Página 8 de 8« Primeira...45678

Museu Nacional de Belas Artes e Museu Imperial sediam colóquio

O Museu Nacional de Belas Artes e o Museu Imperial sediam, entre 19 e 23 de outubro, o XXX Colóquio do Comitê Brasileiro de História da Arte.  A partir de análises de obras de arte, o colóquio discutirá o trânsito da arte brasileira nos fluxos artísticos e culturais globais. A programação terá palestras, lançamento de livros e revistas, além de sessões temáticas apresentadas por membros do Comitê Brasileiro de História da Arte (CBHA), que promove o evento.

A mesa de abertura será realizada nesta terça-feira, dia 19 de outubro, às 14h, no Auditório 1 do MNBA, no Rio de Janeiro. O presidente do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), José do Nascimento Junior, participa da abertura do evento.

Até o dia 22, o museu continuará sediando as sessões temáticas, com os temas Arte e Imagem – contextos, migrações, contaminações (com coordenação de Ana Carvalho, Alexandre Santos e Tadeu Chiarelli); Trânsitos entre arte e política (com coordenação de Dária Jaremtchuk e Sheila Cabo Geraldo); A transferência da tradição clássica entre Europa e América Latina (coordenação de Ana Gonçalves Magalhães, Claudia Valladão de Mattos e Letícia Squeff) e Trânsitos entre criação, crítica e história da arte (coordenação de Maria de Fátima Morethy Couto e Mônica Zielinsky).

Outros temas abordados são Sobre posições – objetos em fluxo, espaços em refluxo (com coordenação de Denise Gonçalves e Marize Malta), Livro de artista: da modernidade à contemporaneidade (coordenadoras Maria Lucia Bastos Kern e Marilia Andrés Ribeiro), Distensões curatoriais: fluxos e acasos, coordenado por Blanca Brites e Elisa de Souza Martinez, e Identidades locais na arte colonial brasileira, com Adalgisa Campos, Luiz Alberto Ribeiro Freire e Márcia Bonnet.

O encerramento do colóquio, no dia 23 de outubro, ocorrerá no Museu Imperial, em Petrópolis. Mais informações no site do CBHA.

MNBA recebe Coleção Brasiliana Itaú

A partir do dia 17 de setembro, o Museu Nacional de Belas Artes (MNBA) recebe a exposição Coleção Brasiliana Itaú, com mais de 300 peças – entre pinturas, aquarelas, desenhos, gravuras, mapas e livros – ligadas à história do Brasil. Com a curadoria de Pedro Corrêa do Lago, a mostra já esteve em exposição na Pinacoteca do Estado de São Paulo e no Palácio das Artes de Belo Horizonte (MG).

Para o Rio de Janeiro, a exposição exibirá pela primeira vez a obra Souvenir de Rio de Janeiro, de 1832. A tela reúne um trabalho em aquarela, óleo, lápis e colagem realizado por Jean-Baptiste Debret, Johann Moritz Rugendas, Araújo Porto Alegre e Victor Barat. A obra simula 16 imagens como se jogadas sobre uma mesa, criando uma ilusão de ótica em que as peças parecem sobrepor-se.

A exposição da Coleção Brasiliana Itaú já foi vista por quase 100 mil pessoas.

A mostra fica em exbição até o dia 21 de novembro, de terça a sexta-feira, das 10h às 18h, e sábados, domingos e feriados, das 12h às 17h.

O Museu Nacional de Belas Artes fica na Av. Rio Branco, 199 – Centro – Rio de Janeiro/RJ. Informações: (21) 2219-8474 ou www.mnba.gov.br.

Caminhos da Cor e Jogos da Arte no MNBA

Na próxima sexta-feira, dia 9 de julho, o Museu Nacional de Belas Artes apresenta duas exposições: Jogos da Arte, de Paiva Brasil e Caminhos da Cor, de Sérgio Telles. A primeira ficará até 30 de agosto e a segunda até o dia 7 de setembro, ambas abertas para visitação no horário do museu: terça a sexta-feira, de 10h às 18h e sábados e domingos, das 12h às 17h.

A exposição Jogos de Arte comemora os 80 anos de vida do artista Paiva Brasil por meio de 33 pinturas em tinta acrílica sobre tela, sendo 18 delas obras recentes, nas quais o artista reúne elementos recorrentes do seu trabalho, como o rigor construtivista e o geometrismo abstrato.

Em Caminhos da Cor serão exibidos 53 óleos sobre tela, 37 aquarelas sobre papel e mais 14 desenhos, além de um álbum de gravuras e 13 aguas-fortes e carnets de voyages.

O MNBA fica na Av Rio Branco, 199, Cinelandia, Rio de Janeiro-RJ. Informações: (21) 2219-8474 ou www.mnba.gov.br.

Início: 9 de julho
Término: 7 de setembro

MNBA expõe obras de Walter Goldfarb

O Museu Nacional de Belas Artes (MNBA) apresenta a primeira mostra individual do artista carioca Walter Goldfarb, D+Lirium Camaleônico, do dia 9 de abril até 30 de maio. Sob curadoria de Paulo Herkenhoff, serão expostas 32 pinturas de grandes dimensões que foram produzidas entre 2006 e 2010.

Parte deste conjunto foi mostrado no Museum of Latin American Art (MOLAA), em Long Beach, Califórnia, de outubro de 2007 a maio de 2008, com curadoria de Agustin Arteaga, diretor do Museu de Ponce, Puerto Rico e ex-diretor e curador do MALBA, Buenos Aires. A estas telas foram acrescentadas produções de 2009 e 2010, selecionadas por Herkenhoff, que está escrevendo um livro sobre os 15 anos de carreira do artista.

A mostraD+Lirium Camaleônico faz parte da séria Lisérgica, iniciada em 2004, e é a terceira fase da Trilogia do Êxtase. O movimento hippie, a ideologia de paz e amor, a moda e a indumentária hindu formam a base da paleta lisérgica, feita da mistura do nanquim com anilinas alcoólicas, que mudam de acordo com a luminosidade. Outra característica da pigmentação das lonas pela tinta lisérgica é a metamorfose das cores durante o tempo de vida da tela, em função da irradiação e temperatura da luz

A Exposição está aberta de terça a sexta-feira, 10h às 18h, e sábado e domingo, das 12h às 17h. Ingressos a R$ 5 e R$ 2 e gratuito aos domingos.

O MNBA fica na Av. Rio Branco, 199 – Centro (Cinelândia), Rio de Janeiro-RJ. Informações: (21) 2240-0068 / 2219-8474 ou http://www.mnba.gov.br/

MNBA expõe obras de Walter Goldfarb

O Museu Nacional de Belas Artes (MNBA) apresenta a primeira mostra individual do artista carioca Walter Goldfarb, D+Lirium Camaleônico, do dia 9 de abril até 30 de maio. Sob curadoria de Paulo Herkenhoff, serão expostas 32 pinturas de grandes dimensões que foram produzidas entre 2006 e 2010.

Parte deste conjunto foi mostrado no Museum of Latin American Art (MOLAA), em Long Beach, Califórnia, de outubro de 2007 a maio de 2008, com curadoria de Agustin Arteaga, diretor do Museu de Ponce, Puerto Rico e ex-diretor e curador do MALBA, Buenos Aires. A estas telas foram acrescentadas produções de 2009 e 2010, selecionadas por Herkenhoff, que está escrevendo um livro sobre os 15 anos de carreira do artista.

A mostraD+Lirium Camaleônico faz parte da séria Lisérgica, iniciada em 2004, e é a terceira fase da Trilogia do Êxtase. O movimento hippie, a ideologia de paz e amor, a moda e a indumentária hindu formam a base da paleta lisérgica, feita da mistura do nanquim com anilinas alcoólicas, que mudam de acordo com a luminosidade. Outra característica da pigmentação das lonas pela tinta lisérgica é a metamorfose das cores durante o tempo de vida da tela, em função da irradiação e temperatura da luz

A Exposição está aberta de terça a sexta-feira, 10h às 18h, e sábado e domingo, das 12h às 17h. Ingressos a R$ 5 e R$ 2 e gratuito aos domingos.

O MNBA fica na Av. Rio Branco, 199 – Centro (Cinelândia), Rio de Janeiro-RJ. Informações: (21) 2240-0068 / 2219-8474 ou http://www.mnba.gov.br/

Página 8 de 8« Primeira...45678