Página 17 de 55« Primeira...10...1516171819...304050...Última »

Receita notificará Ibram sobre bens abandonados com valor cultural

Escultura apreendida pela Receita integra o acervo do Museu da Abolição/Ibram desde 2012

A Secretaria da Receita Federal do Brasil (RFB) deverá notificar o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) sobre a disponibilidade de mercadoria abandonada, entregue à Fazenda Nacional ou objeto de pena de perdimento, quando houver indícios de que se trate de bem de valor cultural, artístico ou histórico.

Os procedimentos a serem adotados nestes casos foram dispostos em Portaria Interministerial, dos ministérios da Fazenda e da Cultura, publicada no Diário Oficial da União (DOU) no dia 19 dezembro.

Segundo a portaria, a RFB notificará o instituto sobre a existência do bem, permitindo o acesso de técnicos para fins de vistoria.

O Ibram deverá se manifestar quanto ao interesse na incorporação do bem no prazo de 45 dias, contados da data da notificação, prorrogável uma única vez por igual período.

A ausência de manifestação do Ibram no prazo de 45 dias ou, caso solicitada a prorrogação, configura-se desinteresse na destinação do bem, liberando a mercadoria para outra destinação.

As informações relativas às mercadorias objeto de notificação ficarão restritas aos envolvidos nos procedimentos de que trata a portaria, até a sua retirada do depósito. Confira o documento na íntegra.

Lei anterior
Em 2013, a presidenta Dilma Rousseff sancionou a Lei nº 12.840, que dispõe sobre a destinação de bens de valor cultural, artístico ou histórico apreendidos pela Receita Federal, cedidos à União como pagamento de dívidas ou que tenham sido abandonados, aos museus brasileiros.

A guarda e a administração de bens deste tipo poderão ser concedidas a museus federais, estaduais ou municipais – tendo as instituições museológicas federais preferência. O Conselho Consultivo do Patrimônio Museológico do Ibram será ouvido previamente sobre a conveniência de se destinar determinado bem a museus. Saiba mais.

Trabalho do artista brasileiro Sérgio Camargo também será exposta no MNBA

Obras no MNBA
Em 2012, o Museu da Abolição, que integra a rede de museus Ibram em Recife (PE), recebeu pela primeira vez uma obra de arte apreendida pela Receita Federal em aeroporto de São Paulo: a escultura Samburu Dance I, da artista holandesa Marianne Houtkamp.

Outro resultado da parceria entre a Receita Federal e o Ibram poderá ser conferido gratuitamente pelo público a partir do dia 13, no Museu Nacional de Belas Artes/Ibram, no Rio, quando o museu vai receber oficialmente 20 obras apreendidas e que serão exibidas temporariamente na exposição Apreensões e Objetos do desejo: obras doadas pela Receita Federal ao MNBA.

O museu estava como fiel depositário das obras desde sua apreensão, em abril do ano passado, com o objetivo de mantê-las preservadas até o encerramento legal do processo de perdimento. O lote traz obras de artistas nacionais, como Beatriz Milhazes e Cildo Meireles, e estrangeiros, como Anish Kapoor e Antony Gormley.

Texto: Ascom/Ibram
Fotos: Divulgação

Gestão: Angelo Oswaldo deixa a presidência do Ibram no dia 31

O atual presidente do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), Angelo Oswaldo de Araujo Santos, informou hoje (23) que deixará a presidência da autarquia federal, ligada ao Ministério da Cultura (MinC), no dia 31 de dezembro.

Atendendo ao convite do governador eleito de Minas Gerais (MG), Fernando Pimentel, e com respaldo da presidenta Dilma Rousseff, Oswaldo irá assumir o cargo de Secretário de Estado de Cultura de Minas Gerais.

Angelo Oswaldo ocupará cargo no próximo governo de Minas Gerais

Angelo Oswaldo ocupará a Secretaria de Cultura no próximo governo de Minas Gerais

Em comunicado enviado por e-mail a todos os servidores do Ibram, na tarde de hoje, Oswaldo fez um breve balanço de sua gestão, iniciada em julho de 2013, dizendo-se “feliz” por verificar “um saldo positivo de muito trabalho e empenho nas metas da instituição e no revigoramento do campo museológico brasileiro”.

“Nossa gestão foi pautada pelo diálogo e pela harmonia entre todos os protagonistas do campo museal”, reforça no texto. “Promovemos a concórdia e o entendimento entre as partes, interna e externamente. Enfatizamos o papel primordial dos museus e valorizamos a museologia social”.

Angelo Oswaldo lembra ainda que o Ibram, criado em 2009, “é um projeto em andamento, muito recente e rico em possibilidades de êxito”, caso se saiba” vencer as amarras e alcançar metas que desenham uma política pública de museus”.

E conclui: “Conservação de museus é uma coisa, conservadorismo de atitudes é outra. Sejamos ousados, busquemos inovar e crescer com todos os museus brasileiros”.

O próximo presidente do Ibram deverá ser conhecido quando da decisão, por parte da Presidência da República, sobre quem assumirá o Ministério da Cultura – atualmente sob gestão interina de Ana Cristina Wanzeler.

Texto e foto: Ascom/Ibram

Matéria relacionada
Angelo Oswaldo é o novo presidente do Instituto Brasileiro de Museus

Comunicação: boletim e-Museus retorna na segunda semana de janeiro

Por conta dos feriados e recessos de fim de ano, o boletim eletrônico e-Museus, publicado semanalmente pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), não terá edições nos dias 26 de dezembro de 2014 e 2 de janeiro de 2015.

O envio do boletim por e-mail, assim como sua disponibilização na página do Ibram, volta ao normal na segunda semana de 2015: a primeira edição do ano será enviada no dia 9 de janeiro (sexta-feira).

Sugestões de conteúdo para as seções Notícias, Agenda e Cursos e Oficinas podem ser encaminhadas para o endereço ascom@museus.gov.br.

Da mesma forma, a página do Ibram na internet e as redes sociais Twitter, Facebook e Google+ não terão atualizações entre os dias 30 de dezembro de 2014 e 4 de janeiro de 2015.

Texto: Ascom/Ibram

Dia do Museólogo celebra 30 anos de regulamentação da profissão em 2014

Nesta quinta-feira (18), comemora-se no Brasil o Dia do Museólogo.

No ano em que se comemora os 30 anos da lei que regulamentou a profissão, o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) saúda os profissionais que cumprem papel essencial para a conservação, pesquisa, interpretação, exposição e difusão dos conjuntos e coleções musealizados brasileiros, assegurando a preservação das memórias e identidades do país.

Nestas três décadas, o campo profissional da Museologia acumula muitas conquistas, também impulsionadas pelo lançamento da Política Nacional de Museus, em 2003, a própria criação do Dia do Museólogo, em 2004, a e a criação do Ibram, em 2009.

Para Angelo Oswaldo

Para Angelo Oswaldo, a contribuição dos museólogos é decisiva para a relevância social e cultural dos museus no Brasil

O advento de novos cursos de Museologia – hoje são 14 cursos de graduação, três de mestrado e um de doutorado, segundo o Conselho Federal de Museologia (Cofem) –, a ampliação do mercado de trabalho para a profissão, o lançamento de editais e publicações específicos, e o aumento considerável de inscrições nos conselhos de classe da área são avanços visíveis no processo de qualificação do setor.

Desafios
“Nesta data devemos refletir sobre o caminho até aqui trilhado por todos os colegas que fizeram com que a profissão se dignificasse e alcançasse um patamar de reconhecimento ímpar”, avalia o museólogo André Angulo, servidor do Museu da República/Ibram, no Rio, e integrante da atual diretoria do Cofem. “E falo não só sobre estes últimos trinta anos, mas nos mais de oitenta anos de formação destes profissionais no Brasil”, completa.

Angulo lembra que ainda há desafios que pedem mobilização dos profissionais da área para o seu enfrentamento, como é o caso das melhorias nas condições de remuneração e trabalho. “Chegamos até aqui com a força de trabalho de uns poucos. Se formos mais pessoas, mais longe chegaremos”, aposta.

Contribuição
Para o presidente do Ibram, Angelo Oswaldo, os museólogos oferecem uma contribuição decisiva ao movimento que coloca o museu no centro da cena cultural contemporânea.

” O profissional da Museologia faz do museu um espaço imprescindível ao desenvolvimento da cultura, educação, economia e turismo, bem como aos avanços na construção da cidadania, na inclusão social e na qualificação urbana”, elenca.

Angelo Oswaldo lembrou ainda que o Ibram veio se integrar ao esforço dos museólogos brasileiros em favor de oportunidades e condições dignas da profissão, compatíveis com as necessidades da vida cultural do país.

“Numa rede de solidariedade, sustentada pelo diálogo e pela soma de experiências, buscamos acelerar o processo que consagra o museu como uma instituição referencial nas mais diversas perspectivas da realidade brasileira. O que inclui o pleno exercício do papel insubstituível do museólogo em toda a extensão do nosso campo”, conclui.

Texto e foto: Ascom/Ibram

Matéria relacionada
Centenário da museóloga Lygia Martins Costa é celebrado este ano

Ibram lança edital para a edição 2015 do intercâmbio Brasil-França

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) publicou hoje (17), no Diário Oficial da União, convocatória para a seleção de estudantes brasileiros interessados em participar do Intercâmbio Brasil-França 2015 – realizado em parceria com a Escola do Louvre, na França.

Escola do Louvre: intercâmbio Brasil-França começou em 2012

Escola do Louvre: intercâmbio Brasil-França começou em 2013

O edital vai selecionar até três estudantes de mestrado ou doutorado brasileiros, nas áreas de Museologia, História da Arte, Arqueologia, Antropologia e Etnologia, para participar, na cidade de Paris, de formação no Seminário Internacional de Verão de Museologia (Siem), durante duas semanas, e  de estágio em museus franceses, nas outras dez semanas. Duas vagas são destinadas ao público em geral e uma para servidores do Ibram.

O objetivo do intercâmbio, que está em sua segunda edição, é permitir aos estudantes adquirir conhecimentos práticos e experiências relevantes junto aos profissionais franceses nas suas respectivas áreas de atuação. O período de permanência na França será entre 31 de agosto e 30 de novembro de 2015.

Os selecionados recebem bolsas cujos valores terão como base a Portaria nº 174 da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) – modalidade Capacitação. A vaga destinada a servidor do Ibram seguirá a legislação federal relativa a afastamentos do país.

A seleção, para todos os inscritos, se desenvolverá em três fases: verificação da consistência documental, análise de mérito e seleção dos três finalistas. As duas primeiras fases são de caráter eliminatório, sendo que a segunda se revestirá também de caráter classificatório. Confira o edital na íntegra e seus anexos.

As inscrições, que ficam abertas entre 1º de fevereiro e 16 de março de 2015, são gratuitas e devem ser enviadas, incluindo toda a documentação solicitada no edital, para o endereço eletrônico asint.selecao@museus.gov.br. Dúvidas e outras questões devem ser enviadas para o mesmo endereço.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Internet/divulgação

Matéria relacionada
Intercâmbio: museus franceses recebem brasileiras para estágio

Preenchimento da Pesquisa Anual de Museus 2014 vai agora até 12 de janeiro

Após solicitação de sistemas municipais e estaduais de museus do Brasil, o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) prorrogou, até 12 de janeiro de 2015, o prazo para respostas ao questionário da Pesquisa Anual de Museus (PAM) 2014.

Peça da campanha de divulgação na PAM 2014

Peça da campanha de divulgação da PAM 2014

A nova pesquisa se propõe a traçar um diagnóstico detalhado do setor museal brasileiro, trazendo dados sobre acessibilidade, acervo museológico, gestão de pessoas, orçamento, dentre outros aspectos.

Esta é a primeira pesquisa que o Cadastro Nacional de Museus (CNM), criado em 2006, realiza utilizando nova plataforma de dados, parte de uma estratégia que tem por objetivo aumentar o espectro e a consistência das informações levantadas.

Dados e publicações
“A pesquisa é fundamental para o diagnóstico do setor museal brasileiro, para o estabelecimento de indicadores, para a construção de séries históricas e para o monitoramento de políticas públicas”, explica a coordenadora de Produção e Análise da Informação do Ibram, Karla Uzêda.

Em oito anos de operação, o CNM já mapeou mais de 3,4 mil instituições museológicas em todo o Brasil. Os dados permitiram a estruturação de duas publicações em 2011: Guia dos Museus Brasileiros e Museus em Números – esta última, o primeiro estudo estatístico sobre os museus brasileiros.

As informações públicas do CNM também já alcançaram projeção internacional: a disponibilidade de dados sobre o tema ajudou divulgar nossos museus mundo afora ao colocar o Brasil entre os países com maior volume de visitação a exposições. Confira as orientações gerais para preencher a PAM 2014. E Saiba mais sobre o Cadastro Nacional de Museus.

Matéria relacionada
Nova Pesquisa Anual de Museus 2014 mobiliza o setor

Última CNIC do ano aprova captação de R$ 99,5 milhões para a área de museus

A 227ª Reunião da Comissão Nacional de Incentivo à Cultura (CNIC), ocorrida em Brasília (DF), entre os dias 2 e 4 de dezembro, aprovou a captação de cerca de R$ 99,5 milhões para o financiamento de projetos na área de museus.

Foram analisados 43 projetos no total, sendo 27 encaminhados à reunião e avaliados pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) e 16 por outras vinculadas do Ministério da Cultura (MinC). Todas as propostas foram aprovadas.

Para os 27 projetos analisados pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), seis dos quais sendo pedidos de readequação, foi aprovada a captação de R$ 70.388.378,23.

Já os 16 projetos analisados por outras vinculadas do Sistema do Ministério da Cultura (MinC) tiveram aprovados a captação de R$ 29.133.876,15. O valor total aprovado soma R$ 99.522.254,38.

As propostas contemplam em sua maioria Planos Anuais de Atividades, além da realização de exposições e ações educativas, entre outras, que poderão agora captar recursos via mecanismo de renúncia fiscal da Lei Rouanet. Confira a lista completa dos aprovados.

Formada por representantes da sociedade civil e governo, a CNIC é o órgão colegiado que tem a missão de subsidiar as decisões do Ministério da Cultura (MinC) na aprovação dos projetos culturais com vistas à captação via renúncia fiscal. Saiba mais.

Texto: Ascom/Ibram

Ibram abre inscrições para atividades durante a Semana de Museus 2015

Cartaz do Dia Internacional de Museus 2015

Museus para uma sociedade sustentável: esse é o mote para a 13ª edição da Semana de Museus, que acontecerá em todo o Brasil entre os dias 18 e 24 de maio de 2015.

As inscrições de atividades para museus e entidades culturais de todo o país estão abertas até o dia 22 de fevereiro na página do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) – autarquia federal vinculada ao Ministério da Cultura (MinC).

A partir do tema escolhido anualmente pelo Conselho Internacional de Museus (Icom), para comemorar o Dia Internacional de Museus (18 de maio), o Ibram coordena uma programação dedicada a celebrar a data, reunindo um leque diversificado de atividades.

Em 2014, por exemplo, 1.337 instituições realizam mais de quatro mil ações sob o tema Museus: coleções criam conexões, entre os dias 12 e 18 de maio.

A realização das atividades a cada ano fica sob responsabilidade da instituição que as inscrever, bem como a viabilização para que ocorram.

Ao Ibram cabe divulgar a programação nacional da 13ª Semana de Museus, além de produzir e distribuir a versão impressa do Guia de Programação nacional a todas as entidades participantes e disponibilizar em seu sítio web uma versão digital para acesso do público. Saiba mais.

Museus e melhores práticas
Segundo o Icom, “um dos desafios contemporâneos mais importantes, compartilhado por pessoas em todo o mundo, é adaptar-se às novas formas de vida e desenvolvimento dentro dos limites da natureza”. Para isso, novas formas de pensamento e ação são necessárias na transição para uma sociedade sustentável.

Atividade voltada ao público infantil do Museu Casa da Hera/Ibram, em Vassouras (RJ), durante a Semana de Museus 2014

E qual seria o papel dos museus neste contexto? “Os museus têm um papel essencial nessa transição, promovendo desenvolvimento sustentável e servindo como laboratório para  melhores práticas”, afirma o texto explicativo do Icom.

“O tema Museus para uma sociedade sustentável reconhece o papel dos museus no crescimento do interesse do público em uma sociedade que desperdice menos, seja mais cooperativa e que utilize seus recursos respeitando os sistemas vivos”.

Crescimento anual
Desde 2012, a Coordenação de Estudos Socioeconômicos do Ibram realiza pesquisa para avaliar o impacto da Semana de Museus junto às instituições participantes. Em 2013, durante a 11ª edição do evento nacional, pelo menos 1,6 mil empregos foram gerados, revelou a pesquisa.

Dentre os dados de 2014, destaca-se o aumento em 103% no número de visitantes no período de 12 a 18 de maio. A pesquisa completa de 2014 será divulgada em breve. Confira as anteriores.

Dúvidas sobre a inscrição de atividades ou outras questões sobre a 13ª Semana de Museus devem ser enviadas para o endereço eletrônico semana@museus.gov.br.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Divulgação Casa da Hera

Rio 450 anos: museus cariocas integrarão atividades comemorativas

Nesta sexta (5), o presidente do Instituto Brasileiro de Museus, Angelo Oswaldo, e o prefeito do Rio, Eduardo Paes, assinaram convênio que formaliza a criação do Passaporte Museus Cariocas em cerimônia no Palácio da Cidade, às 10h.

Logomarca oficial das celebrações dos 450 anos do Rio

Logomarca oficial das celebrações dos 450 anos do Rio

Integrado a um conjunto amplo de atividades comemorativas aos 450 anos do Rio, que decorre entre 31 de dezembro de 2014 e 1º de março de 2016, o passaporte dará ao público acesso a cerca de 40 museus cariocas de forma gratuita, em determinados dias da semana, ou a obtenção de descontos nos ingressos.

“O evento tem um papel relevante para a difusão dos valores cariocas e acontece em um momento importante para a cidade, que sediará os Jogos Olímpicos em 2016″, diz Angelo Oswaldo.

Na cerimônia foram anunciadas ainda as seis categorias de eventos e as demais iniciativas âncora, assim como o Passaporte Carioca, que integram o Calendário Comemorativo. Saiba mais.

Novo museu em Paraty
Já às 16h da sexta (5),  desta vez na Casa de Cultura de Paraty, no litoral fluminense, Angelo Oswaldo participa da Jornada de Debates Histórias e Ofícios do Território, que marca a abertura do Museu do Território, cuja missão será pesquisar, documentar, interpretar e comunicar o processo de transformação territorial da cidade de Paraty.

Com mediação do jornalista Paulo Werneck  e do pesquisador Alexandre Pimentel, o presidente do Ibram falará sobre o patrimônio material e imaterial que caracterizam a cidade.

Em palestra na cidade em 2013, Angelo Oswaldo lembrou que a integração entre acervo cultural, paisagem e natureza podem dar condições para a histórica cidade vir a ser reconhecida como Patrimônio da Humanidade – assim como foram Olinda (PE) e Ouro Preto (MG).

Texto: Ascom/Ibram
Imagem: Divulgação Rio 450

Matéria relacionada
Rio 450 anos: Ibram apoiará comitê na mobilização de museus cariocas

Rio Grande do Sul sediará a sétima edição do FNM em 2016

Simone Flores (RS) e David Kasseker (SP) apresentam as candidaturas de seus estados para o FNM 2016

Simone Flores (RS) e Davidson Kaseker (SP) apresentam as candidaturas de seus estados para o FNM 2016

Nesta sexta-feira (28), o 6º Fórum Nacional de Museus (FNM) chegou ao fim em Belém (PA). Na conclusão dos trabalhos, os participantes escolheram o próximo estado a sediar o evento em 2016: Rio Grande do Sul.

Com votação simbólica apertada, o estado ganhou sobre São Paulo na preferência do público. Será a segunda vez que o fórum acontecerá no Sul do Brasil – o 3º FNM aconteceu em Florianópolis (SC) em 2008.

Mais de 700 pessoas se inscreveram para participar do evento que, pela primeira vez, foi realizado na região norte do país. Segundo o presidente do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), Angelo Oswaldo, o evento foi muito positivo.

“O Fórum Nacional de Museus se concluiu com clima de vibração. Foi um momento muito rico, com painéis, conferências, encontros, minicursos, Teia da Memória: os participantes voltam energizados para sua missão nos museus e nos pontos de memória em todo o Brasil,” exultou Angelo Oswaldo.

Na cerimônia de encerramento, também foi anunciado o resultado da votação – que se deu entre os dias 25 e 27 de novembro – para definir quais as entidades que indicarão membros para representar os setores de museus e memória no Conselho Nacional de Políticas Culturais (CNPC).

PNEM: Rafaela Gueiros, da equipe do Ibram, fez a leitura da Carta de Belém

PNEM: Rafaela Gueiros, da equipe do Ibram, fez a leitura da Carta de Belém

O Conselho Federal de Museologia (Cofem) recebeu 126 votos; já o Comitê Brasileiro do Conselho Internacional de Museus (Icom-BR) obteve 117 votos. Quatro pessoas votaram em branco. Agora o resultado será encaminhado ao Ministério da Cultura (MinC) para que a atual ministra indique o representante no prazo de sete dias corridos.

PNSM e PNEM
Ainda durante o FNM 2014, o Plano Nacional Setorial de Museus (PNSM) passou por sua primeira revisão. Os participantes do Fórum se reuniram, na última quinta-feira (27), em oito grupos para elaborar indicadores para as diretrizes do Plano. Os resultados desse trabalho foram apresentados e aprovados por todos no encerramento do Fórum.

“As discussões foram muito produtivas, e nós conseguimos sair com um material de alta qualidade em pouco tempo,” avaliou o consultor Alexandre Borges, contratado pelo Ibram para esse trabalho de revisão do PNSM.

Por fim, foi lida no auditório a Carta de Belém, escrita pelos participantes do Encontro Nacional do Programa Nacional de Educação Museal – que passaria a ser chamado de Política Nacional de Educação Museal, após discussões com o Ibram. Essa carta estabelece os princípios norteadores dessa política e solicita um novo encontro nacional para o segundo semestre de 2015.

Texto e fotos: Ascom/Ibram
Última edição: 1º.12.2014

Página 17 de 55« Primeira...10...1516171819...304050...Última »