Ibram participa do movimento internacional Outubro Rosa

Logo_rosa_PretoO movimento popular Outubro Rosa, dedicado à conscientização sobre a prevenção do câncer de mama, começou na década de 1990, nos Estados Unidos, onde uma lei tornou outubro o mês nacional de prevenção do câncer de mama.

O nome do movimento remete à cor do laço rosa que simboliza, mundialmente, a luta contra a doença e estimula a participação da população, empresas e entidades no seu combate.

As ações do movimento buscam sublinhar a importância da prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama. Para sensibilizar a população, inicialmente as cidades se enfeitavam com os laços rosas, principalmente nos locais públicos. A ação de iluminar de rosa monumentos surgiu depois e é hoje replicada em vários países do mundo.

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) participa da campanha e sugere que os museus brasileiros também participem desse movimento realizando, por meio do uso da cor de referência ao movimento – rosa, intervenções em seus sites e redes sociais, iluminação de fachadas ou qualquer outra que demonstre que a instituição está engajada no apoio à campanha de prevenção do câncer de mama.

Saiba mais sobre a campanha na página do Instituto Nacional de Câncer.

Campanha: Ibram apoia o movimento Outubro Rosa

O mês de outubro é dedicado às campanhas de prevenção ao câncer de mama em todo o mundo. O objetivo é chamar atenção para a realidade atual do câncer de mama e a importância do diagnóstico precoce.

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC) apoia a campanha. Dentre os museus que já participaram e vêm participando da campanha estão o Museu de Arte Religiosa e Tradicional de Cabo Frio (RJ), Museu Casa Histórica de Alcântara (MA), Museu Nacional de Belas Artes (RJ), Museu Casa de Benjamin Constant, dentre outras unidades museais que compõem a rede Ibram.

O Museu Casa dos Ottoni/Ibram, na cidade de Serro (MG), promove uma palestra gratuita com Ludmara Farnezi, no dia 24, às 19h, para esclarecer os interessados sobre o câncer de mama.

A proposta
O movimento popular é conhecido como Outubro Rosa. O nome remete à cor do laço rosa que simboliza a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população, empresas e entidades.

As ações são direcionadas a conscientização da prevenção pelo diagnóstico precoce. Para sensibilizar a população inicialmente as cidades se enfeitavam com os laços rosa, principalmente nos locais públicos, depois surgiram outras ações como corridas, desfiles de moda, partidas de boliche etc.

A ação de iluminar de rosa monumentos, prédios públicos, pontes, teatros etc, surgiu posteriormente, e não há uma informação oficial, de como, quando e onde foi efetuada a primeira iluminação. O importante é que foi uma forma prática para que o Outubro Rosa tivesse uma expansão cada vez mais abrangente para a população e que, principalmente, pudesse ser replicada em qualquer lugar, bastando apenas adequar a iluminação já existente.

Texto: Ascom/Ibram

Museus e espaços culturais podem participar do Movimento Outubro Rosa

Museu Imperial em Petrópolis já se iluminou para o Outubro Rosa

O movimento popular Outubro Rosa, dedicado à conscientização sobre a prevenção do câncer de mama, convida os museus brasileiros a participarem da edição deste ano da campanha, marcada pela ação de iluminar de rosa monumentos, prédios e espaços públicos.

O Outubro Rosa começou na década de 1990, nos Estados Unidos, onde uma lei tornou outubro o mês nacional de prevenção do câncer de mama. O nome do movimento remete à cor do laço rosa que simboliza, mundialmente, a luta contra a doença e estimula a participação da população, empresas e entidades no seu combate.

As ações do movimento buscam sublinhar a importância da prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama. Para sensibilizar a população, inicialmente as cidades se enfeitavam com os laços rosas, principalmente nos locais públicos. A ação de iluminar de rosa monumentos surgiu depois e é hoje replicada em vários países do mundo.

Para aderir à campanha, basta que, durante o mês de outubro, os museus brasileiros iluminem de rosa suas fachadas ou parte delas, ou apenas exibam um facho de luz nesta cor. Instituições como o Museu Nacional de Belas Artes e o Museu Imperial, vinculados ao Ibram/MinC, já se engajaram na iniciativa em outras edições. Saiba mais.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Divulgação Museu

Museu Imperial (RJ) integra Outubro Rosa contra câncer de mama

Assim como já ocorreu como o Cristo Redentor, o Coliseu (Itália) o Arco do Triunfo (França) e a Casa Branca (EUA), O Museu Imperial/Ibram está iluminado de rosa entre os dias 13 e 29 de outubro, para conscientizar a população sobre o câncer de mama, no projeto internacional Outubro Rosa.

Além da iluminação, o museu também abrigará outra atividade do projeto. No dia 29 de outubro, às 19h30, será apresentada no Cine Teatro Museu Imperial a peça “Guerreira, seu nome é mulher”, de Zuzu Sarandon.

O espetáculo aborda a história de duas mulheres e os desafios da vida, incluindo infância, adolescência, descobertas, relacionamentos, preconceito, casamento, gravidez, trabalho, sonhos e o câncer. O evento será gratuito, com retirada de convites antecipados na bilheteria do Museu.

O Outubro Rosa é realizado em Petrópolis pela Associação Petropolitana dos Pacientes Oncológicos (APPO) em parceria com o Museu Imperial/Ibram e outras entidades da cidade.

O Outubro Rosa tem seu nome originado do laço cor de rosa que simboliza a luta contra o câncer de mama, através da prevenção e do diagnóstico precoce, e estimula a participação da população, empresas e entidades. Iniciado nos Estados Unidos, o movimento ganhou o mundo e já iluminou de rosa dezenas de edificações e monumentos em diversos países. Outras informações aqui.

Fonte: Divulgação Museu Imperial/Ibram

Muart/Ibram participa de evento contra o câncer de mama

O projeto Se Toca Cabo Frio – Um Toque de Amor Pela Vida irá colorir Cabo Frio (RJ) de rosa durante todo o mês de outubro. Os principais monumentos da cidade serão iluminados de rosa para lembrar que o câncer de mama deve ser prevenido. O evento conta com a parceria do Ibram/MinC.

A abertura do evento ocorreu no último dia 8 de outubro, no Antigo Convento de Nossa Senhora dos Anjos, no Museu de Arte Religiosa e Tradicional de Cabo Frio – Muart/Ibram.

Durante todo este mês, serão montadas tendas itinerantes que passarão por pontos estratégicos da cidade. Serão realizadas palestras por médicos e representantes das Amigas da Mama. Haverá também distribuição de folhetos explicativos, brindes e camisas-convite para participação da grande caminhada de encerramento da campanha e show com músicos locais na orla da Praia do Forte, no dia 31 de outubro.