Design de móveis em exposição no Museu Histórico Nacional (RJ)

Até o dia 22 de setembro, o Museu Histórico Nacional (MHN/Ibram), no Rio de Janeiro (RJ), abriga a exposição Do moderno ao contemporâneo – o design brasileiro de móveis, com foco em dois momentos dinâmicos da produção nacional de mobiliário.

Com curadoria de Marcelo Vasconcellos e Zanini de Zanine, a mostra ocupa uma galeria de 370 m² com cerca de 80 cadeiras, poltronas, bancos e outros assentos de dez designers modernos e 20 contemporâneos.

Com peças de Sergio Rodrigues, Oscar Niemeyer, Irmãos Campana, Domingos Tótora, entre outros, a proposta foi estabelecer um recorte expondo apenas assentos, com o intuito de facilitar a interpretação do público sobre a diversidade de linguagens na mostra.

A mostra trará ainda, como destaque, uma sala dedicada ao design de Aida Boal. Uma das grandes criadoras do design moderno, Aida se encontra hoje ausente do mercado de design e seu nome é pouco falado, num processo recorrente que manteve no ostracismo grande parte dos designers importantes do modernismo. Saiba mais sobre a exposição e o Museu Histórico Nacional.

Texto e foto: Divulgação MHN
Edição: Ascom/Ibram

Mostra Welasco de Móveis no Museu Histórico Nacional (RJ)

O Museu Histórico Nacional/Ibram exibe, entre os dias 12 de outubro e 7 de novembro, 20 peças cujo principal elemento de composição é a madeira. A Mostra Welasco de Móveis apresenta o trabalho do arquiteto Paulo Fernando Gomes, que estabelece como premissas o reaproveitamento de materiais encontrandos na cidade do Rio de Janeiro e a preservação do meio ambiente.

São mesas, cadeiras, aparadores, peças de mobiliários em geral, que ganham vida a partir do uso consciente da madeira, do resgate e reaproveitamento deste material, encontrado em grande parte na iminência do desaparecimento.   

“Com olhar atento, identificando as madeiras em situação de risco de destruição, encontro minha matéria-prima e inicio o processo para intervir em seu destino provável e levá-las a exercer todas as suas possibilidades, cumprindo nobres funções aonde sua beleza será potencializada”, explica Paulo Fernando Gomes.

O Museu Histórico Nacional localiza-se à Praça Marechal Âncora, s/nº – próximo à Praça XV. A exposição pode ser vista de terça a sexta-feira, das 10h às 17h30. Sábados, domingos e feriados, das 14h às 18h. O Museu não abre às segundas-feiras. Entrada franca aos domingos. Mais informações aqui.

Fonte: Divulgação MHN/Ibram