Ibram inscreve até esta quarta para bolsas de iniciação científica

Oportunidade se destina ao financiamento de projetos de pesquisa no campo de atuação do órgão.

Serão oferecidas 10 bolsas destinadas ao financiamento de projetos de pesquisa no campo de atuação do órgão.

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) recebe até a próxima quarta-feira (15) inscrições para seleção de bolsistas do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC). Lançada numa parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), a oportunidade se destina ao financiamento de projetos de pesquisa no campo de atuação do órgão.

Serão oferecidas dez bolsas de iniciação científica no valor de R$ 400 mensais pelo período de 12 (doze) meses, sendo prorrogável por igual período. Podem se candidatar alunos regularmente matriculados em cursos de graduação de instituições públicas ou privadas de ensino superior reconhecidas pelo MEC que não estejam recebendo qualquer outra modalidade de bolsa.

Poderão atuar como orientadores servidores ativos do quadro técnico do Ibram que não estejam em período de licença e possuam título de doutor, além de experiência compatível com a função de orientador e formador de recursos humanos qualificados. Também será requisito a produção científica, tecnológica ou artístico-cultural comprovada nos últimos três anos.

O mérito científico dos projetos apresentados será avaliado pelo Comitê Externo da Coordenação PIBIC/CNPq/MinC/Ibram. Um dos objetivos da iniciativa é proporcionar aos bolsistas a aprendizagem de técnicas e métodos científicos relacionados ao campo dos museus, contribuindo para o desenvolvimento de sua criatividade teórica e cultural.

Os candidatos a orientador do programa deverão enviar os projetos de pesquisa para a Coordenação do PIBIC/CNPq-Ibram até o dia 15 de agosto, exclusivamente pelo e-mail mhn.pesquisa@museus.gov.br. Para mais detalhes, leia o edital.

Museu da República e Colégio Pedro II assinam termo de cooperação

Interior do Museu da República no Rio

Interior do Museu da República/Ibram no Rio

O Museu da República (Ibram/MinC) e o Colégio Pedro II, ambos no Rio de Janeiro (RJ), formalizaram os termos da parceria de estímulo à iniciação científica existente há dois anos entre as instituições.

A assinatura do acordo foi feita pela diretora do Museu da República, Magaly Cabral, pelo reitor Oscar Halac, e pelo diretor de Pesquisa do Colégio Pedro II, Jorge Fernando de Araujo, na última semana. O extrato do termo foi publicado do Diário Oficial na segunda-feira (2).

Com a formalização do acordo, o Colégio Pedro II passará a oferecer bolsas de iniciação científica para os estudantes envolvidos, e também para o Museu da República. Magaly Cabral, que foi estudante do Pedro II, explicou como funciona o projeto. “Incialmente os alunos percorrem os bastidores do museu e se informam sobre as diversas atividades que o museu desenvolve na suas diversas áreas. Depois de conhecerem os bastidores, eles escolhem em que área querem se especializar”.

Atualmente, 12 estudantes do Colégio Pedro II participam do projeto. O diretor Jorge Fernando destacou os benefícios da iniciação científica para os estudantes. “Eles precisam ser ‘despertados’, ter sua vocação estimulada. Quem sabe não estimulamos futuros historiadores, museólogos ou arquivologistas?”, comentou.

Texto: Ascom Colégio Pedro II
Edição: Ascom/Ibram
Foto: Museu da República/Divulgação