Página 11 de 55« Primeira...910111213...203040...Última »

Costa Rica sedia a edição 2016 do Encontro Ibero-Americano de Museus

O Museo del Jade y de la Cultura Precolombina, na cidade de San José (Costa Rica), sedia o 9º Encontro Ibero-Americano de Museus (EIM 2016) entre os dias 24 e 26 de novembro.

O evento reúne representantes de museus da região ibero-americana para a troca de experiências, discussão de assuntos de interesse mútuo de cooperação e o estabelecimento de ações conjuntas para o setor museológico da região.

Realizado pelo Programa Ibermuseus e pelo Ministério da Cultura e Juventude da Costa Rica, com o apoio da Secretaria Geral Ibero-Americana e da Organização dos Estados Ibero-Americanos, pela primeira vez o encontro acontece em um país da América Central, que se integrou ao Comitê Intergovernamental do Programa Ibermuseus em 2015.

Cooperação tem destaque
Com o tema Tecendo a Cooperação entre Museus, o EIM 2016 tem como objetivo fomentar a criação de redes interinstitucionais entre agentes museais na região ibero-americana, propiciar o diálogo sobre as políticas públicas de museus e sua sustentabilidade socioeconômica, além de gerar um espaço de reflexão sobre a Carta Cultural Ibero-Americana – a quase dez anos de sua criação.

Logo_IbermuseusNesta edição, participam representantes de alto nível de organismos de cooperação internacional, assim como museólogos, gestores, acadêmicos e pesquisadores ibero-americanos.

Marcelo Araujo, presidente do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), representa o Brasil no EIM 2016 e realiza, no dia 25, a Conferência magistral sob o tema Sustentabilidade socioeconômica dos museus.

O programa inclui atividades abertas à participação do público, com inscrição prévia. Confira a programação completa e saiba como participar na página do Programa Ibermuseus.

Para quem não puder participar presencialmente, acontecerá a transmissão de parte do evento via streaming, com acesso por meio do portal web Ibermuseus.

Texto: Divulgação Ibermuseus
Edição: Ascom/Ibram

Ibram divulga resultados da pesquisa sobre a Semana de Museus 2016

As instituições que participaram da 14ª Semana de Museus tiveram um aumento de 79% no número de visitantes entre os dias 16 e 22 de maio.

Cartaz da Semana de Museus 2016

Cartaz da Semana de Museus 2016

Este é um dos resultados apresentados na pesquisa sobre a Semana de Museus 2016, a partir da resposta de 482 museus de todo o país, lançada hoje (11) pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram).

O objetivo é avaliar o impacto da temporada nacional de eventos, que acontece no primeiro semestre de cada ano para celebrar o Dia Internacional de Museus (18 de maio).

34% dos museus brasileiros cadastrados juntos ao Ibram (3.646 até julho) desenvolveram no período da Semana de Museus deste ano atividades sob o tema Museus e Paisagens Culturais. A maior participação foi de museus municipais (39%), seguida por museus privados (26%).

Em relação ao impacto econômico, houve um crescimento de 21% na geração de emprego e renda no campo museal, especialmente no quesito contratação de recursos humanos. Confira a pesquisa na íntegra.

Além dos números, os resultados da pesquisa, realizada desde 2011, também permitem avaliar o direcionamento dado pelo Ibram para a atividade anual, assim como permitem a gestores municipais, estaduais e federais ajustarem suas ações em prol do desenvolvimento e consolidação do setor de museus no país. Conheça as pesquisas anteriores da Semana de Museus realizadas pelo Ibram.

15ª Semana de Museus
“Museus e histórias controversas: dizer o indizível em museus” (Museums and contested histories: saying the unspeakable in museums, em inglês) é o tema definido pelo Conselho Internacional de Museus (Icom) para o Dia Internacional de Museus 2017 – celebrado em 18 de maio.

Nas próximas semanas, o Ibram definirá o período de realização da Semana de Museus 2017, assim como dará início ao processo de inscrições de atividades por parte das instituições interessadas em participar.

Texto: Ascom/Ibram

Presidente do Ibram participa na China de Fórum de Alto Nível da Unesco

O presidente do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), Marcelo Araujo,  está em viagem à China, entre os dias 5 e 14 de novembro, para participar do Fórum de Alto Nível da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) sobre museus.

Marcelo Araujo é presidente do Instituto Brasileiro de Museus

Marcelo Araujo é presidente do Instituto Brasileiro de Museus

O evento, que acontece em Shenzhen (China) de 9 a 12 deste mês, vai reunir especialistas em museus com o objetivo de contribuir com estratégias para implementar as orientações que constam na Recomendação Unesco sobre a Promoção e Proteção de Museus e Coleções.

Protagonismo brasileiro
A recomendação teve origem em uma proposta feita pelo Ibram em 2012 e aprovada em 2015, durante a 38ª Conferência Geral da Unesco. Ainda que não vinculante, a recomendação é um pilar das políticas públicas de museus para as próximas décadas.

Seu foco é o reforço das práticas existentes para manter a integridade das coleções, e o fornecimento de orientação para as funções de museus, adaptando os seus objetivos para resolver os urgentes desafios contemporâneos.

“Temos um interesse muito grande de prosseguir nesse protagonismo”, explica Araujo. “O fórum discute estratégias para essas diretrizes. A ida para a China tem objetivo de relatar a postura brasileira em face da recomendação, além de debater com outros profissionais as iniciativas levadas a cabo. O grande pano de fundo é o novo papel dos museus como instrumento de desenvolvimento”, ressalta o presidente do Ibram. Continue lendo no portal do Ministério da Cultura.

Texto: Ascom/MinC
Foto: Ascom/Ibram

Educação: Ibram divulga resultado final do Prêmio Darcy Ribeiro 2015

O resultado final da edição 2015 do Prêmio Darcy Ribeiro foi publicado hoje (3) no Diário Oficial da União (DOU).

Voltado para a valorização e reconhecimento de práticas e ações de educação museal, com foco no patrimônio cultural, o prêmio recebeu 51 inscrições no total. 26 das propostas foram examinadas pela comissão de seleção na segunda fase – e as nove primeiras classificadas serão premiadas. Confira todas as fases do edital.

Foram premiados projetos de seis diferentes estados, contemplando 3 regiões do país: Centro-Oeste, Nordeste e Sudeste. Cada um receberá R$ 10 mil.

As instituições selecionadas devem encaminhar a documentação complementar em até 10 dias, conforme o item 10 do edital. O resultado será comunicado por meio eletrônico aos selecionados, sem prejuízo do início da contagem dos prazos.

Cabe recurso da decisão da comissão de seleção, que deve ser interposto no prazo de até cinco dias úteis, a partir da publicação do DOU.

O Formulário de Recurso ( anexo II do edital) deve ser enviado, exclusivamente, via e-mail para o endereço eletrônico recurso.selecao@museus.gov.br, identificado com o assunto “Recurso de Seleção Prêmio Darcy Ribeiro 2015”.

Dúvidas e outras questões devem ser enviadas para cff@museus.gov.br.

Texto: Ascom/Ibram

British Council promove conferência internacional sobre museus no Rio

“Museus para quê?” é o tema da conferência internacional que o British Council no Brasil realiza, nos dias 21 e 22 de novembro, no auditório do Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro (RJ).

Conferência internacional acontece no Museu do Amanhã no Rio

Conferência internacional acontece no Museu do Amanhã no Rio

O foco da conferência será o papel social dos museus e sua integração às causas mais contemporâneas e urgentes da sociedade: ativismo social, políticas públicas, engajamento de públicos, inovação, mídias e sustentabilidade são temas para palestrantes do Reino Unido, Brasil e Itália.

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) será representado pela diretora de Difusão, Fomento e Economia dos Museus, Eneida Braga Rocha, no painel Políticas Públicas: o que elas podem fazer por todos?.

Confira a programação completa. O evento contará com tradução simultânea. As inscrições são gratuitas e já estão abertas.

Programa Transform
A conferência “Museus para quê?” celebra quatro anos (2012-2016) do Programa Transform de Museus – plataforma de diálogo sobre as melhores práticas, intercâmbio de conhecimento e parcerias entre instituições no setor museológico.

Mais de 200 instituições participaram de visitas de estudo temáticos no Reino Unido e no Brasil, assim como seminários, workshops, cursos de formação, pesquisas e parcerias entre museus. Conheça a plataforma do British Council e leia entrevista realizada pelo programa com o presidente do Ibram, Marcelo Araujo, com o tema “A arte transforma a vida”.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Bryan Prujansky/Museu do Amanhã

Marcelo Araujo realiza visitas técnicas a museus Ibram no Rio de Janeiro

O Presidente do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), Marcelo Araujo está em viagem ao Rio de Janeiro, onde realiza visitas técnicas ao Museu Casa de Benjamin Constant, no Rio, e aos museus Imperial e Palácio Rio Negro, em Petrópolis, e se reúne com os diretores e equipes das instituições.

Marcelo Araujo em visita, hoje pela manhã, ao Museu Casa de Benjamin Constant, no bairro de Santa Teresa (Rio)

Para Araujo, é fundamental conhecer de perto a realidade dos museus que integram a rede Ibram e pensar o instituto como uma “equipe única e integrada”, capaz de desenvolver projetos transversais.

“Busco uma gestão mais próxima e forte entre as equipes. Essas visitas são importantes para conhecer de perto e conversar com os servidores de cada museu”, acredita o presidente do Ibram.

Esta é a segunda viagem de Marcelo Araujo aos museus federais da rede após assumir a presidência do Ibram.

No mês passado, ele esteve em Minas Gerais, onde conheceu e conversou com os servidores do Museu do Ouro, em Sabará, Museu Regional de Caeté e Museu da Inconfidência, em Ouro Preto.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Museu Casa de Benjamin Constant/Divulgação

Tese de pesquisador do Ibram sobre arte e loucura é premiada pela CAPES

euripedes

Tese é resultado de nove anos de pesquisa do museólogo, que é responsável pelo setor de esculturas do Museu Nacional de Belas Artes (MNBA).

Berço de Arthur Bispo do Rosário (1909-1989) – interno durante mais de 50 anos na Colônia Juliano Moreira, no Rio de Janeiro (RJ), cuja obra vanguardista desperta amplo interesse internacional – e Nise da Silveira (1905-1999), psiquiatra pioneira na utilização da arte como recurso terapêutico, o Brasil detém o maior acervo mundial de obras produzidas por pacientes internados em hospitais psiquiátricos.

O assunto é tema central da tese “Do asilo ao museu: ciência e arte nas coleções da loucura”, defendida em 2015 pelo museólogo Eurípedes Gomes da Cruz Jr., que acaba de ser reconhecida pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) com a outorga de Menção Honrosa do Prêmio Capes de Tese 2016, na área de Ciências Sociais Aplicadas.

A tese é resultado de nove anos de pesquisa, entre mestrado e doutorado, do também compositor, arranjador e maestro, que é responsável pelo setor de esculturas do Museu Nacional de Belas Artes (MNBA), vinculado ao Instituto Brasileiro de Museus (Ibram). Antes disso, o autor trabalhou durante 30 anos no Museu de Imagens do Inconsciente, criado por iniciativa de Nise da Silveira, onde foi vice-diretor por 10 anos.

Pioneirismo
Realizado junto ao Programa de Pós-Graduação em Museologia e Patrimônio da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio), o trabalho, considerado pioneiro nesta seara, destaca o papel da Museologia para integrar à História da Arte parcela significativa de criadores dela excluídos, em âmbito brasileiro, por conta de marginalização social causada por diversos motivos.

“Meu foco situa-se mais nas coleções que abrigam obras de pessoas rotuladas como loucas, mas também abre indagações sobre as questões éticas trazidas pela exposição desses trabalhos e seus autores que são estendidas a outras categorias de artistas que não pertencem aos círculos estabelecidos pelo campo tradicional da arte”, explica o pesquisador.

Com extensa revisão bibliográfica – fruto de oito meses de pesquisa em bibliotecas e museus no exterior – sobre o que foi produzido acerca do assunto nos campos da Ciência e da Arte, o trabalho, que também abarca a história das primeiras exposições com esta temática realizadas no Brasil, tenciona servir de referência na indicação de pistas e fontes para os pesquisadores do campo.

A entrega do prêmio acontecerá em cerimônia na sede da CAPES, em Brasília (DF), no dia 14 de dezembro. Durante o evento, os outorgados com menção honrosa serão destacados. A tese de Eurípedes Gomes da Cruz Jr. pode ser baixada e lida, na integra, na página do Programa de Pós-Graduação em Museologia da Unirio/MAST.

Documentário revela a trajetória do mecenas Raymundo de Castro Maya

Já está disponível na internet o documentário Castro Maya, dirigido pelo cineasta carioca Sylvio Tendler, que conta a relação de Raymundo Ottoni de Castro Maya (1884-1968) com a cultura e as artes no Rio de Janeiro.

Ottoni de Castro Maya no Museu do Açude

Raymundo de Castro Maya no Museu do Açude

Industrial, editor de livros, esportista, defensor do patrimônio histórico, artístico e natural cariocas e, especialmente, colecionador de arte, seu rico e diverso acervo deu origem a duas instituições que hoje integram a rede do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) na cidade do Rio: Museu da Chácara do Céu e Museu do Açude – reunidos nos Museus Castro Maya.

No curta-metragem, produzido para as celebrações dos 450 anos do Rio, Tendler reconta, por meio de imagens de arquivo e atuais, a história do rico empresário e sua dedicação sem fronteiras à cultura brasileira: do projeto de reformulação e urbanização da Floresta da Tijuca a edições ilustradas de clássicos da literatura voltadas para bibliófilos.

Portinari e Debret
A diversidade dos interesses artísticos de Castro Maya alcança tanta a cultura oriental quanto a arte moderna– com grande interesse pelo trabalho de Candido Portinari, de quem adquiriu cerca de 200 obras.

As aquarelas de Jean Baptiste Debret, feitas no Brasil durante o século 19, foram uma das grandes descobertas do colecionador em uma de suas viagens à França. Atualmente, 72 destes trabalhos encontram-se expostos em Paris em uma mostra comemorativa pelos 200 anos da Missão Artística Francesa. Saiba mais.

Dentre as entrevistadas para o documentário, estão a diretora Vera Alencar e a curadora Anna Paola Batista, dos Museus Castro Maya/Ibram. Assista ao documentário.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Museus Castro Maya/Divulgação

Cultura lança cartilha sobre projetos para emendas parlamentares

Todos os anos, cada deputado e senador brasileiro pode apresentar emendas individuais à proposta orçamentária do Governo Federal. Para incentivar os parlamentares federais a apoiarem emendas para o setor cultural, o Ministério da Cultura (MinC) produziu a edição 2016 da cartilha Projetos para Emendas Parlamentares.

O objetivo é orientar os representantes sobre a formulação de emendas para a área da cultura, indicando projetos desenvolvidos pelo MinC e suas vinculadas que podem ser apoiados.

No capítulo dedicado a iniciativas do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), Adote um Museu de sua Região, estão descritas as oportunidades de apoio a projetos de  promoção e fomento, implantação e modernização de museus.

O prazo para apresentação de emendas ao orçamento de 2017 encerra-se em 20 de outubro. Os museus interessados devem procurar os parlamentares de sua cidade ou região para apresentar projetos que poderão ser desenvolvidos pelas instituições com os recursos das emendas.

Para orientações adicionais, pode-se fazer contato com a Coordenação de Fomento e Financiamento do Ibram pelo telefone (61) 3521.4140 ou endereço eletrônico cff@museus.gov.br.

Texto: Ascom/Ibram

CNIC de outubro autoriza captação de mais de R$ 4,6 milhões para museus

A 249ª reunião da Comissão Nacional de Incentivo à Cultura (CNIC) aprovou, entre os dias 4 e 6 de outubro, que museus e instituições de memória possam captar R$ 4.674.341,00 via Lei Rouanet – mecanismo federal de incentivo fiscal à cultura.

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), e outras vinculadas do Ministério da Cultura (MinC), analisaram 22 projetos nesta edição da CNIC, sendo que 17 foram aprovados.

Foi aprovado, por exemplo, projeto para a execução de ações para a reabertura do Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo (SP), que sofreu um incêndio no final do ano passado. Além de implantação de projeto museográfico, há a reformulação do conteúdo museológico do museu e a implantação de projeto de acessibilidade para pessoas com deficiência.

A aprovação de planos anuais de atividades de diversas instituições também foi destaque. Dentre as exposições que poderão captar recursos está o projeto do Museu da Imagem e do Som (MIS) de SP, que homenageará o cantor e compositor Renato Russo (1960-1996). A mostra acontecerá entre os meses de julho e setembro de 2017.

Outro projeto aprovado foi Alma Negra: o Brasil misturado, exposição fotográfica sobre os saberes de matriz africana presentes na cultura brasileira, que acontecerá no Museu Nacional da República, em Brasília (DF).

A Comissão Nacional de Incentivo à Cultura (CNIC) é um colegiado de assessoramento formado por representantes dos setores artísticos, culturais e empresariais, em paridade da sociedade civil e do poder público. Os membros da sociedade civil são oriundos das cinco regiões brasileiras. Saiba mais sobre a edição de outubro da CNIC.

Texto: Ascom/Ibram

 

Página 11 de 55« Primeira...910111213...203040...Última »