Página 18 de 55« Primeira...10...1617181920...304050...Última »

Saiba como foi a abertura do 6º Fórum Nacional de Museus

Ministra interina da Cultura, a paraense Ana Cristina Wanzeler na abertura do FNM 2014

Ministra interina da Cultura, a paraense Ana Cristina Wanzeler na abertura do FNM 2014

Teve início nesta segunda-feira (24), em Belém (PA), o 6º Fórum Nacional de Museus (FNM).

Museólogos e outros profissionais do setor, gestores, pesquisadores, estudantes e militantes do campo da memória participaram da cerimônia da abertura do evento bianual, que acontece até o dia 28, no Hangar, com o tema Museus Criativos.

A mesa de abertura contou com a participação da ministra interina da Cultura, Ana Cristina Wanzeler; do presidente do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), Angelo Oswaldo; do secretário de Economia Criativa do MinC, Marcos André Carvalho, entre outras representantes das áreas da cultura, museus e memória do Brasil.

Em sua fala, o presidente do Ibram disse que o FNM se constitui num momento de encontro de um setor mobilizado que carrega a responsabilidade por um “desejo de memória” latente na sociedade brasileira.

Oswaldo lembrou a importância da revisão do Plano Nacional Setorial de Museus (PNSM), além da realização, pela primeira vez integrada à programação oficial do fórum, da IV Teia da Memória, encontro de Pontos de Memória e iniciativas de museologia social de todo o Brasil. Saiba mais.

O Conselho Federal de Museologia fez a entrega de medalhas ontem (24)

O Conselho Federal de Museologia fez a entrega de medalhas ontem (24)

A entrega da Medalha do Mérito Museológico, concedida pelo Conselho Federal de Museologia (Cofem), também teve lugar na abertura do FNM 2014.

Receberam as menções honrosas três cursos de graduação em Museologia, três instituições museológicas e três personalidades com contribuições relevantes ao setor. Saiba para quem foram as honrais e leia mais sobre a abertura no blogue do 6º FNM.

Texto e fotos: Ascom/Ibram

Contagem de público: museus deverão enviar dados ao Ibram

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) publicou nesta sexta-feira (21), no Diário Oficial da União, a Resolução Normativa nº 3 que dispõe sobre a regulamentação de dispositivos do Decreto nº 8.124/2013, relativos à obrigatoriedade de museus brasileiros informarem ao órgão federal seu quantitativo anual de visitação.

CNM fará campanha destacando a importância da contagem de público

CNM fará campanha destacando a importância da contagem de público em museus

A resolução estabelece que todos os museus brasileiros, públicos e privados, deverão preencher questionário disponível no portal do Ibram, que estará disponível a partir de 2 de fevereiro de 2015, no qual serão informados dados básicos sobre cada instituição, o total de visitantes no ano de referência (ano anterior à coleta de dados) e técnica utilizada para a contagem de público.

A convocação para o envio do quantitativo anual de visitação será feita a partir da base de dados do Cadastro Nacional de Museus (CNM).

O período para preenchimento do questionário será de três meses. A resolução já está em vigor e a primeira coleta de dados será relativa ao ano de 2014. Assista vídeo explicativo sobre a importância da contagem de público em museus.

“Em paralelo, vamos lançar durante o 6º Fórum Nacional de Museus uma campanha de esclarecimento aos museus sobre como compartilhar esses dados conosco”, explica a coordenadora de Produção e Análise da Informação do Ibram, Karla Uzêda.

De acordo com a coordenadora, os museus receberão por via postal fôlderes com orientações sobre o preenchimento do questionário. Também será lançada uma cartilha sobre o assunto. “O próprio formulário eletrônico será bem simples e didático, e a equipe do CNM estará à disposição dos museus para ajudar no processo”, completa. Entenda melhor os procedimentos na página do Cadastro Nacional de Museus.

Texto: Ascom/Ibram

6º Fórum Nacional de Museus começa dia 24 em Belém: confira os destaques

Peça gráfica para o Fórum Nacional de Museus 2014

Peça gráfica para o Fórum Nacional de Museus 2014

Entre os dias 24 e 28 de novembro, o Hangar – Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, na cidade de Belém (PA), recebe centenas de participantes de todo o país para a 6ª edição do Fórum Nacional de Museus (FNM), que tem como tema Museus Criativos.

O FNM é realizado a cada dois anos pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram). Nesta sexta edição conta com a parceria na realização da Secretaria de Economia Criativa (SEC) do Ministério da Cultura (MinC).

Conferências, painéis, minicursos, grupos de trabalho, apresentação de pesquisas, estudos de caso, reuniões paralelas, além de atividades culturais compõem a grade de atividades do 6º FNM. Confira a programação completa.

A edição 2014 traz ainda três destaques em sua programação: a realização da IV Teia da Memória, encontro nacional de Pontos de Memória e iniciativas de memória e museologia social, o Encontro do Programa Nacional de Educação Museal (PNEM) e a revisão do Plano Nacional Setorial de Museus (PNSM).

Nos dois primeiros dias (24 e 25) acontecem seis minicursos, todos tratando de temas relevantes para o setor de museus e ministrados por servidores do Ibram. Conheça quais são e quem ministra.

Conferências
De 24 a 26 estão programadas três conferências no 6º FNM. A primeira, na noite de abertura (24), chama-se Museus Criativos: experiências e práticas inovadoras nos museus, tendo como conferencistas Marcos André Rodrigues de Carvalho, secretário de Economia Criativa do MinC, e Angelo Oswaldo, presidente do Ibram. Convidados internacionais compõem as demais mesas.

A austríaca Ulrike Fallmann é uma das conferencistas

A austríaca Ulrike Fallmann é uma das conferencistas

Entre os dias 25 e 27, seis painéis sobre assuntos que dialogam com o tema Museus Criativos estão programados. Inovação, sustentabilidade e gestão de museus são alguns dos temas propostos: Saiba quais são os painéis.

Experiências regionais
A cada abertura de conferência ou de painel do FNM, haverá também, durante 15 a 30 minutos, a apresentação de casos da região Norte do país, que evidenciem boas práticas e experiências regionais envolvendo temas de interesse do setor. A iniciativa visa valorizar diversidade de ações da região que, pela primeira vez, recebe o Fórum Nacional de Museus.

Reuniões temáticas
Incorporadas à programação, entre os dias 24 e 26, acontecem dez reuniões temáticas voltadas para áreas específicas do setor de museus: Rede de Educadores em Museus, Comitê Gestor do Sistema Brasileiro de Museus, Sistemas de Museus, Conselho Consultivo do Patrimônio Museológico do Ibram, museus da Região Norte, Rede de Museus e Acervos de Arqueologia e Etnologia, Conselho Federal de Museologia, Conselho Internacional de Museus (Icom) Brasil, Comitê de Gestão do Ibram e diretores de museus Ibram.

Comunicações Coordenadas
49 trabalhos foram selecionados para apresentação durante o 6º Fórum Nacional de Museus. Resumos de pesquisas, relatos de experiência, em desenvolvimento ou já finalizadas, acadêmicos ou não, foram inscritos nas modalidades Apresentação Oral e Pôsteres. Veja os selecionados.

Encontros
Este ano será a primeira vez que a Teia da Memória integrará oficialmente a programação do Fórum Nacional de Museus. Em sua quarta edição, o encontro, dedicado às discussões relativas ao Programa Pontos de Memória, às iniciativas de memória e à museologia social, tem como objetivo proporcionar o intercâmbio, a reflexão e o debate acerca dos processos comunitários de memória que vêm se desenvolvendo no país. A programação está disponível para consulta.

Um dos manuais do Ibram que serão lançados em Belém

Um dos manuais produzidos pelo Ibram que será lançado em Belém

Já o Encontro do Programa Nacional de Educação Museal (PNEM), no dia 24 e 25, promoverá a síntese dos encontros regionais ocorridos ao longo de 2014 e a discussão dos encaminhamentos futuros do programa.

Será uma oportunidade de reunir os coordenadores dos Eixos Temáticos do PNEM, os representantes das Redes de Educadores de Museus, articuladores do programa e demais interessados em colaborar com as diretrizes que nortearão o campo de educação em museus no Brasil.

Revisão PNSM
O Plano Nacional Setorial de Museus (PNSM), conjunto de diretrizes que orientam o setor museal brasileiro, sendo resultado de ampla discussão durante o 4º FNM (2010), será revisado durante o Fórum 2014. Para tanto, foi elaborada uma metodologia de revisão e criados oito Grupos de Trabalho (GTs) que serão responsáveis pela sua aplicação. O resultado será apresentado na Plenária Final no dia 27 de novembro.

Eleição CNPC
Durante o 6º FNM haverá eleição para a formação de lista tríplice para escolha de titular e membro do setor de museus e memória para compor o plenário do Conselho Nacional de Políticas Culturais (CNPC).

Programação cultural
A 6ª edição do FNM contará com o lançamento de campanhas, projetos e diversas publicações de interesse para o setor de museus: saiba quais serão as novidades apresentadas pelo Ibram.

Salomão Habib apresenta-se na abertura oficial do 6º FNM

Salomão Habib apresenta-se na abertura oficial do 6º FNM

Na noite de abertura do evento (24), o violonista Salomão Habib faz uma apresentação especial. Nos outros dias, as culturas populares terão destaque com a apresentação da dança indígena Toré, os tambores do Coletivo Casa Preta e o tradicional ritmo do Pará – o carimbó, recentemente reconhecido pelo Ministério da Cultura como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil.

Também haverá a performance do artista Rafael Bandeira e a apresentação Lítero-Musical Memórias do Pompéu do grupo Abrapalavra.

No último dia do evento (28), após a Plenária Final do FNM, os participantes  visitam museus e instituições de memória de Belém. Há ainda uma mostra de artesanato local, com curadoria de Emanuel Franco, exposições e exibições de vídeos, e a presença de estandes institucionais e comerciais.

Detalhes da programação do Fórum Nacional de Museus 2014 está disponível no blogue fnm.museus.gov.br.

Texto: Ascom/Ibram
Imagens: Divulgação

Prorrogadas as inscrições para editais Microprojetos e Pontos de Memória 2014

Foram prorrogadas até o dia 3 de fevereiro de 2015, as inscrições para os editais Modernização de Museus: Microprojetos e Pontos de Memória 2014. Os interessados podem se inscrever até as 23h30 (horário de Brasília) deste dia pelo Sistema Salic Web.

O Prêmio Pontos de Memória irá selecionar e premiar 47 ações desenvolvidas por iniciativas de memória e museologia social, visando reconhecer, incentivar e fomentar a continuidade e sustentabilidade na perspectiva do Programa Pontos de Memória. Destas, 44 devem ser ações desenvolvidas por grupos, povos e comunidades em âmbito nacional e três ações desenvolvidas por brasileiros residentes no exterior, que se caracterizem por ações de registro e representação da sua memória.

Já a terceira edição do Prêmio Modernização de Museus – Microprojetos, voltado ao fomento e desenvolvimento de ações destinadas à preservação e difusão do patrimônio museológico, vai premiar 20 iniciativas implementadas por instituições museológicas ou mantenedores de museus, constituídos como pessoas jurídicas de direito público estadual e municipal e pessoas jurídicas de direito privado sem fins lucrativos, com finalidade cultural, excetuando-se aquelas vinculadas à estrutura do Ministério da Cultura.

Dúvidas e outras questões devem ser enviadas para o endereço eletrônico fomento@museus.gov.br. Saiba mais.

Texto: Ascom/Ibram

Nomeada a nova diretora dos museus Ibram em Goiás

Stélia Braga Castro foi nomeada nesta semana, pelo presidente do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), Angelo Oswaldo, como nova diretora do Museu das Bandeiras e Museu de Arte Sacra da Boa Morte, no município de Goiás (GO), e Museu Casa da Princesa, em Pilar de Goiás (GO).

Stélia Braga é a nova diretora dos museus Ibram em Goiás

Stélia Castro é a nova diretora dos museus Ibram em Goiás

Nascida em Vila Velha (ES) e graduada em Geografia pela Universidade Federal de Goiás (UFG), Stélia Castro é mestre em Preservação do Patrimônio Cultural pelo Programa de Mestrado Profissional do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e, desde dezembro de 2013, atuava como chefe de Divisão Técnica do Iphan no Acre.

A candidata foi a escolhida  entre oito inscritos para ocupar a direção dos três museus, em caráter de cargo comissionado, conforme definido na Chamada Pública nº4, aberta em março deste ano.

Para a seleção, foram considerados os critérios de formação acadêmica em nível superior; experiência comprovada em gestão envolvendo atividades de relacionamento com organizações do governo ou entidades da sociedade em geral; e conhecimento das políticas públicas do setor museológico e da área de atuação do museu.

Os critérios foram aferidos através de apresentação de currículo, declaração de interesse e plano de trabalho. Além da apresentação da documentação, também foi realizada entrevista oral entre a candidata e a comissão de seleção designada.

Chamadas abertas
Até o dia 23 de novembro estão abertas Chamadas Públicas para ocupação de cargo de direção em três museus da rede Ibram: Museu Histórico Nacional, no Rio, Museu Casa da Hera, em Vassouras (RJ), e Museu Solar Monjardim, em Vitória (ES).

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Divulgação

 

CNIC de novembro aprova R$ 198 milhões para projetos na área de museus

Realizada em Manaus (AM), entre os dias entre os dias 4 e 6 deste mês, a 226ª Reunião da Comissão Nacional de Incentivo à Cultura (CNIC) aprovou a captação de cerca de R$ 198,2 milhões para o financiamento de projetos na área de museus.

Foram analisadas 33 propostas, sendo 27 apreciadas pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) e seis por outras vinculadas do Ministério da Cultura (MinC). Todas as propostas foram aprovadas.

O Ibram liberou, para as 27 propostas sob sua análise – duas delas pedidos de readequação – a captação de R$ 186.456.598,38. Para os seis projetos restantes, analisados por outras vinculadas do Sistema MinC, foi aprovada a captação de R$ 11.739.749,48. A soma total liberada totaliza R$ 198.196.347,86.

As propostas aprovadas, que contemplam em sua grande maioria o financiamento de Planos Anuais de Atividades para museus, poderão agora captar recursos via Lei Rouanet.

Formada por representantes da sociedade civil e governo, a CNIC é o órgão colegiado que tem a missão de subsidiar as decisões do Ministério da Cultura (MinC) na aprovação dos projetos culturais com vistas à captação via renúncia fiscal. Saiba mais.

Texto: Ascom/Ibram

Edital convoca entidades para indicar membros ao CNPC

Publicado hoje (10), no Diário Oficial da União, Extrato de Edital para a inscrição e a habilitação de entidades do setor de museus e memória para a formação de lista tríplice para escolha de titular e membro do setor para compor o plenário do Conselho Nacional de Políticas Culturais (CNPC).

A escolha anterior de membros pro CNPC aconteceu durante o 5º Fórum Nacional de Museus (2012)

A escolha anterior de membros pro CNPC aconteceu durante o 5º Fórum Nacional de Museus (2012)

O processo seletivo será composto de duas etapas: uma etapa inicial de inscrição e habilitação das entidades que se submeterão à processo de votação durante o 6º Fórum Nacional de Museus (FNM) – que acontece em Belém (PA), de 24 a 28 de novembro – para escolha das três entidades mais votadas, e uma etapa final de indicação de um representante das três entidades mais votadas. Acesse o edital completo.

As entidades de caráter associativo e de âmbito nacional atuantes da área de museus e memória poderão se inscrever até o dia 13 de novembro pelo endereço eletrônico eleicaocnpc@museus.gov.br. Outras informações e dúvidas sobre o edital devem ser enviadas para o mesmo endereço.

O CNPC é um órgão colegiado integrante da estrutura básica do Ministério da Cultura, e tem por finalidade propor a formulação de políticas públicas com vistas a promover a articulação e o debate dos diferentes níveis de governo e a sociedade civil organizada para o desenvolvimento e o fomento das atividades culturais no território nacional.

Texto: Divulgação
Foto: Ascom/Ibram

Matéria relacionada
CNPC: portaria do MinC ratifica Comitê Gestor do SBM como Colegiado Setorial

Parcerias: Ibram dará apoio técnico para projetos de museus goianos

Por ocasião da entrega da reforma do Museu das Bandeiras, em Goiás (GO), no último domingo (2), o presidente do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), Angelo Oswaldo, também visitou os municípios goianos de Pirenópolis e Corumbá de Goiás, onde foram pactuadas parcerias para apoio técnico do órgão aos museus locais.

Em Corumbá de Goiás, Oswaldo participou de encontro com o prefeito da cidade, Célio Fleury, e os secretários municipais de Cultura e Educação.

Durante a reunião, que contou ainda com a presença da historiadora Maria do Carmo Gouveia de Moraes, foi discutido o projeto de criação, na cidade, do Museu de Arte Sacra de Nossa Senhora da Penha de França – para o qual o Ibram assegurou o fornecimento de apoio técnico.

Representantes do Ibram e da prefeitura de Corumbá em visita à igreja reformada

Representantes do Ibram e da prefeitura de Corumbá visitaram igreja recém-restaurada

O novo museu será sediado na Igreja Matriz de Nossa Senhora da Penha de França, recém restaurada com o apoio do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

A igreja, cuja construção foi iniciada em 1750, é considerada um exemplar da arquitetura colonial dos primeiros anos de ocupação do centro-oeste brasileiro.

Patrimônio local
Em Pirenópolis, o encontro do presidente do Ibram foi com o prefeito local, Nivaldo Melo, e os secretários de Cultura, Educação e Turismo, além do colecionador Augusto César Bittencourt, criador do Museu Rodas do Tempo, que está situado na cidade e expõe acervo de bicicletas, scooters e motocicletas.

Com os encontros, o Ibram dá início à cooperação entre o órgão e os municípios de Goiás (antes Cidade de Goiás), Corumbá e Pirenópolis para apoio técnico no desenvolvimento de museus locais.

“Temos valorizado o patrimônio histórico goiano, que está na órbita de três grandes cidades – Brasília, Anápolis e Goiânia – e por isso pode incrementar a visitação aos museus da região, gerando recursos para as cidades históricas”, ressaltou Angelo Oswaldo.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Maria do Carmo Gouveia/divulgação

Matéria relacionada
Ibram recebe Museu das Bandeiras após reforma do Iphan

Nova Pesquisa Anual de Museus 2014 mobiliza o setor

Dezenas de museus e centros culturais brasileiros já participaram da Pesquisa Anual de Museus 2014, que está aberta até o dia 12 de dezembro. Iniciativa do Cadastro Nacional de Museus (CNM/Ibram) a ação objetiva um diagnóstico detalhado do setor e tem sido saudada pelo campo museal.

“Um importante instrumento para que o Brasil possa conhecer melhor os seus museus e poder criar uma política cultural para a área”, resumiu o responsável pelas informações do Museu de História e Ciências Naturais de Além Paraíba (MG), um dos primeiros a colaborar com a pesquisa.

Uma das peças da campanha do CNM para a nova pesquisa

Uma das peças da campanha do CNM na internet para o preenchimento da nova pesquisa

O Museu de Timbaúba (PE), que também já respondeu à pesquisa, destacou em mensagem a importância da iniciativa para a visibilidade e apoio aos museus participantes: “Grande satisfação em participar e anseio de conseguir parcerias para orientação no setor”, diz  o representante do museu.

O fácil preenchimento da Pesquisa Anual de Museus motivou mensagem de parabéns encaminhada pela Associação Cultural Beato José de Oliveira, em São Paulo (SP).

Já a equipe do Museu Municipal de Muitos Capões (RS) expressou que o questionário “é de suma importância para percebermos o que já temos e o que ainda precisamos melhorar para ofertarmos um serviço de qualidade”.

A pesquisa, aberta no início de outubro, é a primeira que o CNM, criado em 2006, realiza utilizando uma nova plataforma de dados, sendo parte de uma estratégia que objetiva aumentar o espectro e a consistência das informações levantadas sobre os museus brasileiros.

Como participar
Caso o seu museu ainda não tenha respondido à pesquisa, acesse o questionário na página do Cadastro Nacional de Museus. Confira antes o Manual de Preenchimento da pesquisa. O questionário em formato texto também está disponível para facilitar o preenchimento na plataforma online.

Texto: Ascom/Ibram

Ibermuseus: Brasil aprova linha de ação voltada à sustentabilidade de museus

A delegação que representou o Brasil no VIII Encontro Ibero-Americano de Museus, realizado em Lisboa (Portugal) entre os dias 13 e 15 de outubro, regressou ao país com motivos para comemorar.

Proposta do Brasil foi aprovada em reunião em Lisboa

Além de três instituições culturais brasileiras terem sido premiadas na quinta edição do Prêmio Ibero-Americano de Educação e Museus, o Brasil teve aprovada em reunião do Comitê Intergovernalmental do programa, ocorrida após o encontro, a proposta de uma nova linha de ação, no âmbito do Programa Ibermuseus, voltada à sustentabilidade das instituições museológicas dos países que integram o grupo.

Concebida pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), a nova linha objetiva municiar os museus com um elenco de informações e instrumentos que garantam o desenvolvimento sustentável de suas atividades e lhes permitam responder aos desafios que a contemporaneidade coloca à sua manutenção, a exemplo das crises econômicas.

Respostas criativas
“Queremos formar uma cultura da sustentabilidade através de programas e práticas que levem os museus a uma promoção de respostas adequadas e criativas que garantam sua continuidade”, explica o presidente do Ibram, Angelo Oswaldo – que também ocupa, na atual gestão, a presidência do Programa Ibermuseus.

A nova linha de ação vai contar com orçamento de US$ 60 mil para sua implantação, que foram assegurados no âmbito da aprovação do Plano Estratégico do Programa Ibermuseus para o ano de 2015, realizada durante o encontro. Coordenados pelo Ibram, os trabalhos nesta nova linha serão determinados por uma mesa técnica, que terá sua primeira reunião no primeiro semestre do ano que vem.

Formado por 22 países da América Latina e Península Ibérica, o Programa Ibermuseus já conta com seis linhas de ação: Ação Educativa; Programa de Apoio ao Patrimônio Museológico em Situação de Risco; Programa de Apoio a Projetos de Curadoria; Observatório Ibero-Americano de Museus; Programa de Formação e Capacitação; e Projetos Multilaterais. Saiba mais.

Fonte e foto: Divulgação Ibermuseus
Texto: Ascom/Ibram

Página 18 de 55« Primeira...10...1617181920...304050...Última »