Página 1 de 212

Saiba como foi a abertura do 6º Fórum Nacional de Museus

Ministra interina da Cultura, a paraense Ana Cristina Wanzeler na abertura do FNM 2014

Ministra interina da Cultura, a paraense Ana Cristina Wanzeler na abertura do FNM 2014

Teve início nesta segunda-feira (24), em Belém (PA), o 6º Fórum Nacional de Museus (FNM).

Museólogos e outros profissionais do setor, gestores, pesquisadores, estudantes e militantes do campo da memória participaram da cerimônia da abertura do evento bianual, que acontece até o dia 28, no Hangar, com o tema Museus Criativos.

A mesa de abertura contou com a participação da ministra interina da Cultura, Ana Cristina Wanzeler; do presidente do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), Angelo Oswaldo; do secretário de Economia Criativa do MinC, Marcos André Carvalho, entre outras representantes das áreas da cultura, museus e memória do Brasil.

Em sua fala, o presidente do Ibram disse que o FNM se constitui num momento de encontro de um setor mobilizado que carrega a responsabilidade por um “desejo de memória” latente na sociedade brasileira.

Oswaldo lembrou a importância da revisão do Plano Nacional Setorial de Museus (PNSM), além da realização, pela primeira vez integrada à programação oficial do fórum, da IV Teia da Memória, encontro de Pontos de Memória e iniciativas de museologia social de todo o Brasil. Saiba mais.

O Conselho Federal de Museologia fez a entrega de medalhas ontem (24)

O Conselho Federal de Museologia fez a entrega de medalhas ontem (24)

A entrega da Medalha do Mérito Museológico, concedida pelo Conselho Federal de Museologia (Cofem), também teve lugar na abertura do FNM 2014.

Receberam as menções honrosas três cursos de graduação em Museologia, três instituições museológicas e três personalidades com contribuições relevantes ao setor. Saiba para quem foram as honrais e leia mais sobre a abertura no blogue do 6º FNM.

Texto e fotos: Ascom/Ibram

Ministra da Cultura abre 6º Fórum Nacional de Museus hoje (24) em Belém

A movimentação do primeiro dia: credenciamento, minicursos e abertura oficial

A movimentação do primeiro dia: credenciamento, minicursos e abertura oficial

Na noite de hoje (24) a ministra interina da Cultura, Ana Cristina Wanzeler, participa da abertura oficial da sexta edição do Fórum Nacional de Museus (FNM), em Belém (PA), ao lado do presidente do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), Angelo Oswaldo, do secretário de Economia Criativa do Ministério da Cultura, Marcos Andre Rodrigues, e de autoridades locais.

A cerimônia começa às 19h, no Hangar, e conta ainda com a entrega da Medalha do Mérito Museológico do Conselho Federal de Museologia (Cofem), a personalidades e instituições, a apresentação do violonista Salomão Habib e a primeira conferência do evento, ministrada por Angelo Oswaldo e Marcos Andre, com o tema Museus criativos: experiências e práticas inovadoras nos museus.

Ao longo do primeiro dia do FNM acontecem seis minicursos, a sequência da IV Teia da Memória, o encontro nacional do Programa Nacional de Educação Museal, o início do processo da votação para representantes de museus e memória no Conselho Nacional de Políticas Culturais (CNPC), além de reuniões paralelas. Confira a programação completa.

Na mesa de abertura, presidente do Ibram anunciou solução do Governo do Rio ao Museu da Maré

Na mesa de abertura da Teia da Memória 2014, o presidente do Ibram anunciou solução do Governo do Rio para o Museu da Maré

O evento bianual que congrega os setores de museus e memória teve sua primeira edição em 2004 e chega a 10 anos de existência neste ano, acontecendo pela primeira vez na região Norte. Saiba mais.

Teia da Memória 2014
Foi aberta neste domingo (23), no Museu Paraense Emílio Goeldi,  a IV Teia da Memória – atividade integra ao 6º Fórum Nacional de Museus.

O pontapé inicial do encontro, que durante três dias reúne representantes de Pontos de Memória e outras iniciativas de memória e museologia social de todo o Brasil, se deu com a mesa-redonda Reflexões sobre conceitos-chave da museologia social no contexto internacional. Leia mais.

O presidente do Ibram aproveitou a oportunidade para anunciar o resultado das conversas com o Governo do Estado do Rio de Janeiro para a continuidade do Museu da Maré.

A iniciativa pioneira de museologia social no Brasil vem resistindo a uma ameaça de despejo por conta do fim do contrato de cessão do terreno em que está localizado. O governo estadual deverá pedir a desapropriação da área em favor do museu.

O público que lotou o auditório do Museu Goeldi – um dos mais antigos do país, fundado em 1866 – assistiu ainda a apresentação lítero-musical do Grupo Abrapalavra, do Ponto de Memória Pompéu (MG).  Ao final, pode ainda acompanhar a atividade Trilha da MemóriaLeia mais sobre a abertura da IV Teia da Memória.

Textos e fotos: Ascom/Ibram

6º Fórum Nacional de Museus começa dia 24 em Belém: confira os destaques

Peça gráfica para o Fórum Nacional de Museus 2014

Peça gráfica para o Fórum Nacional de Museus 2014

Entre os dias 24 e 28 de novembro, o Hangar – Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, na cidade de Belém (PA), recebe centenas de participantes de todo o país para a 6ª edição do Fórum Nacional de Museus (FNM), que tem como tema Museus Criativos.

O FNM é realizado a cada dois anos pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram). Nesta sexta edição conta com a parceria na realização da Secretaria de Economia Criativa (SEC) do Ministério da Cultura (MinC).

Conferências, painéis, minicursos, grupos de trabalho, apresentação de pesquisas, estudos de caso, reuniões paralelas, além de atividades culturais compõem a grade de atividades do 6º FNM. Confira a programação completa.

A edição 2014 traz ainda três destaques em sua programação: a realização da IV Teia da Memória, encontro nacional de Pontos de Memória e iniciativas de memória e museologia social, o Encontro do Programa Nacional de Educação Museal (PNEM) e a revisão do Plano Nacional Setorial de Museus (PNSM).

Nos dois primeiros dias (24 e 25) acontecem seis minicursos, todos tratando de temas relevantes para o setor de museus e ministrados por servidores do Ibram. Conheça quais são e quem ministra.

Conferências
De 24 a 26 estão programadas três conferências no 6º FNM. A primeira, na noite de abertura (24), chama-se Museus Criativos: experiências e práticas inovadoras nos museus, tendo como conferencistas Marcos André Rodrigues de Carvalho, secretário de Economia Criativa do MinC, e Angelo Oswaldo, presidente do Ibram. Convidados internacionais compõem as demais mesas.

A austríaca Ulrike Fallmann é uma das conferencistas

A austríaca Ulrike Fallmann é uma das conferencistas

Entre os dias 25 e 27, seis painéis sobre assuntos que dialogam com o tema Museus Criativos estão programados. Inovação, sustentabilidade e gestão de museus são alguns dos temas propostos: Saiba quais são os painéis.

Experiências regionais
A cada abertura de conferência ou de painel do FNM, haverá também, durante 15 a 30 minutos, a apresentação de casos da região Norte do país, que evidenciem boas práticas e experiências regionais envolvendo temas de interesse do setor. A iniciativa visa valorizar diversidade de ações da região que, pela primeira vez, recebe o Fórum Nacional de Museus.

Reuniões temáticas
Incorporadas à programação, entre os dias 24 e 26, acontecem dez reuniões temáticas voltadas para áreas específicas do setor de museus: Rede de Educadores em Museus, Comitê Gestor do Sistema Brasileiro de Museus, Sistemas de Museus, Conselho Consultivo do Patrimônio Museológico do Ibram, museus da Região Norte, Rede de Museus e Acervos de Arqueologia e Etnologia, Conselho Federal de Museologia, Conselho Internacional de Museus (Icom) Brasil, Comitê de Gestão do Ibram e diretores de museus Ibram.

Comunicações Coordenadas
49 trabalhos foram selecionados para apresentação durante o 6º Fórum Nacional de Museus. Resumos de pesquisas, relatos de experiência, em desenvolvimento ou já finalizadas, acadêmicos ou não, foram inscritos nas modalidades Apresentação Oral e Pôsteres. Veja os selecionados.

Encontros
Este ano será a primeira vez que a Teia da Memória integrará oficialmente a programação do Fórum Nacional de Museus. Em sua quarta edição, o encontro, dedicado às discussões relativas ao Programa Pontos de Memória, às iniciativas de memória e à museologia social, tem como objetivo proporcionar o intercâmbio, a reflexão e o debate acerca dos processos comunitários de memória que vêm se desenvolvendo no país. A programação está disponível para consulta.

Um dos manuais do Ibram que serão lançados em Belém

Um dos manuais produzidos pelo Ibram que será lançado em Belém

Já o Encontro do Programa Nacional de Educação Museal (PNEM), no dia 24 e 25, promoverá a síntese dos encontros regionais ocorridos ao longo de 2014 e a discussão dos encaminhamentos futuros do programa.

Será uma oportunidade de reunir os coordenadores dos Eixos Temáticos do PNEM, os representantes das Redes de Educadores de Museus, articuladores do programa e demais interessados em colaborar com as diretrizes que nortearão o campo de educação em museus no Brasil.

Revisão PNSM
O Plano Nacional Setorial de Museus (PNSM), conjunto de diretrizes que orientam o setor museal brasileiro, sendo resultado de ampla discussão durante o 4º FNM (2010), será revisado durante o Fórum 2014. Para tanto, foi elaborada uma metodologia de revisão e criados oito Grupos de Trabalho (GTs) que serão responsáveis pela sua aplicação. O resultado será apresentado na Plenária Final no dia 27 de novembro.

Eleição CNPC
Durante o 6º FNM haverá eleição para a formação de lista tríplice para escolha de titular e membro do setor de museus e memória para compor o plenário do Conselho Nacional de Políticas Culturais (CNPC).

Programação cultural
A 6ª edição do FNM contará com o lançamento de campanhas, projetos e diversas publicações de interesse para o setor de museus: saiba quais serão as novidades apresentadas pelo Ibram.

Salomão Habib apresenta-se na abertura oficial do 6º FNM

Salomão Habib apresenta-se na abertura oficial do 6º FNM

Na noite de abertura do evento (24), o violonista Salomão Habib faz uma apresentação especial. Nos outros dias, as culturas populares terão destaque com a apresentação da dança indígena Toré, os tambores do Coletivo Casa Preta e o tradicional ritmo do Pará – o carimbó, recentemente reconhecido pelo Ministério da Cultura como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil.

Também haverá a performance do artista Rafael Bandeira e a apresentação Lítero-Musical Memórias do Pompéu do grupo Abrapalavra.

No último dia do evento (28), após a Plenária Final do FNM, os participantes  visitam museus e instituições de memória de Belém. Há ainda uma mostra de artesanato local, com curadoria de Emanuel Franco, exposições e exibições de vídeos, e a presença de estandes institucionais e comerciais.

Detalhes da programação do Fórum Nacional de Museus 2014 está disponível no blogue fnm.museus.gov.br.

Texto: Ascom/Ibram
Imagens: Divulgação

Começam a inscrições para o 6º Fórum Nacional de Museus no Pará

Estão abertas, até 19 de novembro, as inscrições para 6º Fórum Nacional de Museus, que acontece em Belém (PA) entre os dias 24 e 28 de novembro. O evento bianual, cujo tema em 2014 será Museus Criativos, oferece um conjunto diversificado de atividades, algumas abertas a todos os inscritos e outras específicas.

Peça gráfica para o Fórum Nacional de Museus 2014

Peça gráfica para o Fórum Nacional de Museus 2014

A inscrição para o Fórum Nacional de Museus 2014  é gratuita, sendo apenas necessário entregar, no credenciamento, 1 kg de alimento não perecível.

Painéis, conferências e comunicações coordenadas são abertas a todos os interessados. Para participar, basta fazer a inscrição geral no 6º FNM.

Já minicursos, o Encontro do Programa Nacional de Educação Museal (PNEM) e  a IV Teia da Memória, que reunirá os Pontos de Memória brasileiros, são atividades específicas.

Para participar delas, é obrigatória a inscrição prévia, disponível no mesmo formulário, tendo em vista que as vagas são limitadas e algumas atividades ocorrem simultaneamente.

As inscrições para Grupos de Trabalhos deverão ser realizadas exclusivamente no local do evento. Confira a programação completa.

Em caso de dúvidas ou outras questões, escreva para fnm@museus.gov.br ou faça contato pelos telefones (61) 3521.4112/4113. Saiba mais.

Deslocamento
Parceira do 6º Fórum Nacional de Museus, a empresa TAM Linhas Aéreas oferece aos participantes descontos em passagens aéreas e pacotes (passagem e hospedagem) para Belém com datas próximas ao evento.

Para informações detalhadas, faça contato com Livia Ochi (TAM Viagens) em São Paulo pelos telefones (14) 3401.2500/2511 ou (14) 98104.0632 ou pelo endereço eletrônico livia.ochi@agentetamviagens.com.br.

Hospedagem
Vários hotéis na cidade de Belém oferecem descontos para hospedagem de participantes do 6º Fórum Nacional de Museus. Veja quais são. Faça contato diretamente para mais informações. Não há por parte do Ibram nenhum intermédio de negociação ou reserva junto aos hotéis, sendo responsabilidade do participante a logística de hospedagem (reservas e formas de pagamento). Acesse o blogue do 6º Fórum Nacional de Museus.

Texto: Ascom/Ibram
Última atualização: 3.11.2014

Matéria relacionada
Ibram divulga a programação do 6º Fórum Nacional de Museus em Belém

Ibram divulga a programação do 6º Fórum Nacional de Museus em Belém

A Comissão Organizadora do  6º Fórum Nacional de Museus (FNM), cujo tema em 2014 será Museus Criativos, divulgou hoje (21) a programação geral do evento, que acontece em Belém (PA) entre os dias 24 e 28 de novembro.

Painéis, grupos de trabalho, minicursos, comunicações coordenadas, reuniões setoriais, conferências e programação cultural compõem a grade de atividades durante os cinco dias do evento bianual, que congrega os diversos entes do setor museal brasileiro. Confira a programação na íntegra.

Interior do Museu do Estado do Pará, localizado em Belém

Museu do Estado do Pará: participantes do FNM poderão conhecer museus de Belém

No dia (24), começam os encontros de Pontos de Memória, a Teia da Memória, e do Programa Nacional de Educação Museal (PNEM), assim como os seis minicursos abertos aos participantes. A conferência de abertura será a noite com o tema Museus criativos: experiências e práticas inovadoras nos museus.

PNSM e painéis
No dia 25, além dos encontros iniciados no dia anterior, têm início os painéis e as comunicações coordenadas, nas modalidades Apresentação Oral e Pôsteres. A conferência do dia traz como tema Cooperação e criatividade.

No dia 26 começam os Grupos de Trabalho (GTs) que tratam da revisão do Plano Nacional Setorial de Museus (PNSM), que seguem até o dia 28, e a conferência do dia tem como tema Museus vivem de futuro? .

No penúltimo dia de atividades (27), estão programadas as últimas apresentações de comunicações coordenadas, assim como de painéis, e o FNM abre-se para uma programação cultural com o objetivo de aproximar os participantes oriundos de todas as regiões do país. No último dia (28) acontece a Plenária Final dos GTs e a tarde será dedicada a visitas aos museus da cidade de Belém.

Ao longo de todo o 6º Fórum Nacional de Museus estão previstas nove reuniões setoriais, abrangendo diversas vertentes do campo museal: Rede de Educadores de Museus, Conselho Federal de Museologia, sistemas de museus, Conselho Consultivo do Patrimônio Museológico do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) entre outras.

As inscrições para os participantes estarão disponíveis nos próximos dias na página do Ibram, assim como o resultado dos selecionados para apresentação de trabalhos. Outras questões sobre o FNM 2014 devem ser enviadas para o endereço eletrônico fnm@museus.gov.br.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Internet/divulgação

Matérias relacionadas
Museus de Belém vão integrar programação do 6º FNM em novembro
6º FNM: tema dá sequência a debate sobre museus e comunidades

Aos 94 anos, Dona Dica mantém museu de arte em sua casa no Pará

Nesta segunda-feira (29), Dona Raimunda Rodrigues Frazão, ou simplesmente Dona Dica, como é conhecida, completa 94 anos.

Museu Dona Dica Frazão

Vitrine do museu na casa de D.Dica: dedicação pessoal

Idealizadora e responsável pela manutenção do Museu de Arte Dica Frazão, que funciona em sua casa, em Santarém (PA), desde 1999, o museu doméstico é também o ateliê onde a artesã utiliza-se de matérias-primas extraídas da flora amazônica para confeccionar roupas e acessórios: entrecascas de árvore, fibras extraídas de capim, palha de buriti, sementes, raízes de patchouli e outros materiais.

“Pego a natureza e transformo em roupa, faço fibra virar pano. E minhas criações já ganharam o mundo!”, comenta ela, lembrando que já presenteou a rainha da Bélgica, o Papa João Paulo II, e outros chefes de estado com criações suas.

O museu é uma das referências para turistas nacionais e estrangeiros que visitam a região, e Dona Dica se queixa da falta de recepcionista bilíngue para auxiliá-la no atendimento aos turistas que não falam português. Ela diz ainda que necessita de mais vitrines para a exposição de cerca de 20 peças que estão guardadas dentro de caixas. A artesã mantém o museu com o dinheiro da sua pensão.

Memória e reconhecimento
Segundo a paraense Sylvia Braga, arquiteta do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), que conheceu, ainda na infância, o trabalho de Dona Dica por meio dos leques que sua mãe usava, a estilista, artesã e bordadeira precisa ter seu valor reconhecido, especialmente pelo esforço pessoal em preservar a memória do trabalho feito à mão na região oeste do Pará.

Para o presidente do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), Angelo Oswaldo, Dona Dica é “exemplo de mulher guerreira, a qual devemos generosas lições de vida e uma criação artesanal de notável qualidade, internacionalmente reconhecida”.

Ele ressalta ainda que a valorização e a proteção desse acervo, por meio de programas públicos de fomento à cultura e ao turismo, podem em muito beneficiar Dona Dica e o próprio município de Santarém. Na cidade existem ainda outros três museus mapeados pelo Cadastro Nacional de Museus.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Museu Dica Frazão/divulgação

Prorrogadas as inscrições para apresentação de trabalhos no 6º FNM

A chamada pública para apresentação de trabalhos durante o 6º Fórum Nacional de Museus (FNM),  que se encerraria no domingo (28), foi prorrogada pra o dia 5 de outubro. O FNM será realizado de 24 a 28 de novembro de 2014, na cidade de Belém (PA), com o tema Museus Criativos.

Resumos de pesquisas, trabalhos ou relatos de experiência, em desenvolvimento ou já finalizadas, acadêmicos ou não, podem ser inscritos nas modalidades Apresentação oral e Pôsteres. Serão selecionados 18 trabalhos para a primeira modalidade e 30 para a segunda.

A lista dos trabalhos aprovados será divulgada até o dia 24 de outubro. Confira a chamada completa e seus anexos. A ficha de inscrição de trabalhos em formato .doc também está disponível.

O Fórum Nacional de Museus é um evento bienal, de abrangência e mobilização nacional, que tem o objetivo de refletir, avaliar e estabelecer diretrizes para o setor museal brasileiro, para a Política Nacional de Museus e o Sistema Brasileiro de Museus.

O espaço é voltado ao intercâmbio de experiências e conhecimentos entre a comunidade museológica, a sociedade civil, os museus e os órgãos de gestão museológica federais, estaduais e municipais. Saiba mais.

Texto: Ascom/Ibram

Museus de Belém vão integrar programação do 6º FNM em novembro

Desde o dia 24, uma equipe do Ibram está em Belém (PA) ajustando a realização do 6º Fórum Nacional de Museus (FNM), que acontece entre os dias 24 e 28 de novembro com o tema Museus Criativos.

Encontros com o Sistema Integrado de Museus (SIM) do Pará, a coordenação do Curso de Museologia da Universidade Federal do estado (UFPA), a Companhia Paraense de Turismo (Paratur), o Memorial do Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região, entre outros parceiros institucionais e privados, tiveram como foco a infraestrutura do evento, a recepção de participantes e a montagem de atividades de programação.

Reunião ontem (25) no Museu de Arte Sacra de Belém. Na foto, a coordenadora do SIM, Camem Cal

Reunião ontem (25) no Museu de Arte Sacra de Belém. Ao fundo, a coordenadora do SIM Pará, Carmem Cal

A equipe também está realizando visitas técnicas a museus da cidade: Museu Goeldi, Museu de Arte de Belém, Museu de Arte Sacra do Pará e Museu do Estado do Pará.

A proposta é que os espaços possam sediam atividades da programação do Fórum Nacional de Museus, como minicursos e exposições. Existe a ainda a expectativa de outras adesões, como o do Museu do Tribunal de Justiça do Estado.

Artesanato e Teia da Memória
“Há um grande interesse local na realização de um encontro de museus da região Norte durante o FNM”, conta Ana Lourdes Costa, que integra a equipe do Ibram que está na capital paraense. “A razão principal é dar início à formação de redes que possibilitem uma maior articulação entre os estados”.

Lourdes lembra ainda que a realização do Encontro Regional do Programa Nacional de Educação Museal (PNEM) em Belém, durante o mês de outubro, servirá para mobilizar museus e educadores antes do fórum nacional. Saiba mais sobre o PNEM.

Hoje (26), última dia da equipe do Ibram no Pará, as reuniões giram em torno da organização de uma feira de artesanato com artistas locais, como forma de promover o trabalho dos artesãos para um público vindo de todas as regiões do Brasil. Ainda se encontram com a equipe do Ponto de Memória Terra Firme, tendo em vista que a Teia da Memória também acontecerá durante o 6º Fórum Nacional de Museus.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: CPGII/Ibram

Matérias relacionadas
6º FNM: tema dá sequência a debate sobre museus e comunidades
6º Fórum Nacional de Museus vai acontecer em novembro no Pará

Abertas as inscrições para apresentação de trabalhos no 6º FNM

Foi publicada nesta quinta-feira (21), a chamada para apresentação de trabalhos durante o 6º Fórum Nacional de Museus (FNM), que será realizado de 24 a 28 de novembro de 2014, na cidade de Belém (PA), com o tema Museus Criativos.

Resumos de pesquisas, trabalhos ou relatos de experiência, em desenvolvimento ou já finalizadas, acadêmicos ou não, podem ser inscritos nas modalidades Apresentação oral e Pôsteres. Serão selecionados 18 trabalhos para a primeira modalidade e 30 para a segunda. As inscrições podem ser feitas até o dia 28 de setembro. A lista dos trabalhos aprovados será divulgada até o dia 24 de outubro. Confira a chamada completa e seus anexos. A ficha de inscrição em formato .doc também está disponível.

O Fórum Nacional de Museus é um evento bienal, de abrangência e mobilização nacional, que tem o objetivo de refletir, avaliar e estabelecer diretrizes para o setor museal brasileiro, para a Política Nacional de Museus e para o Sistema Brasileiro de Museus.

O espaço é voltado ao intercâmbio de experiências e conhecimentos entre a comunidade museológica, a sociedade civil, os museus e os órgãos de gestão museológica federais, estaduais e municipais. Saiba mais.

Texto: Ascom/Ibram

Matérias relacionadas
6º FNM: tema dá sequência a debate sobre museus e comunidades
6º Fórum Nacional de Museus vai acontecer em novembro no Pará

6º Fórum Nacional de Museus vai acontecer em novembro no Pará

Com a publicação ontem (18) de portaria que cria a Comissão Organizadora do 6º Fórum Nacional de Museus (FNM), o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) dá início às atividades do evento, realizado a cada dois anos, que congrega o setor museal brasileiro. Em 2014, ele irá acontecer na cidade de Belém (PA), entre os dias 24 e 28 de novembro.

Interior do Museu do Estado do Pará, localizado em Belém

Interior do Museu do Estado do Pará, localizado em Belém

O Fórum Nacional de Museus é um espaço para o intercâmbio de experiências e conhecimentos entre a comunidade museológica, sociedade civil, museus e órgãos de gestão museológica federais, estaduais e municipais.

Em sua sexta edição, a programação do encontro incluirá conferências, painéis, minicursos, apresentações de Comunicações Coordenadas, grupos de trabalho temáticos, reuniões de redes e de sistemas de museus, além de programação paralela que visa valorizar a cultura local.

Outras atividades
O FNM 2014 ainda deve realizar a Teia da Memória, encontro nacional dos Pontos de Memória e iniciativas de memória e museologia social do Brasil, a revisão do Plano Nacional Setorial de Museus (PNSM) e o encontro do Programa Nacional de Educação Museal (PNEM).

O PNSM prevê a sua revisão a cada quatro anos (2010-2014) de modo a permitir o constante aprimoramento deste instrumento de planejamento e gestão das políticas públicas voltadas para o setor museal.

Já a realização do encontro do Programa Nacional de Educação Museal tem como objetivo a votação e aprovação do texto final do programa com a ampla participação do setor.

Ainda esta semana será lançado o edital de chamada pública para apresentação de trabalhos durante o fórum. Acompanhe durante esta semana na página do Ibram as primeiras notícias sobre o 6º Fórum Nacional de Museus.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Divulgação/Internet

Página 1 de 212