Mais de 1,1 mil instituições estão inscritas para a Semana de Museus 2018

Clique para ampliar

Clique para ampliar

Com um total de 1.130 instituições participantes, a 16ª Semana de Museus acontece de 14 a 20 de maio em todo o Brasil.

Com o aumento do número de inscritos em relação ao ano passado, a edição deste ano conta com 3.261 eventos cadastrados. As atividades propostas são as mais diversas – como exposições, ações educativas, exibição de filmes e bate-papos.

489 municípios de 26 estados brasileiros participam da Semana de Museus 2018. A região Sudeste teve o maior número de inscritos (466), seguida pelas regiões Nordeste (270), Sul (263), Centro-Oeste (77) e Norte (54). Confira os dados das edições anteriores.

O tema deste ano, Museus hiperconectados: novas abordagens, novos públicos, propõe uma aproximação das instituições com seus públicos tanto pelo viés tecnológico quanto por outras conexões.

Ao mesmo tempo em que museus investem em tecnologia para alcançar novos públicos, ainda é indispensável esforços para engajar quem ainda não está online – especialmente em áreas periféricas, rurais e regiões de difícil acesso.

A Semana de Museus é um evento coordenado pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) a partir de tema proposto anualmente pelo Conselho Internacional de Museus (Icom) para celebrar o Dia Internacional de Museus (18 de maio).

A programação nacional será divulgada a partir da segunda quinzena de abril. Outras informações sobre a 16ª Semana de Museus podem ser obtidas pelo endereço eletrônico semana@museus.gov.br.

Texto: Ascom/Ibram

Casa dos Ottoni comemora número de visitantes no primeiro semestre

Na cidade do Serro (227 km de Belo Horizonte, Minas Gerais), o Museu Regional Casa dos Ottoni/Ibram comemora os números de visitação alcançados durante o primeiro semestre deste ano.

Museu Casa dos Ottoni (MG)

Museu Regional Casa dos Ottoni na cidade de Serro (MG)

“Os resultados foram excelentes e tivemos o 2º melhor primeiro semestre dos últimos anos, ficando atrás apenas do ano de 2013”, explica o diretor do museu Carlos Xavier.

Maio foi o mês em que o museu recebeu o maior número de visitantes. Quintas, sextas e sábados foram os dias mais procurados para visitas. 90% do público é de Minas Gerais – sendo que 61% do próprio Serro. Ou seja, o museu, além de sua característica regional, mostra-se também um espaço de integração com a comunidade local.

E os visitantes estrangeiros também têm aparecido: no primeiro semestre de 2017, 80% deles foram alemães – seguidos de longe por italianos, gregos e norte-americanos.

Mapeamento

O museu finalizou o mapeamento topográfico dos objetos existentes no seu acervo: isto é, todos os objetos tiveram sua localização específica determinada. A ação é considerada essencial tanto para a segurança quanto para o controle do acervo. “Com isso foi possível a elaboração de catálogo ilustrado de todo o acervo museológico”, explica a museóloga Rosalina Assis.

O Museu Regional Casa dos Ottoni ocupa uma construção do século XVIII. Sua origem histórica está ligada aos Ottoni, descendentes de um ramo da família do bandeirante paulista Fernão Dias Paes Leme. Criado em 1949, o museu abriga acervo formado, principalmente, por imagens de arte católica e por objetos que fazem parte da história da família Ottoni e da cidade.

O museu está localizado na Praça Cristiano Ottoni, 72, e funciona de terça a sábado, das 10h às 18h; e domingos e feriados, das 8h às 12h. Outras informações pelo endereço eletrônico mrco@museus.gov.br ou pelo telefone (38) 3541-1440.

Texto e foto: Ascom/Ibram

Museus da rede Ibram em todo o país receberam mais de 1 milhão de visitantes em 2016

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) divulgou os números da visitação anual das 30 unidades vinculadas ao órgão – autarquia do Ministério da Cultura (MInC).

Atividade no Museu Casa da Hera/Ibram, em Vassouras (RJ), durante a 12ª Semana de Museus

Museu Casa da Hera/Ibram, em Vassouras (RJ), teve aumento expressivo de visitantes em 2016

Em 2016, o público registrado foi de 1.005.893 visitantes*. No período, sete museus estiveram fechados ao público, ou funcionando parcialmente, devido a obras de restauro e requalificação.

Entre as unidades mais visitadas figuram o Museu Imperial, em Petrópolis (RJ), com 321.632 visitantes; o Museu da Inconfidência, em Ouro Preto (MG), com um público de 156.570 pessoas, e o Museu Histórico Nacional, na cidade do Rio de Janeiro, com 123.370 visitantes – 34.030 a mais que em 2015.

Chama a atenção o aumento de público do Museu Casa da Hera, no município de Vassouras (RJ). No ano anterior, 4.193 pessoas visitaram o museu. Já em 2016, foram 10.148 visitantes, correspondendo a um incremento de 142%.

Outros oito museus tiveram aumento significativo de público, comparados ao ano anterior. O Museu do Diamante (MG) com um aumento 54%; o Museu da Abolição (PE) com 49%; no Rio de Janeiro, o Museu Casa de Benjamim Constant (34%), Museu Chácara do Céu (25%), e o Museu do Açude (18%); e, em Minas Gerais, o Museu Regional Casa do Ottoni (14%), o Museu Regional de Caeté (13%) e o Museu do Ouro (10%). Confira os dados de visitação dos museus Ibram.

*Atualização em 01/02/2017, após a retificação do número de visitantes feita pelo Museu Imperial, que não havia incluído na contagem o público dos espetáculos Som e Luz e Um Sarau Imperial,  além das visitas mediadas e outras atividades do Setor Educativo que incluem visitação ao Palácio.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Museu Casa da Hera/Divulgação

Guia de programação da 8ª Primavera dos museus já está disponível

O guia com a programação completa da 8ª Primavera dos Museus já está disponível para consulta online ou download. Entre os dias 22 e 28 de setembro, 761 instituições culturais brasileiras, espalhadas em 389 cidades, irão desenvolver 2.436 atividades das mais diversas tipologias – exposições, debates, exibição de filmes, oficinas, visitas monitoradas, dentre outras.

Atividade da Primavera dos Museus em Cabo Frio (RJ): apresentação de Jongo com o grupo Griôt

Atividade da Primavera dos Museus em Cabo Frio(RJ) em edição anterior: apresentação de Jongo com o grupo Griot

Em 2014, 26 unidades da federação participam da Primavera dos Museus. A região Sudeste foi a que teve maior número de participantes (319), seguida pelas regiões Nordeste (179), Sul (196), Centro-Oeste (39) e Norte (28).

O guia, com 175 páginas, é de fácil navegação e está organizado por regiões, cidades e instituições participantes, que têm a responsabilidade direta pelo desenvolvimento das atividades inscritas.

O tema da edição deste ano, Museus Criativos, tem a intenção de estimular a manutenção e desenvolvimento de cada museu na exploração de sua capacidade de inovar – seja por meio da modernização da gestão, diversidade de iniciativas ou ampliação da presença no território em que se acha inserido, garantindo assim um maior acesso das populações à cultura.

A proposta temática Museus Criativos se expande para o 6º Fórum Nacional de Museus, que terá lugar em Belém (PA), entre os dias 24 e 28 de novembro. Saiba mais.

Duvidas ou outras questões sobre a edição 2014 da Primavera dos Museus devem ser enviadas para o endereço eletrônico primavera@museus.gov.br.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Tatiana Bion Dias/divulgação

Ranking: exposições no Brasil entre as mais populares do mundo em 2013

Na sua edição Primavera/Verão 2014, a publicação em língua inglesa The Art Newspaper lança, como faz anualmente, reportagem especial na qual apresenta e analisa números de visitação a museus e exposições em todo o mundo em 2013.

Da Vincis do povo: exposição chinesa no CCBB entre as mais visitadas em 2013

Da Vincis do povo: exposição chinesa no CCBB entre as mais visitadas em 2013

O Brasil ocupa quatro das 20 exposições mais populares do ano passado, de acordo com o número diário de visitantes: Impressionismo: Paris e a modernidade (3º lugar); Cao-Guo-Qiang: Da Vincis do povo (6º lugar); Movie-se: no tempo da animação (10º lugar) e Elas: mulheres artistas na coleção do Centro Pompidou (11º lugar).

Todas elas foram gratuitas e os números foram obtidos quando estavam em cartaz no Centro Cultural do Banco do Brasil (CCBB) do Rio de Janeiro.

Mais museus
Em outras posições da lista mundial, que mapeou 650 exposições, aparecem mostras de outras unidades do CCBB (SP, MG e DF), o Museu Oscar Niemeyer (PR), a Pinacoteca de São Paulo, o Museu Nacional do Conjunto Cultural da República (DF), o Santander Cultural (RS), o Museu de Arte Contemporânea de Niterói (RJ), a Fundação Bienal e o Paço das Artes (SP).

A 9ª Bienal do Mercosul (RS) entrou na lista das mostras chamadas ‘big ticket’ em inglês – onde o visitante acessa várias exposições no mesmo lugar. Este é o terceiro ano consecutivo que o Brasil entra no ranking mundial de exposições mais populares. Confira o ranking completo de 2013 (em inglês).

Para o presidente do Ibram, Angelo Oswaldo, a presença expressiva do Brasil na lista internacional “traduz a efervescência do nosso setor museal”. “Nos últimos anos, ampliou-se consideravelmente o acesso a museus e centros culturais no país, que oferecem programações cada vez mais dinâmicas e variadas”, reforça, “e faz com que o público reconheça isso como cultura, educação, lazer e turismo”.

Desde 2010, o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC) realiza uma coleta de dados, no início de cada ano, das exposições do ano anterior no Brasil com o objetivo de subsidiar tanto a publicação The Art Newspaper quanto para seu próprio banco de dados.

Abertura da exposição no MNBA em julho de 2013 com a Ministra da Cultura

Museus Ibram
Em 2013, os 30 museus federais que compõem a rede do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC) receberam cerca de 1,1 milhão de visitantes, segundo dados fornecidos pela Coordenação Geral de Sistemas de Informação Museal do Ibram.

Os museus mais visitados foram no estado do Rio de Janeiro: Museu Imperial, com mais de 280 mil visitantes; o Museu Histórico Nacional (MHN), que alcançou 154 mil visitantes; e o Museu Nacional de Belas Artes (MNBA), com cerca de 152 mil.

O destaque entre os museus Ibram em 2013 foi a exposição A herança do sagrado: obras-primas do Vaticano e de museus italianos, que esteve em cartaz entre julho e outubro no MNBA, e levou, em média, 25 mil visitantes ao museu no período.

O Museu da Inconfidência, em Ouro Preto (MG), também é destaque com mais de 135 mil visitantes no ano passado. Conheça todos os museus Ibram.

Texto: Ascom/Ibram
Fotos: Marcelo Camargo/Agência Brasil (foto 1) – MinC (foto 2)

Matérias relacionadas
Brasil ocupa 1º lugar no ranking mundial de exposições mais visitadas em 2011
Ibram começa a mapear público de exposições de curta duração no Brasil

Última atualização: 10.4.2014

Conexões Ibram: projeto alcança 1 mil participantes em 13 estados

Com a passagem pelo Rio de Janeiro, na semana passada, o projeto Conexões Ibram chegou à marca de mil participantes. Iniciado em março de 2012, o projeto que já passou por 13 estados, conectando os museus brasileiros às novas políticas e instrumentos de gestão museais, comemora seus primeiros resultados.

Estratégias de Fomento e Financiamento, Estatuto de Museus, Plano Nacional Setorial de Museus, dentre outros, são temas discutidos com os representantes do setor museal dos estados e com seus cidadãos. Cada estado tem a oportunidade de ajustar o evento de acordo com suas necessidades.

Resultados
Um bom exemplo de avanço no setor resultante das discussões provocadas pelo Conexões Ibram pode ser encontrado no Rio Grande do Norte (RN), segundo estado a receber o projeto, entre os dias 18 e 20 de abril. Desde o encontro, a articulação entre as iniciativas de museologia social do estado tem se fortalecido. Em julho, foi realizado o primeiro encontro da Rede de Pontos de Memória e Museus Comunitários do RN.

“O projeto foi vital para o setor museológico potiguar, que se encontrava árido. Agora, 60% dos municípios encontram-se compromissados com essa nova dinâmica no setor por meio de políticas públicas”, explica o coordenador da área de museus da Secretaria de Estado de Cultura do RN, Hélio de Oliveira.

Do Pará ao Rio Grande do Sul: Conexões Ibram já passou por 13 estados em 2012

No Espírito Santo (ES), que recebeu o Conexões Ibram nos dias 26 e 27 de abril, a tônica tem sido a preservação do patrimônio cultural em risco. Como desdobramento foi realizado no dia 26 de setembro, pela Secretaria de Cultura local com o apoio do Ibram, o Seminário Patrimônio Cultural e Riscos.

Até o final do ano, serão realizadas outras seis edições do seminário em diferentes municípios capixabas.

No Rio de Janeiro (RJ), último estado a receber o projeto entre os dias 26 e 28 de setembro, o Estatuto de Museus foi um dos temas de maior repercussão. O estabelecimento de uma agenda de trabalho com o Ibram relacionada ao tema se dará a partir da sanção de decreto que prevê suplementação do estado.

A próxima edição do projeto Conexões Ibram acontece em Brasília (DF), de 7 a 9 de novembro. Conheça o blogue do projeto Conexões Ibram.

Texto e fotos: Ascom/Ibram

Ibram/MinC lança publicação com dados estatísticos sobre museus brasileiros

A ministra da Cultura, Ana de Hollanda, participou da cerimônia de lançamento da publicação Museus em Números, realizada na tarde da quinta (17), em Brasília.

A publicação faz uma radiografia da rede de museus do país nos últimos quatro anos, apurada junto a 1,5 mil unidades cadastradas pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC), entre as mais de 3 mil instituições mapeadas na época da realização da pesquisa. Distribuída em dois volumes, com mais de 940 páginas, a obra é um exaustivo trabalho de pesquisa e análise de dados realizado pela equipe técnica do Ibram.

O presidente do instituto, José do Nascimento Junior, disse que este foi o mais amplo trabalho de pesquisa já realizado na área de museus do país. Ele agradeceu o empenho de sua equipe e ressaltou a importância da elaboração da publicação com a força de trabalho do própria Pasta. Esta é uma prova, segundo ele, de que o serviço público está habilitado para trabalhar com a qualificação de informações. A publicação já está disponível online na página do Ibram/MinC. Continue lendo.

Fonte (texto e foto): Portal MinC

Museus em Números

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC) lança a publicação Museus em Números em dois volumes, oferecendo um panorama estatístico nacional e internacional do setor de museus e textos analíticos sobre a situação dos museus nas unidades federativas.

Os dados são referentes a 1,5 mil instituições museológicas brasileiras que responderam ao questionário do Cadastro Nacional de Museus (CNM) – cadastradas entre as mais de três mil instituições mapeadas em todo o país à época do levantamento de dados para a pesquisa (setembro 2010). Seguem os arquivos para baixar:

Volume 1
Volume 2 (parte 1 de 2)
Volume 2 (parte 2 de 2)

Ibram lança publicação Museus em Números em dois volumes

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC) lança no dia 17, a publicação Museus em Números. São dois volumes que trazem um panorama estatístico nacional e internacional do setor de museus e textos analíticos sobre a situação dos museus nas unidades federativas.

Os dados são referentes a 1,5 mil  instituições museológicas brasileiras que responderam ao questionário do Cadastro Nacional de Museus (CNM) – cadastradas entre as mais de três mil instituições mapeadas em todo o país à época do levantamento de dados para a pesquisa (setembro 2010).

Para marcar o lançamento, acontece um debate no Auditório do Ibram/MinC, em Brasília, a partir das 14h. A abertura contará com a presença da Ministra da Cultura, Ana de Hollanda, do Presidente do Ibram, José do Nascimento Jr., do Secretário de Cultura do DF, Hamilton Pereira, e de Ivana Siqueira – representante da Organização dos Estados Ibero-americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI).

A seguir, Rose Miranda, Coordenadora Geral de Sistemas de Informação Museal (CGSIM/Ibram) realiza a apresentação da publicação Museus em Números e convida para o debate Fábio Cunha (MinC), Frederico Augusto Barbosa da Silva (IPEA), Lillian Alvares (UnB) e Ana Rosa Pais Ribeiro (IBGE). A mediação será feita por Mayra Resende – Coordenadora de Produção e Análise de Informações Museais (Ibram). A programação completa está aqui.

Participam ainda do evento representantes da aréa de museus das secretarias de cultura dos estados , que se encontram em Brasília para discutir proposta de acordo de cooperação técnica voltado ao desenvolvimento de temas estruturantes para a área museal em estados e municípios, no projeto denominado Conexões Ibram. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (61) 2024.4300.

Texto: Ascom/Ibram