Página 5 de 12« Primeira...34567...10...Última »

Sete estados discutem o documento preliminar do PNEM no mês de maio

Durante o mês de maio, sete estados realizam debates e encontros sobre o documento preliminar do Programa Nacional de Educação Museal (PNEM) – disponível para download.

No dia 12, o Museu da Abolição/Ibram, no Recife, sedia a atividade em Pernambuco. Já no dia 13, é a vez de Minas Gerais sediar mais um encontro, desta vez no Museu do Ouro/Ibram, na cidade de Sabará.

Em João Pessoa (PB), o encontro, que vai abordar os desafios e perspectivas do PNEM no estado, organizado PNEM_logopela Rede de Educação em Museus da Paraíba (REM/PB), acontece nos dias 14 e 15 de maio no auditório da Empresa Paraibana de Turismo, integrando a 12ª Semana de Museus.

Na sexta-feira (16), será a vez do Rio Grande do Sul discutir as diretrizes para o programa. A atividade acontece na cidade de Santo Ângelo, no Centro Municipal de Cultura. No dia 19 de maio, o Rio de Janeiro  recebe a terceira rodada de discussões no Centro Cultural da Justiça Federal na capital fluminense.

Em São Paulo, a Universidade de Taubaté sedia o encontro das regiões do Vale do Paraíba e Litoral no dia 26, e o estado do Pará encerra as ações do mês de maio nos dias 27 e 28. O encontro acontece no Museu de Arte de Belém. Saiba os horários e informações sobre inscrições na página do PNEM.

Sobre o programa
Constituir diretrizes para as ações de educadores e profissionais dos museus na área educacional, fortalecer o campo profissional e garantir condições mínimas para a realização das práticas educacionais nos museus e processos museais são alguns dos objetivos do Programa Nacional de Educação Museal.

Por isso, é importante que o documento seja apreciado e pensado por museus, redes de educadores, cursos de Museologia, secretarias de cultura e demais entes interessados no desenvolvimento do programa.

Para realizar uma atividade em uma cidade/estado, basta entrar em contato com a equipe do PNEM pelo endereço eletrônico pnem@museus.gov.br para que sejam enviadas todas as informações necessárias para a realização de encontros.

Texto: Ascom/Ibram

Semana de Museus 2014: presidente do Ibram participa de eventos em MG e RJ

A 12ª Semana de Museus será aberta pelo presidente do Ibram, Angelo Oswaldo, no domingo (11), na cidade histórica de Congonhas (MG), com uma palestra, seguida da Série de Concertos Coloniais com o Coral Cidade dos Profetas.

AngeloOswaldo

Presidente do Ibram participa de eventos em Minas Gerais e Rio de Janeiro na próxima semana

Oswaldo também faz visita às obras de implantação do Museu de Congonhas. Ao longo da semana, pela primeira vez a futura instituição ganhará as ruas da cidade histórica em palestras, concursos educativos, lançamentos de livros e exposições, adiantando a possibilidade de futuras conexões.

A agenda oficial do presidente ainda conta com um evento no Museu de Artes e Ofícios (MAO), em Belo Horizonte e uma visita ao Museu de Arte Contemporânea (MAC), na cidade de Niterói (RJ).

Na ocasião será assinado um termo de cooperação entre o Ibram, a Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro e a Fundação de Arte de Niterói para a elaboração do estudo preliminar de reserva técnica compartilhada de acervos museológicos dos museus de Arte Contemporânea, Arqueologia de Itaipu, História e Arte do Rio de Janeiro e Museu Antonio Parreiras.  A criação do Sistema Municipal de Museus de Niterói também será formalizada no evento.

Este ano, a Semana de Museus reúne 1.337 instituições, que realizam mais de quatro mil atividades durante o mês de maio. O tema proposto pelo Conselho Internacional de Museus (Icom), para comemorar o Dia Internacional de Museus (18 de maio) em 2014, Museus: coleções criam conexões, estimula a valorização do colecionismo e a interação entre acervos públicos e privados no campo das realidades culturais do país.

Para Angelo Oswaldo, os números mostram o dinamismo do campo museológico brasileiro: “são mais de quatro mil ações que movimentarão o campo cultural brasileiro ao longo do mês de maio, trazendo, inclusive, reflexos positivos na economia”. Confira a programação completa do evento nacional por estado da federação.

Texto e foto: Ascom/Ibram

Museu da Inconfidência abre exposição de artista mineiro autodidata

Exposição de Luchesi fica em cartaz até 27 de abril

Exposição de Lucchesi fica em cartaz até 27 de abril

A exposição Fernando Lucchesi: imagens e objetos, com criações do artista mineiro, será aberta amanhã (21), às 20h30, na Sala Manoel da Costa Athaíde (Anexo I) do Museu da Inconfidência/Ibram, em Ouro Preto (MG). A entrada é franca.

O público poderá contemplar, até 27 de abril, um pouco do trabalho do artista autodidata que centra suas pesquisas nas texturas e formas arquitetônicas coloniais.

O movimento Barroco, as artes e tradições populares são forte influência, presentes na arte composta, em sua maioria, por formas geométricas sobrepostas. As experiências cotidianas em Belo Horizonte, Ouro Preto, Nova Lima e viagens pelo Brasil e exterior também se refletem no colorido de sua pintura.

O artista
Fernando Lucchesi nasceu em Belo Horizonte em 1955. Residiu em Ouro Preto, onde teve atelier, e atualmente mora em Nova Lima. Artista autodidata, Lucchesi tem participado, desde a década de 70, de diversas exposições coletivas e individuais em MG e outras cidades brasileiras.

Foi premiado no salão do Conselho do Estado da Cultura BH/MG (1980-83), e possui obras no acervo da Fundação Clóvis Salgado (MG), MAM-RJ, Minas das Artes e Gabinete de Arte da Câmara dos Deputados (Brasília, DF).

Sobre sua obra, foi publicado, em 1999, o livro-depoimento Fernando Lucchesi, dentro da coleção Circuito Atelier, e o livro Fernando Lucchesi (2000), organizado por Aracy Amaral, ambos pela editora C/Arte. Saiba mais.

Texto e imagem: Divulgação Museu da Inconfidência
Edição: Ascom/Ibram

Portinari e Vale Cultura: presidente do Ibram cumpre agenda em Belo Horizonte

O presidente do Ibram/MinC, Angelo Oswaldo, está em Belo Horizonte (MG), nos dias 18 e 19, cumprindo agenda oficial em eventos em dois museus mineiros.

Grupo de meninas brincando (1940), de Portinari, integra exposição

A pintura “Grupo de meninas brincando” (1940), de Portinari, integra exposição

Na noite de hoje (18), no Museu Inimá de Paula ( Rua da Bahia, 1201 – Centro), Oswaldo participa com a secretária de Cultura do Estado de Minas Gerais, Eliane Parreiras, da abertura da exposição Portinari na Coleção Castro Maya, com 59 obras em pinturas, desenhos e gravuras realizadas entre 1938 e 1958 pelo pintor modernista brasileiro – que fazem parte de acervos dos museus Castro Maya/Ibram, no Rio de Janeiro (RJ).

Além da obra gráfica, a mostra apresenta ainda correspondências, documentos e fotos que contam a história entre Candido Portinari e Raymundo Ottoni de Castro Maya.

“A exposição enfoca a obra de Portinari pelo viés das relações tecidas entre o artista e o colecionador, dois importantes atores do cenário artístico brasileiro do século 20”, explica Vera Alencar, diretora dos museus Castro Maya – que também comparece ao evento na capital mineira.

Com patrocínio da Petrobras, por meio do Edital de Circulação de Exposições, a exposição itinerante, antes de chegar a Belo Horizonte, já pasou por Brasília, Salvador, Rio de Janeiro, Curitiba, São Paulo, Porto Alegre, Vitória e Belém.

Vale-Cultura
Amanhã (19), às 10h, no Museu de Artes e Ofícios (Praça da Estação – Centro), o presidente do Ibram participa, ao lado da ministra da Cultura, Marta Suplicy, da entrega simbólica de cartões Vale-Cultura da Caixa.

O banco é tanto empresa beneficiária quanto operadora do programa. Como beneficiária, foi uma das primeiras a se cadastrar no Vale-Cultura para proporcionar, aos seus empregados, acesso a eventos e produtos culturais. Como operador, o banco tem mais de 40 mil estabelecimentos comerciais, em todo o Brasil, habilitados a receber os cartões emitidos às empresas cadastradas. Saiba mais sobre o Vale-Cultura.

Texto: Ascom/Ibram
Imagem: Divulgação museus Castro Maya

Museu Regional Casa dos Ottoni fecha para obras a partir do dia 12

O Museu Regional Casa dos Ottoni (MRCO/Ibram), localizado na cidade de Serro (MG), fecha parcialmente a partir do dia 12 de março para execução de serviços para recuperação da cobertura do edifício. A obra está inserida no projeto de revitalização dos museus Ibram, iniciado no final de 2013.

Museu Casa dos Ottoni (MG)

O museu mineiro ficará parcialmente  fechado para obras de revitalização

Em reunião realizada entre a diretoria do museu, arquitetas do Ibram e o engenheiro representante da empresa licitada para a execução dos serviços, foi definido que para garantir a segurança de funcionários, visitantes, acervos e equipamentos, o segundo pavimento do museu e o jardim serão fechados no período de execuções das obras ou até quando não oferecerem riscos.

Os serviços administrativos internos não serão interrompidos. A previsão para conclusão das obras é de quatro meses.

O MRCO ocupa uma construção do século XVIII, na cidade do Serro. Sua origem está ligada aos Ottoni, descendentes de um ramo da família do bandeirante paulista Fernão Dias Paes Leme. Criado em 1949, o museu abriga acervo formado, principalmente, por imagens de arte católica.

Semana de Museus 2014
Durante a temporada nacional de eventos, entre os dias 12 e 18 de maio, o MRCO desenvolverá atividades fora do espaço do museu, aos moldes de outros museus Ibram que, também em obras de modernização, têm realizado ações com entidades culturais parceiras.

No dia 15 de maio, na Praça João Pinheiro, no Serro, acontece show musical, das 20h às 21h30. No dia 16 será aberta a exposição itinerante Além dos muros, no Centro Cultural do Distrito de Milho Verde, e acontece ainda uma oficina em torno da exposição, voltada para crianças, das 14h às 17h, e apresentação musical no Largo da Igrejinha do distrito, das 18h às 19h30.

Encerrando as atividades durante a 12ª Semana de Museus, no dia 17 de maio é a vez da Associação do Distrito São Gonçalo do Rio das Pedras receber a exposição itinerante, a oficina para crianças e show, das 18h às 19h30, no Largo do Comércio do distrito.

Para outras informações, o Museu Regional Casa dos Ottoni pode ser contatado pelo telefone (38) 3541.1440 ou pelo endereço eletrônico mrco@museus.gov.br.

Texto: Divulgação MRCO
Edição e foto: Ascom/Ibram

Requalificação: presidente do Ibram visita museus Ibram em obras

Museu Lasar Segall deve ser reaberto em outubro deste ano

Museu Lasar Segall deve ser reaberto em outubro deste ano

O presidente do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC), Angelo Oswaldo, esteve na segunda-feira (17), em São Paulo (SP), em visita ao Museu Lasar Segall – único museu a integrar a rede Ibram no estado.

Acompanhado pelo diretor da instituição, Jorge Scwhartz, o presidente viu de perto o andamento das obras de requalificação do museu, um dos nove vinculados ao instituto que teve contratados serviços deste tipo no final do ano passado. Outros nove têm previsão de entrar em obras ainda este ano.

Para o Museu Lasar Segall, foi contratada empresa de engenharia especializada com o objetivo de recuperar as coberturas e anexos, além das instalações elétrica, telefônica, lógica e luminotécnica, do Sistema de Proteção contra Descargas Atmosféricas (SPDA) e do sistema de segurança. Os projetos serão concluídos com recursos do Fundo Nacional de Cultura (FNC) e Petrobras, no valor total de R$ 2,5 milhões.

Presidente do Ibram entrega ao prefeito de Caeté, Zezé Oliveira, correspondência da presidência

Presidente do Ibram entrega ao prefeito de Caeté, Zezé Oliveira, correspondência da presidenta

Por conta das obras, que já estão em andamento, o museu está fechado até outubro. Atividades como cursos, oficinas, ação educativa e exposições, continuarão a ser promovidas pelo Museu Lasar Segall externamente, em parceria com outras instituições culturais, como a Fundação Ema Klabin e Centro Cultural São Paulo (CCSP). A programação já foi iniciada.

Em Caeté
No sábado (22), o presidente do Ibram visitou o Museu Regional de Caeté, em Minas Gerais, outra instituição vinculada ao Ibram que passa por obras de requalificação. Na pauta estavam questões ligadas ao patrimônio histórico-cultural.

Angelo Oswaldo também levou ao município mineiro mensagem da presidenta da República, Dilma Rousseff, parabenizando pelos 300 anos da Vila Nova da Rainha (atual Caeté), comemorados neste mês.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Divulgação Prefeitura de Caeté

Pesquisa: Museu Casa dos Ottoni tem aumento no número de visitantes

Museu Casa dos Ottoni (MG)

Museu Casa dos Ottoni: aumento da visitação durante eventos nacionais

O público visitante do Museu Casa dos Ottoni/Ibram, situado na cidade do Serro (MG), teve um crescimento de 30% nos últimos três anos. O resultado vem de pesquisa realizada pela equipe do museu a partir de dados de visitação do triênio 2011-2012-2013.

De acordo com os dados, o público total do museu em 2011 foi de 2.562 visitantes; em 2012, o número aumentou para 3.297 e em 2013 chegou a 4.585 visitantes.

O levantamento mostra que houve picos de visitação, em todos os anos pesquisados, durante as temporadas em que acontecem a Semana de Museus (maio) e a Primavera dos Museus (setembro), mas também um crescimento sustentado distribuído ao longo dos outros meses.

A pesquisa também revela que houve uma boa visitação de turistas estrangeiros no período, sendo a maioria deles da França (26%), Estados Unidos (23%), Alemanha (15%) e Espanha (10%).

Quanto à escolaridade, a grande maioria dos visitantes do museu possui apenas Ensino Fundamental (44%), proporção seguida pelo Ensino Médio (24%), Ensino Superior (24%) e Infantil (8%). Saiba mais sobre o museu.

Texto e foto: Ascom/Ibram

Museu comunitário de Belo Horizonte leva exposição para a Itália

O presidente do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), Angelo Oswaldo, visitou na segunda-feira (16) duas iniciativas de museologia social em Belo Horizonte (MG): Museu dos Quilombos e Favelas Urbanos (Muquifu) e o Ponto de Memória Museu do Taquaril. Oswaldo foi acompanhado do vereador Arnaldo Godoy (PT), ex-secretário de Cultura de Belo Horizonte, que propôs a visita.

Muquifu impressionou o presidente do Ibram, Angelo Oswaldo (dir.)

O trabalho realizado pelo Museu de Favelas e Quilombos Urbanos será conhecido também fora do Brasil: sua Primeira Mostra Itinerante chegará até a cidade de Pádua (Itália), entre 15 de janeiro a 28 de fevereiro de 2014.

A mostra reunirá imagens de moradores das comunidades do Aglomerado Santa Lúcia (Vila Esperança e Vila São Bento) e tem como curador um dos fundadores do Muquifu, o Padre Mauro, que além de pároco da favela é museólogo formado pela Universidade de Pádua.

Localizado na comunidade da Barragem Santa Lúcia, o Muquifu impressionou o presidente do Ibram por seu trabalho de museografia, coleta de objetos e resgate da memória local. “É um museu admirável”, reconheceu.

Memória social
Angelo Oswaldo conheceu também as exposições concebidas pelo museu por ocasião da 7ª Primavera dos Museus (2013), cujo tema foi Museus, Memória e Cultura Afro-Brasileira.

A montagem das exposições envolveu a comunidade, através da doação de objetos, fotografias e histórias que fizeram parte do acervo ali exposto, além dos alunos do 5º período do curso de Museologia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), que tiveram a oportunidade de realizar um trabalho de campo na área da museologia social.

Já no Ponto de Memória Museu do Taquaril, o presidente do Ibram, acompanhado de lideranças da comunidade, teve contato com o trabalho de memória social realizado no maior bairro da periferia de Belo Horizonte. O Museu do Taquaril é uma das doze iniciativas pioneiras do Programa Pontos de Memória, desenvolvido pelo Ibram. “O trabalho deles tem um grande impacto na autoestima da comunidade”, avaliou Angelo Oswaldo.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Divulgação

Presidente do Ibram visita centro cultural e museus comunitários em BH

A partir deste fim de semana, o presidente do Ibram, Angelo Oswaldo, estará em Belo Horizonte (MG) para cumprir agenda oficial. Amanhã (14), ele visita o Centro Cultural Minas Tênis Clube.

Inaugurado este ano, o local possui teatro, Centro de Memória, que abriga o acervo histórico do clube com 78 anos de atividade, e Galeria de Arte. Está prevista para o próximo ano, a incorporação ao Centro de dois cinemas, duas salas multiusos e uma biblioteca.

Na viagem a BH, presidente do Ibram conhecerá o Muquifu

Na viagem a BH, o presidente do Ibram conhecerá o Muquifu

Na segunda (16), Oswaldo visita o Museu dos Quilombos e Favelas Urbanos (Muquifu) e o Ponto de Memória Museu do Taquaril, acompanhado do vereador Arnaldo Godoy (PT). As visitas têm como objetivo conhecer espaços museais comunitários e experiências de museologia social bem sucedidas na capital mineira.

Memória comunitária
O Muquifu, localizado na comunidade da Barragem Santa Lúcia, tem como vocação garantir o reconhecimento e a salvaguarda das favelas. A curadoria da exposição permanente é do Padre Mauro Luiz da Silva, pároco da favela.

Já o Museu do Taquaril é uma das doze iniciativas pioneiras do Programa Pontos de Memória do Ibram, que visa apoiar a criação de museus comunitários em regiões metropolitanas do país, orientando e mobilizando as comunidades no sentido de apoia-las na proteção e potencialização da memória social e coletiva a partir de seus moradores, suas origens, histórias e valores.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Divulgação Muquifu/Jorge Quintão

Museu do Diamante promove Sarau Afro neste sábado

O Museu do Diamante/Ibram promove uma série de atividades ligadas à temática afro-brasileira neste sábado (5).

Às 16h será lançado o livro “O menino coração de tambor” (foto), de Nilma Lino Gomes, com ilustrações de Mauricio Negro (Mazza Edições). O livro infantil foi baseado na história de vida do diamantinense bailarino, coreógrafo e pesquisador em cultura afro-brasileira Evandro Passos.

Para o lançamento foi organizado um Sarau Afro, quando várias pessoas recitarão poemas, textos e poesias de autores afro-brasileiros e africanos como Adão Ventura, Nilma Lino, Cuti, Madu Costa, Bete Guedes, Conceição Evaristo, Léa Gonzales, Mia Couto e outros.

No mesmo dia, acontece e abertura da exposição de fotos “Ancestralidade: Memória de Negros Diamantinenses – Irmandade, idealizada” e organizada por Evandro Passos. A mostra homenageia a presença do negro na formação da identidade cultural diamantinense, levando o público a refletir sobre a presença e a contribuição dos negros na construção da cidade.

Página 5 de 12« Primeira...34567...10...Última »