Página 3 de 3123

Segurança em Museus: livro editado pelo Ibram está disponível para download

Desde a sua criação, o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC) desenvolve ações que visam ao aprimoramento da segurança nos museus. No livro Segurança em Museus, primeiro volume da coleção Cadernos Museológicos do Ibram , são destacados alguns dos principais riscos aos quais os museus e seus acervos estão submetidos e apontadas medidas preventivas. O livro já está disponível para download.

Primeiro volume da coleção Cadernos Museológicos - Ibram

Lançada ano passado, a publicação de autoria de Rosaria Ono e Kátia Beatriz Moreira, tem o propósito de disseminar conhecimentos técnicos, visando contribuir para o aperfeiçoamento das práticas e procedimentos adotados nos museus, sendo que muitas das medidas recomendadas também podem ser usadas para coleções particulares.

A gestão de riscos ao patrimônio musealizado também é um dos temas discutidos no projeto Conexões Ibram, que já visitou dez estados brasileiros, desde março e, de 21 a 23 de agosto, chegará a Porto Alegre (RS). Saiba mais.

Nas palestras apresentadas durante o projeto são elencados os principais riscos aos quais os museus brasileiros estão submetidos. Nos últimos dez anos, por exemplo, o maior perigo foram roubos e furtos – que corresponderam a quase metade das ocorrências registradas. A ação do fogo, da água (seja em enchentes ou pelo exceso de umidade) e a ação de pragas (como cupins e traças) completam o quadro.

Texto: Ascom/Ibram

 

Museu das Missões recebe especialista francês em museus e patrimônio

Hugues de Varine, consultor internacional na área da museologia e do desenvolvimento, é um dos mais importantes autores na área de museus e patrimônio mundial.

No dia 28 de junho, ele estará em  São Miguel das Missões (RS), quando realizará visita técnica ao Museu das Missões/Ibram. O consultor vai conhecer ainda o Ponto de Memória Missioneira e o Sítio Arqueológico São Miguel Arcanjo.

A visita é parte de uma programação ampliada que inclui o lançamento do livro mais recente do autor, As raízes do futuro: o patrimônio a serviço do desenvolvimento local, que acontece na Câmara de Vereadores de São Miguel das Missões, às 18h30, com debate aberto ao público.

O objetivo é discutir e propor alternativas inovadoras diante da realidade do município gaúcho, que possui em seu território importantes bens culturais, incluindo os próprios remanescentes históricos das Missões Jesuíticas dos Guarani que foram declarados Patrimônio da Humanidade, em 1983, pela Unesco.

O autor
Formado em Museologia pela Universidade de Paris e com pós-graduação em História e Arqueologia, Varine foi diretor do Conselho Internacional de Museus (ICOM), fundou o Ecomuseu de Le Creusot-Montceau e atuou no Ministério da Cultura da França, na área de desenvolvimento cultural e de avaliação de políticas culturais.

Como consultor, já participou de missões de desenvolvimento cultural, social e econômico de comunidades urbanas e rurais da França e da União Europeia, incentivando práticas culturais e de consolidação do desenvolvimento local. Internacionalmente, participou de projetos na Alemanha, Suécia, México, Brasil, Canadá, Portugal, Grécia, Hungria, Irlanda e Reino Unido, entre outros.

Texto: Divulgação Museu das Missões
Foto: Divulgação

Ponto de Memória no DF lança editora popular durante bienal do livro

O Ponto de Memória da Estrutural, no Distrito Federal, lança no dia 15 de abril, às 15h, a Editora Popular Abadia Catadora. O lançamento será feito durante a 1ª Bienal Brasil do Livro e da Leitura, que acontece na Esplanada dos Ministérios, de 14 a 23 de abril.

Durante o evento, a editora lançará dois títulos: De mãos abertas e punhos fechados, doado pelo autor Carlos Rodrigues Brandão, e A menina e o Rio, de Almir Gomes da Silva, estudante e morador da Estrutural.

O nome da Editora Popular Abadia Catadora é uma homenagem à líder comunitária, membro do Movimento de Educação e Cultura da Estrutural (MECE) e integrante da Marcha Internacional das Mulheres, Maria Abadia Teixeira de Jesus, que trabalhou no início da sua carreira como catadora de recicláveis na cidade – atividade que movimenta a economia local.

Papelão reciclado
A ideia do projeto foi desencadeada por uma oficina de confecção de livros, feitos a partir de papelões reciclados, realizada com 30 jovens da comunidade na Casa dos Movimentos da Estrutural no final de 2011.

A oficina foi ministrada por integrantes da Editora Eloisa Cartonera, da Argentina. Criada em 2002, a editora-cooperativa já lançou mais de 200 títulos em papelão reciclado e é reconhecida internacionalmente pelo impacto social da iniciativa. 

A capacitação contou com apoio do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC), Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI) e Embaixada da Argentina.  A ideia é que as publicações relacionadas ao Ponto de Memória de Estrutural também sejam confecionadas pela editora. Saiba mais.

Texto: Ascom/Ibram

Novo volume da coleção Museus, Memória e Cidadania tem lançamento no RJ

No dia 2 de abril, às 18h, na sede da Ordem dos Advogados do Brasil no Rio de Janeiro (OAB/RJ), será lançado o livro Marcas da clandestinidade: memórias da ditadura militar brasileira, de Carolina Dellamore.

Nono volume da coleção Museu, Memória e Cidadania, publicada pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC), o lançamento faz parte da cerimônia de entrega da 24ª Medalha Chico Mendes de Resistência 2012, promovida pelo grupo Tortura Nunca Mais. O evento tem entrada franca.

“A vida militante clandestina é uma experiência ainda pouco estudada e permeada de silêncios”, conta a autora na Apresentação do livro. “O objetivo deste trabalho é analisar as diferentes faces da clandestinidade e as marcas deixadas por essa experiência vivida por militantes políticos de oposição à Ditadura Militar”.

A OAB/RJ localiza-se à Av. Marechal Câmara, 150, 9º andar, Castelo. Outras Informações pelos telefones (21) 2286.8762 ou 2526. 2491.

Texto: Ascom/Ibram

Museu da República ganha edição na série Museus Brasileiros

O Museu da República/Ibram, localizado no Rio de Janeiro (RJ), é o tema da 30ª edição da série de livros Museus Brasileiros, produzida pelo Instituto Cultural Safra desde 1982. A publicação foi lançada na terça-feira (22), na sede da instituição.

Financiado com o apoio do Ministério da Cultura (Lei Rouanet), o livro traz informações sobre a história e acervo da instituição, instalada no antigo Palácio do Catete – sede da Presidência da República de 1897 até a transferência da capital federal para Brasília, em 1960.

Nas 360 páginas da publicação estão reproduzidos, em fotos, alguns dos mais representativos objetos, documentos e ambientes que remetem à história da República. Entre os destaques estão o Arquivo Histórico, que reúne cerca de 90 mil documentos relacionados à história da República, o famoso jardim do Palácio e o quarto que reproduz o ambiente em que Getúlio Vargas cometeu suicídio em 1954.

Fonte: Divulgação Instituto Cultural Safra

Biblioteca Rocambole (RJ) tem programação especial em agosto

A Biblioteca Rocambole, biblioteca infantil do Museu Imperial, terá uma programação especial em agosto. Ao longo do mês, o público poderá participar de contações de histórias, cjogos e oficinas com o objetivo de incentivar a leitura entre as crianças, além da possibilidade de levar livros emprestados para casa.

Em 10 e 24 de agosto, às 13h30, haverá a “Hora do conto” com o livro “Lendas de Amor dos índios brasileiros”, de Katia Canton. Nos dias 12 e 31, às 14h30, será oferecida a oficina de adivinhações, trava-línguas e parlendas, voltada para grupos escolares do 1º ao 4º ano do ensino fundamental com, no máximo, 25 alunos.

Em comemoração à Semana do Folclore, no dia 17, às 15h, haverá uma apresentação das lendas do Saci-pererê, do Lobisomem e do Curupira, extraídas do livro “Viagem pelo Brasil em 52 Histórias”, de Silvana Salerno, que reúne lendas e contos populares tradicionais de nosso país. Em seguida, será realizado um jogo criativo de expressão oral a partir do enredo das três lendas.

Nos dias 19 e 26, às 14h30, será a vez da oficina de brincadeiras e brinquedos populares, voltada para alunos do 1º ao 4º ano do ensino fundamental. Na atividade, serão apresentadas brincadeiras e brinquedos tradicionais, como amarelinha, bola de gude, as cinco Marias e escravos de Jó. As crianças poderão conhecer a história de cada brincadeira, como também brincar em grupo.

Todas as atividades são voltadas para instituições escolares e devem ser previamente agendadas junto ao setor de Educação do Museu Imperial, através do telefone (24) 2245-7735.

SERVIÇO

Biblioteca Rocambole
Funcionamento: de quarta a sexta-feira, das 9h às 12h (consultas e empréstimos) e das 14h às 17h (atividades com grupos escolares agendados)
Local: Museu Imperial
Informações: (24) 2245-4182 / (24) 2245-4162
Agendamento para grupos escolares: (24) 2245-7735 (setor de Educação)

Fonte: Ascom Museu Imperial

Lançamento: suplemento especial aborda museus e literatura

Neste sábado, 2 de julho, acontece o lançamento da edição especial do Suplemento Literário de Minas Gerais que tem como título “A literatura vai aos museus”. O evento será realizado de 11h a 13h, na Livraria Scriptum (Rua Fernandes Tourinho, 99, Savassi), em Belo Horizonte, MG.

Os textos, selecionados e organizados por Mario Chagas e Álvaro Marins, integrantes do Instituto Brasileiro de Museus, propõem uma reflexão sobre o lugar que a literatura pode ocupar na museologia contemporânea.

“Museu e literatura transitam pelo campo da memória, da criação, da imaginação, da coleção e do patrimônio cultural. A experiência museal, especialmente no que se refere à comunicação, é uma forma de experiência poética”, destaca o diretor do Departamento de Processos Museais, Mario Chagas, em um dos artigos da publicação.

Os exemplares do Suplemento são distribuídos gratuitamente e também estão disponíveis em versão digital.

Fonte: Ascom/Ibram

Leitores da saga literária “Percy Jackson” visitam MNBA

Um público diversificado esteve presente no último sábado, 18 de junho, no Museu Nacional de Belas Artes, no Rio, para acompanhar as comemorações programadas para o lançamento do livro O Herói Perdido, do escritor norte-americano Rick Riordan. O autor é o criador da série Percy Jackson, um conjunto de cinco livros que contam histórias de aventura de um menino semi-deus.

A parceria inédita entre o Museu Nacional de Belas Artes e a Editora Intrínseca trouxe mais de 120 pessoas, entre crianças, adolescentes e adultos, para acompanhar a visita guiada pelo professor de história Vitor Correia à galeria de moldagens do museu, onde puderam apreciar (a maioria, pela primeira vez) as estátuas e representações de figuras mitológicas que pertencem ao acervo do MNBA.

O evento permitiu aos leitores cariocas conhecer não só as obras, cultura, arte e mitologia greco-romana – tema principal dos livros de Rick Riordan e que fazem parte nova saga Os Heróis do Olimpo, lançada em conjunto a publicação –, mas também possibilitou aos visitantes relacionar as informações recebidas e as obras vistas no museu com a história do livro.

Para Leonardo Freitas, estudante de 17 anos, a exposição foi de grande importância para ajudar a compreender o universo vivido pelo personagem. Muitos pais que marcaram presença no evento elogiaram a iniciativa. “A oportunidade foi única e diferente. Acredito que esse tipo de atividade cultural poderia acontecer mais. Parabenizo o MNBA”, disse João Rodrigues, pai de um menino de 13 anos.

Fonte: Assessoria de Imprensa do MNBA

Museu Théo Brandão no clima de São João

 O Museu Théo Brandão (MTB) da Universidade Federal de Alagoas promove, no dia 17, o lançamento do livro “A Economia Simbólica da Cultura Popular Sertanejo-Nordestina”, do professor do Instituto de Ciências Sociais da UFAL, Elder Maia e a abertura, nas salas de exposições temporárias, da exposição de pinturas do artista plástico e sanfoneiro Vicente Ferreira de Lima.

De 14 a 17 de junho o museu oferece oficina de forró,  com a facilitadora Joyce dos Santos, das 16h30 às 18h, no MTB. As inscrições estão abertas até o dia 14 de junho pelos telefones. As vagas são limitadas.

Na sexta-feira, dia 17 de junho a partir das 18h, haverá o arraial do Museu Théo Brandão com apresentações do Trio “São João no Forró”, roda de coco com a presença dos artistas Rogério Dias e Fagner Dubrown da banda “Poesia Musicada no Pandeiro”, Jurandir Bôzo do “Clube do Coco”, cantador de pagode Lourinho, mestre embolador Jaçanã e Telma César, formação de quadrilha improvisada, além de barracas com comidas e bebidas típicas e brincadeiras para as crianças.

Página 3 de 3123