Página 50 de 55« Primeira...102030...4849505152...Última »

Exposição Gente reúne 160 peças do acervo dos Museus Castro Maya no RJ

Desenho de Portinari para a série Dom Quixote estará exposto

No dia 28 de fevereiro, às 12h, os Museus Castro Maya/Ibram inauguram a exposição Gente - a segunda de uma trilogia que começou com Bichos (2008) e será finalizada com Mundo (prevista para 2014).

Com curadoria de Anna Paola Baptista, a exposição vai apresentar 160 peças dos acervos museológico, bibliográfico e arquivístico dos museus, incluindo pinturas, esculturas, desenhos, gravuras, fotografias, livros, medalhas, moedas e pedras litográficas.

Apresenta-se também um panorama sintético da história da representação da figura humana na arte. A mostra ocupará todo o Museu da Chácara do Céu, no bairro de Santa Teresa (RJ), e ficará aberta ao público até 30 de julho de 2012.

Durante a abertura, um artista estará fazendo caricaturas dos presentes e um “estúdio fotográfico” estará em funcionamento para os visitantes que desejarem ser fotografados. As fotos ficarão disponíveis na internet e serão incluídas na exposição digital, junto com imagens das peças presentes na exposição.

Além disso, uma turma de alunos de escola municipal foi convidada para a abertura e participa de atividades educativas. Também acontece durante a cerimônia o lançamento do blogue do Programa Educativo dos Museus Castro Maya.

Fonte e imagem: Divulgação Museus Castro Maya
Edição: Ascom/Ibram

90 anos da Semana de 22: obras podem ser vistas em museus Ibram

Os 90 anos da Semana de Arte Moderna, realizada em São Paulo (SP), entre os dias 11 e 18 de fevereiro de 1922, têm motivado uma série de eventos comemorativos pelo Brasil. A celebração da data é uma boa oportunidade para conhecer de perto obras de artistas que participaram ou influenciaram o evento que intencionava romper com uma concepção de arte ainda acadêmica e sob forte influência francesa da belle époque.

Parte destas obras pode ser visitada nos museus vinculados ao Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC). É o caso da escultura Portadora de Perfumes, de Victor Brecheret, e das pinturas Auto-Retrato ou Le manteau rouge, de Tarsila do Amaral (foto); de Colonos, de Di Cavalcanti, e de uma série de pinturas de Anita Malfatti, pertencentes ao acervo do Museu Nacional de Belas Artes, no Rio de Janeiro (RJ).

Merecem destaque, ainda, as obras do maestro e compositor Heitor Villa-Lobos, maior expoente do modernismo brasileiro na música, que integram o acervo do Museu Villa-Lobos, também no Rio de Janeiro. O acervo inclui as partituras e o programa das cerca de vinte composições de Villa-Lobos apresentadas durante a Semana.

No Museu Lasar Segall, em São Paulo (SP), é possível conhecer ainda obras do artista brasileiro nascido na Lituânia que, com exposição individual realizada em 1913, iria influenciar decisivamente a criação da Semana de 22.

Texto: Bruno Aragão – Ascom/Ibram
Colaboração: Daniela Matera/DEPMUS/Ibram

Carnaval 2012: museus estarão abertos em várias cidades brasileiras

A maior festa da cultura popular brasileira toma as ruas de várias cidades do país a partir do dia 17 de fevereiro. Mas para os que desejarem uma programação alternativa à folia, museus em várias cidades brasileiras estarão abertos normalmente durante o carnaval.

Goiás
O Museu das Bandeiras, de Cidade de Goiás, e o Museu Casa da Princesa, de Pilar de Goiás, recebem visitantes durante todo o carnaval, das 9h às 17h.  Já o Museu de Arte Sacra da Boa Morte funcionará das 9h às 13h. Na Quarta-Feira de Cinzas (22), os três abrem a partir das 14h. Outras informações aqui.

Minas Gerais
Na cidade de Ouro Preto, onde acontece o carnaval mais tradicional de Minas Gerais, a maioria dos museus estará aberta à visitação no período de 17 a 22 de fevereiro. Entre eles o Museu da Inconfidência, vinculado ao Ibram/MinC, que abre nos dias 17, 18, 19 e 22 no horário das 12h às 18h.

Paraná
Para quem estiver em Curitiba durante o carnaval, a Secretaria de Estado da Cultura manterá museus em funcionamento. Nos dias 18 e 19, os espaços funcionam em horário de fim de semana. No dia 20 estão fechados para limpeza e manutenção. Nos dias 21 e 22 reabrem em horários especiais. Saiba mais.

Rio de Janeiro
Em Petrópolis (RJ), o Museu Imperial/Ibram, que chegou a ser tema de samba enredo da escola de samba Unidos de São Carlos (atual Estácio de Sá) em 1968, estará de portas abertas ao público durante todo o Carnaval.

Devido à programação oficial da cidade, que acontece nas ruas ao redor do museu, os horários serão diferenciados. De 18 a 21, a visitação acontecerá das 11h às 16h. No dia 22, o Museu Imperial estará fechado para manutenção – que, normalmente, ocorre às segundas-feiras. Saiba mais.

No Guia dos Museus Brasileiros é possível verificar o endereço e os telefones dos museus de sua cidade.

Texto: Ascom/Ibram

Fomento: CNIC autoriza oito projetos da área museal a captar recursos

A reunião de fevereiro da Comissão Nacional de Incentivo à Cultura (195ª CNIC) aconteceu, entre os dias 8 e 10, em Brasília (DF). Foram 1071 projetos colocados em pauta. A comissão avalia os pareceres de projetos culturais que pleiteiam a autorização para captação de recursos com apoio na Lei Rouanet (nº 8313/91).

Na reunião, foram aprovados oito projetos relacionados à área museal, totalizando R$ 17.577.595,43 em recursos. Os projetos aprovados são: Construção do anexo ao Museu da Energia de São Paulo – Implantação do Núcleo de Documentação e Pesquisa; Programa de Aquisição de Obras do MAC USP; Casa da Memória de Araras (SP); Museu Municipal de Arte – Sala de Exposição (PR); Feras em Aulas (PE); Espaço Cultural Marechal Rondon (RJ); Museu Inimá de Paula – Arte e Educação em 2012 (MG), e Museu da Imagem e do Som (RJ).

Todos os projetos analisados e os valores estão disponíveis no sítio web do Ministério da Cultura. A próxima reunião da CNIC acontece entre os dias 13 e 15 de março em Florianópolis (SC), dando continuidade às reuniões itinerantes que começaram em 2011. Confira aqui o calendário de reuniões em 2012.

 Texto: Ascom/Ibram

Programa de Fomento aos Museus: Ibram divulga resultado de recursos

 O Ibram/MinC divulgou neste dia 10 de fevereiro, resultado da análise de recursos interpostos por participantes a quatro editais do Programa de Fomento aos Museus Ibram 2011. Os recursos são referentes aos Prêmio Pontos de Memória, Edital Mais Museus, Edital Modernização de Museus e Prêmio Modernização de Museus – Microprojetos. Veja aqui o resultado dos recursos analisados.

O Edital Prêmio Pontos de Memória busca reconhecer iniciativas de práticas museais e de processos dedicados à memória social que se identifiquem com a perspectiva da museologia social, da diversidade sociocultural e da sustentabilidade. Foram premiadas 45 iniciativas no Brasil e três iniciativas no exterior.

Já o Edital Mais Museus, em sua 5ª edição, é voltado para municípios com menos de 50 mil habitantes e que não possuem instituição museal. Em 2011, foram 17 propostas selecionadas para conveniamento.

O Edital e o Prêmio Modernização de Museus fomentam projetos voltados à cultura, memória e patrimônio com foco na modernização dos espaços museais. O primeiro selecionou 22 iniciativas para conveniamento e o segundo premiou 31 iniciativas de todo o país.

O Programa de Fomento aos Museus Ibram 2011 lançou dez editais e destinou, no total, mais de R$ 16 milhões em recursos financeiros. Saiba mais sobre o programa e sobre os outros editais.

Texto: Ascom/Ibram

Aniversário do Ibram leva dezenas de ciclistas às ruas de Brasília

O dia de sol na capital federal atraiu cerca de 200 ciclistas para o circuito de museus

Mais de 200 pessoas marcaram presença no domingo, 22 de janeiro, no 1º Circuito Ciclístico de Museus – realizado em comemoração aos três anos de criação do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC). 

Famílias inteiras, pessoas de todas as idades e ciclistas do DF, além de servidores do Ibram, aproveitaram o dia de sol para conhecer alguns dos museus de Brasília sobre duas rodas.

Do Memorial dos Povos Indígenas e Memorial JK, o grupo seguiu pelo Eixo Monumental com paradas para visitas mediadas no Museu Nacional Honestino Guimarães, no Complexo Cultural da República, e museus do Itamaraty e Senado Federal. O percurso foi encerrado em frente ao Congresso Nacional, com direito a bolo de aniversário.

Famílias inteiras acompanharam o circuito até o Congresso Nacional

“Achei muito agradável, é um jeito diferente de conhecer e interagir com a cidade e também com os museus que ela oferece”, disse a pedagoga Juliana Arraes. “Isso ajuda a desmistificar tanto os museus como a prática de pedalar na cidade. São duas coisas enriquecedoras e acessíveis que mais pessoas precisam descobrir”.

A ONG Rodas da Paz, que apoiou a realização do passeio, considerou louvável a iniciativa de aliar cultura, mobilidade sustentável e lazer. “É importante que os museus brasileiros ofereçam condições de acessibilidade e segurança para quem deseja visitá-los de bicicleta, além de incentivos para isso”, explicou o presidente da organização, Uirá Lourenço.

A primeira visita mediada foi a exposição Hereros no Museu Nacional Honestino Guimarães

Para o presidente do Ibram, José do Nascimento Jr., o bom número de participantes demonstra que a ideia de conhecer museus de bicicleta tem grande apelo público. “Queremos incentivar isso em todo o país, por isso vamos buscar que os nossos museus tenham bicicletários e sejam integrados com a estrutura cicloviária das cidades”, concluiu. Veja mais fotos do 1º Circuito Ciclístico de Museus aqui.

Texto: Bruno Aragão (Ascom/Ibram)
Fotos: Ascom/Ibram

Encontros de museus comunitários e ecomuseus têm inscrições abertas

Estão abertas as inscrições para o IV Encontro Internacional de Ecomuseus e Museus Comunitários (EIEMC), que acontece em Belém (PA), de 12 a 16 de junho de 2012.

O evento, que traz como tema Patrimônio e Capacitação dos Atores do Desenvolvimento Local, é voltado para o público que atua em ecomuseus, museus comunitários, museus de território, museus de percurso, museus vivos, museus de periferia, museus de rua e outros processos.

Mais informações podem ser encontradas na página web da Associação Brasileira de Ecomuseus e Museus Comunitários ou junto ao Ecomuseu da Amazônia, pelo endereço eletrônico ecomuseuamazonia@gmail.com ou pelo telefone (91) 3267.3055.

Conferência Internacional
Foi também estendido o prazo de inscrição de trabalhos para a 1ª Conferência Internacional sobre Ecomuseus, Museus Comunitários e Comunidades, que acontece na cidade de Seixal (Portugal), de 18 a 21 de setembro de 2012.

Voltado para estudantes, pesquisadores e profissionais atuantes na área de ecomuseus e museus comunitários, o evento vem ao encontro de um grande interesse internacional pelo tema da museologia social. Sede do encontro, a cidade de Seixal abriga o ecomuseu mais antigo de Portugal. As inscrições podem ser feitas até o dia 29 de fevereiro. Mais informações aqui.

Texto: Ascom/Ibram

Instituto Brasileiro de Museus comemora aniversário com Circuito Ciclístico

Em comemoração ao aniversário de três anos de sua criação, o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), vinculado ao Ministério da Cultura (MinC), realiza o 1º Circuito Ciclístico de Museus, no dia 22 de janeiro (domingo), em Brasília (DF).

O passeio, que inclui visita a museus, terá concentração em frente ao Memorial dos Povos Indígenas e Memorial JK, localizados no Eixo Monumental, a partir das 8h30.

Do Memorial dos Povos Indígenas, o grupo segue rumo aos museus do Congresso Nacional, passando pelo Parque da Cidade, e visita ainda o Museu Nacional Honestino Guimarães (Complexo Cultural da República).

Autarquia federal vinculada ao MinC, o Ibram foi criado em 20 de janeiro de 2009, pela Lei nº 11.906, com a responsabilidade de desenvolver a Política Nacional de Museus e promover melhorias nos serviços do setor e aumento de visitação e arrecadação dos museus. Outras informações pelo telefone (61) 2024.4215. Saiba mais sobre o Ibram.

Texto: Ibram/MinC

Ibram vai propor acordo com colecionadores de obras em situação irregular

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC) pretende propor de forma oficial, ainda neste semestre, uma negociação entre governo federal e colecionadores de obras de arte que estejam em situação irregular junto à Receita Federal.

O objetivo da proposta é abrir a possibilidade de regularização para colecionadores que tenham sonegado tributos no ingresso de obras de arte no Brasil e garantir o amplo acesso da população brasileira a essas coleções.

Nascimento Jr. propõe um debate sobre a atual taxação de obras de arte no Brasil

A ideia é estabelecer um prazo junto à Receita Federal para a regularização das obras, oferecendo um registro provisório válido por cinco anos. Durante este período, os colecionadores teriam que oferecer todas as informações relativas à origem das obras adquiridas.

De acordo com o presidente do Ibram, José do Nascimento Junior, os primeiros entendimentos sobre a proposta já estão sendo feitos junto à Receita Federal. Ações semelhantes foram realizadas com outros setores.

Para Nascimento, é necessário dar início a um debate sobre a atual taxação de obras de arte no Brasil. O presidente do Instituto avalia que a desoneração da cultura é fundamental para uma maior circulação de bens culturais no país.

“Precisamos entender que a cultura é bem simbólico, mas também é um ativo econômico importante. Precisamos ser competitivos na criatividade e na produção, mas também nas questões envolvendo as diversas indústrias culturais, criando um mercado cultural sustentável e, em especial, nas artes visuais com regras claras e transparentes”, explicou Nascimento Jr.

Texto: Bruno Aragão – Ascom/Ibram
Foto: Ascom/Ibram

Chuvas: Ibram solicita R$ 15 milhões para museus em situação de risco

Muro parcialmente danificado no Museu do Diamante (MG)

Estudo do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) aponta a necessidade de crédito extra-orçamentário de R$ 15 milhões para fazer as reformas necessárias em instituições museológicas da região Sudeste atingidas pelas chuvas nas últimas semanas. O levantamento foi encaminhado ao Ministério da Cultura, ao qual o Ibram é vinculado, para que sejam tomadas as providências cabíveis. 

Foram identificados problemas em 29 museus, sendo que a maioria deles relatou casos de infiltrações e goteiras. No Espírito Santo (ES) e Rio de Janeiro (RJ) houve casos de inundações e alguns acervos precisaram ser removidos. O Parque Estadual da Serra do Brigadeiro, em Araponga (MG), relatou o desmoronamento de duas rampas de acesso e o destelhamento de um edifício.

Na maioria das instituições contatadas na região, no entanto, não houve relatos de problemas significativos causados pelas chuvas. Também foram detectados casos de museus localizadas em municípios que se encontram em estado de alerta e que não atenderam às ligações e nem responderam aos e-mails.

O levantamento foi realizado entre os dias 5 e 10 de janeiro e considerou as informações prestadas pelas instituições museológicas, pela Defesa Civil, pelas secretarias estaduais de Cultura, pelos Sistemas de Museus nos estados e pelo Cadastro Nacional de Museus (Ibram/MinC).

Para ajudar nas medidas de prevenção e no salvamento do patrimônio museológico em situação de risco, devido a situações climáticas ou outros tipos de incidentes, como incêndios, o Ibram também está desenvolvendo um cadastro de voluntários que deve ser lançado ainda no primeiro semestre.

Os dados identificados pelo levantamento de patrimônio museológico em situação de riscos devido às chuvas estão detalhados a seguir:

São Paulo
A Defesa Civil do Estado de São Paulo indicou apenas um município – Paulínia – em estado de alerta. Em Paulínia há dois museus, mas nenhum deles atendeu as tentativas de contato. O Sistema Estadual de Museus de SP, no entanto, informou que não recebeu notícias de instituições com danos causados pelas chuvas.

Rio de Janeiro
Na Casa de Cultura de Aperibé houve uma inundação, atingindo 15 cm de altura no interior do museu, e por isso a instituição está fechada. Não houve danos ao acervo ou aos equipamentos.

Foram identificadas ocorrências de inundações no Museu Francisco Alves, em Miguel Pereira, e no Centro Cultural Melchíades Cardoso, em Miracema, sem danos aos museus ou aos acervos.

Inundação na Casa de Cultura de Aperibé (RJ)

A Casa de Cultura de Laje do Muriaé (em construção) não sofreu danos, apesar de o município estar totalmente alagado; o Centro Cultural de São José de Ubá sofre com as chuvas devido a rachaduras já existentes; o Centro Cultural de Cardoso Moreira teve seu acervo retirado sem maiores prejuízos, pois o problema com as chuvas é recorrente.

Em Paraty, o risco de desmoronamento de encostas preocupa a administração do Museu Forte Defensor Perpétuo, que integra a rede de museus Ibram/MinC. Ali foi identificado o aumento de infiltrações devido às recentes chuvas.

O Instituto Brasileiro de Museus também identificou problemas com infiltrações nos telhados em outros seis museus que integram sua estrutura e localizam-se no Rio de Janeiro: Museu de Arte Religiosa e Tradicional, em Cabo Frio; Museu Imperial (com problemas menos graves) e Palácio Rio Negro, em Petrópolis; Museu Casa da Hera, em Vassouras; e Museu da República e Museu Villa-Lobos, na capital.

De acordo com tabela enviada pela Superintendência de Museus do RJ, não foram identificados problemas no patrimônio museológico dos municípios de ItaIva, Itaperuna, Santo Antônio de Pádua, Bom Jesus de Itabapoana, Itaocara, Natividade, Porciúncula, Varre-Sai, Campos dos Goytacazes e São Fidélis.

Minas Gerais
O Parque Estadual da Serra do Brigadeiro, no município de Araponga, informou que houve o desmoronamento de duas rampas de acesso e o destelhamento de um edifício. O Museu de Minerais e Rochas de Uberlândia está com sérias infiltrações, com a penetração de águas das chuvas no edifício, descendo pela parte elétrica.

Alguns museus relataram infiltrações pelos telhados: Museu de Arte da Pampulha e Museu de Artes e Ofícios, em Belo Horizonte; Museu Histórico e Artístico de Claudio (antiga estação ferroviária) e o Museu Arquidiocesano de Mariana.

As infiltrações pioraram no Museu Regional de Caeté (MG)

Entre os museus integrantes da estrutura do Ibram, foram identificados problemas no Museu Regional de Caeté, no qual as infiltrações ficaram piores e cujo muro de arrimo está parcialmente desmoronado, e no Museu do Diamante (Diamantina), onde houve queda de um muro e infiltrações no subsolo e no telhado.

No Museu da Inconfidência (Ouro Preto), Museu do Ouro (Sabará) e Museu Regional Casa dos Ottoni (Serro) houve agravamento de infiltrações. A Superintendência de Museus e Artes Visuais não registrou outras ocorrências nos museus do estado.

Espírito Santo
A Secretaria de Cultura informou que há, no estado, 16 municípios em situação de emergência, sete dos quais possuem museus.

Infiltrações e muro de contenção de encosta ameaça cair no Solar Monjardim (ES)

 No município de Santa Maria de Jetibá, não houve qualquer problema com o Museu da Imigração Pomerana; em Cachoeiro do Itapemirim, Santa Leopoldina, Domingos Martins e São Mateus ocorreram apenas goteiras.

Em Ibatiba, o Museu do Tropeiro sofreu goteiras e aumento da infestação por cupins; no município de Linhares, o Museu Elias Lorenzutti (o único que foi possível contatar) apresentou goteiras e acúmulo de água no forro, infiltrando pela parede. O acervo deste museu foi deslocado para o prédio da Secretaria de Cultura até que a temporada de chuvas acabe e os problemas sejam solucionados.

A pesquisa do Ibram identificou, ainda, os seguintes problemas na capital Vitória: no Museu Histórico da Ilha das Caieiras a água penetrou pelas esquadrias e escorreu pelas paredes, afetando o piso de madeira do 2º andar, uma caixa de livros e a sala de exposições no andar térreo, que apresenta infiltração de umidade na parede lateral direita.

O Museu do Telefone encontra-se alagado em razão de sobrecarga nas calhas, causada pelas chuvas, e do acúmulo de folhas na cobertura do museu. Integrante da estrutura do Ibram, o Museu Solar Monjardim também apresenta situação delicada, pois galhos grandes deslizaram pelo terreno e o muro de contenção da encosta ameaça cair.

No Museu de Biologia Professor Mello Leitão (Ibram/MinC), em Santa Teresa, houve queda de árvores e o nível do rio passou a transbordar no terreno do museu.

Além disso, a Secretaria de Cultura do Estado do ES informou também que há goteiras em museus situados nas cidades de Cachoeiro do Itapemirim, onde, de acordo com dados do Cadastro Nacional de Museus (Ibram/MinC) existem quatro museus; Santa Leopoldina com um museu; Domingos Martins com três museus; São Mateus com cinco museus) e Linhares com 7 museus. Na cidade de Ibatiba não há indicação de museus segundo o CNM.

Texto: Ascom/Ibram
Fotos: Divulgação

Página 50 de 55« Primeira...102030...4849505152...Última »