Folia de Reis no Museu de Arte Religiosa e Tradicional de Cabo Frio

06.1martO Museu de Arte Religiosa e Tradicional/Ibram, em parceria com a Secretaria de Cultura de Cabo Frio, receberá no dia 6 de janeiro, a partir das 20 horas os grupos de Folias de Reis de Cabo Frio.  Os  Reis de Bois de Moisés Senos, Folia de Reis de São Cristóvão, Estrela Guia do Manoel Correa, Estrela d´alva da Praia do Siqueira, se apresentarão no Adro do Museu, com seus tambores, reco-recos, flautas e violas, saudando a imagem do Menino Jesus, representada pelo presépio do Artista Gilmário Santana.

A Folia de Reis é uma festa religiosa tradicional, de origem portuguesa, presente no Brasil desde o período colonial.  Os grupos de cantadores e instrumentistas,  percorrem as ruas em visitas a casas de devotos, promesseiros ou presépios, entoando versos anunciando o nascimento do menino Jesus e homenageando os Reis Magos.

A folia fecha o ciclo natalino, e expressa a devoção dos homens em seus diferentes personagens – festeiro, mestre, magos, palhaços e bandeireiro, que, com suas roupas coloridas, agradecem e pedem proteção ao Menino Jesus.

Texto e foto: MART

Lançadas chamadas públicas para participação na Teia da Cultura 2014

Foram lançadas no dia 6, três chamada públicas destinadas à quarta edição da Teia da Cultura – denominada Teia Nacional da Diversidade – que acontece de 19 a 24 de maio de 2014, na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), em Natal (RN).

Os editais se destinam ao cadastro de propostas de artístico-culturais para a Mostra Artística e Atividades Formativas, além da Feira da Economia Solidária e Criativa; e a processos seletivos voltados à escolha da marca do evento e para a realização de cobertura colaborativa. Confira os editais.

O Ibram lembra que Pontos de Memória podem garantir sua participação na Teia através de seleção nas chamadas públicas, assim como por meio de convite para ministrar atividades relacionadas à formação e capacitação e da eleição de delegados nas Teias e Fóruns estaduais de Cultura.

Encontro nacional
A Teia Nacional da Diversidade pretende reunir as ações estruturantes do Programa Cultura Viva (Pontos e Pontões) e as ações transversais ao Programa Cultura Viva, entre as quais estão incluídos os Pontos de Memória e suas redes, por entender que essas iniciativas e processos museais, protagonizados por grupos, povos, comunidades e movimentos sociais, refletem a memória e a diversidade cultural do país.

Esta será a quinta edição da Teia, que já teve lugar em São Paulo (2006), Minas Gerais (2007), Distrito Federal (2008) e Ceará (2010).

Texto: Divulgação
Edição: Ascom/Ibram

Teia da Cultura: Pontos de Memória estarão presentes em encontro nacional

Teia2014A quinta edição da Teia da Cultura – batizada Teia da Diversidade 2014 – acontece de 19 a 24 de maio de 2014, na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), em Natal. O encontro, que reúne Pontos de Cultura de todo o país, terá como foco firmar o Programa Cultura Viva como programa de base comunitária para o Sistema Nacional de Cultura (SNC).

O encontro pretende, entre os objetivos, reunir as ações estruturantes e transversais ao Programa Cultura Viva, entre as quais estão incluídos os Pontos de Memória e suas redes, por entender que essas iniciativas e processos museais, protagonizados por grupos, povos, comunidades e movimentos sociais, refletem a memória e a diversidade cultural do país.

Pontos de Memória e demais segmentos podem garantir sua participação através de seleção nas chamadas públicas para programação artística, feira de economia solidária, exibição de vídeos, filmes e documentários ou para cobertura e comunicação do evento; convite para ministrar atividades relacionadas à formação e capacitação; eleição de delegados nas Teias e Fóruns estaduais de Cultura. As chamadas públicas para a participação serão divulgadas em breve. Saiba mais na página do Ministério da Cultura.

Texto: Divulgação Pontos de Memória

Pontos de Memória participam de Simpósio Nacional de História em Natal

Representantes de Pontos de Memória, além de redes de iniciativas de memória e museologia social, apresentam trabalhos durante o XXVII Simpósio Nacional de História, organizado pela Associação Nacional de História(Anpuh), que acontece em Natal (RN), até sexta-feira (26), na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

com o tema geral Conhecimento histórico e diálogo social, as apresentações dos Pontos de Memória serão realizadas no simpósio História, historiadores e memória das comunidades: diálogos possíveis, coordenado pelos pesquisadores e doutores Jean Baptista e Wani Pereira.

A proposta é problematizar a atuação pesquisadores de populações periféricas, indígenas, quilombolas, ciganas, rurais, dentre outras, no campo da história e memória, elencando a inovação de práticas em defesa dos patrimônios histórico-culturais e naturais. Os trabalhos também tratam da valorização e divulgação de diferentes tipos de memórias, saberes e fazeres não acadêmicos, que refletem na pluralidade de expressões socioculturais e no desenvolvimento de museus comunitários e iniciativas e iniciativas de museologia social.

Pontos de Memória do Rio Grande do Sul, Alagoas, Minas Gerais e Ceará terão suas ações tratadas nas apresentações durante o simpósio. Leia o resumo dos trabalhos e saiba mais sobre o simpósio Anpuh.

Texto: Divulgação Pontos de Memória

Mobilização e fomento aos museus na abertura do Conexões Ibram no RN

Presidente do Ibram/MinC exaltou a moblização local para o projeto

O projeto Conexões Ibram chegou ao Rio Grande do Norte (RN), neste dia 18 de abril, com palestras sobre temas estratégicos para o setor museológico local. O Teatro de Cultura Popular Chico Daniel, em Natal, recebe, até o dia 20, cerca de 170 participantes vindos de várias localidades do RN.

A abertura contou com a participação do caligrafista e cerimonialista Júlio César Pinheiro, que recitou a poesia Cântico Negro, de José Régio, para inspirar os trabalhos.

O coordenador de Museus do Rio Grande do Norte, Hélio de Oliveira, comparou o setor de museus local a um “chão árido e seco” e o projeto Conexões Ibram a uma “nuvem de chuva”: “o Estado está buscando novas formas de fomento e financiamento aos museus, além de recursos permanentes por meio do Fundo Estadual de Cultura, para atender às muitas demandas do setor”, disse.

Mobilização e fomento
O presidente do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/Minc), José do Nascimento Junior, destacou que a grande presença dos representantes do setor no evento demostra uma vontade de crescimento. “Isso é reflexo da mobilização e da vontade do setor em buscar soluções. Estamos aqui hoje pactuando políticas públicas, mas a agenda de trabalho não se encerra com o evento: é preciso dar continuidade às ações”, salientou.

A secretária Extraordinária de Cultura do RN, Isaura Rosado, enfatizou que é diretriz do governo estadual melhorar as condições atuais dos museus. Segundo ela, os museus têm vivido “uma situação de penúria” nos últimos anos. “Para mudar essa situação incluimos um percentual de 5% dos recursos do Fundo Estadual de Cultura e estamos também em busca da criação do Sistema Estadual de Museus”.

A gestora lembrou que além de Natal ser uma cidade-sede da Copa 2014, também pode ser ponto de partida ou chegada para outras cidades durante o evento internacional, como Fortaleza (CE) e Recife (PE), de maneira que os museus devem ser “elementos fundamentais para que os turistas conheçam nossa memória e identidade”.

A diretora da Fundação José Augusto, Ivanira Ribeiro Machado, e a diretora do Teatro de Cultura Popular Chico Daniel, Sônia Santos, também compuseram a mesa de abertura. Saiba mais sobre o Conexões Ibram aqui.

Texto e foto: Soraia Costa (Ascom/Ibram)

2ª edição do Conexões Ibram acontece em Natal entre 18 e 20 de abril

Em parceria com a Coordenadoria de Museus da Secretaria Extraordinária de Cultura do Rio Grande do Norte e a Fundação José Augusto (Secult-RN/FJA), o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC) discute com o setor cultural e a sociedade local temas relevantes para a área de museus com o projeto Conexões Ibram

O encontro acontece entre os dias 18 e 20 de abril, no Teatro de Cultura Popular Chico Daniel (Rua Jundiaí, 641 – Tirol, Natal).

A participação dos museus na Copa do Mundo de 2014, Estratégias de Fomento e Financiamento de Museus, Estatuto de Museus, Plano Nacional Setorial de Museus, dentre outros assuntos serão tratados durante os três dias do evento.

A abertura (18) prevê a presença do presidente do Ibram, José do Nascimento Junior, e da governadora do estado, Rosalba Ciarline. Na ocasião será assinado Termo de Cooperação Técnica entre o Estado e o Governo Federal.

Nos dias 18 e 19 de abril serão apresentados os temas e realizadas plenárias de discussão abertas ao público em geral e, em especial, aos profissionais da museologia, da cadeia produtiva da cultura e dos segmentos envolvidos com a realização dos jogos da Copa do Mundo 2014.

Já no dia 20, os participantes estarão divididos em grupos técnicos temáticos para a elaboraração de propostas e criação de comissões voltadas ao andamento das ações. A programação completa está aqui.

Texto: Ascom/Ibram