Página 2 de 3123

Parcerias: Ibram dará apoio técnico para projetos de museus goianos

Por ocasião da entrega da reforma do Museu das Bandeiras, em Goiás (GO), no último domingo (2), o presidente do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), Angelo Oswaldo, também visitou os municípios goianos de Pirenópolis e Corumbá de Goiás, onde foram pactuadas parcerias para apoio técnico do órgão aos museus locais.

Em Corumbá de Goiás, Oswaldo participou de encontro com o prefeito da cidade, Célio Fleury, e os secretários municipais de Cultura e Educação.

Durante a reunião, que contou ainda com a presença da historiadora Maria do Carmo Gouveia de Moraes, foi discutido o projeto de criação, na cidade, do Museu de Arte Sacra de Nossa Senhora da Penha de França – para o qual o Ibram assegurou o fornecimento de apoio técnico.

Representantes do Ibram e da prefeitura de Corumbá em visita à igreja reformada

Representantes do Ibram e da prefeitura de Corumbá visitaram igreja recém-restaurada

O novo museu será sediado na Igreja Matriz de Nossa Senhora da Penha de França, recém restaurada com o apoio do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

A igreja, cuja construção foi iniciada em 1750, é considerada um exemplar da arquitetura colonial dos primeiros anos de ocupação do centro-oeste brasileiro.

Patrimônio local
Em Pirenópolis, o encontro do presidente do Ibram foi com o prefeito local, Nivaldo Melo, e os secretários de Cultura, Educação e Turismo, além do colecionador Augusto César Bittencourt, criador do Museu Rodas do Tempo, que está situado na cidade e expõe acervo de bicicletas, scooters e motocicletas.

Com os encontros, o Ibram dá início à cooperação entre o órgão e os municípios de Goiás (antes Cidade de Goiás), Corumbá e Pirenópolis para apoio técnico no desenvolvimento de museus locais.

“Temos valorizado o patrimônio histórico goiano, que está na órbita de três grandes cidades – Brasília, Anápolis e Goiânia – e por isso pode incrementar a visitação aos museus da região, gerando recursos para as cidades históricas”, ressaltou Angelo Oswaldo.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Maria do Carmo Gouveia/divulgação

Matéria relacionada
Ibram recebe Museu das Bandeiras após reforma do Iphan

Parceria: Museu do Louvre quer realizar exposições no Brasil

A relação entre França e Brasil deve ser ampliada no campo das artes após a visita ao país, na última semana, de uma delegação do Museu do Louvre com o propósito de estabelecer parcerias e detectar espaços capazes de receber exposições. O Louvre foi o museu de arte mais frequentado do mundo em 2013, com mais de 9,3 milhões de visitantes, segundo a publicação The Art Newspaper.

Delegação Louvre

Delegação do Louvre esteve no Brasil na última semana e reuniu-se com o presidente do Ibram (ao fundo)

Formada por Alberto Vial, Conselheiro Diplomático, o curador Pascal Torres, Sophie Kammerer, Chefe de Serviço de Consultoria, e a diretora de Programação Cultural,  Aline François, a equipe fez visitas técnicas a todas as unidades do Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), localizadas em Belo Horizonte, Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo.

Na sexta (10), o presidente do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), Angelo Oswaldo, recebeu a delegação em Brasília. “Vamos organizar em 2015 um seminário para discutir temas importantes da museologia contemporânea, como gestão de riscos, arquitetura e museografia, por exemplo”, citou Oswaldo.

“O museu tem uma expertise reconhecida em todo o mundo e, certamente, este conhecimento será importante para os museus brasileiros”. Além disso, Angelo Oswaldo destaca ainda essa aproximação com o Brasil como uma ponte do museu francês com o espaço ibero-americano por meio do Programa Ibermuseus – cuja presidência é do Brasil até 2015.

Escola do Louvre
Em 2012, o Ibram estabeleceu com a Escola do Louvre um convênio voltado ao aperfeiçoamento de profissionais por meio de intercâmbio. Ano passado, as três primeiras brasileiras selecionadas em chamada pública participaram do Seminário Internacional de Verão de Museologia da Escola do Louvre (Siem) e fizeram ainda estágio em museus franceses.

Museu Nacional de Belas Artes integra a rede Ibram no Rio

O Museu Nacional de Belas Artes integra a rede Ibram no Rio

Agora chegou a vez das francesas no Brasil. Nos últimos três meses, Caroline Giecold, Maxime Porto e Sophie Hermann acompanharam, respectivamente, o dia a dia nos Museu Histórico Nacional (MHN), Museu de Arte do Rio (MAR) e Museu Nacional de Belas Artes (MNBA), todos no Rio.

As duas primeiras já retornaram à França e Sophie Hermann permanece até domingo (19). Segundo ela, a experiência brasileira foi muito interessante em vários aspectos.

“Na Europa, é tudo linear [no campo das artes]; aqui, há núcleos de pensamento, pontos de vista. O que mais me chamou a atenção foi a grande diversidade na maneira de pensar a história da arte,” conta a estudante que, com esta experiência, conclui o seu curso na Escola do Louvre.

Para a coordenadora-técnica do Ibram no MNBA, Daniela Matera, a estudante se empenhou em entender a arte brasileira contemporânea, “que chama bastante atenção lá fora”, e se encantou com a história da arte brasileira. “Eu daria nota 10 para a sua atuação e acredito ainda que conseguimos contribuir para a formação dela”, finaliza Matera.

Texto e fotos: Ascom/Ibram

Google apresentou ao Ibram plataforma para acervos online

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC) recebeu em Brasília (DF), no dia 20 de novembro, a visita de três representantes da multinacional Google no Brasil. Mariana Macário, Helena Martins e Marcelo Lacerda apresentaram ao presidente e diretores do Ibram, a plataforma Google Cultural Institute, que oferece ferramentas para que museus exibam seus acervos online.

O Google já fechou parcerias com centenas de museus, instituições culturais e acervos históricos de todo o mundo para hospedar online seus patrimônios culturais, e deu início a entendimentos com o Ibram como mesmo objetivo.

Durante missão em Paris (França) este mês, para a  37ª  Conferência Geral da Unesco, o presidente do Ibram, Angelo Oswaldo, já havia sido apresentado à equipe do Google Cultural Institute e às tecnologias que a empresa tem utilizado com o objetivo de disponibilizar acervos digitalizados na internet.

“É uma ótima ferramenta que facilita o estudo da história da arte, da obra de arte em si, o estudo da conservação e possibilita a democratização do aceso à cultura”, disse o presidente após a reunião em Brasília. “Para o Ibram, é uma possibilidade de difusão muito interessante, mas que precisa ser analisada com muito critério, sob a luz das questões normativas do Instituto”.

Com o objetivo de verificar as questões sensíveis na legislação brasileira relacionadas ao setor, como os direitos autorais e as obras nos museus, por exemplo, o Ibram pretende analisar as experiências já realizadas entre o Google e outras instituições para avaliar a possibilidade de também consolidar uma parceria.

Texto: Ascom/Ibram

Ibram é ponto de contato na parceria entre MinC e Victoria & Albert Museum

A ministra da Cultura, Marta Suplicy, recebeu no dia 25 de abril, em Brasília, a visita de Martin Roth, diretor do Victoria & Albert Museum – o maior museu de artes decorativas e design do mundo. Ele veio acompanhado por integrantes de sua equipe.

Na reunião, Martin Roth apresentou proposta de realização de um ciclo de exposições e debates, a serem realizados conjuntamente pelo V&A, de Londres, e o Museu Nacional da República, de Brasília, entre a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016.

O encontro foi um desdobramento da visita ministerial a Londres, em dezembro último, para tratar de proposta de parceria de longo prazo entre o V&A, o Museu Nacional da República e o Ministério da Cultura.

Exposição
A primeira ação discutida é uma exposição sobre design, arquitetura, moda, ciência e tecnologia, a ser realizada no Museu Nacional da República, conectando o Brasil e a criatividade e a diversidade brasileiras às várias faces e visões do mundo contemporâneo.

O Ibram será o ponto de contato nessa parceria, conectando a proposta com os objetivos da política do setor de museus no Brasil e visando à complementação do legado dessas ações para o fortalecimento do setor museológico brasileiro. Leia mais.

Texto: Ascom/MinC
Edição: Ascom/Ibram

Museus e acervos terão destaque em termo de cooperação entre MinC e GDF

O Distrito Federal será mais uma unidade da federação a integrar o Sistema Nacional de Cultura (SNC) a partir de 2013. O ato foi definido no dia 13 de dezembro, em Brasília, durante um encontro da ministra da Cultura, Marta Suplicy, com o governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, no Ministério da Cultura (MinC).

Ministra em reunião com governador do DF (esq.) e equipe. Presidente do Ibram (dir.) também esteve presente

No encontro, a ministra também apresentou ao governador uma proposta de parceria permanente ente o Museu Nacional da República, gerido pelo Governo do Distrito Federal (GDF), e a instituição inglesa Victoria and Albert Museum (V&A).

Participaram da reunião o presidente do Instituto Brasileiro de Museus, José do Nascimento Junior, e o Diretor de Relações Internacionais do MinC, Antônio Alves Junior. A comitiva do GDF foi composta pelos secretários de Cultura, Hamilton Pereira, e o chefe da Casa Civil, Swedenberger Barbosa.

Parceria internacional
Segundo Marta Suplicy, a oportunidade de parceria com o Museu Nacional da República surgiu no início deste mês, durante agenda do MinC na Inglaterra. Na ocasião, a ministra foi recebida pelo diretor do V&A em Londres, que revelou o interesse do museu em desenvolver uma parceria com o Brasil.

“A ideia é trazer sem custos uma exposição que envolveria áreas de design, arquitetura, urbanismo e artesanato além de obras gregas e romanas. Seria uma grande valorização para o museu, principalmente neste período de Copa do Mundo”, projetou a ministra.

Entusiasmado com a iniciativa, o governador Agnelo Queiroz colocou o Museu da República à disposição e garantiu esforços. “Sem dúvidas é um ótimo projeto, vamos trabalhar para que ele se realize o quanto antes”, concluiu.

Aproveitando o período da Copa do Mundo em 2014, a ministra também sugeriu que o governo local promova uma exposição indígena que retrate o ritual Quarup, celebrado pelos povos da região do Xingu, no Brasil. De acordo com o governador, a mostra poderá ser feita no Memorial dos Povos Indígenas.

Para viabilizar ações como essas, já está sendo analisado pelo GDF um termo de cooperação de gestão comum entre o MinC e o governo distrital, com interveniência do Instituto Brasileiro de Museus e da Secretaria de Cultura do DF.

O presidente do Ibram, José do Nascimento Junior, enfatizou a importância dos entes federativos trabalharem em conjunto. “É importante para a capital do país que o MinC atue junto com o GDF no sentido de ampliar as dinâmicas culturais locais. Isso potencializa o setor e possibilita trazer acervos de repercussão nacional e internacional para a cidade, além de fomentar a cultura durante as copas das Confederações e do Mundo”, afirmou.

Texto e foto: Ascom/MinC
Edição: Ascom/Ibram

Ibram e Smithsonian Institution assinam parceria em Brasília

Em solenidade realizada nesta terça-feira (18), em Brasília, o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC) e o Smithsonian Institution assinaram Memorando de Entendimento firmando parceria que durará três anos. O objetivo é fazer um intercâmbio de experiências para aprimorar as políticas e estratégias culturais adotadas nos museus brasileiros e nos museus norte-americanos e criar programas conjuntos de desenvolvimento profissional e exibições de acervos.

O documento foi assinado pela diretora do Programa Internacional de Educação Profissional de Museus do Smithsonian Institution, Elizabeth Duggal, e pelo presidente do Ibram, José do Nascimento Junior. Também esteve presente à solenidade de assinatura o embaixador dos Estados Unidos da América no Brasil, Thomas Shannon.
“Essa parceria firmada entre Smithsonian e Ibram é um ato de respeito mútuo que abre espaço para todos os nossos povos entenderem melhor a importância da cultura e das democracias e começarem a construir uma rede de acordos conectando os museus em todas as Américas para realizar nossa capacidade de sermos americanos no sentido original da palavra”, declarou o embaixador Thomas Shannon.

À esquerda: Thomas Shannon, Embaixador dos EUA no Brasil; Elizabeth Duggal e José do Nascimento Junior.

Palestra

A assinatura do acordo foi precedida de palestra de Elizabeth Duggal, sobre o tema Em busca da excelência: perspectivas do Smithsonian Institution, ela falou sobre o conceito de museu, os desafios da gestão museal e as formas encontradas pelo instituto para atrair e fidelizar o público, manter relacionamento permanente com a comunidade e firmar parcerias.

Depois desse evento em Brasília, Elizabeth Duggal segue para o Rio de Janeiro, para ministrar a mesma palestra amanhã (20) no Museu Histórico Nacional.

Para se inscrever para a palestra no Rio de Janeiro, acesse o formulário. Inscrições encerradas.

 

Texto: ASCOM/Ibram
Foto: Fábio Bonifácio/Embaixada EUA

Ibram e rede McDonald’s fecham parceria para 6ª Primavera dos Museus

Como parte das ações da 6ª Primavera dos Museus, que acontece entre os dias 24 e 30 deste mês, o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC) fechou uma parceria inédita com a rede de restaurantes McDonald’s. A partir do dia 10 de setembro, as tradicionais lâminas ilustradas, que cobrem as bandejas da rede, trarão curiosidades sobre os museus brasileiros. Clique na imagem para ampliar.

O material foi preparado com consultoria do Ibram, que enviou uma série de curiosidades para a empresa. Entre as selecionadas estão a origem da palavra “museu”, o primeiro museu brasileiro e a quantidade de museus no Brasil. As ilustrações vão figurar nas bandejas dos restaurantes da rede McDonald’s em todo o Brasil até o final de setembro.

Com a parceria, o Ibram espera atrair os mais de 1,7 milhões de pessoas que passam por lojas da rede McDonald’s diariamente, para participar dos eventos programados para a 6ª Primavera dos Museus. Além daquelas ilustradas pelo McDonald’s, outras curiosidades sobre os museus brasileiros estão disponíveis no site do Ibram.

Com o tema A Função Social dos Museus, a edição deste ano da Primavera dos Museus terá mais de 2.400 eventos espalhados por todos os estados e o Distrito Federal. Pela primeira vez, também participará da iniciativa uma instituição de outro país (Espanha).

O tema deste ano homenageia os 40 anos da Declaração da Mesa Redonda de Santiago do Chile, realizada em 1972. A partir da assinatura da declaração, os museus passaram a ser entendidos como instituições a serviço da sociedade com importante papel na formação da consciência das comunidades.

Confira o guia com a programação completa da 6ª Primavera dos Museus.

Texto: Ascom/Ibram

No Recife, Museu da Abolição recebe escultura doada pela Receita Federal

O Museu da Abolição/Ibram, localizado no Recife (PE), recebeu na terça-feira (14), a escultura Samburu Dance I, da artista holandesa Marianne Houtkamp – doada pela Receita Federal ao Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC). É a primeira vez que uma obra de arte apreendida pelo órgão é destinada a um museu do Ibram.

Escultura doada retrata uma mulher da tribo Samburu, do Quênia

A escultura passou a pertencer à União após tentativa de importação com uso de documentos falsos na Alfândega do Aeroporto Internacional de Viracopos (SP). A obra, cotada em cerca de R$ 61 mil no mercado internacional, havia sido declarada por apenas R$ 5 mil.

A escultura é feita de gesso e pátina de bronze. Ela tem 1,35m de altura e pesa cerca de 150kg. A obra retrata uma mulher da tribo Samburu, do Quênia, país africano. Levemente avariada, a peça vai passar por restauro antes de ser exibida ao público.

A direção do Museu da Abolição avaliou que a obra está afinada com os propósitos de valorização das tradições originárias do continente africano e sua relação com a formação da sociedade brasileira atual, tema referencial da instituição. Saiba mais sobre o museu.

Parceria estratégica
Além de representar um ganho para o patrimônio artístico do Ibram, a doação evidencia os benefícios da cooperação entre os dois órgãos. O Ibram enviou a Campinas uma museóloga, que detectou aparentes divergências entre a obra declarada e aquela que se encontrava em Viracopos. A Receita Federal entrou em contato com a artista, que gentilmente emitiu novo certificado de autenticidade para a obra.

A partir deste caso, a tendência é que a interação entre os órgãos seja intensificada. A Receita Federal pode buscar o auxílio do Ibram sempre que tiver dúvidas sobre a identificação ou a autenticidade de obras de arte.

Durante um processo que apure uma infração, por exemplo, quadros, esculturas e outras obras de arte podem ser mantidas em museus do Ibram para a melhor preservação das peças. Com isso, a Receita Federal ganha eficiência na identificação de obras de arte e os museus brasileiros podem ganhar obras que estejam sendo importadas irregularmente.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Divulgação

Matéria relacionada
Receita Federal doa escultura africana ao Museu da Abolição no Recife

Ibram/MinC e Smithsonian Institution discutem projetos de parceria

O Presidente do Ibram/MinC, José do Nascimento Jr., reuniu-se em Brasília, no dia 6 de fevereiro, com a diretora para a área internacional da Insitutição Smithsonian, Elisabeth Duggal, e com Myles Gordon, Assessor Sênior da instituição. Estiveram presentes diretores do Ibram, além de representantes da Embaixada dos Estados Unidos e do Ministério da Cultura (MinC).

O encontro foi realizado à pedido da instituição estadunidense, responsável por administrar um complexo de 19 museus e galerias, além de nove centros de pesquisa, dentre outras atividades, e teve como objetivo conhecer as ações do Instituto Brasileiro de Museus.

Nascimento Jr. apresentou as principais linhas de atuação do Ibram, além do projeto Esplanada dos Museus, proposta para a criação de seis museus em Brasília (DF) nos próximos anos – um importante legado cultural da Copa do Mundo 2014 para o país. “Compartilhamos com Smithsonian a visão dos museus como instituições de caráter público que prestam um inestimável serviço à população”, apontou o presidente. 

Dentre as propostas levantadas durante o encontro destacam-se a ampliação do Programa Pontos de Memória no exterior, a discussão em torno de um intercâmbio voltado à formação de profissionais de museus brasileiros nos Estados Unidos, além da discussão sobre instrumentos legais de proteção ao patrimônio museológico.

Texto e foto: Ascom/Ibram

Matéria relacionada
Projeto que prevê a construção de museus em Brasília ganha apoio internacional

GDF e Ibram promovem o curso Arquitetura em Museus

A Secretaria de Cultura do Distrito Federal, por meio da Subsecretaria do Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural (SUPHAC) realiza, com o apoio do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), o Curso Arquitetura em Museus entre os dias 25 e 27 de outubro. Estão sendo oferecidas 350 vagas. A atividade acontece no Auditório D. João VI da Imprensa Nacional (SIG, Quadra 06, Lote 800), das 14h às 18h. Inscrições gratuitas.

A arquiteta Léa Therezinha A. de Carvalho, Chefe da Divisão de Arquitetura e Espaços Museais do Ibram/MinC será a ministrante do curso. No programa constam módulos como Arquitetura e Conservação de Acervos, a relação entre as funções dos museus (preservação, investigação e comunicação) e a arquitetura, exemplos de edifícios adaptados e edifícios construídos especialmente para museus, dentre outros tópicos. Veja a programação completa.

Os Interessados podem encaminhar a ficha de inscrição para o endereço eletrônico diretoriadepatrimonio@gmail.com. Mais informações com Martita ou Luciano pelos telefones (61) 3325-6222/6281. Para receber o certificado é exigida a frequência mínima de dois dias ao curso.

 Fonte: Divulgação Secult/DF

Página 2 de 3123