Página 1 de 212

Ibram firma convênios voltados a museus do Paraná e Rio Grande do Sul

O Ibram assinou, no dia 1º de fevereiro, dois convênios para repassar recursos a museus do Paraná e do Rio Grande do Sul. O acordo firmado com a Secretaria de Estado da Cultura do RS beneficiará o Museu Júlio de Castilhos, localizado em Porto Alegre. Já o firmado com a Secretaria de Estado da Cultura do Paraná destinará recursos ao Museu da Imagem e do Som (MIS) do estado, localizado em Curitiba.

Fachada do Museu Júlio de Castilhos - o mais antigo do RS

O Museu Júlio de Castilhos receberá R$ 325.837,31 para fazer o levantamento arquitetônico, o diagnóstico de conservação e o projeto executivo de sua restauração. O extrato foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta sexta-feira (8).

Já o MIS–PR receberá R$ 350.922,37 para digitalizar e higienizar 13 mil itens de seu acervo Iconográfico e Documental, além de auxiliar na viabilização do acesso à pesquisa. O extato do convênio foi publicado no DOU de 4 de fevereiro. As ações objeto dos convênios têm até o final de 2013 para serem executadas.

Os museus
O Museu da Imagem e do Som (MIS) do Paraná é um dos primeiros a serem construídos no país com a finalidade de preservar e conservar a memória audiovisual. Seu acervo possui mais de um milhão de itens entre discos, fitas de áudio, filmes, fotografias e publicações relacionadas ao tema.

O Museu Julio de Castilhos é a primeira instituição museológica do Rio Grande do Sul. Foi criado em 1903 e hoje é reconhecido como um dos mais importantes museus históricos do estado. Seu acervo possui cerca de dez mil objetos tombados.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Divulgação

Secretaria da Cultura lança o Programa Museus Paraná em três etapas

A Secretaria de Estado da Cultura (SEEC) apresentou, no dia 11 de abril, o Programa Museus Paraná. O Programa consiste em três etapas: exposições itinerantes, capacitação e apoio técnico. O trabalho faz parte do Plano Gestor Museológico, que visa organizar as ações realizadas nas instituições do Paraná.

No decorrer do ano, diversas exposições com obras do acervo dos museus da SEEC irão percorrer as oito macrorregiões do Estado. As mostras serão realizadas de forma simultânea. O Programa tem início com as exposições Memória e Imagem: nas lentes de Guilherme Glück, organizada pelo Museu da Imagem e do Som do Paraná (MIS) e o Instituto Federal do Paraná, e Um Olhar Contemporâneo sobre a Lapa de Glück, durante o V Festival de Cinema da Lapa – Filmes de Época.

O Programa Museus Paraná também irá propiciar a capacitação das pessoas que trabalham nos museus localizados no Estado. Em 2012, técnicos da secretaria irão percorrer as oito macrorregiões e realizar cursos que englobam as áreas técnicas Conservação Preventiva das Obras, Museografia (concepção do espaço), Montagem de Exposição, Ação Educativa e Inventário.

A terceira etapa do Programa consiste no apoio técnico, de acordo com as demandas de cada município. No Paraná, existem aproximadamente 150 museus municipais. O levantamento está sendo realizado pela Secretaria de Estado da Cultura.

Informações sobre o programa podem ser obtidas pelo telefone (41) 3321.4762 ou pelo e-mail cosem@seec.pr.gov.br. Saiba mais.

Fonte: Secretaria de Cultura do Paraná
Edição: Ascom/Ibram

Carnaval 2012: museus estarão abertos em várias cidades brasileiras

A maior festa da cultura popular brasileira toma as ruas de várias cidades do país a partir do dia 17 de fevereiro. Mas para os que desejarem uma programação alternativa à folia, museus em várias cidades brasileiras estarão abertos normalmente durante o carnaval.

Goiás
O Museu das Bandeiras, de Cidade de Goiás, e o Museu Casa da Princesa, de Pilar de Goiás, recebem visitantes durante todo o carnaval, das 9h às 17h.  Já o Museu de Arte Sacra da Boa Morte funcionará das 9h às 13h. Na Quarta-Feira de Cinzas (22), os três abrem a partir das 14h. Outras informações aqui.

Minas Gerais
Na cidade de Ouro Preto, onde acontece o carnaval mais tradicional de Minas Gerais, a maioria dos museus estará aberta à visitação no período de 17 a 22 de fevereiro. Entre eles o Museu da Inconfidência, vinculado ao Ibram/MinC, que abre nos dias 17, 18, 19 e 22 no horário das 12h às 18h.

Paraná
Para quem estiver em Curitiba durante o carnaval, a Secretaria de Estado da Cultura manterá museus em funcionamento. Nos dias 18 e 19, os espaços funcionam em horário de fim de semana. No dia 20 estão fechados para limpeza e manutenção. Nos dias 21 e 22 reabrem em horários especiais. Saiba mais.

Rio de Janeiro
Em Petrópolis (RJ), o Museu Imperial/Ibram, que chegou a ser tema de samba enredo da escola de samba Unidos de São Carlos (atual Estácio de Sá) em 1968, estará de portas abertas ao público durante todo o Carnaval.

Devido à programação oficial da cidade, que acontece nas ruas ao redor do museu, os horários serão diferenciados. De 18 a 21, a visitação acontecerá das 11h às 16h. No dia 22, o Museu Imperial estará fechado para manutenção – que, normalmente, ocorre às segundas-feiras. Saiba mais.

No Guia dos Museus Brasileiros é possível verificar o endereço e os telefones dos museus de sua cidade.

Texto: Ascom/Ibram

Memórias e Sonhos do Sítio Cercado no novo Museu de Periferia (PR)

Moradores do Sítio Cercado, em Curitiba (PR), comemoraram na sexta-feira (16), a inauguração do Museu de Periferia (MUPE), com o a abertura da exposição Memórias e Sonhos do Sítio Cercado. A abertura contou com cerca de 70 participantes, dentre moradores, representantes de associações e entidades culturais e do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC).

A exposição narra, por meio de fotografias e objetos, a história da região – desde os desbravadores e proprietários do início do século XX à formação das 13 vilas que compõem atualmente o bairro.  A partir da mostra é possível conhecer como viveram os pioneiros no período da ocupação, por meio da reprodução das barracas, dos utensílios e ferramentas, como cordas, que demarcavam o território, o  megafone utilizado nos  protestos de luta pela moradia.  Faz ainda  uma homenagem às primeiras lideranças comunitárias locais.

Dona Maria Helena Barbosa, moradora do Xapinhal há 31 anos, se emociona ao se reconhecer em uma foto no acampamento. “Naquela época era tudo muito difícil. Fico feliz de ver todas as conquistas que temos  hoje no Sítio Cercado.”

A concepção e montagem da mostra, definida pelo conselho gestor do Ponto de Memória,   também contou com apoio do cenógrafo Marcelo Pinto Vieira, do Museu da Maré (RJ).

Inspirado no Museu da Maré e Museu de Favela (MUF), do Rio de Janeiro (RJ), o Museu de Periferia vinha sendo articulado por moradores do bairro Sítio Cercado, em Curitiba desde 2009, a partir da oficina Museu, Memória e Cidadania, oferecida pelo Ibram/MinC. A proposta também recebeu apoio de artistas, entidades, associação de moradores, Associação Cultural de Negritude e Ação Popular e de articuladores do Museu da Maré e MUF.

De acordo com o conselho gestor, o MUPE pretende fortalecer a cultura da periferia, valorizando artistas locais, reconhecendo e divulgando o patrimônio cultural material e imaterial do Sítio Cercado.

Texto e foto: Divulgação Pontos de Memória

Pontos de Memória inauguram exposições no Paraná e Rio Grande do Sul

Os Pontos de Memória Museu Comunitário da Lomba do Pinheiro, em Porto Alegre (RS), e Museu de Periferia (MUPE), no Sítio Cercado, em Curitiba (PR), inauguram, esta semana, exposições sobre a história dos dois bairros.

O evento de lançamento da exposição Lomba do Pinheiro: patrimônio inventariado e itinerários culturais será na quinta-feira, 15 dezembro, às 19h.

A mostra apresenta, por meio de fotografias, jornais, cartas e depoimentos de moradores, o resultado do processo de inventário realizado nos últimos dois anos por lideranças comunitárias. Na ocasião também será apresentado um mapa com a identificação de vilas, comunidades indígenas, sítios arqueológicos, pedreiras, vinícola, dentre outros patrimônios locais.

Na sexta-feira, 16 de dezembro, a partir das 15h, o MUPE inicia a mostra Memórias e Sonhos do Sítio Cercado. A partir de fotos, documentos e objetos reunidos por moradores, a exposição fará uma cronologia da formação do bairro desde o período rural até os movimentos de luta por moradia e melhoria das condições de vida.

Os Pontos de Memória são apoiados pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC) por meio do Programa Pontos de Memória, que conta com a parceria do Programa Mais Cultura e Cultura Viva, do Ministério da Cultura; do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci/MJ) e da Organização dos Estados Ibero-Americanos (OEI).

Novos pontos 
Como parte do Programa de Fomento aos Museus Ibram 2011, foi publicado no dia 14 de dezembro, o resultado do Prêmio Pontos de Memória, que apoiará 45 iniciativas de memória social no Brasil e três no exterior. Saiba mais.

Texto: Ascom/MinC
Foto: Ponto de Memória Sítio Cercado/Divulgação

Exposição No Ritmo do Fandango em Paranaguá (PR)

Na sexta-feira (9), Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade Federal do Paraná(MAE UFPR) inaugura a exposição No Ritmo do Fandango em Paranaguá.  Haverá mesa-redonda com fandangueiros e apresentação do grupo de Fandango do Mestre Brasílio.

A exposição acontece até 8 de abril de 2012 e aborda o tema sobre os aspectos da construção dos instrumentos e da realização da festa, expondo ferramentas, rabecas em diversas fases de confecção, tamancos, dentre outros utensílios que dão vida às danças e músicas representativas de um modo de vida.

Além disso, um vídeo feito para a exposição mostrará a visão de mestres fandangueiros sobre a festa e sua construção. O evento traz ao público objetos pertencentes ao acervo de Cultura Popular do museu, além de imagens do fotógrafo Carlos Roberto Zanello de Aguiar. Haverá ainda três maquetes em papel machê da artista Elizangela Sarraf cedidas pelo SESC de Paranaguá. Mais informações pelos telefones (41) 3313.2042 e 3423.2511.

Ibram e Correios fecham acordo para criação do Museu Paulo Leminski

Poema desenho de Paulo Leminski e João Suplicy

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC) e a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos deram início na quarta-feira (23), a uma parceria voltada para a criação do Museu Nacional da Poesia Paulo Leminski, em Curitiba (PR).

O museu será instalado na antiga sede central dos Correios na capital paranaense. O prédio, que conta com 4 mil metros quadrados, foi inaugurado em 1934 e encontra-se subutilizado desde 1998, quando houve mudança de sede da empresa.

A partir de agora, as duas instituições darão início a uma série de reuniões técnicas que vão definir os detalhes relativos à instalação do museu. A direção dos Correios já anunciou que, em paralelo a este trabalho, vai financiar a completa restauração do prédio, que custará R$ 4 milhões.

A ideia é que o museu reúna acervo pessoal do poeta curitibano Paulo Leminski e exponha sua obra de forma interativa – a exemplo do que já é feito em instituições como o Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo. A previsão é de que o museu seja inaugurado até 2013, como parte das comemorações de 350 anos dos Correios.

Texto: Ascom/MinC
Imagem: Livro Winterinverno/divulgação

Apresentação de música no Museu Histórico de Londrina (PR), dia 29

Nesta quinta-feira (29), às 19 horas, acontece, no Museu Histórico de Londrina, mais uma apresentação do Projeto Música no Museu, dessa vez com a participação de pais, alunos e amigos da Escola de Música Mãe de Deus.

O projeto Música no Museu nasceu com a intenção de dar oportunidade aos músicos para mostrarem seus trabalhos e também para ampliar o espaço musical e cultural no museu.

A apresentação é aberta ao público e tem entrada franca. O Museu fica na Rua Benjamin Constant, 900 – Centro (antiga Estação Ferroviária), em Londrina (PR).

Mais informações pelos telefones (43) 3323-0082 e 3324-4641.

Fonte: Museu Histórico de Londrina

Prudentópolis terá Museu Federal Ucraniano

Na última sexta-feira, o presidente do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC), José do Nascimento Junior visitou, junto com o Deputado Federal Ângelo Vanhoni (PT), as obras de restauração da Igreja São Miguel Arcanjo, em Mallet, no Paraná. Eles conversaram com a comunidade local, responsável pelos preparativos de reinauguração da Igreja, no dia 6 de novembro, dia do Padroeiro da cidade. Essa ação integra as ações do governo federal na região, voltadas para a cultura e têm apoio de Vanhoni.

Outra ação prevista para a região é a construção de um museu federal na cidade de Prudentópolis (PR). A projeto é do Instituto Brasileiro de Museus e faz parte das ações previstas pela Política Nacional de Museus.

A proposta é de um Museu Federal Ucraniano, que irá aproveitar acervos já existentes na cidade, além de buscar materiais em municípios do entorno. O Museu será instalado em um terreno que está em processo de doação pela Eletrobrás. José do Nascimento Junior, presidente do Ibram, disse que o museu não deve se concentrar apenas na cultura e colonização ucraniana, mas também terá obras que dialogam com os imigrantes da região. Para Nascimento, é importante valorizar esse campo étnico tão importante na colonização do Paraná e do Sul do Brasil.

Página 1 de 212