Ministra da Cultura participa, em MG, de ato oficial da 10ª Semana de Museus

A ministra da Cultura, Ana de Hollanda, disse hoje, durante ato oficial da 10ª Semana de Museus, em Belo Horizonte, que estar em Minas é reviver a história do Brasil. “Minas é um museu a céu aberto e abrir a semana aqui é homenagear esta terra”. A cerimônia marcou as comemorações da Semana de Museus, que continua com diversas atividades até domingo (20) em todas as regiões do País.

No evento, a ministra e o presidente do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC), José do Nascimento Junior, lançaram o cronograma de editais do Programa de Fomento aos Museus Ibram 2012.

“O Brasil tem que investir cada vez mais na memória e os espaços dessa memória são os museus”, disse a ministra, acrescentando que “devemos ter a preocupação de fazer do espaço dos museus um espaço atrativo para os jovens”.

Nascimento Junior informou que o número de visitação aos museus brasileiros nos últimos dois anos teve um aumento de mais de 80%. Sobre a abertura do evento ser em BH, ele lembrou da importância de Minas na área de museus.

Com o tema Museus em um Mundo em Transformação – novos desafios, novas inspirações, a 10ª Semana de Museus realiza 3.420 eventos, inscritos por 1.114 museus e organizações culturais de 513 cidades brasileiras. A Semana de Museus acontece anualmente em comemoração ao Dia Internacional de Museus – celebrado no dia 18 de maio. É promovida pelo Ibram/MinC em parceria com os museus brasileiros.

Confira aqui a programação completa da 10ª Semana de Museus e participe!

Texto: Ascom/MinC
Edição: Ascom Ibram

Foto: Pedro Silveira, Ascom/MinC

Proposta de museu dedicado ao circo marcou visita de Tiririca ao Ibram

O deputado federal Tiririca (PR-SP), o Presidente do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC), José do Nascimento Junior, e assessores reuniram-se na tarde da quarta-feira (30) na sede do Instituto em Brasília.

A reunião, que partiu de solicitação da assessoria do deputado, teve vários assuntos em pauta, entre eles, a inserção da temática circense nos museus brasileiros. Tiririca se mostrou preocupado com a situação atual dos circos e da memória circense. Para ele, que cresceu no picadeiro, o circo “é uma escola fantástica. A gente aprende a economizar, a gastar, aprende tudo no circo e isso não pode acabar”, enfatizou.

A criação de um Museu Nacional do Circo entrou na pauta e Nascimento Junior sugeriu que esse museu seja itinerante. “Não há uma visão rígida do conceito de museu e um dedicado ao circo deve ser móvel: temos que transformar a lona em um museu e levá-lo para todo o país”, indicou.

O presidente do Ibram/MinC propôs ainda que o futuro Museu da Diversidade Brasileira, uma das cinco unidades do projeto Esplanada dos Museus, abrigue a memória do circo brasileiro em seu acervo, que será voltado pra as culturas populares do Brasil. Para Tiririca, “se a gente inserir esse negócio do circo nos museus vai ser muito bom, principalmente na capital do país”.

Durante a reunião, Nascimento Jr. e Tiririca acordaram a realização de visitas a alguns museus. O deputado ressaltou a necessidade de aproximar a população e a cultura popular dos museus brasileiros e também mostrou-se interessado nos projetos que tramitam na Câmara Federal que envolvem museus e cultura popular.

Texto e foto: Ascom Ibram

Ministros de cultura ibero-americanos reunidos em conferência no Paraguai

29/7/2011 – Os ministros de cultura de países ibero-americanos se reunirão no dia 2 de agosto em Assunção, Paraguai, na XIV Conferência Ibero-americana de Cultura. O presidente do Ibram, José do Nascimento Junior, representará a ministra da Cultura, Ana de Hollanda, no encontro.

Além do representante do Brasil, participam os ministros de Andorra, Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Equador, El Salvador, Espanha, Guatemala, Honduras, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, Portugal, República Dominicana, Uruguai e Venezuela, entre outros. A conferência é preparatória para a 21ª Cúpula Ibero-americana de Chefes de Estado e de Governo, a ser realizada em outubro.

Carta Cultural – Um dos focos da programação é a apresentação, pela Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI) e Secretaria Geral Ibero-americana (Segib), do projeto cultural ibero-americano e da implementação da Carta Cultural Ibero-americana. O documento que serve como base para o desenvolvimento da Carta está aberto a sugestões até setembro. Ele servirá como ponto de partida para o debate dos eixos e políticas culturais que estruturarão o Espaço Ibero-americano de Cultura. Para dar sugestões, basta acessar os fóruns (http://www.culturasiberoamericanas.org/foros.php) e comentar os artigos ali propostos. O projeto foi proposto pela Segib, OEI e Conferência Ibero-americana de Cultura.

Ibermuseus – Outro ponto da programação é a apresentação, pela Segib, de informes sobre o andamento de programas ibero-americanos de cultura – entre eles, o Ibermuseus, iniciativa de cooperação intergovernamental para fomento e articulação de políticas públicas para a área de museus e patrimônio. O Ibermuseus é presidido pelo Brasil (por meio do presidente do Ibram, reeleito para presidir o programa em junho deste ano), e sua unidade técnica fica em Brasília. O programa é vinculado à Segib, conta com o apoio técnico da OEI e do Ibram e tem o apoio financeiro da Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (Aecid). Saiba mais sobre o Ibermuseus.

Informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação do Ibram: ascom@museus.gov.br, (61) 2024-4035, 2024-4400 e 9619-5445.
Assessoria de Comunicação do Ibermuseus: eduardo.pinillos@ibermuseos.org, (61) 2024-4038 e 9619-6998, com Eduardo Pinillos