Página 7 de 9« Primeira...56789

Ponto de Memória no DF lança editora popular durante bienal do livro

O Ponto de Memória da Estrutural, no Distrito Federal, lança no dia 15 de abril, às 15h, a Editora Popular Abadia Catadora. O lançamento será feito durante a 1ª Bienal Brasil do Livro e da Leitura, que acontece na Esplanada dos Ministérios, de 14 a 23 de abril.

Durante o evento, a editora lançará dois títulos: De mãos abertas e punhos fechados, doado pelo autor Carlos Rodrigues Brandão, e A menina e o Rio, de Almir Gomes da Silva, estudante e morador da Estrutural.

O nome da Editora Popular Abadia Catadora é uma homenagem à líder comunitária, membro do Movimento de Educação e Cultura da Estrutural (MECE) e integrante da Marcha Internacional das Mulheres, Maria Abadia Teixeira de Jesus, que trabalhou no início da sua carreira como catadora de recicláveis na cidade – atividade que movimenta a economia local.

Papelão reciclado
A ideia do projeto foi desencadeada por uma oficina de confecção de livros, feitos a partir de papelões reciclados, realizada com 30 jovens da comunidade na Casa dos Movimentos da Estrutural no final de 2011.

A oficina foi ministrada por integrantes da Editora Eloisa Cartonera, da Argentina. Criada em 2002, a editora-cooperativa já lançou mais de 200 títulos em papelão reciclado e é reconhecida internacionalmente pelo impacto social da iniciativa. 

A capacitação contou com apoio do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC), Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI) e Embaixada da Argentina.  A ideia é que as publicações relacionadas ao Ponto de Memória de Estrutural também sejam confecionadas pela editora. Saiba mais.

Texto: Ascom/Ibram

Pontos de Memória inauguram exposições no Paraná e Rio Grande do Sul

Os Pontos de Memória Museu Comunitário da Lomba do Pinheiro, em Porto Alegre (RS), e Museu de Periferia (MUPE), no Sítio Cercado, em Curitiba (PR), inauguram, esta semana, exposições sobre a história dos dois bairros.

O evento de lançamento da exposição Lomba do Pinheiro: patrimônio inventariado e itinerários culturais será na quinta-feira, 15 dezembro, às 19h.

A mostra apresenta, por meio de fotografias, jornais, cartas e depoimentos de moradores, o resultado do processo de inventário realizado nos últimos dois anos por lideranças comunitárias. Na ocasião também será apresentado um mapa com a identificação de vilas, comunidades indígenas, sítios arqueológicos, pedreiras, vinícola, dentre outros patrimônios locais.

Na sexta-feira, 16 de dezembro, a partir das 15h, o MUPE inicia a mostra Memórias e Sonhos do Sítio Cercado. A partir de fotos, documentos e objetos reunidos por moradores, a exposição fará uma cronologia da formação do bairro desde o período rural até os movimentos de luta por moradia e melhoria das condições de vida.

Os Pontos de Memória são apoiados pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC) por meio do Programa Pontos de Memória, que conta com a parceria do Programa Mais Cultura e Cultura Viva, do Ministério da Cultura; do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci/MJ) e da Organização dos Estados Ibero-Americanos (OEI).

Novos pontos 
Como parte do Programa de Fomento aos Museus Ibram 2011, foi publicado no dia 14 de dezembro, o resultado do Prêmio Pontos de Memória, que apoiará 45 iniciativas de memória social no Brasil e três no exterior. Saiba mais.

Texto: Ascom/MinC
Foto: Ponto de Memória Sítio Cercado/Divulgação

Prêmios Roteiros Audiovisuais e Pontos de Memória têm resultado divulgado

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC) publicou no Diário Oficial da União de 14 de dezembro, os resultados finais de dois concursos do Programa de Fomento aos Museus Ibram 2011.

O Prêmio Ibram de Roteiros Audiovisuais, em sua primeira edição, contemplou 13 roteiros inéditos para produção audiovisual com, no mínimo, 60% de ambientação em museus, nas categorias Longa Metragem, Curta Metragem e Documentário, e sete projetos nas categorias Produção de Mídias Digitais e Roteiro de Cine-TV com argumentação museológica. Foram contemplados projetos de todas as regiões do país. Os prêmios variam de R$ 5 mil a R$ 100 mil.

O Prêmio Pontos de Memória irá para 45 iniciativas nas categorias Pontos de Memória no Brasil, distribuídas  entre 12 estados e DF, e  Pontos de Memória no Exterior,  com projetos da Espanha, Uruguai e Bélgica. Os premiados receberão, respectivamente, R$ 30 mil e R$ 50 mil. O prêmio busca reconhecer iniciativas de práticas museais e de processos dedicados à memória social que se identifiquem com a perspectiva da museologia social, da diversidade sociocultural e da sustentabilidade.

Os proponentes interessados têm cinco dias úteis para entrar com recursos. Todas as informações necessárias para o procedimento estão disponíveis nos respectivos editais. Saiba mais sobre o Programa de Fomento aos Museus Ibram 2011.

Texto: Ascom/Ibram

Fomento 2011: Ibram divulga listas de habilitados em quatro editais

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC) publicou no Diário Oficial da União do dia 6 de dezembro listas de habilitados para quatro concursos do Programa de Fomento aos Museus Ibram 2011: prêmios Mário Pedrosa, Pontos de Memória, Roteiros Audiovisuais e Modernização de Museus – Microprojetos.

Os proponentes interessados têm cinco dias úteis para entrar com recursos de inabilitação. Todas as informações necessárias para o procedimento estão disponíveis nos respectivos editais. Saiba mais sobre o Programa de Fomento aos Museus Ibram 2011.

Texto: Ascom/Ibram

Programa de Fomento aos Museus 2011 está com nove editais abertos

Nove dos dez editais que fazem parte do Programa de Fomento aos Museus Ibram 2011 estão com inscrições abertas. São mais de 16 milhões de reais em recursos financeiros destinados a prêmios e projetos relacionados à construção e modernização de museus, ao incentivo a artistas contemporâneos, à divulgação do tema museu em diversas mídias e ao apoio a iniciativas e experiências de memória social desenvolvidas por comunidades e grupos populares.

Esses recursos são resultado de emendas parlamentares apresentadas pelo Congresso e do orçamento do Fundo Nacional de Cultura/MinC. Do total de editais, seis foram lançados em 2011. São eles (clique no nome para ver o Edital):

Prêmio Ibram de Arte Contemporânea – busca ampliar, estimular, viabilizar práticas artísticas contemporâneas e fomentar o processo artístico nacional. Cinco (5) artistas emergentes e cinco (5) artistas estabelecidos serão contemplados por esse prêmio, que tem como objetivo selecionar projetos para produção de obra inédita. Os prêmios são de R$ 60 mil e R$ 100 mil e as inscrições vão até 30 de novembro.

Edital Modernização de Museus – Microprojetos  - tem por objetivo selecionar 50 (cinquenta) iniciativas voltadas à cultura, memória e patrimônio a fim de fomentar o processo sócio cultural nacional. Os prêmios variam de R$ 10 mil a R$ 50 mil e as inscrições seguem até 27 de novembro.

Prêmio Pontos de Memória 2011 - busca reconhecer iniciativas de práticas museais e de processos dedicados à memória social que se identifiquem com a perspectiva da museologia social, da diversidade sociocultural e da sustentabilidade. É voltado para grupos étnicos-culturais tais como indígenas, afro-descedentes, ciganos, ribeirinhos, quilombolas, rurais, urbanos, de periferia, cultura litorânea, comunidades brasileiras no exterior, entres outros. Os prêmios são de R$ 30 mil e R$ 50 mil. Inscrições até 27 de novembro.

Prêmio Ibram de Roteiros Audiovisuais 2011 visa premiar 18 roteiros inéditos para produção audiovisual, com 60% de ambientação em museus brasileiros e vinte (20) produções de mídias digitais com argumentação museológica. Serão premiados: Roteiro de Longa Metragem; Roteiro de Curta Metragem; Roteiro de Documentário; Roteiro de Cine-TV  e Produção de Mídias Digitais. Os prêmios variam de R$ 5 mil a R$ 100 mil e as inscrições vão até 26 de novembro.

Edital para Criação e Fortalecimento de Sistemas de Museus - voltado para entidades públicas que atuam no âmbito museal, o Edital para a Criação e Fortalecimento de Sistemas de Museus visa ao apoio à estruturação, modernização e fortalecimento do Sistema Brasileiro de Museus. Podem participar entidades públicas, nos âmbitos municipal, estadual e distrital. Serão atendidos projetos com valor de R$ 100.000,00 (cem mil reais). Inscrições até 18 de novembro.

Prêmio Ibram de Enredos que consiste em selecionar e premiar até 34 (trinta e quatro) enredos carnavalescos com o tema: Museus, Memória e Criatividade. Cada prêmio é de R$ 15 mil e as inscrições seguem até 26 de novembro.

Os outros quatro editais, que já fazem parte da agenda do Ibram, são:

Edital Mais Museus – visa o conveniamento de projetos para a implantação de museus em municípios com menos de 50 mil habitantes e que ainda não possuam instituição museológica instituída. Podem participar pessoas jurídicas de direito público e de direito privado sem fins lucrativos, com finalidade cultural. No caso de pessoas jurídicas de direito privado deverão ser instituídas há no mínimo três anos. Os projetos atendidos terão valores entre R$100.000,00 e R$150.000,00. Inscrições até 18 de novembro.

Edital Modernização de Museus - seleciona projetos para conveniamento voltados à cultura, memória e patrimônio, para modernização dos espaços museais. Tem por objetivo ampliar, estimular e viabilizar a continuidade e a sustentabilidade das atividades das instituições selecionadas, a fim de fomentar o processo sócio cultural nacional. Os projetos atendidos terão valores entre R$ 100.000,00 e R$ 300.000,00. As inscrições se encerraram no dia 13 de novembro.

Prêmio Darcy Ribeiro 2011 -  está em sua 4ª edição e é voltado para práticas de educação não formal que objetivam a convergência entre cultura, arte e educação de modo a contribuir na ampliação do acesso às manifestações culturais e ao patrimônio cultural brasileiro. Podem participar instituições museais públicas não vinculadas à estrutura do Ministério da Cultura, órgãos ou entidades públicas que possuam em sua estrutura unidades museais, e instituições museais de direito privado sem fins lucrativos. Os projetos devem ter sido realizados nos últimos dois (2) anos e já concluídos. Os prêmios são de R$ 15 mil, R$ 10 mil e R$ 8 mil para o primeiro, segundo e terceiro colocados, respectivamente. As inscrições estão abertas até 30 de novembro.

Prêmio Mario Pedrosa - é voltado para trabalhos jornalísticos veiculados na mídia impressa nacional e que tiveram como tema “Mulheres, Museus e Memórias”. São três prêmios de R$ 10 mil; R$ 7 mil e R$ 5 mil para os 1º, 2º e 3º lugares, respectivamente. As inscrições seguem até 26 de novembro.

As inscrições podem ser feitas por meio do Sistema SalicWeb, disponível na página do Ibram (www.museus.gov.br). Os proponentes devem, após fazer a incrição, acompanhar, regularmente, o ambiente do Sistema. As diligências serão informadas através do item “Mensagens enviadas pelo MinC”.

Dúvidas e informações pelo email: fomento@museus.gov.br.

Fonte: Ascom Ibram/MinC

Prêmio Pontos de Memória: R$ 1,5 milhão para iniciativas de memória social

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC) mantém abertas até 27 de novembro, as inscrições para a edição 2011 do Prêmio Pontos de Memória.

A ação tem por objetivo reconhecer iniciativas de práticas museais e de processos dedicados à memória social que se identifiquem com a perspectiva da museologia social, da diversidade sociocultural e da sustentabilidade. O instituto oferece 48 prêmios que totalizam R$ 1,5 milhão.

O edital é voltado à grupos étnico-culturais como indígenas, afrodescendentes, ciganos, ribeirinhos, quilombolas, rurais, de periferia, cultura litorânea, comunidades brasileiras no exterior, entre outros.

Os participantes podem se inscrever em duas categorias: Pontos de Memória no Brasil, direcionada a pessoa jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, de natureza cultural e, Pontos de Memória no Exterior, para pessoas físicas, brasileiras natas ou naturalizadas maiores de 18 anos.

A primeira categoria oferece 45 prêmios de R$ 30 mil e, na segunda, os inscritos poderão concorrer a três prêmios de R$ 50 mil. Com o recurso do prêmio, os contemplados deverão desenvolver atividades e projetos relacionados a ampliação e manutenção das ações de memória social existentes, realização de programações culturais regulares, elaboração, desenvolvimento e execução de novas ações de memória social, além da ampliação de acesso, educação e formação de público.

As inscrições poderão ser realizadas até 23h30 do dia 27 de novembro por meio do sistema SalicWeb , disponível no Portal do MinC, e na página do Ibram.  Confira o edital.

Rede de Museus Comunitários do Ceará encontra-se em Fortaleza

Ecomuseus, museus indígenas, Pontos de Memória e outras iniciativas museais cearenses reúnem-se no dia 21 de outubro, às 14h, no auditório do Museu do Ceará. O objetivo é potencializar as experiências que incorporam a linguagem museológica na construção e no fortalecimento da organização local.

O encontro também pretende ser um espaço de debate e articulação de propostas a serem reivindicadas junto aos governos, como a formulação de políticas públicas que reconheçam e assegurem a função social dos museus comunitários.

Há alguns anos, diversas iniciativas de criação de museus e outros espaços de memória e preservação do patrimônio cultural vêm sendo realizadas de forma autônoma em várias comunidades cearenses – no litoral, na serra e no sertão.

Embora originadas em diferentes contextos e entre diversos grupos sociais e étnicos (indígenas, assentados, comunidades tradicionais , dentre outros), essas experiências trazem semelhanças quanto à participação e apropriação comunitária do patrimônio e da memória local, como ferramentas de afirmação, preservação e defesa de territórios, ecossistemas e referências culturais.

O encontro é aberto ao público. O Museu do Ceará localiza à Rua São Paulo, 51 – Centro, Fortaleza. Mais informações pelos telefones (85) 3101.2609/2607.

Fonte: Divulgação Pontos de Memória

Seminário reúne consultores locais dos Pontos de Memória

Aconteceu na última semana, na sede do Ibram, em Brasília, o primeiro seminário de qualificação dos consultores locais dos Pontos de Memória. Lugares, saberes, objetos e histórias que trazem à tona lembranças que fortalecem a identidade, a auto-estima e os vínculos comunitários foram o mote do encontro.

Além do intercâmbio de experiências, o encontro iniciou a discussão sobre inventário participativo e concepção museográfica, que serão as próximas etapas a serem desenvolvidas pelos Pontos de Memória.

Para trabalhar a parte prática, o grupo se reuniu no Museu Vivo da Memória Candanga, onde discutiram narrativas museológicas e participaram de dinâmicas sobre como inventariar objetos e desenvolver  roteiros de história oral.

Os consultores também conheceram a experiência da exposição do Ponto de Memória da Estrutural, desde sua concepção, montagem às ações realizadas  junto à comunidade.

“Nos sentimos retratados. Nos  identificamos com a realidade  de luta,  com o processo de organização comunitária. Muda o endereço, mas continuam as negligências. Temos de  usar a memória como ferramenta de garantia de direitos”, enfatizou Adriano  de Almeida, do Ponto de Memória do Grande Bom Jardim, em Fortaleza – CE, após o relato das experiências da Estrutural.

No fechamento, o presidente do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC), José do Nascimento Junior,  falou sobre  a ampliação do conceito e universo dos pontos de memória, por meio do Edital, a ser lançado este ano.   “Os pontos de memória são irradiadores de processos em seus estados e entorno. O objetivo agora  é  expandir para outros grupos sociais, culturais, étnicos, de todo o país.”

Fonte: Ascom

Consultores locais dos Pontos de Memória reúnem-se em Brasília

O Instituto Brasileiro de Museus realiza, entre os dias 30 de agosto e 2 de setembro, o primeiro seminário de qualificação para consultores locais do Programa Pontos de Memória. A reunião de trabalho será em Brasília e terá como objetivo tratar do inventário participativo e dos produtos de difusão a serem desenvolvidos até o fim deste ano.

As exposições e demais produtos de difusão estão previstos nos planos de ação de cada Ponto de Memória. Durante o seminário serão discutidas as concepções museológica e museográfica desses produtos.  

Além dos consultores locais, cada Ponto de Memória enviará um representante de seu conselho gestor. Os conselhos foram responsáveis pelo processo de desenvolvimento do projeto desde o segundo semestre de 2009.

O seminário também contará com apoio da equipe técnica de museólogos e arquitetos do Ibram. Saiba mais sobre o Programa Pontos de Memória.

Fonte: Ascom/Ibram

Pontos de Memória recebem visita de delegação da Bolívia

O diretor-geral de Patrimônio Cultural, Marcos Michel López, e a diretora-geral de Promoção Cultural e Artística, Vanessa de Britto, do Ministério de Culturas da Bolívia, visitaram nessa semana os Pontos de Memória da Estrutural, no Distrito Federal, o Museu de Favela (MUF) e o Museu da Maré, no Rio de Janeiro. O objetivo da delegação boliviana era conhecer as experiências de Museologia Social do País e a metodologia do Programa Pontos de Memória. 

No Distrito Federal, participaram de visita à exposição Movimentos da Estrutural: Luta, conquista e resistência, mediada pelos membros do conselho gestor do ponto de memória, que contaram sobre todo o processo museal na cidade, que desencadeou no lançamento do ponto de memória e na exposição. A programação também contou com apresentação do Programa, conduzida pelo diretor do Departamento de Processos Museais do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC), Mario Chagas.  

Na ocasião, Marcos Michel López disse que o projeto é inusitado e demonstra o interesse de comunicação cultural dos artistas e moradores da comunidade. “O interessante é que o ponto de memória torna visível o que não podia ser visto pela sociedade.”

Página 7 de 9« Primeira...56789