Página 12 de 12« Primeira...89101112

Museu para Todos: MHN apresenta exposição itinerante O Império e a República

O Museu Histórico Nacional (MHN) apresenta aos internos do Hospital de Custódia e Tratamento Psiquiátrico Heitor Carrilho, no dia 18 de maio, a exposição itinerante O Império e a República. A atividade faz parte da programação da 8ª Semana Nacional de Museus.

Numa iniciativa pioneira no Brasil, o MHN está desenvolvendo uma parceria com a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária do Rio de Janeiro para viabilizar a ida de exposições itinerantes aos presídios. O projeto tem o objetivo de levar um pouco da história nacional aos detentos, aproximando o museu de todos os segmentos sociais, sobretudo aqueles menos privilegiados social e economicamente.

A área de projetos sociais do MHN desenvolve uma série de atividades para menores em situação de risco ou em fase de reintegração social, portadores de necessidades especiais, idosos abrigados em asilos e instituições públicas e grupos de ex-drogados e também de ex-presidiários. A apresentação da mesma mostra está prevista para o período de 8 a 12 de junho no Presídio do Grajaú (20º DP).

Por meio das exposições itinerantes a instituição procura favorecer ainda as pessoas que residem em outras cidades ou que têm dificuldade de acesso às instalações físicas do museu. São contemplados, assim, colégios, instituições públicas e privadas e outros espaços, pois as exposições são concebidas para serem montadas de forma simples e prática.

O MHN fica na Praça Marechal Âncora, s/n, Centro, Rio de Janeiro-RJ. Informações:(21) 2550-9257.

Einstein chega ao Museu Histórico Nacional

A exposição internacional Einstein estreia dia 7 abril, no Museu Histórico Nacional (MHN), e promete despertar o espírito questionador que existe em cada criança, jovem e adulto. Vista por mais de 2 milhões de pessoas no mundo, a mostra é fruto de uma parceria entre o Instituto Sangari e o American Museum of Natural History (AMNH), em Nova York.

A exibição desvenda o universo de um dos maiores gênios do século 20 por meio de 10 seções: Vida e tempo, Luz, Tempo, Átomos, Energia, Gravidade, Guerra e Paz, Cidadão Global, Legado e Einstein no Brasil. Com elas, o visitante conhece não somente o homem por trás da ciência como também se aproxima de suas complexas teorias. Tudo isso apresentado por meio de objetos pessoais, fotos, fac-símiles de cartas, manuscritos e uma série de instalações interativas.

Um cinema 3D, que leva o espectador a uma incrível viagem pelo espaço, e uma mesa high-tech, que abre buracos negros quando é tocada, estão entre os atrativos. Durante todo o período expositivo, haverá ainda um Encontro de Educadores e visitas guiadas que podem ser previamente agendadas.

O visitante terá acesso a trechos do diário pessoal de Einstein e registros de sua viagem ao Brasil. O cientista não somente visitou o Rio de Janeiro, em 1925, como teve no Brasil uma das maiores descobertas de todos os tempos: foi na cidade de Sobral-CE, em 1919, que um eclipse solar confirmou o que previa a Teoria da Relatividade Geral.

Para descobrir a percepção da figura de Einstein no imaginário brasileiro, o Instituto Sangari convidou 11 renomados artistas nacionais que o representaram utilizando diferentes técnicas como grafite, pintura a óleo, colagem, entre outras. A trilha sonora da mostra foi criada pelo saudoso maestro Silvio Barbato.

O Museu Histórico Nacional fica na Pça. Marechal Ancora, s/n°, Centro, Rio de Janeiro–RJ. Informações: (11) 3883-9090, exposicao@divertecultural.com.br, Site do Instituto Sagari, Site do Museu Histórico Nacional, ou no site do Einstein Brasil. Einstein chega ao Museu Histórico Nacional A exposição internacional Einstein estreia dia 7 abril, no Museu Histórico Nacional (MHN), e promete despertar o espírito questionador que existe em cada criança, jovem e adulto. Vista por mais de 2 milhões de pessoas no mundo, a mostra é fruto de uma parceria entre o Instituto Sangari e o American Museum of Natural History (AMNH), em Nova York.

A exibição desvenda o universo de um dos maiores gênios do século 20 por meio de 10 seções: Vida e tempo, Luz, Tempo, Átomos, Energia, Gravidade, Guerra e Paz, Cidadão Global, Legado e Einstein no Brasil. Com elas, o visitante conhece não somente o homem por trás da ciência como também se aproxima de suas complexas teorias. Tudo isso apresentado por meio de objetos pessoais, fotos, fac-símiles de cartas, manuscritos e uma série de instalações interativas.

Um cinema 3D, que leva o espectador a uma incrível viagem pelo espaço, e uma mesa high-tech, que abre buracos negros quando é tocada, estão entre os atrativos. Durante todo o período expositivo, haverá ainda um Encontro de Educadores e visitas guiadas que podem ser previamente agendadas.

O visitante terá acesso a trechos do diário pessoal de Einstein e registros de sua viagem ao Brasil. O cientista não somente visitou o Rio de Janeiro, em 1925, como teve no Brasil uma das maiores descobertas de todos os tempos: foi na cidade de Sobral-CE, em 1919, que um eclipse solar confirmou o que previa a Teoria da Relatividade Geral.

Para descobrir a percepção da figura de Einstein no imaginário brasileiro, o Instituto Sangari convidou 11 renomados artistas nacionais que o representaram utilizando diferentes técnicas como grafite, pintura a óleo, colagem, entre outras. A trilha sonora da mostra foi criada pelo saudoso maestro Silvio Barbato.

O Museu Histórico Nacional fica na Pça. Marechal Ancora, s/n°, Centro, Rio de Janeiro–RJ. Informações: (11) 3883-9090, exposicao@divertecultural.com.br, Site do Instituto Sagari, Site do Museu Histórico Nacional, ou no site do Einstein Brasil.

Página 12 de 12« Primeira...89101112