Página 22 de 55« Primeira...10...2021222324...304050...Última »

Eventos no Museu da República propõem novas perspectivas para o futebol

Até 20 de julho (domingo), o Museu da República, no Rio de Janeiro (RJ), sedia o Espaço Futebol para a Igualdade, evento que tem como objetivo principal mostrar que o futebol é um esporte capaz de transformar vidas e ajudar no desenvolvimento da sociedade, além de propiciar aos participantes e visitantes uma experiência única de vivenciar a prática esportiva.

A história do futebol no Brasil contada sob a ótica das mulheres está na exposição multimídia Mulheres em campo driblando preconceitos. São dezenas de fotos, vídeos e uma linha do tempo mostrando os contextos sociais e políticos, além das principais personagens que escreveram quase um século da história do futebol feminino no país.

Futebol_MuseudaRepublica_foto Adriano Facuri

Exposição e atividades sobre futebol seguem até dia 20 no Museu da República (RJ)

Jovens e crianças podem aprendem um novo jeito de jogar futebol, em grupos mistos e sem árbitro, em três mini-quadras montadas no jardim do museu, no espaço Futebol para um mundo melhor. O local também se destina a contar histórias de projetos sociais que utilizam o esporte como ferramenta para transformação social.

A ‘madrinha’ Marta
Debates, oficinas e exibições de filmes estão sendo realizados no espaço Trocando ideias, onde especialistas participam de discussões e oficinas para troca de experiências. Além da jogadora Marta, outros craques do futebol como Jorginho, Muralha, Petkovic e Raí já marcaram presença no evento.

O Espaço Futebol para a Igualdade, organizado e promovido pelas ONG’s streetfootballworld e Redeh (Rede de Desenvolvimento Humano), tem como madrinha a brasileira Marta, a maior jogadora de futebol de todos os tempos, escolhida cinco vezes consecutivas como a melhor do mundo.

Marta, que também atua como embaixadora da Boa Vontade do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, ressalta a importância dessa iniciativa, no resgate da história das mulheres no futebol, para que todos conheçam a trajetória de lutas e desafios que elas enfrentam no cotidiano do esporte no Brasil.

O Museu da República  localize-se à Rua do Catete, 153, e funciona diariamente, das 10h às 17h, para conhecer as exposições na parte interna do museu); das 9h às 18h para atividades educativas e acesso às quadras externas. As atividades de Futebol 3 são gratuitas, por ordem de chegada, das 9h às 18h, para crianças de seis a 18 anos. Visitas para grupos podem ser solicitadas pelo e-mail zorzanelli@streetfootballworld.org.

Texto: Divulgação Museu da República
Foto: Adriano Facuri/divulgação
Edição: Ascom/Ibram

Belo Horizonte terá museus e espaços culturais abertos na noite de sexta (18)

Tendência no cenário museal internacional, as “noites no museu” têm ganho espaço no Brasil. Numa demonstração de que a ideia veio para ficar, a capital mineira, uma das cidades pioneiras em iniciativas deste tipo em território brasileiro, recebe na sexta-feira, 18 de julho, a segunda edição do Noturno nos museus de Belo Horizonte.

Promovido pela Fundação Municipal de Cultura, o projeto envolverá 30 museus e centros culturais públicos e privados. Durante a noite e o início da madrugada o público de Belo Horizonte terá acesso a exposições, oficinas de arte, exibições de vídeos, instalações culturais, shows, apresentações de dança, espetáculos teatrais, entre outras atrações. Todas as ações são gratuitas. Confira a programação completa.

Texto: Ascom/Ibram

Museu da Inconfidência abre nova exposição em Ouro Preto

Museu da Inconfidência (MG)

Museu da Inconfidência (MG)

Formado pelos fotógrafos Alexandre Martins, Antônio Laia e Eduardo Tropia e pelo poeta Guilherme Mansur, o Coletivo Olho de Vidro, de Ouro Preto (MG), é o convidado da exposição Dobra sobre dobra, que o Museu da Inconfidência inaugura nesta sexta-feira (11), às 19h30.

A mostra é baseada na expressão Pli selon pli, cunhada pelo filósofo francês Gilles Deleuze, que redefine o sentido do Barroco, apresentando-o como efeito de dobras: “O Barroco é aquilo que faz dobras no objeto estético, seja ele um texto, uma música, uma casa, uma roupa, uma igreja, um quadro, etc. Tudo que é barroco é dobrado”.

Com base no tema proposto, os integrantes deixam a criatividade fluir: cada um conhece o trabalho do outro somente no ato da montagem da exposição. A mostra tem visitação gratuita até 10 de agosto de terça-feira a domingo, das 12h às 18h, na Sala Manoel da Costa Athaíde, Anexo I do museu Ibram em Ouro Preto. Saiba mais.

Texto: Divulgação Museu da Inconfidência
Foto: Ibram/MinC

Ibram comunica empresa sobre publicidade negativa para museus

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) enviou hoje (7), comunicado para a a empresa responsável no Brasil pelo analgésico Anador, devido a uma peça publicitária, lançada no dia 27 de junho, na rede social Facebook.

A peça traz a frase Quem fica parado no tempo é museu – eu vou em frente, incluindo ainda setas para trás, e remete à ideia de retrocesso, sendo considerada de “cunho inadequado” pelo instituto, “cumprindo um desserviço para a cultura brasileira”.

Cada vez mais os museus cumprem papel fundamental no meio social, político, econômico e, principalmente, educacional e cultural. Pode-se perceber, ao se visitar museus físicos e virtuais, ou mesmo Pontos de Memória – que valorizam o protagonismo comunitário e concebem o museu como instrumento de mudança social –, que seus acervos são memórias vivas e, ainda, manifestações atualizadas de seus artistas, sempre em troca com o público. Confira o comunicado na íntegra.

Texto: Ascom/Ibram

Encontro de comitê do Icom contou com relatos de experiências de museus Ibram

O Museu Lasar Segall (SP) e o Museu da República (RJ), vinculados ao Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC), estiveram representados, entre os dias 23 e 28 de junho, no IX Encontro Regional do Comitê de Educação e Ação do Conselho Internacional de Museus (Ceca-Icom), realizado em Lima, (Peru), onde foram apresentadas experiências de diversos museus da América Latina e do Caribe voltadas para o bem comum.

ceca_logoA diretora do Museu da República, Magaly Cabral, que é membro do comitê  há 37 anos, falou no encontro sobre as experiências da instituição com o projeto educativo Trabalho e Cidadania, desenvolvido a partir da exposição Trabalho, Luta e Cidadania – 70 anos da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho).

No projeto, os educadores do museu trabalharam com alunos jovens e adultos, com idade entre 15 e 70 anos. “Muitos eram trabalhadores domésticos. O museu abriu à noite para recebê-los, foi muito interessante”, explicou. Segundo a diretora, o Museu da República é frequentemente citado em eventos, como o Encontro Regional Ceca-Icom, como exemplo por suas ações educativas.

Magaly Cabral ressalta que a principal mensagem do encontro foi a de que os  museus devem estar cientes de sua responsabilidade frente ao público. “Nós devemos sempre ouvir o público e estar com ele. Sem público não existe museu, a instituição vira apenas um depósito”, afirmou.

O Museu Lasar Segall também compartilhou suas experiências por meio da palestra Educador em foco: autonomia e protagonismo no Museu Lasar Segall. Elaine Carvalho Fontana, educadora do museu, expôs a forma colaborativa de gestão da equipe na instituição. Nessa linha, o educador – que está em contato direto com o público – atua como protagonista, realiza pesquisas e compartilha experiências pessoais com a equipe do Lasar Segall.

O encontro
O tema do IX Encontro Ceca-Icom 2014, Museus e Bem Comum, teve o intuito de analisar a educação dentro dos museus como veículo para alcançar o desenvolvimento sociocultural, em relação aos assuntos de identidade e à mudança política.

Entre os objetivos estavam recuperar o imaginário coletivo e reforçar a identidade cultural através da educação nos museus, multiplicar esforços e experiências, conectar os museus a partir do vínculo educativo, desenvolver a cooperação entre profissionais para criar projetos internacionais.

A Comissão de Educação e Ação Cultural (Ceca) é um dos mais antigos comitês internacionais do Conselho Internacional de Museus. Com mais de mil membros provenientes de cerca de 85 países, uma de suas maiores comissões, é formada por profissionais que atuam em diferentes setores do campo museal ou em instituições ligadas a área. Saiba mais (em espanhol).

Texto: Ascom/Ibram

Portaria do Ibram referenda Plano Nacional Setorial de Museus

Portaria publicada hoje (3) pelo Instituto Brasileiro de Museus, no Diário Oficial da União (DOU), referenda o Plano Nacional Setorial de Museus (PNSM) – conjunto de diretrizes, estratégias, ações e metas resultantes de ampla discussão do setor museal, onde estão destacadas as propostas prioritárias do setor, sendo o Ibram responsável pela  sua elaboração, implementação, monitoramento e coordenação.

Com vigência até 2020, o PNSM é resultado de encontros nacionais com o setor museal realizados desde 2010, como o 4º Fórum Nacional de Museus (FNM) e  a II Conferência Nacional de Cultura (CNC), assim como de reuniões setoriais.

Segundo a portaria, que tem efeito retroativo a 17 de julho de 2010, a cada quatro anos, o plano dever passar por avaliação e revisão durante o Fórum Nacional de Museus, que acontece a cada dois anos, tendo o Departamento de Difusão, Fomento e Economia de Museus (DDFEM) do Ibram a responsabilidade de coordenar o processo. Já o Gabinete da Presidência do instituto deve coordenar o processo de monitoramento do PNSM.

O Plano Nacional Setorial de Museus integra o Plano Nacional de Cultura, estabelecido pela Lei 12.343, de 2 de dezembro de 2010. Composto por 131 diretrizes desdobradas em 169 estratégias e 560 ações a serem implementadas em nove áreas: 1) gestão museal, 2) preservação, aquisição e democratização de acervos, 3) formação e capacitação, 4) educação e ação social, 5) modernização e segurança, 6) economia dos museus, 7) acessibilidade e sustentabilidade ambiental, 8) comunicação e exposições e 9) pesquisa e inovação.

Texto: Ascom/Ibram

Ibram se adequa às condutas vedadas ao executivo federal nas eleições 2014

Entre 5 de julho e 5 de outubro de 2014, prazo que pode se estender até 26 de outubro, está suspensa a publicidade dos órgãos e entidades do Poder Executivo federal – correspondente ao período eleitoral 2014.

Seguindo orientações da Advocacia-Geral da União (AGU) e de instruções normativas emitidas pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom-PR), o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC) e museus vinculados se adequarão às limitações impostas pela legislação eleitoral.

Ficam suspensas as publicidades institucionais (atos, programas, obras, serviços e campanhas), de utlidade pública e de produtos e serviços que não tenham concorrência no mercado. Não estão inclusos neste âmbito a publicidade legal, publicidade de produtos ou serviços que “tenham concorrência no mercado ou publicidade realizada no exterior e no País para público-alvo constituído de estrangeiros”.

Da mesma forma, fica suspensa durante o período eleitoral, a “veiculação, distribuição, exibição ou exposição ao público de peças e material de publicidade submetidos ao controle da legislação eleitoral”, assim como toda e qualquer forma de aplicação de marca e slogans do Governo Federal em placas de obras, publicações impressas e em propriedades digitais (portais, perfis nas redes sociais, aplicativos etc).

Confira a documentação produzida pela Secom-PR, assim como livreto de perguntas e respostas publicado pela AGU sobre condutas vedadas aos agentes públicos federais em eleições.

Texto: Ascom/Ibram

CNIC do mês de maio aprovou mais de R$ 15 milhões para a área de museus

Realizada em Blumenau (SC), entre os dias 27 e 29 de maio, a 220ª reunião da Comissão Nacional de Incentivo à Cultura (CNIC) autorizou a captação de mais de R$ 15 milhões para projetos na área de museus. Foram analisados 16 projetos com foco no setor, sendo seis deles analisados pelo Ibram. Os demais projetos foram aprovados por outras autarquias vinculadas ao MinC.

Ao todo, 737 projetos foram analisadas pela CNIC. Desses, 708 foram aprovadas. Só com esses novos projetos, foram acrescidos R$ 638 milhões ao total de recursos a serem captados por meio de renúncia fiscal.

Os proponentes que tiveram seus projetos com parecer favorável à aprovação deverão agora aguardar publicação, no Diário Oficial da União, da portaria de autorização para captação de recursos. Também devem acompanhar seu projeto através do Sistema SalicWeb, uma vez que as comunicações e solicitações complementares, caso necessárias, se dão exclusivamente por essa ferramenta.

Formada por representantes da sociedade civil e do Estado, a CNIC é o órgão colegiado que tem a missão de subsidiar as decisões do Ministério da Cultura (MinC) na aprovação dos projetos culturais, com vistas a captação via renúncia fiscal. Saiba mais.

Texto: Ascom/Ibram

Aplicativos para smartphones aproximam a população da arte

Nesta semana, três empresas lançaram novos aplicativos voltados para a cultura e pensando no turismo, que cresce a cada dia no Brasil.

Três museus brasileiros disponibilizaram seus novos aplicativos gratuitos na Google Play Sotre: o Museu Lasar Segall (Ibram/MinC), o Museu de Arte Moderna de São Paulo e a Pinacoteca do Estado de São Paulo.  Essa tecnologia faz parte das nossas ofertas de ferramentas do Google Open Gallery para o setor cultural.

A coleção do museu Lasar Segall tem mais de três mil obras. A curadoria selecionou a arte mais representativa de toda a produção do artista para exibição neste aplicativo para dispositivos móveis, com vários guias em áudio nas principais obras.

Além da nova tecnologia para dispositivos móveis, as instituições também fazem uso da página do Cultural Institute.  O Museu Lasar Segall, por exemplo, é um dos primeiros do mundo a usar o Google Open Gallery para disponibilizar parte da coleção on-line e montar exposições que todos podem aproveitar.

Já o Itaú Cultural desenvolveu um guia on-line para aqueles que vão circular pelas cidades sedes do Mundial entre junho e julho – e pretendem aproveitar ao máximo as atrações, a arte e a cultura locais.

Acessível para smartphones, o web app Cultura na Rede traz dicas de museus, galerias e outras instituições culturais de cada uma das 12 cidades. Pontos históricos, restaurantes típicos e a programação de eventos – shows, peças, festas – também são indicados na página.

O guia é um dos desdobramentos do Cultura na Rede – Encontro Internacional de Iniciativas Culturais para 2014, evento que o Itaú Cultural e a Fundação Roberto Marinho realizaram, em junho do ano passado, no Museu de Arte do Rio (MAR).

Brasília

Lançado essa semana, o Beekme é resultado de uma parceria entre a Memora e a Secretaria de Turismo do Distrito Federal.  O aplicativo é totalmente voltado para o turismo, e permite aos usuários visualizar informações sobre os pontos turísticos de Brasília na medida em que circulam pela cidade.

O Beekme é um aplicativo interativo. Basta que o visitante se aproxime de um quadro, de uma obra de arte ou de um monumento histórico e ele receberá em seu smartphone ou tablet (iOS ou android) uma notificação com informações, curiosidades e fotos daquela atração em tempo real. Todo o conteúdo já esta disponível em português, inglês e espanhol.

Sobre o funcionamento dos museus Ibram a partir de 12 de maio

Em virtude da greve dos servidores do Ministério da Cultura (MinC) e instituições vinculadas, a partir do dia 12 de maio, os 30 museus que compõem o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) podem ter seus horários de atendimento ao público alterados a partir deste dia.

Seguindo a perspectiva do MinC, o Ibram respeita e acompanha a manifestação dos servidores. “Os 30 museus do Ibram estão naturalmente prejudicados pela paralisação, mas a 12ª Semana de Museus multiplica centenas de eventos em cerca de 1,3 mil instituições participantes nos 27 Estados”, acredita o presidente do Ibram, Angelo Oswaldo, citando o evento nacional que integra o calendário do instituto e que segue até o dia 18. Saiba mais.

A orientação do Ibram é que os seus museus permaneçam fechados caso avaliem que há risco para seus acervos e pessoal. A fim de evitar transtornos, é importante que o visitante entre  em contato antes de se dirigir ao museu. Confira quais museus compõem a rede Ibram e seus respectivos contatos.

Texto: Ascom/Ibram
Última atualização: 14.5.2014

Página 22 de 55« Primeira...10...2021222324...304050...Última »