Acesso: Museu do Diamante está com nova página na internet

A exemplo do que já ocorreu com outras instituições vinculadas à rede do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), o Museu do Diamante, em Diamantina (MG) – que em 2014 comemora seus 60 anos de criação – pôs no ar esta semana seu novo sítio web institucional.

Museu do Diamante em Minas Gerais

Criada com o objetivo de fornecer informações e notícias sobre o museu ao seu público, a página traz dados sobre a história do museu, seu acervo, exposições e atividades, além de fotos e agenda completa de eventos.

A página também oferece visita virtual ao museu e acesso ao blog e perfis das instituições nas redes sociais. O agendamento de visitas também poderá ser feito pelo site, com formulário próprio para turmas escolares e não escolares.

Os usuários terão também acesso ao Fale Conosco, onde o visitante poderá deixar sua sugestão, crítica, tirar dúvidas, além de outras interações. Outra ferramenta criada é o Destaque do Mês, onde serão publicadas todo mês peças do acervo do museu.

Criado em 1954, o Museu do Diamante reúne acervo formado por objetos de estilos e tipologias diversas, como indumentária e imaginária sacra, armaria, numismática, mineralogia, além de instrumentos utilizados no processo de mineração do ouro e diamante, que compõem o quadro do que foi o processo de formação e ocupação do norte de Minas Gerais.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Divulgação

Acesso: Museu Imperial já pode ser visitado a partir da internet

Com público médio de mais de 340 mil visitantes por ano, sendo um dos museus mais visitados do Brasil, o Museu Imperial/Ibram, em Petrópolis (RJ), também pode, desde a semana passada, ter seu acervo conferido por qualquer pessoa via internet.

A Coroa Imperial está no acervo do museu em Petrópolis (RJ)

O novo recurso é resultado de uma parceria com o projeto Era Virtual Museus, lançado em 2010 e especializado em visitas imersivas a instituições museais. Mais do que visualizar as obras, os visitantes irão sentir como se caminhassem dentro do espaço, já que a ferramenta permite visualização em 360°. Além disso, a visita reserva possibilidades que vão além da visitação real. Conheça.

“Ao entrar n página do projeto, o visitante tem a mesma experiência imersiva que um jogador de vídeo game. Através de setas se pode caminhar por salas, ter informações detalhadas dos objetos e arquitetura, tem auxílio de um áudio guia, mapa e, com algumas peças, a pessoa pode até movê-las”, explica Carla Sandim, coordenadora do projeto.

Detentor de um dos mais importantes acervos históricos do Brasil, o Museu Imperial é o mais novo dos 14 projetos de visitas online já desenvolvidos pelo projeto Era Virtual. Considerando que 78,9% dos municípios brasileiros não possuem museus, a ferramenta possibilita maior difusão do patrimônio cultural musealizado nacional via acesso digital.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Divulgação

Espanha disponibiliza patrimônio cultural na internet

O Ministério da Cultura da Espanha acaba de inaugurar um espaço online dedicado aos Dicionários do Patrimônio Cultural Espanhol. A ferramenta, que integra o portal Coleções em Rede, torna acessível um acervo com mais de 5.800 definições utilizadas para a descrição de bens culturais. 

O objetivo do site é tornar pública a riqueza deste patrimônio divulgando o vocabulário utilizado para a sua identificação e classificação. A definição dos vocabulários garante um intercâmbio ágil e extenso da informação, contribuindo para o incremento de conteúdos digitais de qualidade para o setor. 

Nesta primeira versão, estão disponíveis para consulta todos os vocabulários utilizados para a descrição de mobiliário, numismática e materiais cerâmicos.  A previsão é de que, nos próximos meses, seja agregado o vocabulário utilizado para descrever objetos associados a ritos, cultos e crenças, além de informações geográficas.