Página 1 de 212

Museu de Arqueologia de Itaipu comemora 40 anos com festival

museu_arq_itaipu_8-200x300O Museu de Arqueologia de Itaipu (MAI/Ibram), em Niterói (RJ), comemora 40 anos no dia 23 de março. E para celebrar a data, o museu preparou, em parceria com o Núcleo Interdisciplinar para o Desenvolvimento Social da UFRJ, o I Festival UFRJMar Itaipu.

O MAI tem buscado o desenvolvimento local através de atividades de educação, cultura e lazer. Também suas ações são voltadas para a preservação da memória dos povos tradicionais da região e do desenvolvimento da Região Oceânica de Niterói e o festival envolverá toda a comunidade da vila de pescadores e da Praia de Itaipu.

O evento acontece entre os dias 23 e 26 de março e nos dias 1 e 2 de abril. A programação vai de oficinas a atividades culturais e esportivas.

São 9 oficinas ministradas por alunos da UFRJ voltadas para crianças – que acontecem nos dias 23 e 24, das 8h30 às 11h30 e das 14h às 17h. Há oficina de amarelinha, carretel, informática educativa, malabares, fontes alternativas de energia, surimi, waterball, futebol de prancha e animação.

Nos dias 25 de março e 1º de abril, o MAI recebe a Feira de Economia Solidária, atividades culturais e cineclube. As atividades são gratuitas e acontecem ao logo do dia.

O Festival também conta com atividades esportivas, nos dias 26 de março e 2 de abril. Haverá competição de natação, futevôlei e futebol, canoagem, dança e relaxamento. A programação acontece na Praia de Itaipu, com início às 8h e termino às 17h. Todas as atividades são gratuitas e abertas ao público. Mais informações pelo telefone (21) 3701.2994 ou pelo endereço eletrônico mai@museus.gov.br.

Texto e foto: Ascom/Ibram

Museu Lasar Segall com inscrições abertas para cursos e oficinas em SP

O Museu Lasar Segall/Ibram, em São Paulo (SP), está oferecendo uma série de cursos e oficinas nas áreas de gravura, fotografia e literatura para o primeiro semestre deste ano.

Fotografia com pigmentos naturais ou utilizando-se da técnica pinhole, a relação entre literatura e artes visuais, a partir de projetos editoriais realizados durante o Modernismo brasileiro, ou um Ateliê Livre, dedicado ao desenvolvimento e orientação de projetos individuais com gravura, são algumas das ações educativas oferecidas. Conheça todos os cursos e oficinas.

Museu Lasar Segall em SP é uma das instituições integradas ao projeto Ibram-Google

Museu Lasar Segall completa 50 anos em 2017 e coleta depoimentos de frequentadores

Os valores das atividades e outras informações podem ser obtidos pelo telefone (11) 2159.0400 ou pelo endereço eletrônico info@mls.gov.br.

50 anos do museu
Em 2017, o Museu Lasar Segall completa 50 anos de criação e convida novos e antigos frequentadores da instituição para que registrem suas memórias e fatos de suas histórias de vida que estejam vinculados ao museu.

A partir de um formulário disponível online, a coleta de depoimentos irá formar um banco de dados com o intuito de desenvolver ações em torno do cinquentenário do museu.

Idealizado por Jenny Klabin Segall, viúva de Lasar Segall, o museu foi criado como uma associação civil sem fins lucrativos, em 1967, por seus filhos Mauricio e Oscar Klabin Segall.

Instalado na antiga residência e ateliê do artista, projetados em 1932 pelo arquiteto de origem russa Gregori Warchavchik, em 1985, o museu foi incorporado à Fundação Nacional Pró-Memória, integrando-se, a partir de 2009, à rede de instituições museológicas do Ibram. Saiba mais.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Museu Lasar Segall/Divulgação

Férias nos Museus: diversas instituições têm programação especial

Durante as férias, um ótimo programa para a família é visitar museus. E diversas instituições, de todo o país, estão com atividades especiais para este período. O Museu da Inconfidência/Ibram, em Ouro Preto preparou a oficina Férias no museu. Serão duas semanas de muita arte, literatura, brincadeiras, música e trabalhos manuais para os pequenos de 7 a 12 anos de idade. As Inscrições são gratuitas e devem ser feitas pelo email educativodomuseu@gmail.com ou pelo telefone (31) 3551-1378. São duas turmas, de 18 a 22 de julho ou de 25 a 29 de julho, sempre de 14h às 17h.

A Biblioteca Rocambole, do Museu Imperial/Ibram também está com uma programação especial no mês de julho. São diversas atividades durante todo o mês. Confira a programação no blog da Biblioteca.

Os brinquedos e brincadeiras que fizeram parte da infância de Candido Portinari são o tema do projeto Férias no Museu do Museu Casa de Portinari, em Brodowski (SP). A entrada é gratuita e não há limite de idade. As atividades acontecem de terça a domingo, das 10h às 12h e das 14h às 17h.

Em Curitiba, o Museu Oscar Niemeyer realiza, entre os dias 19 e 22, a ação educativa Tempo de Férias no MON, com uma proposta bastante diferenciada. A ideia do projeto é unir família e amigos na realização de atividades em comum. É destinada para crianças a partir de 03 anos acompanhada de pais ou responsáveis. Mais informações.

O Museu dos Brinquedos, em Belo Horizonte (MG) programou dias cheios de brincadeiras e de oficinas de construção de brinquedos. Veja toda a programação no site do Museu.

Diversas outras instituições estão com atividades durante o mês de julho. Acompanhe o nosso site e as nossas redes sociais para saber mais.

MOWBrasil oferece oficinas sobre o Programa Memória do Mundo

O Comitê Nacional do Brasil do Programa Memória do Mundo da UNESCO – MoWBrasil oferece oficinas regionais de apresentação do Programa Memória do Mundo e treinamento para preenchimento das candidaturas ao Edital MoWBrasil 2016. O Programa Memória do Mundo da UNESCO – MoW tem por objetivo promover a identificação, proteção e divulgação de acervos arquivísticos e bibliográficos considerados de valor para a memória da humanidade.

Anualmente o Comitê MoWBrasil lança um Edital para candidaturas de acervos a ser reconhecidos como patrimônio para a memória brasileira por meio de sua inscrição no Registro Nacional do Brasil do Programa Memória do Mundo.

As oficinas regionais ministradas por especialistas do Comitê MoWBrasil em parceria com instituições locais, visam disseminar os objetivos do Programa Memória do Mundo, bem como orientar os interessados na elaboração de suas candidaturas.

A quinta oficina de 2016 acontecerá na cidade de Belo Horizonte – MG, na Universidade Federal de Minas Gerais. O evento será no dia 22 de junho, na Escola de Ciência das Informações da UFMG. São 140 vagas e as inscrições podem ser feitas até o dia 21/6 pelo e-mail dir@bu.ufmg.br<mailto:dir@bu.ufmg.br. Carlos Augusto Silva Ditadi, representante brasileiro no Comitê Regional da América Latina e do Caribe – MoWLAC e Dina Marques Pereira Araújo membro do Comitê Nacional do Brasil – MoWBrasil do Programa Memória do Mundo serão os palestrantes.

A sexta oficina de 2016 acontecerá na cidade de Brasília – DF, na sede do IPHAN, no dia 29 de junho, das 13h30 às 17h30. Os palestrantes são Adleide Catarina Falcão, Evandro Araújo e Leslie Antônio Alcoforado, membros do Comitê Nacional do Brasil – MoWBrasil do Programa Memória do Mundo. As inscrições podem ser feitas até até 28 de junho pelo e-mail: memoriadomundo@arquivonacional.gov.br. São 25 vagas.

Mais informações no site do Arquivo Nacional.

Ibram dá pontapé inicial para a construção do Saber Museu

O Ibram iniciou, neste segundo semestre, a reformulação do seu programa de formação, capacitação e qualificação. O Saber Museu está em fase de construção e tem como proposta integrar os diferentes esforços de formação já empreendidos pelo Instituto. Para tanto, foi desenvolvido um ambiente virtual de aprendizagem – Moodle, com o propósito de expandir o acesso aos conteúdos instrucionais que serão produzidos e disponibilizados online, para além da oferta direta e pontual de oficinas presenciais, que deverão ser retomadas e redesenhadas nesse novo projeto.

Nesta primeira etapa, está sendo realizado um projeto piloto com servidores do Instituto e Pontos de Memória. Serão testados os recursos da plataforma virtual a partir de dois cursos iniciais – Museu, Memória e Cidadania na Diversidade Cultural e Inventário Participativo de Referências Patrimoniais. O objetivo é que essas primeiras turmas avaliem, proponham e validem o conteúdo dos cursos, para que, em uma segunda etapa, estes cursos sejam ofertados amplamente para o setor museal.

Os servidores e Pontos de Memória interessados em participarem do piloto têm até o dia 09/10 para se inscrever, através do email comuse@museus.gov.br. Os cursos se iniciam no dia 19/10/15. A previsão é que os cursos comecem a ser ofertados para a comunidade museal no próximo ano.

Casa de Cláudio de Souza recebe Semana da Cultura do Japão

Oficina da Semana da Cultura do Japão em 2014

Oficina da Semana da Cultura do Japão em 2014

A Casa de Cláudio de Souza (Museu Imperial/Ibram) recebe, na próxima semana, a Semana da Cultura do Japão. O evento acontece de 11 a 15 de agosto e faz parte do Bunka-Sai – Festival da Cultura Japonesa de Petrópolis, organizado pela Associação Nikkei de Petrópolis.

Durante a semana, interessados poderão desfrutar, gratuitamente, de uma programação extensa e dinâmica, que abrange todos os aspectos da cultura japonesa. São palestras, oficinas, concerto de violinos, dentre outras atividades.

O evento tem apoio do Consulado Geral do Japão no Rio de Janeiro, Museu Imperial, Casa de Cláudio de Souza, Academia Petropolitana de Educação, Academia Brasileira de Poesia e Centro de Estudos de Jovens e Adultos de Petrópolis.

A Casa de Cláudio de Souza fica na Praça da Liberdade, 247, Centro, Petrópolis. Para mais informações, entre em contato pelos telefones (24) 2231-5156 e (24) 2231-4722 ou pelo e-mail mimp.casaclaudiodesouza@museus.gov.br.

Ibram propõe revisão dos Encontros Regionais após primeiras etapas

Oficina em Natal

Oficina Memória e Cidadania sendo ministrada em Natal

A partir das impressões dos participantes nas oficinas dos três primeiros Encontros Regionais do Programa Pontos de Memória, que contabilizou cerca de 130 participantes nas cidades de Belém (PA), Natal (RN) e Fortaleza (CE), o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) optou por rever a forma como eles têm acontecido.

Segundo os participantes, um intervalo maior entre as etapas propiciaria “uma maior absorção do conteúdo” ministrado, facilitando a mobilização e a mobilidade dos interessados, além de ainda fortalecer a periodicidade de reencontro dos grupos envolvidos – fortalecendo, assim, a proposta de diálogos em rede.

Além da periodicidade das oficinas, outra revisão que está em andamento relaciona-se ao calendário dos encontros regionais: a proposta é que as datas estejam integradas aos calendários de atividades dos órgãos de cultura das cidades e estados a fim de ampliar o alcance das ações. Em breve, serão divulgadas as novas datas.

Aproximação e capacitação
A proposta dos encontros regionais é aproximar grupos e entidades que dialogam com os objetivos do Programa Pontos de Memória do Ibram: ampliar o direito à memória no país, atendendo a grupos sociais que não têm oportunidade de narrar e expor suas próprias histórias, memórias e patrimônios nos museus tradicionais.

Montagem da exposição Memórias Plurais em Fortaleza

Montagem da exposição Memórias Plurais em Fortaleza

Os encontros, realizados pelo Ibram com suporte de parceiros locais, têm levado capacitações direcionadas a iniciativas de museologia social, Pontos de Memória e museus comunitários e estão programados para ocorrerem em 10 cidades do Brasil ao longo de 2015.

Fortaleza, que recebeu o encontro no final de maio, ainda está com a exposição itinerante Memórias Plurais em cartaz até 28 de junho, no Museu do Ceará.

O enfoque dado à mostra colaborativa, que circula nas cidades onde os encontros acontecem, são redes de memória e museologia social que articulam Pontos de Memória e iniciativas similares pelo Brasil. Saiba mais sobre o Programa Pontos de Memória.

Texto: Geyzon Dantas (Ascom/Ibram)
Fotos: Programa Pontos de Memória/divulgação

Matéria relacionada
Rio Grande do Norte é o segundo estado a receber Encontro Regional

Rio Grande do Norte é o segundo estado a receber Encontro Regional

Teve início hoje (14), a primeira etapa do Encontro Regional do Programa Pontos de Memória em Natal, Rio Grande do Norte (RN). Este é o segundo encontro de uma série de dez programados para acontecer em 2015 em todo o país – o primeiro teve lugar em Belém (PA) no mês de março.

Abertura da exposição Memórias Plurais em Belém (PA) dia 27 de março

Abertura da exposição Memórias Plurais  na Universidade Federal do Pará no dia 27 de março

Realizados pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), os encontros promovem, com os parceiros locais, capacitações direcionadas a iniciativas de museologia social, Pontos de Memória e museus comunitários.

A proposta é aproximar grupos e entidades que dialogam com a proposta do Programa Pontos de Memória do Ibram: ampliar o direito à memória no país, atendendo a grupos sociais que não têm oportunidade de narrar e expor suas próprias histórias, memórias e patrimônios nos museus tradicionais.

Exposição itinerante
No RN, as capacitações acontecem no mês de abril, com as oficinas Museu, Memória e Cidadania (dias 14 e 15) e Inventário Participativo (dias 22 e 23); e no mês de junho, com a atividade Diálogos sobre Exposições Colaborativas (dias 16 e 17).

Já no dia 24 de abril acontece a abertura da exposição itinerante Memórias Plurais. O enfoque dado à mostra são as redes de memória e museologia social que articulam pontos e iniciativas pelo país.

Cada rede enviou textos e fotografias para a Coordenação de Memória e Museologia Social do Ibram que, com o apoio da jornalista e consultora Sara Schuabb e da arquiteta do Ibram Simone Kimura, reuniu e selecionou o material, definindo os contornos da exposição.

A etapa potiguar dos Encontros Regionais de Pontos de Memória tem a realização local da Secretaria Estadual de Cultura, Fundação José Augusto, Rede de Pontos de Memória e Museus Comunitários do RN e o Museu Nísia Floresta.

Grupo de Trabalho, em Belém (PA), discute a montagem da exposição Memórias Plurais

Grupo de Trabalho, em Belém (PA), discute a montagem da exposição Memórias Plurais

A iniciativa conta ainda com a parceria da Secretaria do Estado de Educação e Cultura do RN e da Rede Potiguar de Televisão Educativa e Cultural. Outras informações sobre o encontro em Natal podem ser obtidas pelo telefone (84) 9950.4984.

Estrutura dos encontros
divididos em módulos, os encontros regionais contam, de modo alternado, com capacitações em torno dos temas Museus, Memória e Cidadania na Diversidade Cultural; Inventário Participativo; Registros Audiovisuais e Diálogos sobre Exposições Colaborativas.

Promover a reflexão sobre as possibilidades de realização de intervenções urbanas e exposições de longa e curta duração, de caráter comunitário e colaborativo, a partir de experiências concretas realizadas por Pontos de Memória é o mote da formação Diálogos sobre Exposições Colaborativas.

Já a formação dos agentes de memória participantes nas áreas fotografia e audiovisual, apoiando ainda a produção de conteúdos de caráter colaborativo, é a proposta da oficina Registros Audiovisuais.

A oficina Museu, Memória e Cidadania na Diversidade Cultural visa promover a reflexão sobre os conceitos de “museu”, “memória”, “cidadania” e “diversidade cultural”, incentivando os participantes a utilizar o “fazer museal” como estratégia de transformação social a partir do seu patrimônio.

Encerramento da oficina Inventário Participativo no Pará

Encerramento da oficina Inventário Participativo no Pará

Oferecer condições para a identificação, registro, preservação e salvaguarda do patrimônio cultural de grupos, comunidades e iniciativas de memória e museologia social, é o tema da oficina Inventário Participativo.

Durante o encontro, a reflexão sobre os conceitos de “museu”, “memória”, “patrimônio cultural”, “inventário participativo” e “referências culturais” permeiam as discussões.

Calendário nacional
Até dezembro, mais oito Encontros Regionais do Programa Pontos de Memória estão programados. Após as etapas de Belém e Natal, o encontro chega a Fortaleza (CE) no mês de maio, Recife (PE) em junho, e Salvador e Ilhéus (BA) entre os meses de julho e agosto.

Em setembro, será a vez de Goiânia (GO) receber o encontro. São Paulo (SP) está agendado para outubro, Rio de Janeiro (RJ) para novembro e Porto Alegre (RS) encerra os encontros em dezembro. As datas, locais e parceiros locais ainda estão em definição e serão divulgados aqui na página do Ibram.

O Programa Pontos de Memória do Ibram conta atualmente com 120 pontos de memória parceiros (107 no Brasil e 13 no exterior), sendo 12 “pioneiros” (fomentados com recursos do Pronasci/Ministério da Justiça) e os demais premiados nos editais 2011 e 2012 do Ibram – com recursos do Fundo Nacional de Cultura (FNC). Ainda este semestre será divulgado o resultado final do Prêmio Pontos de Memória 2014. Saiba mais.

Texto: Geyzon Dantas (Ascom/Ibram)
Fotos: Programa Pontos de Memória/divulgação

Mostra no Museu da Inconfidência convida à reflexão sobre Ouro Preto

O setor educativo do Museu da Inconfidência (Ibram/MinC), em Ouro Preto (MG), inaugura hoje (28), a mostra Perspectivas Urbanas na Casa Setecentista do Pilar (Rua do Pilar, 76). A visitação é gratuita e ocorrerá até 10 de maio, podendo ser vista de segunda a sexta, das 10 às 12h e das 14 às 17h.

Até 10 de maio, os visitantes podem ver a exposição e participar de oficinas

A exposição apresentará registros de diferentes épocas da paisagem urbana de Ouro Preto, com destaque para fotografias de Luiz Fontana, tendo como referência o caminho do eixo-tronco em torno do qual a antiga Vila Rica se desenvolveu.

Também serão promovidas oficinas com o objetivo de trabalhar a educação patrimonial e divulgar o acervo do museu como ponto de partida para importantes questionamentos sobre patrimônio, preservação, identidade, memória e temporalidade, entre outros aspectos.

Os encontros permitirão reflexões sobre o futuro da cidade a partir das transformações arquitetônicas e urbanísticas sofridas ao longo dos últimos três séculos, traçando-se uma linha do tempo desde a obra do pintor, desenhista, e gravador francês Arnaud Julien Pallière (1784-1862), famoso por ter retratado o panorama urbano do centro de Vila Rica, até fotografias digitais do início do século XXI.

Inscrições e mais informações pelo telefone (31) 3551.1378 ou pelo e-mail mdinc.educa@museus.gov.br. Conheça o Museu da Inconfidência.

Texto e foto: Divulgação Museu da Inconfidência

Inscrições abertas para cursos no Museu Lasar Segall (SP)

Estão abertas as inscrições para os cursos regulares que serão oferecidos, no primeiro semestre de 2013, pelo Museu Lasar Segall (Ibram/MinC), localizado em São Paulo (SP).

As aulas do Ateliê de gravura, coordenadas por Paulo Camillo Penna, serão as primeiras a começar, já no dia 20 de fevereiro, das 13h às 17h.

O curso é um espaço aberto para o desenvolvimento de projetos e o atendimento individual nas técnicas de gravura em metal, litografia e xilogravura. Para este curso são oferecidas 15 vagas. As inscrições podem ser feitas na recepção do museu até as 18h.

Em março terão início as aulas do Grupo de estudos de litografia, da Oficina de iniciação em gravura em metal, da Oficina de xilogravura e do Curso de criação literária.

Museu Lasar Segall
Além de seu acervo museológico, e de sua missão de preservar, pesquisar e divulgar a obra de Lasar Segall, o museu constitui-se como um centro de atividades culturais e, desde sua fundação, em 1967, mantém uma política cultural de estimulo à vivência, reflexão e experimentação no campo das artes, contribuindo para ampliar o acesso às manifestações culturais e para a formação da cidadania no contexto brasileiro.

A área de Atividades criativas oferece ao público uma programação composta por criação literária, gravura e fotografia, que estimula a fruição das obras de arte do acervo permanente e das exposições temporárias.

O Museu Lasar Segall fica localizado à Rua Berta, nº 111, na Vila Mariana, em São Paulo – capital. Mais informações aqui ou pelo telefone (11) 2159.0400.

Texto e foto: Ascom/Ibram

Página 1 de 212