Museu da Chácara do Céu exibe fotogravura no Rio

O Museu da Chácara do Céu, na cidade do Rio, exibe a fotogravura Escreve na memória, da artista plástica Claudia Bakker, na qual estão reunidas imagens de duas instalações que ocuparam a mesma fonte do Museu do Açude, que também integra os Museus Castro Maya, em 1994 e em 1996,

A fonte do Museu do Açude em dois momentos: fotogravura de Claudia Bakker

A carioca Claudia Bakker é conhecida por suas instalações com maçãs. Desde o início dos anos 1990, ela cria trabalhos que falam da dicotomia entre o efêmero e o permanente, misturando materiais, como maçãs e mármore, além de filmes e fotografias. Outras obras da artista, produzidas a partir da década de 1990, ocuparão duas salas do terceiro andar do museu.

A mostra faz parte do projeto Os Amigos da Gravura e fica aberta para visitação, até 26 de janeiro de 2015, de quarta a segunda-feira, das 12h às 17 h.

Os Amigos da Gravura
Idealizada por Raymundo de Castro Maya, a Sociedade dos Amigos da Gravura foi criada em 1948 e funcionou entre os anos 1953-1957, quando havia um grande entusiasmo pelas iniciativas de democratização e popularização da arte, sendo a gravura encarada como peça fundamental a serviço da comunicação pela imagem.

O projeto foi retomado em 1992 como um desafio que enriqueceu a programação cultural dos Museus Castro Maya e possibilitou a incorporação da arte brasileira contemporânea às coleções deixadas por seu idealizador. A cada ano, artistas plásticos são convidados a participar do projeto com uma gravura inédita. A tiragem de cada gravura é limitada a 50 exemplares. Saiba mais.

Texto: Divulgação

Especialistas visitaram museus cariocas durante evento internacional

Como parte da programação do evento Proteção e Promoção de Museus e Coleções, que teve lugar no Rio de Janeiro de 11 a 13 de julho, diretores de museus e representantes dos governos e organismos internacionais tiveram a oportunidade de conhecer quatro museus na capital.

Destaque para intervenção de Iole de Freitas no jardim do Museu do Açude

Na noite do dia 12, visitaram exposição no Museu Chácara do Céu/Ibram e, durante o sábado (14), conheceram o Museu do Açude/Ibram, o Museu da Maré e o Museu Histórico Nacional – também pertecente a rede de museus Ibram/MinC.

Os museus Chácara do Céu e do Açude guardam o legado do empresário e colecionador Raymundo Ottoni de Castro Maya que, em 1962, criou uma fundação para preservar e dinamizar seu patrimônio artístico, doando suas coleções e suas duas residências, transformadas em museus.

O Museu da Maré, por sua vez, é um Ponto de Memória e um Ponto de Cultura – programas desenvolvidos pelo Ministério da Cultura. No dia da visita, os especialistas da Unesco puderam presenciar o trabalho do museu com a comunidade e visitaram a exposição permanente e uma exposição temporária atualmente em cartaz.

Grupo de especialistas conheceu o Museu da Maré - também Ponto de Memória e Ponto de Cultura

Já no Museu Histórico Nacional foi possível conhecer um pouco mais da história brasileira de suas origens até a contemporaneidade, passando por instrumentos que remetem aos hábitos cotidianos, como brinquedos, utensílios domésticos e objetos relativos às profissões.

Organizado pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC), em parceria com a Unesco, e com o apoio do Programa Ibermuseus e da Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI), o encontro Proteção e Promoção de Museus e Coleções discutiu por três dias o papel dos museus no mundo contemporâneo, como enfrentar ameaças e desafios na proteção de museus e coleções, além do papel social e educativo dos museus. Leia mais.

Texto: Soraia Costa (Ascom/Ibram)
Fotos: Soraia Costa e Eduardo Pinillos

Dois Artistas / Duas Maneiras de Olhar – Ronaldo Miranda e Ni da Costa

A exposição Dois Artistas / Duas Maneiras de Olhar está em cartaz no Museu da Chácara do Céu até o dia 8 de novembro.
A mostra, organizada pela Chave Mestra – Associação dos Artistas Visuais de Santa Teresa, apresenta os trabalhos de artistas do bairro carioca de duas gerações diferentes. Ronaldo Miranda expõe 30 pinturas das décadas de 1980 à atual com grande ênfase na paisagem. Outras 12 pinturas em tinta acrílica que compõem a exposição são de Ni da Costa e giram em torno da figura humana. A artista mostra também desenhos de sua autoria.

Serviço:
Dois Artistas / Duas Maneiras de Olhar – Ronaldo Miranda e Ni da Costa
Quando: até 8 de novembro, terça a domingo, de 12 às 17h
Onde: Museu Chácara do Céu (Rua Murtinho Nobre, 93, Santa Teresa, Rio de Janeiro)
Informações: (21) 3970-1126 ou www.museucastromaya.com.br