Lançadas chamadas públicas para participação na Teia da Cultura 2014

Foram lançadas no dia 6, três chamada públicas destinadas à quarta edição da Teia da Cultura – denominada Teia Nacional da Diversidade – que acontece de 19 a 24 de maio de 2014, na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), em Natal (RN).

Os editais se destinam ao cadastro de propostas de artístico-culturais para a Mostra Artística e Atividades Formativas, além da Feira da Economia Solidária e Criativa; e a processos seletivos voltados à escolha da marca do evento e para a realização de cobertura colaborativa. Confira os editais.

O Ibram lembra que Pontos de Memória podem garantir sua participação na Teia através de seleção nas chamadas públicas, assim como por meio de convite para ministrar atividades relacionadas à formação e capacitação e da eleição de delegados nas Teias e Fóruns estaduais de Cultura.

Encontro nacional
A Teia Nacional da Diversidade pretende reunir as ações estruturantes do Programa Cultura Viva (Pontos e Pontões) e as ações transversais ao Programa Cultura Viva, entre as quais estão incluídos os Pontos de Memória e suas redes, por entender que essas iniciativas e processos museais, protagonizados por grupos, povos, comunidades e movimentos sociais, refletem a memória e a diversidade cultural do país.

Esta será a quinta edição da Teia, que já teve lugar em São Paulo (2006), Minas Gerais (2007), Distrito Federal (2008) e Ceará (2010).

Texto: Divulgação
Edição: Ascom/Ibram

Teia da Cultura: Pontos de Memória estarão presentes em encontro nacional

Teia2014A quinta edição da Teia da Cultura – batizada Teia da Diversidade 2014 – acontece de 19 a 24 de maio de 2014, na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), em Natal. O encontro, que reúne Pontos de Cultura de todo o país, terá como foco firmar o Programa Cultura Viva como programa de base comunitária para o Sistema Nacional de Cultura (SNC).

O encontro pretende, entre os objetivos, reunir as ações estruturantes e transversais ao Programa Cultura Viva, entre as quais estão incluídos os Pontos de Memória e suas redes, por entender que essas iniciativas e processos museais, protagonizados por grupos, povos, comunidades e movimentos sociais, refletem a memória e a diversidade cultural do país.

Pontos de Memória e demais segmentos podem garantir sua participação através de seleção nas chamadas públicas para programação artística, feira de economia solidária, exibição de vídeos, filmes e documentários ou para cobertura e comunicação do evento; convite para ministrar atividades relacionadas à formação e capacitação; eleição de delegados nas Teias e Fóruns estaduais de Cultura. As chamadas públicas para a participação serão divulgadas em breve. Saiba mais na página do Ministério da Cultura.

Texto: Divulgação Pontos de Memória