Palácio Rio Negro reabre ao público em Petrópolis com nova exposição

Palacio Rio Negro_fachada

Fachada do Palácio Rio Negro em Petrópolis (RJ)

O Palácio Rio Negro/Ibram, em Petrópolis (RJ), recebeu obras de requalificação e reabre ao público nesta sexta-feira (12), com a exposição Histórias do Palácio Rio Negro.

A mostra reúne painéis com fotos e textos sobre as diversas fases do palácio, acontecimentos e personagens que transitaram pelas suas salas e corredores. Histórias vivenciadas antes da construção pertencer ao Governo Federal e se tornar a residência de verão oficial dos presidentes do Brasil até os dias de hoje.

Outro destaque é a abertura, pela primeira vez, do quarto que foi ocupado por Getúlio Vargas (1882-1954). Os móveis originais, que estavam na reserva técnica do Museu da República, unidade do Ibram que administra o palácio, estão agora à vista do público.

A obra de requalificação da infraestrutura elétrica foi realizada no interior e no exterior do palácio e incluiu, entre outras melhorias, instalação de eletrocalhas, equipamentos para a antiga casa de geradores, para-raios e iluminação da fachada – destacando os detalhes da arquitetura.

O projeto foi realizado pelo Instituto Cultural Cidade Viva (ICCV) em parceria com o Palácio Rio Negro e Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) – com o patrocínio da Petrobras.

O Palácio Rio Negro
O palácio foi construído em estilo eclético em 1889 por encomenda do produtor de café Manoel Gomes de Carvalho, o Barão de Rio Negro,  que ocupou a propriedade até 1894. Em 1896, por causa da Revolta da Armada, o governo fluminense é transferido para Petrópolis e ocupa o palácio até 1903, ano em que passa a pertencer ao Governo Federal, transformando-se em residência oficial de veraneio dos presidentes da República.

O palácio, localizado na Av. Koeller, 255 – Centro, pode ser visitado de terça-feira a domingo, incluindo feriados, das 10h às 17h. Mais informações pelo telefone (24) 2246.2423.

Texto e foto: Divulgação Palácio Rio Negro
Edição: Ascom/Ibram

Portal MuseuBR é lançado para a Copa do Mundo

Lançado no dia 30 de maio, o Portal MuseuBR (www.museubr.org) traz informações sobre 146 museus localizados nas doze cidades-sede da Copa do Mundo 2014. O Projeto MuseuBr é o resultado de uma parceria entre o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC), o Instituto Brasiliana e o Núcleo de Cultura Digital do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (CEBRAP).

A criação do Portal foi anunciada pela Ministra da Cultura, Marta Suplicy em agosto de 2013. O projeto receberá patrocínio da Petrobras e faz parte das ações do MinC para os grandes eventos que acontecem no país nos próximos anos, entre eles, a Copa do Mundo e as Olimpíadas.

A iniciativa contempla diretrizes de patrocínio cultural da Petrobras ao apoiar o resgate, a recuperação e a organização do acervo material e imaterial da cultura brasileira, assim como a ampliação do acesso público aos bens culturais.

MuseuBR

Este é o primeiro resultado de um Projeto cujo objetivo é desenvolver e gerenciar um portal na internet para disponibilizar informações sobre os museus brasileiros. A atual versão do site representa a primeira etapa. No momento, estão disponíveis informações de 146 museus localizados nas doze cidades-sede da Copa do Mundo de 2014. O usuário pode fazer sua busca por meio de filtros temáticos ou por região ou cidade.

Inicialmente, o usuário terá acesso a informações básicas, que o auxiliarão na hora de organizar uma visita. Nos próximos anos, o Projeto será ampliado (em seus conteúdos e informações) e modificado (nas suas funcionalidades e design). A proposta é oferecer versões adaptadas para dispositivos móveis e integração com as redes sociais.

Esta ação está em sintonia com a Política Nacional de Museus (definida em 2003), sobretudo com alguns de seus eixos programáticos que visam a implantação de ações que tenham por objetivo a democratização do acesso aos museus e o desenvolvimento de políticas de comunicação com o público, e estímulo e apoio à projetos que visam a disponibilizar informações sobre acervos, pesquisas e programações dos museus em mídias eletrônicas.

O portal foi lançado em português e em francês, mas antes mesmo da Copa estará também disponível em espanhol e inglês. Ele pode ser acessado no endereço www.museubr.org. Para facilitar o acesso aos estrangeiros, também estão disponíveis os endereços www.museobr.org (espanhol), www.museebr.org (francês) e www.museumbr.org (inglês).

Museu Lasar Segall fecha para obras a partir do dia 20 em SP

O Museu Lasar Segall/Ibram, em São Paulo (SP), encerra amanhã (20) suas atividades de atendimento ao público para cumprir cronograma de obras de requalificação do museu até o próximo ano. O projeto de modernização será executado com recursos do Fundo Nacional de Cultura (FNC) e Petrobras, totalizando R$ 2,5 milhões.

Museu em São Paulo encerra atividades para obras de modernização

Museu em São Paulo encerra atividades para obras de modernização

Do FNC, o museu receberá R$ 1,5 milhão e da Petrobras será R$ 1 milhão. Além da infraestrutura – telhado, instalações elétricas, climatização e sistema de segurança – o projeto pretende ainda dar tratamento à ampla biblioteca especializada na arte dos espetáculos e fotografia.

As atividades do espaço cultural paulistano, como cursos, oficinas, ação educativa e exposições, serão realizadas externamente, em parceria com outras instituições culturais, e serão divulgadas no sítio web do museu.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Divulgação

Matérias relacionadas
Modernização: Ibram abre licitações para reformas de mais cinco museus
Copa 2014: patrocínio da Petrobras para museus será de R$ 20 milhões

Museus Mariano Procópio e Imperial recebem visita da Ministra da Cultura

marianoDois museus emblemáticos para a história do Brasil receberam a ministra Marta Suplicy e o presidente do Ibram, Angelo Oswaldo, nesta quarta-feira (2). Os museus Mariano Procópio, em Juiz de Fora, e Imperial, em Petrópolis, juntamente com outras 10 instituições receberão aporte da Petrobras, por meio de um acordo da estatal com o Ministério da Cultura.

São 20 milhões investidos a partir deste ano e que, junto com outras ações do Ministério, irão deixar como legado uma infra-estrutura de equipamentos e serviços no setor museal. Veja os museus contemplados aqui.

Para Marta Suplicy, é fundamental que as instituições dialoguem, uma vez que suas coleções contam a história do império no Brasil. “Os dois museus abrigam parte importante da história do nosso país. Uma das grandes consequências desse investimento é pensar num percurso museológico. Já pedi para os diretores dos dois museus trabalharem nisso.”

Mariano Procópio

Acompanhados do diretor do museu, Douglas Fasolato, da deputada federal Margarida Salomão (PT/MG), do prefeito de Juiz de Fora, Bruno Siqueira, e de autoridades locais, Marta Suplicy e Angelo Oswaldo conheceram os prédios que abrigam a instituição e parte da reserva técnica do museu.

O museu encontra-se fechado há alguns anos. O investimento de R$ 2 milhões da Petrobras, somado a outros aportes recebidos, será fundamental para a reabertura ao público. “O Museu Mariano Procópio tem um acervo nacional riquíssimo e precisa ser reaberto em tempo recorde”, ressaltou Angelo Oswaldo. Com os recursos liberados espera-se que parte do museu seja devolvido ao público no início do próximo ano.

Douglas Fasolato, diretor do museu, prestou uma homenagem a Ministra, e a presenteou com uma pasta com informações sobre a ligação da família de Marta Suplicy com o museu. O avô dela foi doador da instituição.

Museu Imperial

À tarde, a visita foi a Petrópolis, que receberá 7 milhões. Serão R$ 5 milhões investidos no Museu Imperial e outros R$ 2 milhões no Palácio Rio Negro, pertencente ao Museu da República, todos vinculados ao Ibram.

Wilson Santarosa, diretor da Petrobras, representou a presidente Graça Foster na visita, e afirmou que a cultura está no DNA da estatal, que tem muita honra de investir na requalificação de museus.

Também acompanharam a comitiva, o diretor do Museu Imperial, Maurício Vicente, e Magaly Cabral, diretora dos museus da Repulica e Palácio Negro e o prefeito da cidade, Rubens Bomtempo.

Foto: Leonardo Costa

Copa 2014: patrocínio da Petrobras para museus será de R$ 20 milhões

A ministra da Cultura, Marta Suplicy, anunciou 12 projetos da área de museus que serão contemplados com patrocínio da Petrobras, entre 2013 e 2014, no valor total de R$ 20 milhões. O aporte faz parte da ação cultural do MinC para a Copa do Mundo e vem somar a outros investimentos já anunciados pela pasta.

Um dos museus mais visitados do país, Museu Imperial receberá recursos da Petrobras

As cidades-sede da Copa das Confederações 2013 e da Copa do Mundo 2014 concentram em torno de 23% dos museus brasileiros – 737 de 3.220 museus mapeados pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram). Se somados aos museus presentes no raio de 200 km da capital, o número sobe para 32% (1.024).

A iniciativa contempla diretrizes de patrocínio cultural da Petrobras ao apoiar o resgate, a recuperação e a organização do acervo material e imaterial da cultura brasileira, assim como a ampliação do acesso público aos bens culturais. Os recursos serão destinados para a requalificação dos museus, inclusive de suas exposições. Há previsão de utilização de recursos em audioguias e material trilingue.

A expectativa é de que o esforço realizado deixe como legado uma infraestrutura de equipamentos e serviços no Setor Museal que interajam com o patrimônio cultural das cidades para que turistas brasileiros e estrangeiros desfrutem dos benefícios durante os grandes eventos e que as melhorias sejam mantidas em permanente conservação pelo governo local, para usufruto da população.

Distribuição regional
No Nordeste, quatro projetos importantes receberão recursos: revitalização e requalificação da exposição de longa duração do Museu de Arte Contemporânea de Pernambuco, em Olinda, e do Museu da Cidade do Recife; revitalização da Pinacoteca do Palácio de Cultura, em Natal (RN); e implantação do Museu Nacional de Cultura Afro-Brasileira, em Salvador (BA).

O Museu Lasar Segall é a única unidade da rede Ibram em São Paulo

O estado do Rio de Janeiro, que também receberá as Olimpíadas de 2016, terá cinco museus beneficiados com este recurso: Museu Imperial e Palácio Rio Negro, em Petrópolis; museu nacional mais visitado do país e residência oficial de antigos presidentes da República, respectivamente; Museu da República e Museu Chácara do Céu, no Rio de Janeiro e Museu de Arte Sacra de Paraty – todos ligados a rede de museus Ibram.

O Museu Mariano Procópio, em Juiz de Fora (MG), também será contemplado, pois possui um importante acervo da época do Império, que dialoga com o Museu Imperial, e fica entre duas cidades-sede – Rio de Janeiro e Belo Horizonte.

Estão na lista ainda, a requalificação do Museu Lasar Segall, em São Paulo e a criação do Portal dos Museus, site de busca que beneficiará todos os museus brasileiros, mas, que em um primeiro momento terá a sua atuação voltada mais para as 12 cidades-sede da Copa do Mundo. Veja a lista completa.

Texto e fotos: Ascom/Ibram