Página 2 de 212

Documentário sobre Portinari é apresentado no Museu Nacional de Belas Artes

João Candido Portinari, na exibição de documentário sobre a vida de seu pai

Um documentário sobre a vida do artista plástico Cândido Portinari, que faz parte da série Os Grandes Brasileiros, foi exibido na noite desta quinta-feira (8),  no Museu Nacional de Belas Artes (MNBA/Ibram), no Rio de Janeiro (RJ).

O evento, para convidados, contou com a presença de João Cândido Portinari, filho do artista, além de autoridades, como o presidente do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), José do Nascimento Junior.

Intitulado Portinari do Brasil, o vídeo de 56 minutos de duração conta a história do artista nascido em 1903, na cidade de Brodowski, interior de São Paulo, juntamente com reproduções de suas obras.

O filme reconta fatos decisivos na vida de Portinari como o primeiro curso de pintura, o primeiro quadro, Retrato do Compositor, em que pintou Carlos Gomes para homenagear seu pai, a viagem para o Rio de Janeiro, a Escola Nacional de Belas Artes, a viagem para a Europa, a união com Maria, o nascimento do único filho João Candido.

Os amigos intelectuais como Carlos Drummond de Andrade, José Lins do Rego e Manuel Bandeira, além da tentativa de entrar para a vida política através do Partido Comunista e também a lenta morte por envenenamento provocado pelas próprias tintas que usava em suas telas.

Sobre suas pinturas destaque para sua maior criação, os painéis Guerra e Paz, que fica na sede da ONU, em Nova Iorque (EUA). O filme descreve todo o método de trabalho e execução da obra. Durante quatro anos Portinari realizou 180 estudos em murais e maquetes, pintando 14 painéis separados que acabaram sendo montados sem sua presença, já que havia sido impedido de entrar nos Estados Unidos por ser comunista.

Os Grandes Brasileiros
O filme sobre Portinari integra a série produzida pela FBL Criação e Produção. A direção-geral do documentário é assinada por Rozane Braga e tem direção de Sonia Garcia e roteiro de Maria Gessy.

A série Os Grandes Brasileiros já retratou nomes como Barbosa Lima Sobrinho, Tancredo Neves, o jornalista Sérgio Cabral, Ziraldo, Darcy Ribeiro, José Sarney e Roberto Marinho.

Texto: Marcos Agostinho, Ascom/MinC
Edição: Ascom/Ibram
Foto: MNBA/Ibram

Painéis Guerra e Paz, de Portinari, retornam ao Brasil

 

Os painéis Guerra e Paz, de Cândido Portinari, retornaram oficialmente na noite da última quarta-feira (21) ao palco do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, 54 anos depois de terem sido apresentados pela primeira vez aos brasileiros. A obra de Portinari será exposta em itinerância nacional e internacional até 2013, quando retornará à ONU, em Nova Iorque.

Após três anos de empenho, a pedido do governo brasileiro, a ONU entregou a guarda dos painéis ao Projeto Portinari até 2013, para restaurá-los e em seguida expô-los ao grande público. A restauração e a exposição itinerante contam com o apoio da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet) com o valor aprovado para captação de R$ 16,8 milhões, sendo que cerca de 50% já foram captados.

No projeto, está incluído o apoio financeiro do BNDES, o patrocínio da FINEP, da Redecard e de Queiroz Galvão, apoio da ONU, do Ministério da Cultura, do Itamaraty, da Funarte, do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, da PUC-Rio, da Rede Globo, do jornal O Globo e da Galeria Dom Quixote.
Itinerância

Instalados no hall de entrada da Assembléia Geral da ONU, em Nova Iorque, os painéis estão em local nobre de acesso restrito. Por esse motivo, o Projeto Portinari sempre sonhou em expor Guerra e Paz ao grande público.
A exposição permanece no Theatro Municipal até o dia 30 de dezembro. De fevereiro a maio de 2011, os painéis serão restaurados no Palácio Gustavo Capanema, no Rio, em ateliê aberto ao público, com realização de programa educativo voltado ao atendimento às escolas. Em seguida, uma itinerância nacional e internacional está sendo planejada até o retorno dos painéis à ONU, em 2013.

Compõem a exposição cerca de 100 estudos de Portinari para os painéis, além de módulos sobre Candido Portinari (obra, vida e época) e sobre o Projeto Portinari. (Com informações da Comunicação Social/ MinC)

 
   
Página 2 de 212