II Mostra de Fotografias e Vídeos no Museu do Homem do Nordeste

Entre os dias 9 e 12 de junho, em Recife, o Museu do Homem do Nordeste realiza sua II Mostra de Fotografias e Vídeos – Theória. Um evento que reúne antropólogos, museólogos e profissionais ligados as artes visuais que possuem em comum uma ferramenta fundamental para a realização dos seus trabalhos: o “OLHAR”.

O museu buscou congregá-los a fim de investigar fenômenos cuja complexidade excede o potencial de qualquer investigação solitária, como é o caso da entidade antropológica a qual compete ao museu representar: o Homem do Nordeste. De fato, quem é ele? Ou melhor, quantos são eles? Como pode o Museu reproduzir com fidelidade em seu espaço o Nordeste que se vê nas ruas, na ausência de um retrato confiável dos seus protagonistas?

Este é o objetivo deste encontro, que tem a tarefa de retratar institucionalmente a região, de forma a obter uma representação museológica consistente do Nordeste real.

O Museu do Homem do Nordeste fica na Av. Dezessete de Agosto, 2187. Casa Forte, Recife-PE. Informações: (81) 3073 6332 / 6394 www.fundaj.gov.br

Museu do Homem do Nordeste chega aos terreiros de Itabuna – BA

O Museu do Homem do Nordeste transferiu simbolicamente a sua sede para o município de Itabuna (BA), em 24 de abril, na casa de culto de matriz africana histórica no Sul da Bahia – o Ilê Axé Ijexá Orixá Olufon – com o propósito se socializar com a comunidade do terreiro o exercício de sua atividade fim: a representação da riqueza e da diversidade da Cultura Nordestina.

A exposição, que permanecerá dois meses no terreiro, conta com oito baneres tipo estandartes e 12 painéis, que dão uma mostra da diversidade do acervo do Museu do Homem do Nordeste, percorrendo os módulos do circuito expositivo como ele se apresenta in loco. Com isso, o Museu cumpre com o prescrito pelo Estatuto Nacional de Museus, de acordo com o qual os museus brasileiros devem se transformar em agentes ativos de inclusão e coesão sociais, além de observar a sua missão de difundir o patrimônio material e imaterial da região.
Estiveram presentes na inauguração do Museu, além das autoridades civis locais e as autoridades religiosas, representadas pelos mais antigos Babalorixás e Ialorixás do Sul da Bahia – cuja a presença conferiu, ainda, maior legitimidade ao evento – , representantes, da Universidade Estadual de Santa Cruz, da Prefeitura de Itabuna, da Secretária de Cultura do Estado da Bahia e do Instituto Brasileiro de Museus. A repercussão do evento atingiu as ruas e, de Itabuna à Salvador, a comunidade religiosa afrodescendente comemora a chegada do Museu do Homem do Nordeste à Bahia, tendo à frente a Diretora de Documentação da Fundaj, Dra. Rita de Cássia Araújo; a Coordenadora Geral do Muhne, Vânia Brayner; as demais coordenadoras, Maria Fernanda Oliveira, Silvana Araújo e Silvia Brasileiro e; bem como a antropóloga Ciema Melo, pesquisadora do Museu do Homem do Nordeste.
Itabuna é a primeira estação da itinerância do Museu através dos nove Estados da região. Daí o título do projeto, Museu Múltiplo, pois, o Museu sai de casa, sai de Recife, para retornar multiplicado, trazendo na bagagem a experiência – viva – dos seus representados.