Pontos de Memória: Comitê Consultivo aprova regimento interno

Oficializado como política pública em 2017, o programa regulamentou a participação institucionalizada da sociedade em sua condução.

Oficializado como política pública em 2017, o programa regulamentou a participação institucionalizada da sociedade em sua condução.

Oficializado como política pública do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) pela Portaria nº 315, de 6 de setembro de 2017, o Programa Pontos de Memória regulamentou, em encontro de seu Comitê Consultivo realizado nos últimos dias 15 e 16, em Brasília (DF), a participação institucionalizada da sociedade em sua condução.

Criado pela portaria, o Comitê Consultivo do Programa Pontos de Memória é composto por representantes de pontos de memória de todas as regiões brasileiras, das redes temáticas e territoriais e dos pontos de memória considerados pioneiros, além de representantes de departamentos que integram a estrutura do Ibram e do presidente do órgão, que preside o comitê.

A instância colegiada, de caráter permanente, tem como função promover debates e propor ações, estratégias e diretrizes para o fortalecimento das políticas públicas voltadas à museologia social. O comitê se reúne duas vezes por ano, sendo uma reunião presencial e outra virtual.

Primeira reunião presencial do Comitê Consultivo, o encontro em Brasília (DF) teve como foco a leitura da minuta do Regimento Interno e apresentação de propostas ao texto, que foram discutidas e votadas pelos representantes presentes. Também foram aprovados no encontro cronograma de reuniões e agenda de trabalho do comitê, além de definidos encaminhamentos sobre temas e ações que contam com o apoio do Programa Pontos de Memória.

Gestão é tema de encontros regionais do Programa Pontos de Memória

Teve início ontem (6), em Brasília (DF), a série de encontros regionais do Programa Pontos de Memória. O intuito é ampliar o debate sobre a gestão compartilhada e participativa do programa. As reuniões regionais são prévias ao encontro nacional, a Teia da Memória, que terá lugar nos dias 24 e 25 de novembro em Belém (PA), integrando a programação do 6º Fórum Nacional de Museus.

Na sede do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), o primeiro encontro reuniu representantes do Distrito Federal (DF), Goiás (GO) e Mato Grosso (MT), integrantes da Comissão Provisória de Gestão Participativa/Compartilhada do Programa Pontos de Memória, da comissão de organização da Teia da Memória, de representantes do Ibram e Ministério da Cultura (MinC).

encontro DF Pontos de Memória

DF recebeu o primeiro encontro regional dos Pontos de Memória

Na pauta dos encontros destacam-se as discussões sobre as etapas para a institucionalização do conselho de gestão do programa.

A recente aprovação da Lei Cultura Viva, e os decretos da Política Nacional de Participação Social  e do Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil fez com que tais temas também fossem incluídos na grade de atividades, com o intuito de colocar os Pontos de Memória alinhados com as novas formas de participação social.

Calendário
Nos dias 9 e 10 de outubro, no Museu da Imagem e do Som do Ceará (CE), em Fortaleza, o encontro regional vai reunir Pontos de Memória e iniciativas de museologia social do estado, assim como do Rio Grande do Norte (RN). No dia 11 é a vez de São Paulo (SP) se reunir no Casarão do Pau Preto em Indaiatuba.

Ainda em outubro estão programados, com datas a confirmar, os encontros do Maranhão (MA) e Pará (PA); Pernambuco (PE); Minas Gerais (MG) e Espírito Santo (ES); Bahia (BA), Sergipe (SE) e Alagoas (AL); e Rio Grande do Sul (RS), Santa Catarina (SC) e Paraná (PR).

Em novembro, no dia 7, acontece o encontro do Rio de Janeiro (RJ). Para encerrar, entre os dias 10 e 15, toda a comissão provisória ser reúne em Brasília para fazer o balanço dos encontros regionais e proceder os encaminhamentos para a Teia da Memória. Outras questões sobre as atividades podem ser encaminhadas para o endereço eletrônico pontosdememoria@museus.gov.br.

Edital 2014
O Prêmio Pontos de Memória 2014, que recebe inscrições até 20 de novembro, irá selecionar e premiar 47 ações desenvolvidas por iniciativas de memória e museologia social, visando reconhecer, incentivar e fomentar a continuidade e sustentabilidade na perspectiva do programa. 44 devem ser ações desenvolvidas por grupos, povos e comunidades em âmbito nacional, e três ações desenvolvidas por brasileiros residentes no exterior, que se caracterizem por ações de registro e representação da sua memória. Saiba mais.

Texto e foto: Ascom/Ibram

Teia Nacional da Memória é tema de encontros em Brasília

Duas reuniões de trabalho, nos dias 27 e 28, retomam o diálogo acerca da construção da programação da Teia Nacional da Memória, prevista para acontecer nos dois primeiros dias do 6º Fórum Nacional de Museus (FNM) – programado para os dias 24 e 28 de novembro, na cidade de Belém (PA).

Os membros da Comissão Provisória de Gestão Participativa e Compartilhada do Programa Pontos de Memória (Cogepaco) estarão na sede do Instituto Brasileiro de Museus, em Brasília (DF), no dia 27, para debater o tema da gestão participativa/compartilhada no âmbito do Programa Pontos de Memória, a relação com o Programa Cultura Viva e a nova Lei de Participação Social, e a possibilidade de inclusão destes temas na programação do FNM 2014.

Já a reunião com membros da Comissão da Teia da Memória, eleita no 5º Fórum Nacional de Museus (2012), ocorrerá no dia 28 de agosto, tendo como pauta a participação dos Pontos de Memória na programação do 6º Fórum Nacional de Museus e a atuação de seus representantes em painéis, grupos de trabalho e oficinas que compõem as atividades do encontro nacional do setor museal.

Texto: Divulgação Pontos de Memória