Luz na Cidade: aos 75 anos, Museu Nacional de Belas Artes ganha iluminação

Desde o dia 18 de junho, o festival de iluminação urbana Luz na Cidade transformou o centro histórico da capital do Rio de Janeiro. A primeira edição brasileira do festival traz 15 instalações e iluminações que podem ser vistas até o dia 29 de junho, entre a Praça Tiradentes e a Lapa, formando um percurso luminoso na região.

Luz na cidade: projeto de iluminação para o MNBA

Um dos prédios que receberá iluminação especial é o Museu Nacional de Belas Artes (MNBA), administrado pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC). No local, a iluminação será integrada às festividades em comemoração aos 75 anos do museu e ficará em definitivo, realçando assim a fachada do prédio construído em 1908. O design de luz é assinado por Milton Giglio.

O projeto conta com o apoio do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), também vinculado ao MinC, e patrocínio da Eletrobrás. Ele faz parte do plano da Prefeitura Municipal de revitalizar o centro histórico do Rio, reforçando seu potencial de pólo de convivência e turismo.

Sustentabilidade
Além de embelezar uma área fundamental, o festival mostrará aos cariocas que a cidade pode ser bem iluminada com um custo bem mais baixo, graças ao uso da tecnologia.

O trabalho é realizado com produtos inovadores e eficientes, dentro do espírito de sustentabilidade da Rio+20, que continuará ocorrendo na capital do Rio ao mesmo tempo que a iniciativa Luz na Cidade. Para a execução do trabalho, as lâmpadas terão potência e consumo energético limitados, em respeito às normas em vigor e utilização de produtos reciclados. Leia mais.

Texto: Portal MinC
Edição: Ascom/Ibram

Museu Imperial (RJ) integra Outubro Rosa contra câncer de mama

Assim como já ocorreu como o Cristo Redentor, o Coliseu (Itália) o Arco do Triunfo (França) e a Casa Branca (EUA), O Museu Imperial/Ibram está iluminado de rosa entre os dias 13 e 29 de outubro, para conscientizar a população sobre o câncer de mama, no projeto internacional Outubro Rosa.

Além da iluminação, o museu também abrigará outra atividade do projeto. No dia 29 de outubro, às 19h30, será apresentada no Cine Teatro Museu Imperial a peça “Guerreira, seu nome é mulher”, de Zuzu Sarandon.

O espetáculo aborda a história de duas mulheres e os desafios da vida, incluindo infância, adolescência, descobertas, relacionamentos, preconceito, casamento, gravidez, trabalho, sonhos e o câncer. O evento será gratuito, com retirada de convites antecipados na bilheteria do Museu.

O Outubro Rosa é realizado em Petrópolis pela Associação Petropolitana dos Pacientes Oncológicos (APPO) em parceria com o Museu Imperial/Ibram e outras entidades da cidade.

O Outubro Rosa tem seu nome originado do laço cor de rosa que simboliza a luta contra o câncer de mama, através da prevenção e do diagnóstico precoce, e estimula a participação da população, empresas e entidades. Iniciado nos Estados Unidos, o movimento ganhou o mundo e já iluminou de rosa dezenas de edificações e monumentos em diversos países. Outras informações aqui.

Fonte: Divulgação Museu Imperial/Ibram