Técnicos do Ibram participam de treinamento em Estudos de Público

museuspublico_MHN-300x224Técnicos dos museus vinculados ao Ibram participaram, nesta semana, de uma oficina de treinamento em Estudos de Público.

A primeira turma, nos dias 3 e 4 de julho, reuniu no Museu da Inconfidência (MG), 13 profissionais dos museus sediados naquele estado. Já a segunda turma, reuniu cerca de 40 técnicos oriundos dos museus vinculados nos demais estados da federação nos dias 6 e 7, no Museu Histórico Nacional (RJ).

A capacitação é voltada para a implementação do Laboratório de Público Ibram, iniciativa do Projeto Museus & Público, que pretende levantar dados sobre o perfil dos visitantes. O laboratório utilizará metodologia desenvolvida pelo Observatório Ibero-Americano de Museus (OIM), que contou com a participação dos países membros do Ibermuseus.

Para Rômulo Sabarense da Costa, do Museu Regional Casa dos Ottoni, o levantamento de estudo de público é primordial para qualquer museu que pretenda estabelecer plano estratégico. “Conhecer o público ajuda a estabelecer metas, ajustar atividades e também nos dá subsídios para identificar o público ausente, o ‘não-público’. A partir dessa análise, a instituição deixa de ser mero agente passivo, apenas esperando o público visitante, para buscar método para trazer público regular e público potencial”, declarou.

Para o diretor do Museu do Ouro, Ricardo Rosa, o treinamento proporcionou a troca de experiências, o intercâmbio e a interação com colegas de outros museus e foi um espaço de construção coletiva, dedicado ao debate e a capacitação.

“A área educativa do Museu do Ouro já realiza pesquisa de público, sendo computados dados como, procedência, gênero, escolaridade, rede de ensino, faixa etária etc, porém a criação de uma metodologia unificada de pesquisa e aplicação, dentro dos museus do Ibram, apresenta-se como de suma importância para a compilação, validação, interação e dinamização dos dados coletados”, concluiu.

Saiba mais sobre o projeto Museus & Público, que visa estudar as características das relações existentes entre os museus e seus públicos.

Ibram divulga os resultados da aplicação do Formulário de Visitação Anual – 2014

24.853.648. Este foi o número de visitas recebidas em 2014 pelos 883 museus que participaram da aplicação do Formulário de Visitação Anual (FAV) pelo Ibram. A pesquisa, aplicada pela primeira vez, é destinada a colher dados confiáveis e abrangentes sobre a frequência de público aos museus brasileiros e faz parte do projeto Museus&Público: Contagem.

Todas as regiões tiveram pelo menos um museu dentre os 100 mais visitados em 2014. Os resultados da pesquisa estão disponíveis na página do Ibram.

Previstos pelo do Decreto 8.124/2013, a coleta e o envio ao Ibram de dados anuais sobre visitação são considerados estratégicos para o desenvolvimento do setor de museus. Mais do que aferir o fluxo de visitação, a contagem de público pode indicar a necessidade de adequação dos serviços oferecidos e a ampliação da ação educativa, entre outras possibilidades.

A contagem de público é também essencial para o acompanhamento e o monitoramento de diretrizes, estratégias, ações e metas estabelecidas em políticas públicas, como as que constam no Plano Nacional de Cultura, Estatuto dos Museus e Plano Nacional Setorial de Museus.

O levantamento dos dados de 2015 já tem data definida. O FAV será aplicado de 1º de fevereiro a 29 de abril de 2016. É importante que o museu saiba antecipadamente quais serão as perguntas, organize as informações e esteja preparado para contribuir também com essa iniciativa. Leia mais sobre o Projeto Museus & Público.

Museus e seus públicos é tema de seminário nesta sexta (26) no Rio

Museus e seus públicos é tema de seminário que será realizado nessa sexta-feira (26), pelo British Council, no Museu de Arte do Rio (MAR). A iniciativa reunirá profissionais britânicos e brasileiros para discutir as melhores práticas, tendências e estudos de caso que possam inspirar novos modelos, ações e oportunidades para museus.

Museus e público: seminário é parceria do British Council com o MAR

Museus e públicos: seminário é parceria do British Council com o MAR

Para Lucimara Letelier, Diretora Adjunta de Artes do British Council, “o tema de atração e diversificação de públicos é um dos mais importantes para os museus brasileiros neste momento em que eles passam por um processo de revitalização, requalificação e abertura de novos espaços. É preciso abrir o debate sobre iniciativas que funcionam, práticas que colaboram para atrair e fidelizar públicos diversos”.

O seminário será dividido em dois painéis. O primeiro terá a participação do britânico Iain Watson, diretor do Tyne & Wear Archives & Museums (TWAM); Carlos Gradim, Diretor-presidente do Museu de Arte do Rio e Tatiana Levy, Gerente Executiva e Socioeducativa do Museu Internacional de Arte Naif.  O debate terá moderação de Luis Marcelo Mendes, Consultor da Fundação Roberto Marinho.

A segunda conversa será pautada pela experiência dos museus de ciência e será conduzida por Lucimara Letelier, com participação de Jean Franczyk, Diretora Adjunta do Science Museum de Londres. Compartilhando a experiência brasileira, participam do painel Diego Vaz, Chefe do Museu da Vida; e Luiz Alberto Oliveira, Curador do Museu do Amanhã, que está previsto para ser inaugurado em setembro.

O evento é gratuito e conta com tradução simultânea. As vagas são limitadas e sujeitas a lotação. Mais informações e inscrições na página do Programa Transform.

Texto: Divulgação British Council
Foto: Divulgação/Marcel Blanco (MAR)

Mais de mil museus brasileiros responderam à PAM 2014

Encerrada no dia 12 de janeiro, a Pesquisa Anual de Museus (PAM) 2014, iniciativa do Cadastro Nacional de Museus (CNM), recebeu mais de mil respostas de instituições museológicas de todo o Brasil.

MuseuRepublica_RJ

O Museu da República, no Rio de Janeiro, foi um dos que respondeu à PAM 2014

A nova pesquisa, que agora dá início a séries históricas, se propõe a traçar um diagnóstico detalhado do setor museal brasileiro, trazendo dados sobre acessibilidade, acervo museológico, gestão de pessoas, orçamento, dentre outros aspectos.

“Os dados coletados encontram-se agora em fase de avaliação pela equipe do CNM. Ainda neste semestre será divulgado um boletim analítico com os resultados da pesquisa”, explica Karla Uzêda, coordenadora de Produção e Análise da Informação do Instituto Brasileiro de Museus, sobre os próximos passos.

A PAM é um instrumento fundamental para o estabelecimento de metas e indicadores para o setor museal brasileiro, bem como para acompanhamento, monitoramento e desenvolvimento de políticas públicas. Saiba mais.

Museus e público
“Você sabe quantas pessoas visitam um museu?” Essa é a pergunta-chave da próxima pesquisa voltada aos museus do país a ser lançada pelo CNM no dia 2 de fevereiro.

O projeto “Museus & Público – Contagem” será um instrumento para os museus informarem seu quantitativo de visitação anual, de forma padronizada e organizada, por meio do Formulário de Visitação Anual (FVA).

“Mais do que servir como dado para confirmar o fluxo de visitação, a contagem de público pode, dependendo da técnica adotada, indicar as exposições de maior público, a necessidade de adequação dos serviços oferecidos ou a ampliação da ação educativa, por exemplo”, reforça Karla Uzêda.

Os museus terão de 2 de fevereiro a 30 de abril de 2015 para colocarem seus dados de visitação no formulário que ficará disponível online na página do Ibram. Assista vídeo explicativo, desenvolvido pelo CNM, para entender mais.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Banco de Imagens Ibram