Página 1 de 212

Livro e palestra no Museu Histórico Nacional abordam espadas imperiais

Mais de 150 espadas imperiais brasileiras datadas do período 1822-1889 foram identificadas como resultado de vasta pesquisa realizada pelo escritor Alfonso Menegassi, cujo livro “Espadas do império brasileiro” será lançado nesta quarta-feira (15) no Museu Histórico Nacional (MHN), que integra a rede Ibram no Rio de Janeiro (RJ).

A intenção do autor foi desvendar o universo das espadas usadas no Primeiro e Segundo Reinado no Brasil. Ao longo da obra, com mais de 450 páginas e 10 mil imagens, o autor vai desvendando este segmento de armas brancas, criando um paralelo com a história do Brasil.

Detalhe da capa do livro de Alfonso Menegassi

Detalhe da capa do livro de Alfonso Menegassi

Os modelos, fabricantes, importadores, a presença nas imagens da época e uma proposta de classificação para as espadas são algumas áreas nas quais o livro se debruça.

Outra questão que Menegassi destaca é o porquê de termos os nossos próprios modelos e padrões de espadas, referendadas inclusive em decretos imperiais. Segundo o autor, a intenção é criar espaço para uma “ampla e saudável discussão, descortinando segredos que muitos guardavam a sete chaves”.

Após o lançamento do livro, acontece uma conversa entre Alfonso Menegassi e convidados: o historiador e diretor do MHN, Paulo Knauss; o arquiteto e também pesquisador do tema José Luis Lorenzi Lima; e Luiz Fernando Folly – escritor e presidente da Fundação Dom João VI.

Tanto o lançamento quanto o debate acontecem no auditório do MHN, a partir das 15h, e têm entrada franca.

 O autor

Carioca, Alfonso Menegassi mudou-se para Porto Alegre (RS) ainda nos anos 1970. Os estudos no Colégio Militar da capital gaúcha foram a porta de entrada para seu interesse por armas e a estrutura militar.

Com formação (graduação e pós-graduação) nas áreas de Educação Física e Odontologia, Menegassi vive hoje em Camboriú (SC), onde desenvolve suas pesquisas sobre o tema. Entre suas próximas obras está um estudo específico sobre as espadas imperiais constantes nos acervos dos museus brasileiros.

O Museu Histórico Nacional localiza-se à Praça Marechal Âncora, S/N – Centro do Rio. Saiba mais sobre o MHN.

Livro na área de Ciências Sociais tem lançamento no MRSJDR em Minas Gerais

Nesta segunda (18), às 19h, o Museu Regional de São João del-Rei (MRSJDR/Ibram), em Minas Gerais (MG), abre as portas para o lançamento do livro Uma análise crítica dos discursos sobre o sincretismo em mídia impressa: um diálogo com as ciências sociais, de Cláudio Márcio do Carmo.

Museu Regional de São João del-Rei (MG)

Museu Regional de São João del-Rei (MG)

Professor Associado da Universidade Federal de São João del-Rei, atua na graduação e no Programa de Mestrado em Letras.

Com interesse em práticas discursivas na mídia, especialmente as orientadas a minorias, grupos vulneráveis, questão racial e questão religiosa, o foco atual das pesquisas, sob perspectivas de base linguística sistêmico-funcional, centra-se, sobretudo, na produção, distribuição e consumo do discurso de ódio na mídia e, por outro lado, no ensino de português para estrangeiros.

Cláudio Carmo é pesquisador do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e atualmente faz estágio pós-doutoral na área de Linguística Aplicada na Universidade da Georgia (EUA).

A entrada para o evento é franca. O MRSJDR fica na Rua Marechal Deodoro, 12 – Centro de São João del-Rei. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (32) 3371.7663.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Divulgação MRSJDR

Exposições de arte contemporânea no Museu da República ganham livro

Para comemorar os dez anos de atividades da Galeria do Lago, espaço dedicado à arte contemporânea situado em seu jardim, o Museu da República/Ibram, no Rio, lança nesta segunda-feira (8), a partir das 18h, livro que apresenta cronologicamente as exposições individuais e coletivas realizadas no espaço.

Jardins do Museu da República no Catete

Jardins do Museu da República no Catete

Com organização da artista visual Martha Niklaus, que esteve à frente da galeria durante estes dez anos, Galeria do Lago: arte contemporânea no Museu da República traz imagens das obras de todos os 140 artistas envolvidos e textos inéditos.

O livro tem edição bilíngue (português-inglês), 320 páginas e será distribuído gratuitamente no lançamento.

A própria Martha Niklaus, a crítica de arte Glória Ferreira, o museólogo e poeta Mario Chagas e a curadora Isabel Sanson Portella, atual coordenadora da Galeria do Lago, assinam os textos da publicação, que traz também reedição das entrevistas com os artistas publicadas nos fôlderes de suas exposições.

Com exposições que duram em média três meses, a Galeria do Lago apresenta obras que dialogam com o Museu da República, seu acervo histórico, paisagístico e arquitetônico, possibilitando o acesso aos cinco mil frequentadores que desfrutam diariamente do maior jardim público do bairro do Catete. Saiba mais.

Texto: Divulgação Museu da República
Foto: Arquivo Ibram

Museu do Ouro (MG) lança blog com serviço de pré-agendamento de visitas

Agora é possível acessar as informações sobre o Museu do Ouro (Ibram/MinC), localizado em Sabará – MG, com mais facilidade a partir do novo blog da instituição: http://museudoouro.wordpress.com.

Neste novo espaço virtual é possível fazer o pré-agendamento online da visita, visualizar imagens do acervo e conseguir mais informações sobre o Museu e seus horários e serviços. Também é possível ver vídeos diversos e fotos antigas do edifício histórico, que era a antiga Casa de Intendência e Fundição do Ouro da Vila Real de Nossa Senhora da Conceição do Sabará e foi transformado em museu em 1945.

O Museu do Ouro possui um acervo de 749 objetos, constituídos de mobiliário, armaria, porcelanas, imaginária religiosa e objetos ligados à prática da mineração (séculos XVIII e XIX). Há também um arquivo histórico e uma biblioteca, localizados na Casa de Borba Gato, edificação do século XVIII. Fica aberto de terça a sexta-feira, das 10h às 17h; sábados e domingos, das 12h às 17h. Visite o blog do Museu do Ouro.

Texto: Divulgação Ibram

Ibram lança consulta pública para Programa Nacional de Educação Museal

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC) deu início ao processo de consulta pública para a formulação de um Programa Nacional de Educação Museal (PNEM).

O objetivo do PNEM é subsidiar a atuação profissional dos educadores de museus, fortalecer o campo profissional e garantir condições mínimas para a realização das práticas educacionais nos museus e em outros espaços culturais.

Interessados em geral, além de servidores e colaboradores do Ibram, podem participar online da elaboração colaborativa do programa, que pretende constituir diretrizes sobre o tema a partir de nove eixos temáticos e de documentos de referência.

O Programa Nacional de Educação Museal será construído em alinhamento com marcos estruturantes e legais dos campos cultural e museal brasileiro, como a Política Nacional de Museus (PNM), o Plano Nacional de Cultura (PNC), o Plano Nacional Setorial de Museus (PNSM) e o Estatuto de Museus – Lei 11.904/2009.

Blogue
Para que todos os cidadãos possam discutir as propostas de forma ampla, foi criado o Blogue do PNEM. A plataforma virtual dispõe nove fóruns, cada um relacionado a um eixo temático do PNEM, formando igual número de Grupos de Trabalho (GTs).

Os fóruns virtuais serão abertos no dia 26 de novembro e receberão contribuições até dia 26 de março de 2013. O documento final será consolidado em um encontro presencial com a participação de interessados.

Texto: Ascom/Ibram
Última atualização: 12.12.2012

Ibram lança cronograma de editais do Programa de Fomento aos Museus 2012

O cronograma de editais do Programa de Fomento aos Museus Ibram 2012 foi lançado nesta terça-feira (15), em cerimônia realizada no Museu de Artes e Ofícios de Belo Horizonte (MG). A solenidade foi o ato oficial que marcou a 10ª Semana de Museus, que continua até domingo (20) com atividades em todo o País (veja o guia completo da programação).

Ao longo deste ano serão lançados 10 editais e investidos mais de R$ 10 milhões em recursos. Haverá continuidade de uma série de prêmios, como Darcy Ribeiro, Arte Contemporânea, Modernização de Museus – Microprojetos, Pontos de Memória e Mário Pedrosa, além dos editais Implantação e Fortalecimento de Sistemas e Redes de Museus, Modernização de Museus Mais Museus.

Também fazem parte do Programa 2012 dois editais inéditos. Um deles é o Prêmio Ibram/COB Memória do Esporte Olímpico, que se destina a selecionar e premiar iniciativas de preservação da memória do Esporte Olímpico, visando o apoio a ações de divulgação, preservação e difusão do acervo. Outra novidade é o Prêmio Memórias Brasileiras, destinado a selecionar e premiar iniciativas de preservação da memória brasileira e cuja ideia é contemplar um tema a cada ano.

Nesta 1ª edição, a ênfase do Prêmio Memórias Brasileiras será nas iniciativas relacionadas à memória dos movimentos sociais no Brasil (sindical, rural, estudantil, entre outros) que apoiam ações de divulgação, preservação e difusão de acervo.

Mais sobre os editais do Programa de Fomento aos Museus Ibram 2012

Atualizada em 15/05/2012.

Saiba como foi o lançamento da série Conhecendo Museus no ParlaMundi

Lançamento aconteceu no ParlaMundi, em Brasília. Série estreia na TV dia 8 de maio

Foi lançada na noite de quinta-feira (3), em Brasília (DF), a segunda edição da série Conhecendo Museus.

Produzida a partir de parceria entre o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC), a Empresa Brasil de Comunicação (EBC),  a TV Escola (MEC) e a Fundação José de Paiva Netto, a série apresentará 52 museus brasileiros em episódios de 26 minutos.

Presente ao lançamento, a ministra da Cultura, Ana de Hollanda, destacou que os museus são fundamentais para que os brasileiros conheçam a história e cultura do País e que a preocupação de se passar uma imagem leve e divertida dos museus pode incentivar o público jovem a visitá-los.

“Quando a gente pensa em Cultura, pensa em formação de público. Quando o interesse para a arte e a cultura é despertado na infância e adolescência, ele permanece com a pessoa”, disse Ana de Hollanda.

Os presidentes do Ibram, José do Nascimento Junior, e da EBC, Nelson Breve, lembraram o desafio que foi produzir uma série sobre museus para que o público percebesse que museu não é “lugar de coisa velha”, como popularmente se costuma dizer. “Todos vão gostar e ter vontade de visitar pessoalmente os museus”, afirmou José do Nascimento Junior. Saiba mais sobre a série Conhecendo Museus.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Bruno Spada/MinC

Quarteto Radamés Gnattali lança DVD no Museu Villa-Lobos (RJ)

Após a primeira e única interpretação na América do Sul da obra completa para quarteto de cordas de Heitor Villa-Lobos, durante o Festival Villa-Lobos de 2009, o Quarteto Radamés Gnattali lança, no dia 5 de março, todos os 17 Quartetos de Villa-Lobos em DVD e Blu-Ray.. O evento começa às 20h no Museu Villa-Lobos (Rua Sorocaba, 200 – Botafogo, RJ).

Gravada entre os meses de julho de 2010 e maio de 2011, nos palácios do Catete, Laranjeiras e Theatro Municipal do Rio de janeiro, a obra integral para quartetos de cordas de Heitor Villa-Lobos traz a eloquência musical do compositor brasileiro em suas 17 peças acabadas e no curioso ineditismo de uma 18° obra, para a qual o maestro deixou compostos apenas 3 compassos e que são executados pelo quarteto Radamés nesta produção.

Com a imprescindível parceria do Museu Villa-Lobos, o acesso aos manuscritos originais do compositor permitiu revisões dessas partituras e a correção de diversos erros de notas e ajustes rítmicos, permitindo ao ensemble criar a própria edição dos quartetos.

No lançamento serão exibidos os vídeos em alta definição e o Quarteto Radamés Gnattali apresentará uma seleção de movimentos de alguns dos quartetos que compõe a Integral. Saiba mais.

Fonte: Divulgação Museu Villa-Lobos

Museu da República ganha edição na série Museus Brasileiros

O Museu da República/Ibram, localizado no Rio de Janeiro (RJ), é o tema da 30ª edição da série de livros Museus Brasileiros, produzida pelo Instituto Cultural Safra desde 1982. A publicação foi lançada na terça-feira (22), na sede da instituição.

Financiado com o apoio do Ministério da Cultura (Lei Rouanet), o livro traz informações sobre a história e acervo da instituição, instalada no antigo Palácio do Catete – sede da Presidência da República de 1897 até a transferência da capital federal para Brasília, em 1960.

Nas 360 páginas da publicação estão reproduzidos, em fotos, alguns dos mais representativos objetos, documentos e ambientes que remetem à história da República. Entre os destaques estão o Arquivo Histórico, que reúne cerca de 90 mil documentos relacionados à história da República, o famoso jardim do Palácio e o quarto que reproduz o ambiente em que Getúlio Vargas cometeu suicídio em 1954.

Fonte: Divulgação Instituto Cultural Safra

Ibram/MinC lança publicação com dados estatísticos sobre museus brasileiros

A ministra da Cultura, Ana de Hollanda, participou da cerimônia de lançamento da publicação Museus em Números, realizada na tarde da quinta (17), em Brasília.

A publicação faz uma radiografia da rede de museus do país nos últimos quatro anos, apurada junto a 1,5 mil unidades cadastradas pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC), entre as mais de 3 mil instituições mapeadas na época da realização da pesquisa. Distribuída em dois volumes, com mais de 940 páginas, a obra é um exaustivo trabalho de pesquisa e análise de dados realizado pela equipe técnica do Ibram.

O presidente do instituto, José do Nascimento Junior, disse que este foi o mais amplo trabalho de pesquisa já realizado na área de museus do país. Ele agradeceu o empenho de sua equipe e ressaltou a importância da elaboração da publicação com a força de trabalho do própria Pasta. Esta é uma prova, segundo ele, de que o serviço público está habilitado para trabalhar com a qualificação de informações. A publicação já está disponível online na página do Ibram/MinC. Continue lendo.

Fonte (texto e foto): Portal MinC

Página 1 de 212