Página 8 de 9« Primeira...56789

Museus históricos são tema na abertura do ciclo Museus em Debate

Com o intuito de promover o diálogo entre os 30 museus integrantes do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC) começa, no dia 15 de março, o ciclo Museus em Debate, que será realizado até novembro no auditório da sede do Ibram, em Brasília (SBN, Quadra 2, Bloco N, Lote 8 - sobreloja). A cada edição, o projeto aproximará pelo menos três museus da rede Ibram em torno de temas e recortes conceituais.

O tema escolhido para a o primeiro dos oito encontros agendados, Tempo e memória nos museus históricos, terá como debatedores os diretores Vera Tostes (Museu Histórico Nacional), Maurício Vicente Ferreira Junior (Museu Imperial) e Magaly Cabral (Museu da República). Ana Lucia de Abreu Gomes, do Curso de Museologia da Universidade de Brasília, fará a moderação.  A mesa acontece das 9h às 12h e tem entrada franca.

A proposta curatorial do Museus em Debate foi desenvolvida pelo Departamento de Processos Museais (DEPMUS/Ibram), resultando em um ciclo inédito de encontros, que revelará visões diferenciadas sobre a atuação das instituições museológicas no país.

No encontro de estreia, os participantes discutirão novas abordagens e reflexões sobre as narrativas históricas submetidas à mediação dos museus. Mais que a escrita do passado, o encontro propõe um debate sobre o tempo, a memória e a história da escrita museal.

Texto: Ascom/Ibram

Visitas guiadas ao Museu da República acontecem antes do carnaval

Na semana que antecede o carnaval, entre os dias 13 e 17 de fevereiro, o Museu da República/Ibram programou uma série de visitas guiadas pelo Palácio do Catete e jardins do museu.

O jardim  é uma área tombada, e tem entre os atrativos lagos, grutas, chafariz e várias esculturas, como o conjunto que representa os cinco continentes: Ásia, África, América, Europa e Oceania.

O Palácio do Catete, além de fazer parte da História do Brasil por ter sido sede do governo brasileiro por cerca de 63 anos e ter hospedado 16 presidentes, é considerado de grande valor arquitetônico e artístico nacional. O Palácio também apresenta um conjunto de obras de arte, como quadros e esculturas, e uma exposição de longa duração sobre a história da República no Brasil.

Para realizar a visita guiada, o visitante tem que comparecer pelo menos 10 minutos antes do início da visita. O número mínimo de participantes por visita é de cinco pessoas e o número máximo é de 20 pessoas. Visita de grupos deve ser agendado pelo telefone (21) 3235. 5124. Outras informações aqui.

Calendário de visitas guiadas
Dia 13 (segunda-feira) , às 10h
Um jardim de História

Dia 14 (terça-feira), às 15h
Arte no Palácio

Dia 15 (quarta-feira), às 15h
Um tempo de memórias

Dia 16 (quinta-feira), às 15h
A Res Pública Brasileira (1º conjuntura)

Dia 17 (sexta-feira), às 10h30
Símbolos Republicanos

Dia 17 (sexta-feira), às 14h30
A Res Pública Brasileira

Fonte: Divulgação Museu da República

Ocupação e subversão do espaço público no Museu da República (RJ)

O Museu da República/Ibram, localizado no Rio de Janeiro (RJ), recebe a partir de sábado (3), uma programação bem diferente das tradicionais exposições relacionadas à história e política nacionais.

Em parceria com o movimento ILOVEXV, que busca legalizar a prática do skate na praça XV de novembro, proibida pela prefeitura do Rio de Janeiro desde 1999, o museu promove de 3 a 10 de dezembro, o evento República do Skate: a subversão do uso. O evento tem ainda o apoio do Museu Histórico Nacional/Ibram e do Circo Voador.

A ideia é apresentar o universo do skate, sua cultura e dialogar sobre os usos e apropriações da cidade e seus logradouros pelos skatistas. Serão dois finais de semana com debates, filmes, exposição, música e campeonato de melhor manobra. Veja o vídeo de divulgação e acesse outras informações.

Fonte: Divulgação Museu da República

Museu da República ganha edição na série Museus Brasileiros

O Museu da República/Ibram, localizado no Rio de Janeiro (RJ), é o tema da 30ª edição da série de livros Museus Brasileiros, produzida pelo Instituto Cultural Safra desde 1982. A publicação foi lançada na terça-feira (22), na sede da instituição.

Financiado com o apoio do Ministério da Cultura (Lei Rouanet), o livro traz informações sobre a história e acervo da instituição, instalada no antigo Palácio do Catete – sede da Presidência da República de 1897 até a transferência da capital federal para Brasília, em 1960.

Nas 360 páginas da publicação estão reproduzidos, em fotos, alguns dos mais representativos objetos, documentos e ambientes que remetem à história da República. Entre os destaques estão o Arquivo Histórico, que reúne cerca de 90 mil documentos relacionados à história da República, o famoso jardim do Palácio e o quarto que reproduz o ambiente em que Getúlio Vargas cometeu suicídio em 1954.

Fonte: Divulgação Instituto Cultural Safra

Museu da República completa 51 anos com programação especial no feriado

O Museu da República/Ibram, localizado no centro do Rio de Janeiro, comemora 51 anos de criação na terça-feira (15). 

Para marcar a data, o Palácio do Catete, que foi sede do Poder executivo brasileiro até a transferência da capital federal para Brasília (1960), oferece ao público uma programação especial.

No feriado da Proclamação da República, o museu abre suas portas às 10h, com entrada franca. A partir das 10h30, e durante todo o dia, atividades como contação de histórias, visitas mediadas e jogos garantem o entretenimento de crianças e adultos.

A programação será encerrada com a apresentação da Orquestra Villa-Lobos e Crianças, no jardim do museu, a partir das 16h, e com o encerramento da exposição Adjetos e Aparatos Femininos, que acontece a partir das 17h na Galeria do Lago. Veja mais detalhes aqui.

Fonte: Divulgação Museu da República

República das Histórias todas as quartas no Museu da República (RJ)

A Biblioteca do Museu da República apresenta todas as quartas-feiras, das 10h às 12h, o projeto “República das Histórias”, atividade lúdica dirigida às crianças da comunidade do Catete e arredores, no espaço do Coreto, que fica no jardim do Museu.

O projeto disponibiliza a jovens de várias idades um pequeno acervo de literatura infanto-juvenil, com a presença em tempo integral das bibliotecárias, buscando a interação entre mães e filhos na formação de futuros leitores, com toda a atividade acompanhada de música e incentivo à leitura, com entrada franca.

Os contatos com a Biblioteca do MR podem ser feitos pelo e-mail mr.biblioteca@museus.gov.br ou pelos tels. (21) 3235-5509 / 5520.

Programa da TV Brasil divulga museus do Rio de Janeiro

O programa Repórter Rio, da TV Brasil, inaugura nesta quarta-feira, 3/8, a série Vamos ao Museu?, que irá ao ar toda semana (às quartas, das 12h às 12h30), sempre com um museu como tema. A série vai mostrar a riqueza histórica e cultural guardada nos museus da cidade do Rio de Janeiro.

A intenção é usar uma linguagem moderna para “guiar o telespectador por diferentes épocas, civilizações e costumes que revelam curiosidades sobre a vida do povo brasileiro e de seus antepassados”, anuncia a emissora.

O quadro de estréia apresenta o Museu Histórico Nacional/Ibram. Foi feita extensa gravação no circuito de exposição de longa duração do museu, com destaque para a iconografia de Tiradentes, carruagens e a Santa do Pau Oco, entre outras peças.

O Museu da República/Ibram e o Museu Nacional Quinta da Boa Vista serão as próximas atrações do programa, e logo outras instituições museais também serão mostradas. O programa tem roteiro e direção de Renata Chaiber e edição e apresentação de Cláudia Tisato.

Veja o vídeo de divulgação da série: http://www.youtube.com/watch?v=8A3FQ7Qh9UY

Museu da República (RJ) abre temporada de visitas guiadas

O Museu da República, no Rio de Janeiro (RJ), dá início em agosto a uma temporada de visitas guiadas. Boa oportunidade para conhecer um pouco mais sobre a História do Brasil, as visitas atendem a famílias, turmas escolares e outros interessados em visitar o Palácio do Catete, que foi sede do governo federal de 1896 a 1960.

As visitas guiadas são temáticas e acontecem de segunda a sexta-feira (confira abaixo dias e horários), podendo ser realizadas com grupos de no mínimo cinco e no máximo vinte pessoas. No caso de grupos, é necessário fazer agendamento prévio. A direção do museu orienta que os interessados compareçam à bilheteria do museu pelo menos 10 minutos antes do início da visita desejada.

 

Serviço

Visitas Guiadas no Museu da República – Um Palácio e suas Memórias
Programação de Agosto

Dias 1º e 15 (segunda-feira), às 10h
“Um Jardim de Histórias” (Jardim Histórico), com Carlos Xavier, do setor Educativo.

Dias 2 e 16 (terça-feira), às 15h
“Arte nos Salões” (Salão Amarelo ou Veneziano), com Isabel Sanson Portella, do setor de Pesquisa de Acervo.

Dias 3 e 17 (quarta-feira), às 15h
“Um Tempo de Memórias” (Palácio do Catete), com Maria de Lourdes Teixeira, do setor Educativo.

Dias 4 e 18 (quinta-feira), às 15h
“República Proclamada – 1ª conjuntura da exposição A Res publica Brasileira”, com Sílvia Pinho e Carlos da Cunha Vianna, do setor de Arquivo Histórico.

Dias 5 e 19 (sexta-feira), 10h30
“Símbolos Republicanos”, com Carla Costa, do setor de Pesquisa.

Dias 5 e 19 (sexta-feira), 14h30
Exposição “A Res publica Brasieira”, com Joana Regattieri e Marcus Vinicius Macri Rodrigues, do setor de Pesquisa.

Agendamento prévio em caso de grupos:
mr.cultural@museus.gov.br
www.museudarepublica.org.br

Museu da República
Rua do Catete, 153
Informações: (21) 3235 5124

Fonte: Museu da República

Museu da República oferece programação de visitas mediadas

O Museu da República, do Rio de Janeiro, está oferecendo ao público uma programação de visitas mediadas que estão fazendo o maior sucesso. Elas acontecem sempre na primeira e na terceira semana de cada mês.

O Projeto “Um Palácio e suas Memórias”, sob a coordenação e participação de técnicos do Museu, se estende de segunda a sexta-feira, sempre às 15h, e vem atraindo um público ávido pelo conhecimento da história do Palácio do Catete e da República Brasileira.

Confira a programação:

Às segundas-feiras, o público pode se deliciar com a visita “Um Jardim de Histórias”, com o educador Carlos Xavier, que conta a história do jardim do Palácio do Catete.

Às terças-feiras, o projeto “Arte no Palácio” oferece palestra destinada ao público interessado na observação do estilo decorativo dos ambientes do Palácio. Organizada e apresentada pela crítica de arte e museóloga Isabel Portella, pode-se observar características e estudos do Salão Amarelo (originalmente conhecido como Salão Veneziano), enfocando a parte decorativa num prédio construído no século XIX com características arquitetônicas claramente inspiradas nos palácios residenciais de Florença, na Itália.

“Um Tempo de Memórias” é o tema da visita programada para as quartas-feiras, quando o público pode percorrer todos os andares do Museu da República e se deliciar com a história da Casa, com  a participação da técnica em educação Maria de Lourdes Teixeira.

Às quintas-feiras, a visitas mediadas têm como foco a 1º conjuntura da exposição “A Res publica Brasileira”, intitulada a República Proclamada, onde os historiadores Carlos Vianna e Silvia Pinho apresentam o período inicial da história republicana brasileira.

E às sextas-feiras é a vez do visitante conhecer toda a exposição “A Res publica Brasileira”, que aborda a história republicana brasileira até os dias de hoje, com a técnica em Ciências Sociais Joana Regattieri e o historiador Marcus Rodrigues.

Anote a sua preferência e divulgue para os amigos. Os grupos são de 25 pessoas.

Informações: (21) 3235-5179 / 3235-5236 / 3235-5360

“Você conhece, você se lembra?” no Museu da República até julho

Imagine um objeto que você tenha em casa há anos e que tenha pertencido à vovó, à bisavó ou a outro antigo parente. Uma relíquia antiga, guardada com todo cuidado, mas que ninguém sabe para que serve. A curiosidade despertada por esse tipo de objetos é o mote da exposição Você Conhece, você se lembra – Tá quente, tá frio, no Museu da República (Rio de Janeiro). Inaugurada durante a Semana de Museus, a exposição continua até 31 de julho.

A mostra desafia os visitantes a descobrir, de forma lúdica, a função de objetos hoje considerados “diferentes” por não terem mais utilidade no cotidiano. O propósito é ensinar brincando a todas as idades. A exposição apresenta ao público três peças que fazem parte do acervo do museu, e o visitante pode interagir com jogos de liga-ponto, caça-palavras e palavras cruzadas baseados nas peças. A mostra apresenta ainda um objeto-desafio, que pertenceu a uma ex-primeira-dama do país. A curadoria é da historiadora Isabel Portella. Informações: www.museudarepublica.org.br

Página 8 de 9« Primeira...56789