a abertura, na manhã do dia 13, acontece uma conferência inaugural e a seguir serão apresentadas as linhas de ação do Programa Ibermuseus. O encontro está estruturado em quatro painéis e ao final  será apresentada a Declaração de Lisboa. Confira a programação completa.

Comitê também se reúne
Já nos dias 16 e 17, será a vez da reunião do Comitê Intergovernamental do Programa Ibermuseus, formado por 11 dos 22 países da Ibero-América..

Nos dois dias serão apresentados o informe de execução 2014 e o Plano Operativo Anual 2015, além do andamento atual das ações da Unidade Técnica Programa Ibermuseus – encarregada de executar as linhas de ação determinadas pelo Comitê Intergovernamental.

Vinculado a Secretaria Geral Ibero-americana, o Programa Ibermuseus conta com o apoio técnico da Organização dos Estados Ibero-americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI)  e do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), com financiamento da Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (AECID). Saiba mais.

Texto: Divulgação Ibermuseus
Foto: Museu Nacional de Etnologia/divulgação
Edição: Ascom/Ibram

Museu Imperial recebe Simpósio Luso-Brasileiro de Cartografia Histórica

De 25 a 28 de novembro, o Museu Imperial/Ibram, em Petrópolis (RJ), recebe o V Simpósio Luso-Brasileiro de Cartografia Histórica. O evento, que acontece a cada dois anos, alternadamente no Brasil e em Portugal, reúne pesquisadores, professores e estudantes empenhados no conhecimento, estudo e divulgação da Cartografia Histórica.

Seminário acontece de hoje (25) até quinta (28) em Petrópolis (RJ)

Seminário acontece de hoje (25) até quinta (28) no Museu Imperial

Serão trabalhados sete temas que percorreram as principais temáticas da Cartografia Histórica: Cartografia Topográfica e Militar; Cartografia das Fronteiras e dos Limites; Cartografia Urbana: Plantas e Projetos; Cartografia Temática e Representações Territoriais; Cartografia, Arquivos e Coleções Cartográficas; Cartografia Histórica: Ensino e Difusão; Cartografia Histórica e Novas Tecnologias.

O evento é organizado pela Sociedade Brasileira de Cartografia (SBC). Segundo os organizadores, o Museu Imperial é um local perfeito para a sua realização, uma vez que trabalha com documentos históricos diretamente relacionados com os laços históricos que unem Brasil e Portugal. O espaço também permitirá uma maior integração entre o meio acadêmico e as instituições ligadas ao Ministério da Cultura (MinC). Confira a programação geral e outras informações na página do simpósio.

Texto: Divulgação Museu Imperial
Foto: Ibram/MinC

Exposição no Museu Histórico Nacional apresenta a arte da tapeçaria portuguesa

A exposição A arte da tapeçaria – tradição e modernidade,  que abre amanhã (13) no Museu Histórico Nacional (MHN/Ibram), no Rio de Janeiro (RJ), apresenta ao público o trabalho realizado há mais de 65 anos pela Manufactura de Tapeçarias da cidade portuguesa de Portalegre.

Peça do artista Vik Muniz desenvolvida pela tapeçaria de Portalegre

Integram a exposição 28 tapeçarias de consagrados artistas contemporâneos, entre os quais Le Corbusier, Jorge Martins, Vieira da Silva e Vik Muniz.

A exposição, em cartaz até 18 de agosto, faz parte das comemorações do Ano de Portugal no Brasil. Promovida pelo Espírito Santo Cultura, a mostra  esteve anteriormente no Centro Cultural Fiesp Ruth Cardoso, em São Paulo (SP).

A exposição mostra em vídeo e por meio de peças originais todas as etapas do processo criativo e tecnológico que envolve intensa colaboração: os cartões criados pelos artistas com as obras de arte para tapeçaria, a transposição pelos designers para os desenhos de tecelagem e, finalmente, a execução das obras em teares manuais pelas tecedeiras, que mantêm total fidelidade às concepções originais. Saiba mais.

Texto e imagem: Divulgação MHN

Museu Histórico Nacional recebe coleção portuguesa de moedas brasileiras

Peças da coleção portuguesa que será exibida no MHN

No âmbito das comemorações do Ano de Portugal no Brasil, o Museu Histórico Nacional (MHN/Ibram), recebe, entre 21 de março e 20 de junho, a exposição BES Numismática e o Brasil.

A mostra reúne 150 moedas e barras de ouro do Brasil, raras e de alta qualidade, selecionadas entre as 2 mil peças integrantes da coleção portuguesa do Banco do Espírito Santo (BES),  que é uma das mais completas e significativas coleções do gênero no mundo. Esta é primeira vez que esta coleção particular será apresentada ao público.

Esta é uma oportunidade para conhecer parte da história da moeda do Brasil colonial. No país, a cunhagem de moeda começou em Recife (PE), com os holandeses, e se intensificou com os portugueses, que fundaram quatro casas da moeda: na Bahia, em Pernambuco, no Rio de Janeiro e em Minas Gerais.

Além da exposição, serão exibidos vídeos e apresentadas peças relacionadas à numismática, tais como balanças de precisão e sacos para o transporte de moedas, que remontam ao século XVII.  A visita monitorada para grupos e escolares pode ser agendada no setor Educativo pelos telefones  (21) 2550.9261/9262.  Saiba mais.

Texto e imagem: Divulgação MHN/Ibram

Encontros de museus comunitários e ecomuseus têm inscrições abertas

Estão abertas as inscrições para o IV Encontro Internacional de Ecomuseus e Museus Comunitários (EIEMC), que acontece em Belém (PA), de 12 a 16 de junho de 2012.

O evento, que traz como tema Patrimônio e Capacitação dos Atores do Desenvolvimento Local, é voltado para o público que atua em ecomuseus, museus comunitários, museus de território, museus de percurso, museus vivos, museus de periferia, museus de rua e outros processos.

Mais informações podem ser encontradas na página web da Associação Brasileira de Ecomuseus e Museus Comunitários ou junto ao Ecomuseu da Amazônia, pelo endereço eletrônico ecomuseuamazonia@gmail.com ou pelo telefone (91) 3267.3055.

Conferência Internacional
Foi também estendido o prazo de inscrição de trabalhos para a 1ª Conferência Internacional sobre Ecomuseus, Museus Comunitários e Comunidades, que acontece na cidade de Seixal (Portugal), de 18 a 21 de setembro de 2012.

Voltado para estudantes, pesquisadores e profissionais atuantes na área de ecomuseus e museus comunitários, o evento vem ao encontro de um grande interesse internacional pelo tema da museologia social. Sede do encontro, a cidade de Seixal abriga o ecomuseu mais antigo de Portugal. As inscrições podem ser feitas até o dia 29 de fevereiro. Mais informações aqui.

Texto: Ascom/Ibram