Página 4 de 13« Primeira...23456...10...Última »

Fotomontagens de Heartfield em exibição na Chácara do Céu (RJ)

O Museu Chácara do Céu/Ibram, no Rio de Janeiro (RJ), inicia o mês de março com uma nova exposição. John Heartfield – Fotomontagens é uma parceria entre o Museu Lasar Segall/Ibram e o Instituto Valenciano de Arte Moderna (IVAM) que, após passar por São Paulo, chega ao Rio.

São 50 fotomontagens produzidas pelo fotógrafo alemão John Heartfield (1891-1968) para a revista AIZ de Berlim, do acervo do Instituto Valenciano de Arte Moderna (IVAM). A partir da técnica de rotogravura e tipografia, Heartfield produziu 237 fotomontagens entre 1930 e 1938 para o periódico espanhol.

A exposição segue até o dia 13 de maio e pode ser vista diariamente, exceto às terças-feiras, das 12h às 17h, com entrada franca às quartas. Saiba mais.

Texo e foto: Divulgação

Mostra no Museu da Inconfidência convida à reflexão sobre Ouro Preto

O setor educativo do Museu da Inconfidência (Ibram/MinC), em Ouro Preto (MG), inaugura hoje (28), a mostra Perspectivas Urbanas na Casa Setecentista do Pilar (Rua do Pilar, 76). A visitação é gratuita e ocorrerá até 10 de maio, podendo ser vista de segunda a sexta, das 10 às 12h e das 14 às 17h.

Até 10 de maio, os visitantes podem ver a exposição e participar de oficinas

A exposição apresentará registros de diferentes épocas da paisagem urbana de Ouro Preto, com destaque para fotografias de Luiz Fontana, tendo como referência o caminho do eixo-tronco em torno do qual a antiga Vila Rica se desenvolveu.

Também serão promovidas oficinas com o objetivo de trabalhar a educação patrimonial e divulgar o acervo do museu como ponto de partida para importantes questionamentos sobre patrimônio, preservação, identidade, memória e temporalidade, entre outros aspectos.

Os encontros permitirão reflexões sobre o futuro da cidade a partir das transformações arquitetônicas e urbanísticas sofridas ao longo dos últimos três séculos, traçando-se uma linha do tempo desde a obra do pintor, desenhista, e gravador francês Arnaud Julien Pallière (1784-1862), famoso por ter retratado o panorama urbano do centro de Vila Rica, até fotografias digitais do início do século XXI.

Inscrições e mais informações pelo telefone (31) 3551.1378 ou pelo e-mail mdinc.educa@museus.gov.br. Conheça o Museu da Inconfidência.

Texto e foto: Divulgação Museu da Inconfidência

Mauricio Segall foi nomeado Diretor Emérito do Museu Lasar Segall em SP

Mauricio Segall foi nomeado Diretor Emérito do Museu Lasar Segall (MLS) pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC). A indicação foi aprovada por decisão unanime do Conselho Deliberativo do Museu.

Mauricio Segall é agora Diretor Emérito do Museu Lasar Segall/Ibram

Sua indicação ao título de Diretor Emérito alinha-se à tradição de reconhecimento a contribuições de excelência a diretores que não mais fazem parte dos quadros institucionais.

Mauricio Segall foi diretor do MLS de 1967 a 1997. Coube a ele a definição do museu como polo cultural no bairro da Vila Mariana, em São Paulo (SP). Em 1970, foi preso pelo regime militar brasileiro e condenado a dois anos de prisão pelo Tribunal Militar de São Paulo.

Sua gestão definiu os rumos que até hoje constituem a estrutura e as atividades do museu, que cresceram a partir da incorporação à Fundação Pró-Memória, depois ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, e finalmente ao Ibram/MinC.

Museólogo, economista e autor teatral, Mauricio Segall, nasceu em Berlim (Alemanha), em 1926, é filho do artista Lasar Segall com a escritora e tradutora Jenny Klabin Segall.

O museu
Sediado na residência e ateliê que pertenceu a Lasar Segall, o museu expõe obras do artista e atua também como centro de atividades culturais, com visitas monitoradas, cursos nas áreas de literatura, gravura e fotografia, exposições e projeção de filmes. Abriga, ainda, uma ampla biblioteca especializada na arte dos espetáculos e fotografia. Saiba mais.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Divulgação MinC

 

Museu de Arqueologia de Itaipu vai abrigar oca Guarani a partir de abril

O Museu de Arqueologia de Itaipu (MAI/Ibram), localizado em Niterói (RJ), vai abrigar, a partir de abril, uma oca Guarani em seu espaço expositivo.

Oca também servirá como espaço para projetos eductativos desenvolvidos pelo MAI/Ibram

O projeto, em parceria com a aldeia Tekoa Mboy-Ty, trata da construção de uma edificação tradicional Guarani Mbyá que simbolizará a relação da instituição museológica com a aldeia, bem como o esforço da equipe para com a divulgação e a preservação da memória das comunidades em seu entorno.

A oca será acompanhada de painéis expositivos que tratam de diversos aspectos do cotidiano dos Guarani Mbyá. Os visitantes poderão acompanhar o processo de construção a partir do dia 25 de fevereiro. A inauguração está marcada para o dia 19 de abril.

Pedro Colares Heringuer, diretor interino do MAI, explica que a proposta do novo espaço é que também seja utilizado como sala para os trabalhos educativos desenvolvidos pelos programas Caniço e Samburá e Educação Ambiental – voltado para estudantes que visitam o museu.

O museu
O MAI está sediado nos remanescentes do Recolhimento de Santa Teresa, instituição fundada no começo do século XVIII. O acervo do museu é composto por artefatos produzidos pelos povos que viveram no litoral fluminense antes de 1500.

São artefatos líticos e ósseos, concreções, matéria corante, ocre, restos ósseos humanos e remanescentes de fauna (aves, peixes e mamíferos), além de blocos testemunhos do Sambaqui de Camboinhas. Outras informações pelo telefone (21) 3701.2994 ou pelo e-mail mai@museus.gov.br.

Texto e foto: Divulgação MAI

 

 

Museu Lasar Segall abre inscrições para cursos regulares em São Paulo

O museu Lasar Segall foi fundado em 1967 em SP

A partir de quarta-feira (20), estão abertas as inscrições para os cursos regulares que serão oferecidos, no primeiro semestre de 2013, pelo Museu Lasar Segall (Ibram/MinC), localizado em São Paulo (SP).

As aulas do Ateliê de gravura, coordenadas por Paulo Camillo Penna, serão as primeiras a começar, já no dia 20 de fevereiro, das 13h às 17h.

O curso é um espaço aberto para o desenvolvimento de projetos e o atendimento individual nas técnicas de gravura em metal, litografia e xilogravura. Para este curso são oferecidas 15 vagas. As inscrições podem ser feitas na recepção do museu até as 18h.

Em março terão início as aulas do Grupo de estudos de litografia, da Oficina de iniciação em gravura em metal, da Oficina de xilogravura e do Curso de criação literária.

Museu Lasar Segall
Além de seu acervo museológico, e de sua missão de preservar, pesquisar e divulgar a obra de Lasar Segall, o museu constitui-se como um centro de atividades culturais e, desde sua fundação, em 1967, mantém uma política cultural de estimulo à vivência, reflexão e experimentação no campo das artes, contribuindo para ampliar o acesso às manifestações culturais e para a formação da cidadania no contexto brasileiro.

A área de Atividades criativas oferece ao público uma programação composta por criação literária, gravura e fotografia, que estimula a fruição das obras de arte do acervo permanente e das exposições temporárias.

O Museu Lasar Segall fica localizado à Rua Berta, nº 111, na Vila Mariana, em São Paulo – capital. Mais informações aqui ou pelo telefone (11) 2159.0400.

Texto e foto: Ascom/Ibram

Projeto voltado ao público infantil movimenta Museu Casa da Hera

Uma semana de atividades voltadas às crianças de Vassouras

Pelo segundo ano, o Museu Casa da Hera/Ibram, em Vassouras (RJ), dedica o final do mês de janeiro às férias dos pequeninos.

Durante uma semana inteira, as crianças poderão aproveitar o espaço da Chácara para brincar e aprender nas atividades do projeto Férias no Museu. Todas as atividades e as visitas ao museu são gratuitas, mas as vagas para participação são limitadas.

Na terça-feira (22), o tema é “Contar e brincar histórias”, atividade voltada a estimular a curiosidade e a criatividade das crianças. No dia 23 acontece o Clube de Leitura Infantil.

Já o dia 24 é dedicado à natureza, com atividades voltadas à educação ambiental na horta do museu com o Ecoclube Manoel da Silva Rebello.

Na sexta-feira (25), último dia das Férias no Museu, as crianças se transformam em investigadores, explorando e descobrindo o curioso acervo do Museu Casa da Hera com a atividade Detetives. Saiba mais sobre o museu.

Texto e foto: Divulgação Museu Casa da Hera

Exposição Mitos pode ser vista no Museu Regional Casa dos Ottoni (MG)

A exposição Mitos: Metamorfoses na Biblioteca está em cartaz no Museu Regional Casa dos Ottoni/Ibram, em Minas Gerais (MG), de 8 a 25 de janeiro, e pode ser visitada gratuitamente de terça a sábado, de 10h às 18 h -  domingos e feriados de 8h às 12h.

Após exibição no Museu da Inconfidência e Museu do Diamante, também ligados ao Instituto Brasileiro de Museus, a exposição itinerante, realizada pela Via Social Projetos Culturais e Sociais, traz textos de Leonardo José Magalhães Gomes, design de Flávio Vignoli e ilustrações de Roberto Marques.

Para essa mostra foram escolhidos dois dos principais troncos mitológicos herdados no processo de formação da cultura brasileira: o greco-romano, que desde a antiguidade clássica alimenta a imaginação dos povos ocidentais de origem européia, e o ameríndio, símbolo de nossa rica cultura autóctone.

Texto: Divulgação Museu Casa dos Ottoni
Foto: Ascom/Ibram

 

Inscrições abertas para edital de exposições do Museu Alfredo Andersen

O Museu Alfredo Andersen, em Curitiba, Paraná, está com inscrições abertas para as exposições de 2013.

Podem se inscrever artistas de todo o país, e também aqueles que tenham tido, ao longo da trajetória artística, vínculo com o Ateliê de Arte do Museu Alfredo Andersen como orientador, aluno, palestrante ou ministrante de workshop.

As inscrições encerram no dia 25 de janeiro e o resultado será divulgado no dia 1º de fevereiro de 2013.

Maiores informações sobre inscrições, assim com as plantas das salas expositivas podem ser visualizados no site do museu: www.maa.pr.gov.br


2º Congresso Nacional de Samba ocupa Museu da República no Rio de Janeiro

Nos dias 1º e 2 de dezembro, passistas, ritmistas e foliões abrem alas e pedem passagem no Museu da República/Ibram, no Rio de Janeiro (RJ). É o 2º Congresso Nacional do Samba, evento que promete reunir personalidades do carnaval e da cultura negra e popular.

Congresso se propõe também a revisar a Carta do Samba (1962)

Os participantes estarão reunidos em mesas redondas que têm como um dos objetivos a revisão e atualização da Carta do Samba, formulada em 1962, há 50 anos portanto, durante o primeiro congresso – que instituiu ainda o dia 2 de dezembro como Dia Nacional do Samba.

A abertura, no dia 30 de novembro, será na Câmara Municipal do Rio de Janeiro, em sessão solene na qual serão homenageados o escritor Haroldo Costa, o pesquisador musical José Ramos Tinhorão e o jornalista Sérgio Cabral, os únicos representantes ainda vivos remanescentes do primeiro encontro.

Neste segundo encontro nacional, a intenção dos participantes é ainda refletir sobre a diversidade do samba e do carnaval e a expressão de ambos como patrimônio cultural imaterial do povo brasileiro.

Programação
Serão debatidas também durante o primeiro dia questões relacionadas aos direitos autorais de músicos e compositores. Haverá roda de samba no mesmo dia, a partir das 21h, no Cais do Valongo (Rua Barão de Tefé -Saúde).

No dia 2, acontece a conferência sobre samba e territorialidade, com início previsto para as 10h. Antes, às 7h, tem ritual de lavagem da Pedra do Sal, seguida de visita guiada pelo circuito da herança africana, das 10 às 18 horas, na Rua São Francisco da Prainha – também no bairro da Saúde.

Em seguida, nova roda de samba no mesmo local, com direito a feira de gastronomia e artesanato, fechando as atividades com uma feijoada e shows de sambistas e ritmistas no Largo São Francisco da Prainha, a partir das 15 horas. Saiba mais sobre o Museu da República.

Texto: Divulgação Museu da República
Edição: Ascom/Ibram

Exposição celebra 60 anos do Museu Victor Meirelles (SC)

O Museu Victor Meirelles/Ibram, em florianópolis (SC), está com a exposição Viagem em torno do museu: 60 anos de Museu Victor Meirelles aberta ao público – em comemoração aos 60 anos do museu em 2012.

A exposição, que fica em cartaz até 17 de fevereiro de 2013, conta com o patrocínio da Orsitec – Assessoria Contábil e Empresarial, através da Lei Federal de Incentivo à Cultura. Estarão expostas obras pertencentes ao acervo do museu, com destaque para aquelas que integram o chamado ‘núcleo inicial’.

Dividida em quatro módulos, a exposição foi pensada a partir de dois pilares: o primeiro aborda a formação do acervo do museu, que contempla a produção artística de Victor Meirelles bem como de artistas da década de 1950 até os dias atuais. O segundo centra-se na narrativa de viajantes, derivando daí a ideia que dá nome à exposição.

A obra escolhida para abrir a mostra é a última adquirida pelo museu, sendo também a única datada do século XVIII em seu acervo: a gravura Vue de l´Île de Sainte-Catherine, desenhada em 1785, por Gaspard Duché de Vancy (foto), é uma das imagens fundadoras da iconografia da cidade de Florianópolis.

Museu exposto
Também faz parte da exposição comemorativa a própria edificação que hoje abriga o Museu Victor Meirelles: a casa onde nasceu o artista catarinense. A aquisição pelo Governo Federal, em 1946, do típico sobrado lusobrasileiro da virada do século XVIII e o tombamento da edificação como patrimônio histórico nacional, em 30 de janeiro de 1950, seriam os primeiros atos para a inauguração do Museu Victor Meirelles, em 15 de novembro de 1952 – data que também assinala a Proclamação da República.

O processo de formação de seu acervo museológico, ao longo de seis décadas, acabou resignificando a própria instituição, sobretudo a partir da década de 1990, quando trabalhos artísticos modernos e contemporâneos passaram a ocupar suas salas de exposições e a reserva técnica.

Programação
Ainda no âmbito das comemorações dos 60 anos do museu, estão programadas outras atividades. Veja calendário abaixo:

23 de novembro, às 19h
Lançamento de livros Arquivo Debilitado – o gesto de Evandro Affonso Ferreira, de Júlia Studart (Dobra Editorial, SP), Jogo de Varetas e As Mãos (editora 7Letras, RJ), ambos de Manoel Ricardo de Lima.
27 de novembro, às 19h

Sessão solene na Câmara Municipal de Vereadores de Florianópolis em homenagem aos 60 anos do Museu Victor Meirelles.
28 de novembro, às 20h

Exibição ao ar livre dos vídeos produzidos durante a Oficina de Introdução ao Stop-Motion, com Diego de los Campos.
29 de novembro, às 16h

Palestra: Os viajantes na Ilha de Santa Catarina, com Gilberto Gerlach.

A entrada para todas as atividades é gratuita. Mais informações pelo endereço eletrônico mvm.ac@museus.gov.br ou pelos telefones (48) 3223.3274/3225.4121.

Texto e foto: Divulgação MVM

Página 4 de 13« Primeira...23456...10...Última »