Museus já podem enviar dados de visitação 2014 ao Ibram

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) dá início nesta segunda-feira (2) a uma pesquisa destinada a colher dados confiáveis e abrangentes sobre o a frequência de público ao museus brasileiros.

O projeto Museus&Público: Contagem tem início com pesquisa realizada por meio do Formulário de Visitação Anual (FVA), que deverá ser preenchido até o dia 30 de abril pelos museus brasileiros.

Peça da campanha de divulgação do preenchimento do FVA 2015

Peça da campanha de divulgação do preenchimento do FVA 2015

Bastante simplificado, o formulário pede que sejam informados apenas o total de visitantes no ano referência e a técnica de contagem de público utilizada, além de informações básicas sobre a instituição e o responsável pelo preenchimento.

Dados relevantes
Previstos pelo do Decreto 8.124/2013, a coleta e o envio ao Ibram de dados anuais sobre visitação são considerados estratégicos para o desenvolvimento do setor de museus.

Mais do que aferir o fluxo de visitação, a contagem de público pode indicar a necessidade de adequação dos serviços oferecidos e a ampliação da ação educativa, entre outras possibilidades.

A contagem de público é também essencial para o acompanhamento e o monitoramento de diretrizes, estratégias, ações e metas estabelecidas em políticas públicas, como as que constam no Plano Nacional de Cultura, Estatuto dos Museus e Plano Nacional Setorial de Museus.

Confira mais informações sobre o projeto Museus & Púbico: Contagem, incluindo fôlderes explicativos e vídeo sobre o tema.

Texto: Ascom/Ibram
Última atualização: 3.2.2015

Projeto Turismo e Museus da UFF pesquisou 11 museus Ibram no Rio de Janeiro

No dia 1º de junho, o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC) promoveu a palestra Qualificação dos Museus para o Turismo, em que o T-Cult Grupo de Pesquisa, do Departamento de Turismo da Universidade Federal Fluminense (UFF), apresentou o Projeto Turismo e Museus.

O Projeto tem como finalidade verificar até que ponto os museus no Brasil estão qualificados para o turismo. Para tanto, levantou dados em 11 instituições vinculados ao Ibram no estado do Rio de Janeiro.

Turismo e museus: pesquisa pode gerar dados para ampliar políticas públicas

O estudo se deu por meio da aplicação de questionários, voltados para os turistas que estavam visitando os museus, e levantou questões como a percepção dos visitantes em relação à infraestrutura dos museus, aos serviços oferecidos, aspectos técnicos, além de informações sobre a viagem e o perfil do turista.

Os questionários foram aplicados nos meses de janeiro, fevereiro, junho e julho de 2011, para turistas nacionais e estrangeiros, em português, inglês, espanhol e francês, totalizando 1.200 questionários, somando cerca de 300 horas de pesquisa.

Dados e políticas públicas
Para a professora Karla Godoy, coordenadora do grupo T-Cult, o projeto subsidiará o setor de museus com informações relevantes para a melhoria dos serviços, levando-se em conta o aumento potencial de turistas em virtude dos megaeventos esportivos programados para 2014 e 2016. “Além disso, os museus são um produto importante para o turismo sustentável e que vem se ocupando cada vez mais do patrimônio cultural”, acrescentou.

Segundo o professor João Evangelista, integrante do grupo T-Cult que atuou na construção da metodologia, a pesquisa também poderá embasar políticas públicas e nortear ações não só nas cidades sede dos eventos esportivos.

Para Carlos Alberto Soares, coordenador do Curso de Pós-Graduação em Gestão de Empreendimentos Turísticos da UFF, “a universidade tem total interesse em aproximar o conhecimento dos pesquisadores aos interesses da sociedade: a informação acadêmica e pode ajudar na capacitação e qualificação dos serviços”.  

A presidente substituta do Ibram, Eneida Rocha, manifestou o interesse do instituto em formalizar uma parceria com a UFF para o desenvolvimento das próximas fases da pesquisa e para uma possível extensão do projeto aos demais museus da rede Ibram.

Texto: Ivy Costa (Ascom/Ibram)
Foto: Ascom/Ibram